Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A MENINA DA PADARIA

Click to this video!

Oi, o que relato a seguir foi verídico e até hoje sinto saudades. Vou usar nomes fictícios, sou Rapha, tenho 1,80 m, olhos castanhos, bem apessoado, extrovertido e amoroso. Tudo aconteceu quando ao comprar pão pela manhã, na padaria do Sr. Luiz, uma funcionária nova me atendeu, que funcionária. Clarinha, cabelos castanhos como o meu, corpinho gostoso e bundinha arrebitada e de bom tamanho. Convrsa vai conversa vem me disse se chamar Renata. A cobiça por ela foi ao limite, então perguntei se ela tinha namorado, novio, era casada ou coisa e tal..... respondeu-me que tinha um ficante. Bem se tem um ficante eu posso ser mais um então. Tracei a estratégia, comecei a verificar a que horas ela saia e pensei na práxima eu ofereço uma carona. Passou-se alguns dias e tomei coragem, fiquei aguardando do lado de fora e ao perceber que ela saia ofereci uma carona, ela prontamente aceitou. No carro perguntei onde morava, se queria que eu a levasse até sua casa, qual não foi a surpresa quando disse que não, que ela queria ir para qualquer lugar menos para casa, estava cedo ainda. Na hora dei seta para o motel. Chegando eu pedi uma suíte ( ela merecia ) ao entrar nem tive tempo de tirar a roupa direito, ela veio pra cima, como um atacante faminto, abriu o zíper da minha calça e começou uma chupeta maravilhosa e enquanto chupava dizia que desde a primeira vez que me viu gamou. Bem não perdi tempo, tirei o resto da roupa, deixei ela peladinha e desfrutamos de um 69 fantástico. Gozei na boca dela e ela na minha. Apás alguns minutos nos refizemos e parti para cima daquela gatinha, lambi gostoso sua grutinha e sem dá enfiei meu cacete, latejando de tesão ( e não é pequeno não ) e sá ouvi um urro de dor e prazer, bombei, bombei e aos gritso ela dizia "me fode, me fode gostoso, quero gritar mais de prazer", ouvindo aquilo, meu tesão foi aumentando e explodi em um gozo abundante dentro daquela xoxotinha, ela me unhava as costas e eu apertando sua bunda enfiava mais e mais, fomos para banheira, apás mais alguns minutos eu estava pronto para outra batalha, ela começou a me chupara novamente e disse com uma cara bem safadinha, se eu fosse bonzinho com ela, ela me dava o cuzinho ( ainda virgem, sengudo ela mesmo disse ) fiquei louco e prometi ser o homem mais bonzinho do mundo, ela então me levou para cama, carinha de anjo se colocou de quatro, abriu bem a bundinha e disse "vem, fode meu cuzinho meu gatão " rapaz do céu, aquilo era a visão do paraíso, devegar deu uma lambusada no buraquinho, melei bem e fui entrando naquele orificio do amor, no começo ela gemu um pouco mais alto, mais qdo estava no meio da penetração, ela deu uma bundada e veio de encontro com minha rola de uma sá vez, que delícia ver aquela gata gritando de dor e prazer....... não demorou muito eu gozei gostoso novamente. descansamos um pouco fizemos mais alguns carinhos e a lever embora.... Repetimos a dose mais algumas vezes, depois ela se casou e foi embora.. deixnado saudades............

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos me vinguei com o meu ex namoradoduas loirinhas e ruvidos. anamara. cupanu. bucetapai cacetudo conto gayconto porno puta suja de estradaconto - bucetinha novinha cheirosa e depiladame casei com um cornocontos eroticos apostei meu marido e pedirachei que era uma mulherao mas era um travecao que me enganou e socou no meu rabinhomeus tios uma historia real 1cantos eroticos so casado mais o negao arrombou meu cucontos erotico ela trai o maridocontos eróticos di mulher tou com fome.di picavideo porno gay o promo etero bota o primo gay na surubavocê fodendo meu reguinhocontos eroticos patricinha caminhoneiroscontos me chamo camila transei com felipe meu irmaocu fudidos aregalados fotoscontos realizei o sonho do corno engravidei de outroConto gay comendo a porquinha zoofiliacontos eróticos ele me pegouConto erotico dotado no vilarejocontos eróticos escrava sexuais incertofodida no onibus por coroa contoscontos eroticos chantagiei a o amigo do meu marido para me comeme mesturbei no banheiro e agira?contos sem calcinhaContos eroticos primo do pau grande engravidei minha prima peitudacontos eroticos comi a mulher do traficantecontos minha irmã minha putaconto erotico marido bebado sogro fode noraconto pono de mulhe deiixa seu ammate negao tira sangue da suuua fiilhaler contos de sexo de mulheres sendo chantageada na estrada e dando cuzinho pra dotadosSou casada fui pra um acampamento com os colegas a amigas so rou surubacontos eróticos casada não resistiu e traiucontos eróticos de minininhas que adorava ser abusada dormindoContos eroticos selvagens brutais incestos com xingamentos surrasconto primeiro boqueteconto nao aguentei e fudi minha sobrinha de oito anoscolo do velho. contocontos de coroa com novinhoconto erotico: meu desejohistoria de contos eroticos com pasteleiroloiras fudendoconto eróticocontos comer cu sogra e filhamulher transando com dog contosconto de encesto a supresa de mamaeconto erotico da cunhada pegando no pauconto cdzinhachute no saco contos pornohonme infinando a rola na bumda da moleconto casa de praia estouro cabaçominha irma casada conto eroticocontos de chorei com a pica grande no meu cuzinho apertadomeu primo mobral contocontoseroticos desde pequena adoro dar o cuzinhogostosa gordinhas tirando cabeçacontos eróticos aquele caracomo eu ia na fazenda novinhacontos eroticos tia marta morena coroa tenho bunda grandeconto fiz sexo oral em padrepodendo com a sograconto eroticos troca troca com amiguinhosexo gemidossscontos eroticos de primos com primas que engravidamenchi minha buceta greluda de pora pro mru corno chuparminha irmã minha amanteevy kethyn istinto ativocontos eroticos trai meu marido com meu chefedepilano a buceta dela io cara comi elaRelatos sexuais me encoxando na cozinha e o corno na salaAtras da casaxvidioRelatos de casada puta esfregando a bunda gozada na cara do corno otario