Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA PRIMEIRA VEZ NA CASA DE SWING

Click to this video!

Tenho 27 anos e sempre tive a curiosidade de conhecer uma casa de swing. As diversas histárias que envolvem essas boates me deixavam bastante curioso.

Moro em Brasília, já conversei com minha esposa sobre o assunto, ela aparentemente ainda não disse não, também tem curiosidade, mas aqui infelizmente não existe esse tipo de boite.

Da última vez que fui a São Paulo (a trabalho), sai na noite sozinho e fui tomar um chopp. Chegando lá, comecei a ficar um pouco mais animado e comecei a flertar no bar, acabei sentado numa mesa com mais três mulheres lindas que ficaram “ de cara” com a minha animação para sair sozinho em outra cidade. Papo vai, papo vem ... e acabei ficando com uma delas que vou chamar de Cinthia.

Cinthia era linda. Uma morena de cabelos longos, seios pequenos, mas durinhos, cheirosa e bunda apetitosa. Ela vestia uma calça jeans que relaçava ainda mais suas curvas e uma camiseta cavada com parte da barriguinha travada de fora.

Depois de mais alguns chopps, elas disseram que teriam que ir embora e a Cinthia disse que me levaria ao meu hotel. Na hora fiquei louco de tesão, tinha certeza que iria leva-la ao meu quarto e fuder gostoso com aquela cheirosa.

No carro começamos a conversar sobre sexo e transar o que me deixou mais tarado ainda, queria logo tirar a roupa dela e comer aquela gostosa. Chegando na rua do hotel, Cinthia parou o carro um pouco distante e começamos uma amasso gostoso.

Eu chupava seu pescoço, beijava sua boca e era correspondido com vontade, coloquei a mão debaixo da sua blusa acariciando a barriguinha e chegando até os seios. O clima de sexo estava no ar. Como ela estava mais cautelosa, fui tomando as iniciativas, chupando os seios e tocando sua buceta por cima da calça apertada. Mas quando tentei esquentar mais as coisas colocando meu pau para fora, ela pediu para parar e disse que tinha que ir embora. Ainda tentei insistir um pouco, mas não tenho muita vocação para isso e deixei ela ir embora.

Imaginem como fiquei puto. Estava com um puta tesão e a mina me deixou na mão depois de tudo aquilo. Nessa hora me lembrei das casas de swing de São Paulo. Entrei num taxi e pedi para o taxista me deixar no bairro de Moema (já sabia que era lá que estavam boa parte das boites de swing).

Chegando lá, caminhei um pouco até encontrar uma dessas casas, fui até o segurança e ele me disse que homem sá poderia entrar acompanhado. Fiquei tomando uma cerveja do lado de fora e ia vendo os casais chegando. Ver aquelas mulheres aparentemente “santas” chegando na boate foi provocando minha imaginação.

De repente, na segunda cerveja, escutei um “psiu” vindo de um Palio que estava estacionado.

Fui até lá e para minha surpresa haviam duas garotas no carro. Elas me perguntaram se eu queria entrar. Eu disse que sim (é claro), mas não podia entrar sozinho. Elas me convidaram para entrar com elas. Disseram que estudavam numa faculdade ali perto e que não eram lésbicas e não queriam que ninguém pensasse isso delas, por isso não queriam entrar sozinhas. Achei a desculpa meio “xexelenta”, mas não podia desperdiçar a oportunidade.

Entrando, ficamos todos um pouco decepcionados, a casa estava vazia. E tudo muito comportado. Perguntei ao garçom se era sempre fraco assim. Ele disse que mais tarde ficaria melhor.

Resolvemos relaxar e começamos a beber e conversar em uma mesa. As duas garotas eram bem diferentes, mas eu estava achando brecha nas duas, mas não sabia em quem chegar primeiro.

Depois fomos os três dar uma volta na casa, chegamos a um labirinto onde havia um segurança que disse que lá sá poderiam entrar casais. As meninas se olharam e a mais tímida disse para a amiga, vai lá conhcecer.

Entramos e caminhamos um pouco naquela escuridão e começamos a escutar gemidos. Ela não quis mais avançar, mas nessa hora tomado pelo tesão, abracei-a com vontade e beijei aquela boca gostosa, ficamos um tempo ali no amasso e ela pediu para sair, pois a amiga estava lá fora esperando.

Ela era baixa, devia ter uns 1,65, mas era toda durinha e gostosa, cabelos escuros e lisos a amiga dela também baixa era um pouco mais cheia e loira, tinha um rosto lindo.

Ao sair convidei a amiga para conhecer o “labirinto” também, essa foi mais rápida, já começamos a sacanagem logo na entrada do labirinto. Ela me perguntou se eu havia pego a amiga dela. Eu disse que sim. Parece que ela não gostou muito e quis voltar para a mesa.

Daí para frente investi apenas na amiga mais atirada e fui correspondido. Mais tarde já com a casa cheia, fomos a outra sala, grande e vazia e começamos a sacanagem.

Apás longos beijos, tirei sua blusa e comecei a chupar seus peitos, ela gemia e pedia mais. Depois abriu minha calça e passou a chupar a minha pica, estava uma delicia, quase gozei. Ela interrompeu o boquete, foi tirando a calça e disse: - Me come logo....

Foi uma delicia, outras pessoas estava chegando na sala e quando olhei para o lado já haviam outros casais fazendo sexo na sala, outros apenas olhando. Aquilo me deixou com mais tesão. Ela gozou e disse que iria voltar a mesa.

Como ainda não havia gozado (demoro quando bebo), fiquei por lá e fui acariciado por uma loirinha que estava com o namorado. Fiquei meio sem jeito com a presença dele, mas ele me disse: - Vai pode comer a minha mulherzinha, ela é uma piranha mesmo.

Fui com fé, enquanto comia ela de quatro, ela chupava o pau do seu namorado. Ele xingava ela de tudo que era nome. Gozei naquela buceta e deixei o casal a sás.

Voltei a mesa e as meninas já não estavam mais lá.

Depois de me recompor houveram outras transas na mesma noite. Adorei a casa de swing.

Se mais alguma garota ou casal quiser me acompanhar numa casa de swing em SP me escreva. E-mail: [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


minha mulher adora ser brechadacontos ela da a bundacontos eroticos gays come meu pai bebado mais o meu amigoo assaltante e a vitima contos eroticosafilhada chorando com a pica do padrinho no cu - contos eróticoscontos papai passando bronzeador em mimcontos eroticos sexo com minha empregada de vestido curtinholevemente ara tomando banho nuabanho com a tia velha contocontos eróticos dupla penetração anal em travestis zoofiliacontos a filhinha de fii dando p i papaicontos eroticos "cadela" "sem comida" "fome"contos erótico fudi uma cabritinhaassustei com apica do meu melhor amigo contosFotos de gostosas de vestidinho colado dirigindo carrover treis mulle fazendo travesti cozacontos eroticos garotas na escolavideo travesti comeu amiguinha virgem de chortinho sozinha na casa delaMinha filhinha com shortinho muito curtinho ve contoscontos veridicos de japa com negao de pau gigantecontos eroticos medicoComtos erotico chuponas.de.rola.contos eroticos de cornos bravoswww.mulatanua.comver conto erotico de filho com mae evangelicaso rendudo socando ni bundao enormenegrinha virgem sendo violentada pelos tios contosConto podolatria gay o chulé do loiroconto erotico incesto sonifero filhacontos eróticos primos amantesvou contar como realizei minha voltade de trepar com dois e der duas rolas na bucetaContos eroticos de travesti com mendigocontos eroticos jovem transando com a negra escrava parte 1conto erotico eu e minha sobrinha de menor no matinho3negros-_contos eróticosrelato fui trocar o gaz e arrombei o cu da crenteContos eróticos fedorentafui comida e chingada feito puta pelo meu primoMulher casada bunduda minha corriosidade contosPorno conto casa abondonada eu e o viadinhotanguinhas molhadas contos eroticos reaismulheres peitudas contos eroticosContos entiadas apanhando para submeter ao sexoContos erotico uma cadela para toda matilhameu marido nao sabe o que sou capazcontos gozando pelo cuzinhoconto de arrebentando o meu cu com a pica grandeComtos namorada fodida para pagar dividas do namoradocontos de pura putaria entre pais e fcontoseroticos madrastcontos dormi de fio dental e me ferreinovos contos eróticos entre namorados dpcontos eroticos acampamento pirenopolismeu compadre tem fantasia herotica cm migo o q devo fazermeu marido sempre tras tres amigos em casa conto erpticoConto erótico Sempre fui mas ele descobriucontos eróticos frio chuvaconto muito gata quis anal dotadoA filha do meu amigo veio do interior pra ser minha empregada conto eroticoporno gay cara com video game no rosto e o outro chega fode logomalandrao dando o cuzinho pra boy malhado contomalhando bundundaconvidei o Celso para enrabar minha esposaele grito e choro enquanto dava bucetaconto de botei a novinha pra chora com a pica grande no cucontos eroticos porno medinga deu cuconto erotico namcontos eroticos minha tia tomando banho de solcontos mulher alta bunduda ggcontos eroticos dei sonifero pra minha irmacoroa dona de banca em teresina dando bucetaconto erotico madura gorda e a submissa ninfetinha e gostosacontos eróticos eu como minha sobrinha na frente da minha esposapeito bicodu sexviadinjo da bimda rrdonda contos eroticoscontos de corno minha mulher me trocou por outrocontos eróticos meu segredorabinho impinadinho em fio dental da irmaconto meu cunhado cacetudo me arrombou toda fiquei toda suadarealizei a minha maior fantasia transei com um jovem loiro do pau grande e meu marido assistindoconto erotico cobrador casada lesbicocontos eroticos minha esposinha e o inquilino velhoamiga lésbica tira a calcinha da amiga com Statecantos eroticos de casada dando o cu vergimeu cachorro taradoconto cu ensopado de porra gaycontos chupando o pau do tio da creccontos de incesto minha sobrinha veio passar dois dias comigocontos minha buceta nunca mais foi a mesma depois que eu trepei com seu moacirXvidio mulhes que anda a noitedeixa eu ver seu peitinho contosGoiás borracheiro endereço conto gay de calcinhaela engolia meu pau e colocava o dedo no meu cuconto tia pelada em casacontos eroticos escritos lesbicos me dar melzinho.