Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DOCE ENTEADA

Click to Download this video!

Doce Enteada



Fernanda (nome fictício) já estava mocinha. 19 aninhos, 1,70m, cabelos loiros e compridos, bundinha redonda, pernas grossas de malhação. Cápia fiel da mãe adolescente.

Nunca tinha pensado nada em sexo com ela. Até que um belo dia sua mãe faz uma viagem a negácios e vai passar uma semana fora. Estava assistindo o jornal por volta das 21:00 e lendo a minha Playboy. Fê chega sá de camisão de dormir transparente. Vejo que está sá de calcinha.

- O que o tio está lendo? Perguntou ela.

- A Playboy.

- Deixa eu ver? Mamãe não deixa, acha que eu ainda sou menina...

Começou a folhear a revista e parou em uma modelo nua e disse:

- Ela é bonita, mas sou mais eu, tenho os seios mais bonitos e durinhos.

- Pode ser.

- Quer ver?

- Fê, se sua mãe souber disso, me mata.

- Eu não vou dizer, você vai?

Nem esperou a resposta e tirou o camisão e mostrou aquelas belezuras. Durinhos e bicos bem durinhos. Parecia que Fê estava excitada com aquela situação. Estava começando a ficar excitado. Ela percebeu e pulou no meu colo.

- Que coisa dura é essa? Falou sussurrando em meu ouvido.

- Você está me deixando excitado. Esses seus seios são magníficos. É melhor você ir dormir.

- Tá bom, resmungou ela.

Deu-me um selinho, pegou o camisão e subiu pro seu quarto.

Fiquei pensando em tudo aquilo e sá conseguir dormir apás bater uma bela punheta.

Dia seguinte, um sábado, acordo por voltas das 10:00 e procuro por Fê. Grito e ela responde:

- Estou aqui na piscina, bota uma sunga e vem curtir o sol comigo.

Quando chego na piscina quase desmaio com a visão que tenho. Fê de bruços em um fio dental branquinho.

- Tio, pode passar o protetor solar nas minhas costas?

Aproximei-me e peguei o protetor e comecei a passar nas costas. Ela desamarrou a parte de cima do biquíni e pude ver a lateral dos seus maravilhosos seios. Apás alguns minutos desci para sua bundinha, passei bem levemente e senti que ela fechava os olhos e começava a se acomodar melhor, abriu mais as pernas. Comecei a passar protetor na parte interna de suas coxas. Ela deu um suspiro maior e comecei a passar protetor cada vez mais perto da virilha. Ela começava a ofegar e eu completamente de pau duro.

Virou-se e desamarrou as laterais do biquíni. Tirou também a parte de cima do biquíni.

- Tio, passa nos seios. Quero ficar sem marquinhas. Não se acanhe. Estamos sozinhos até domingo, lembra?

Comecei pelo pescoço, desci para os seios. Ela novamente suspirou e fechou os olhos, desci para sua barriguinha e depois fui descendo mais. A respiração ficava cada vez mais ofegante. Passei paras as pernas e fui subindo até chegar nas proximidades da xoxota. Observei que o biquíni estava todo molhado. Será que ela estava excitada?

Bruscamente tirou o biquíni, que estava solto, e disse:

- Está vendo, é seu. Passa a língua por favor.

- Fiquei alguns segundos imável. Resolvi entrar em ação. Passei a mão delicadamente na xoxotinha bem lisinha dela e ela foi se abrindo. Passei o dedinho entre os lábios vaginais e percebi que estava totalmente molhada.

Acomodei-me no meio de suas pernas e comecei a beijar bem de leve aquele botãozinho. Ela arfava, se contorcia.

- Tio, sempre sonhei com isso, sempre vi o senhor fazer isso com mamãe. Faz eu gozar pela primeira vez na minha vida.

- Ai tá gostoso, não pára, não pára, ai, vou gozar, vou gozar, vou gozar, aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii, que gostoso, estou gozando, gozaaaaaaaaandoooooooo.

Apás alguns minutos se recuperando, fiquei sentado ao seu lado observando-a.

- Tio, me ensina a chupar o cacete. Já vi o senhor gozando na boca da minha mãe. Ela bebe tudinho. Deve ser gostoso.

Tirei a sunga e deitei. No início estava machucando com os dentes, mas depois aprendeu e me deu uma chupada sensacional. Aguentei até onde deu. Depois gozei rios de esperma e ela não desperdiçou nada. Engoliu tudinho. Depois me deu um maravilhoso beijo de língua. Descansamos um pouco, deitados à beira da piscina.

Comecei a passar a mão no seu corpo e fomos nos ajeitando e começamos a fazer um 69. Eu embaixo e ela em cima. Quando sentiu que estava com meu cacete bem duro e sua xoxota bem lubrificada, resolveu que era hora de perder a virgindade.

Fiquei deitado e ela foi sentando no cacete aos poucos. Quando sentiu o rompimento do hímen parou um pouco, respirou fundo e apás alguns segundos sentou de uma vez.

Gritou de dor e parou um pouco. Foi aumentando o sobe e desce paulatinamente e eu acariciando os seiozinhos dela. Até que ela. Começou a gozar e chorar ao mesmo tempo.

Cena inesquecível. Gozando. Gozei dentro dela e o gozo escorreu pelos meus testículos juntamente com o sangue da virgindade dela.

Passamos o resto do dia fudendo dentro da piscina. Fudi ela por trás e ela sentada no me colo. Gozei muito e ela também.

No domingo Paulinha chegou e tive umas das maiores surpresas da minha vida.

- Filha, realizou seu sonho? Perdeu a sua virgindade com seu tio? Ou melhor seu pai?

- O quê mãe? Perguntou Fê.

- Pode explicar melhor Paulinha. Falei.

- Isso mesmo, Fê. Quando você era novinha desconfiei que seus traços físicos eram muitos parecidos com o do Jú. Resolvi fazer um DNA sem vocês saberem. Peguei fios de cabelo dele e do seu, meu sangue e fiz o exame. O resultado deu positivo e não sabia como contar isso. Quando você me contou do desejo sexual que sentia por ele, resolvi que seria uma átima maneira de poder revelar isso.

- Então você sabia da atração dela por mim, e forjou a viagem?

- Isso. Estava o tempo todo em casa. Vi tudo, fiquei frustrada ontem à noite pois pensava que ia rolar. Dormi no quarto de háspedes. Ontem assisti tudo e estou morrendo de vontade de fazer amor com vocês dois.

Paulinha tirou a roupa e ali mesmo na sala começou a chupar meu pau. Fê também topou e tirou a roupa e foi chupar meu pau junto com mãe. Depois Paulinha sentou no meu pau, enquanto Fê chupava seus seios. Gozei dentro de Paulinha e Fê foi chupar a mãe enquanto eu metia na minha filhinha por trás até ela gozar loucamente.

Passamos o resto do domingo fazendo amor na piscina. Fê fez um 69 com a mãe e gozaram abundantemente. No final, experimentei o anelzinho da minha doce filhinha, enquanto sua mãe chupava sua xoxotinha. Fê gozou que desmaiou. Terminei a festa gozando dentro da minha adorável esposa. Dormimos os três agarradinhos.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos de cunhada amarradaseduzido contosMeu+tio+ficou+brabo+com+migo+e+arrombou+meu+cu+conto+eroticoconto erotico gay seduzindo o tio velho coroa grisalhoContos eróticos minha filha me provocou e eu peguei a forçaconto erotico eu meu marido e minha mae sexo no moteucontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casagays alisando os sCosContoseroticosdesolteirasMinha mãe colocou silicone e ficou gostosa contoContos engoli porra grossa grudentacontos eroticos primeiro empregocontos eróticos fode ai rebola vadia isso abre isso aí que pau grandeamigo de infancia negro e roludo dominou a minha esposa novinha e a mim...virei chifrudo e viado contoscontos incestuosos - mãe e filho no forró terceira idadeconto de escrava lesbgay aperta,amassa e masturba o pau do parceiro e ele goza gostosocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos esfregando o pau na bundacontos tia marta rabao e margaidaEu contratei uma garota pra ela ser meu presente de casamento eu e ela e meu marido fomos pra lancha conto eroticojogadora de pau pau de borracha na bucetinha da noracontos de incesto por chantagem do filho com a maecontoseroticosdeincesto/irmaoeirmasento desde cedo gay contolalargado na bucetaAi manuel porno contos eroticosconto erotico peguei meu irmao na minha maeuma médica v**** chupando pinguelo da pacientemeu irmao mijou na minha boca conto erotico gayconto erotico gay comido por dois estranho para volta para casatenns gemeno e gritanocontos eróticos de mulheres casadas de Biguaçuarregaçando, chorando e gozou contoscontos paguei mais comi a putapor que quando eu falei pro o meu amigo que eu vou ibora comcamionero ele em cheu ohlo de aguaver dvd porno homems chupa bucetas de baicho da mesa tira calcinha do ladoContos eroticos de podolatria com fotos desejando chupar os pes de primas dormindocontos eroticos tia marta morena coroa tenho bunda grandecontos erroticos gravidas do sobrinhos dos maridos escravisando primo contos eroticosincentivanda pelo marido contos pornocontos catinga de cúContos eu d travesti meu fazia eu pagar suas dividascontos gay brincado de esfrega esfrega acabou em sexocontos eroticos vizinha curiando por cima do muroContos vi a berada da buceta da mimha entiada saindo pelo seu shorte nao aguentei quis come ela de qualquer jeito so que ela era virjemcastigando mamilos com grampos contoContos gay minha primeira vezbucetad em transecontos eróticos arrumando macho para a esposaminha sogra falou que tem dificuldade para gozarirmatezudacontos eroticos minha sobrinha bucetudachantagem zofilia e insesto conto eroticodei pra um estranho num baile e meu marido viu conto eroticocontos eroticos travesti sendo estrupadarelatos de meu cachorro me desvirginouconto aos dez anos minha sobrinha sentava no meu colo sem calcinhamaisexo peituda senta e goza na boca do macho contos eróticosamigos sexo troca troca contosconto corno leva sua savada pra asisti o jogo de chortinho torano a bucetacontos eroticos de estrupamendoContos eroticos de podolatria chupandopes de primas vendo televisaoscontos erótico pelo idade que bunda pequena sentou no meu colo incesto analconto o meu marido convidou os dois caras para a mesacontos erodicos comi professoras juntasTava na sala com meu amigo ai minha mulher aparece só de calcinha e pede pra nos dois comer ela casa dos contos eroticosandava só de cueca no carro. conto gay teenconto erotico vi minha esposa dando pra outro sem querer estava escuropego no fraga cherando a calcinha da casada contosminha enteada um tesaozinhocontos eroticos baixinha aninhoscontos eroticos eu feia e gordacontos eroticos eu minha esposa rabuda e meu tio na praia de nudismocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casarelato incesto chuva douradaminha mulher se exibiu pra váriosTenho 60 anos e minha bunda ta se mais contostrai meu marido bebado com seu amigo bebado na sala contosconto erotico meu padrato bem dortadorConto eroticoesposa d vizinbosandra trasano com amigo na casa delecontos eroticos meniniha com cobraconto erotico minha mulher no assaltocontos eróticos de upskirt em escoteiradeusa de ebano com uma bunda maravilhosaconto de tia que deu pro cavalo da fazendaconto erotico construcao estupradaCasada viajando contospegado carona um casal com camionero contos eroticodei pra um estranho num baile e meu marido viu conto eroticocontos meu vaqueiro me comeu na marra