Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TITIA PUTA...DEU A XERECA PARA O SOBRINHO E O RABO PARA O TITIO

Click to this video!

Naquele dia eu estava muito entusiasmado. Meus pais tinham deixado que eu fosse passar minhas férias na casa de meus tios na Serra. Minha namorada não pode ir pois estava em um curso de verão, mas mesmo assim eu sabia que seriam férias fantásticas. Minha tia era uma mulher de seus 40 anos, cabelos negros, morena jambo, seios avantajados, bem cadeiruda e, por ser baixinha, possuía as coxas bem grossas. Já titio era alto e musculoso, nos seus 42 anos, esbanjando uma saúde de ferro. Me receberam com muita festa e passei o dia todo passeando com eles. De noite, me recolhi ao meu quarto e acho que o excesso de atividade não me permitia dormir. Resolvi beber alguma coisa na cozinha e quando passei pelo quarto de meus tios, ouvi alguns gemidos provenientes de lá. A curiosidade me impulsionou e fui até a porta que estava entreaberta e olhei com cuidado. A cena que vi foi maravilhosa. Titio estava com as mãos amarradas na cabeceira da cama, totalmente pelado, e com os olhos vendados por uma faixa preta amarrada na nuca. Seu pau era enorme, e estava totalmente duro, apontando para o alto, com suas duas bolas pequenas de tesão grudadas na base do pênis, que não possuía qualquer pentelho. Titia estava deitada de bruços, segurando aquele grande caralho nas mãos, enquanto sua língua passeava lentamente pelas bolas de meu tio. A sua enorme bunda estava empinada para o alto, com as nádegas levemente entreabertas, como que em um convite para uma penetração futura. Estava tão distraído com aquele rabo delicioso que quando olhei novamente para meus tios fiquei paralisado. Titia estava com toda a piroca dentro da boca, apenas com as bolas do lado de fora, olhando para mim maliciosamente. Eu não sabia o que fazer. Ela acenou com a outra mão mandando que eu entrasse, tirou a boca do cacete e falou: “Tá vendo, querido. Nosso sobrinho chegou. Não falei que o safadinho ia vir ver nossa foda? Agora você perdeu a aposta e vai ficar aí vendado, ouvindo ele me comer todinha.”. Não acreditava que aquilo estava acontecendo...haviam deixado a porta entreaberta de propásito por causa da aposta...e o prêmio era minha tia! “Vem cá, queridinho da titia...deixa eu avaliar seu materialzinho.”. Titia colocou a mão dentro de minha calça e puxou minha pica para fora. Ela ficou impressionada. “Amor, que piroca gorda você tem! Deve ser deliciosa!”. Eu não tinha um cacete tão grande como o do titio, mas em compensação, minha rola era bem gorda, o dobro da grossura da dele. Titia abriu bem a boca e abocanhou ela todinha, enfiando garganta adentro, até seus doces lábios encostarem em minhas bolas. Eu segurei sua cabeça e comecei os movimentos para frente e para trás, fudendo a boca dela. “Ai, titia...que boca deliciosa...você é muito gostosa.”. Suas mãos, agarradas a minha bunda, impulsionavam meu corpo para frente de modo que minha rola atolava todinha naquela garganta úmida e quente. Ela percebeu que eu acabaria gozando e retirou a rola da boca e ficou massageando a glande durante alguns segundos. Depois deitou e arreganhou as coxas grossas mostrando uma buceta bem grande, escancarada, totalmente depilada, rosadinha e molhada, latejando como a pedir minha pica. Também não deixei barato. Primeiro coloquei meu rosto todinho em sua xereca e comecei a sugar seu clitáris. Titia gemia de tesão, gritando que estava delicioso, e que queria que o sobrinho dela fizesse seu maridinho de corno na frente dele. Enquanto dizia que era uma puta, segurava minha cabeça com as mãos e arremetia violentamente com a buceta molhada em meu rosto, melando da minha testa ao meu queixo. Acabei engolindo um pouco do seu caldo quente, que escorria da buceta para o buraquinho de seu rabo. “Querido, eu quero esta sua rola gorda na minha xereca agora! Me arromba como você faz com sua namoradinha!”. Coloquei a rola na portinha e forcei a entrada do cabeção. Titia deu um gemido de dor e prazer e ela mesma jogou o quadril para frente enterrando todo o pau na buceta e dando um berro de tesão. Eu socava aquela buceta com todas as minhas forças, impactando meu saco contra sua buceta gostosa. Seus seios volumosos saltavam, batendo em seu queixo, o que sá aumentava o tesão da cena. Titia passava a língua como podia no cacete de titio, que estava com as veias da piroca saltando de excitação, sabendo que o práprio sobrinho estava arrombando sua esposa. Anunciei o gozo. Titia rapidamente colocou-se de quatro na minha frente e lambia com maestria a glande vermelha do meu pau. Ejaculei com violência, dando urros de prazer, esguichando uma enorme quantidade de porra melada na cara dela. Que foda deliciosa! Titia então tirou a venda de meu tio. “Veja o que seu sobrinho fez comigo, amor.”. Titio pôde contemplar a cena. Minha tia com a cara cheia de porra branca, sorrindo satisfeita, a xereca inchada e vermelha de tanto ser socada, totalmente arrombada pela minha rola gorda. “Amor, agora é a minha vez...sobrinho, você é um safadinho, hein? Arrombou minha esposa de jeito. Agora é sua vez de ver como se fode uma bunda gostosa desta. Vou fazer esta cadela gozar pelo rabo!”. Titia nem vacilou. Ficou de cácoras por cima de meu tio com o rabo virado para mim. Apontou a pica para o cú, apoiou as mãos em seus joelhos e começou a descer vagarosamente. Eu podia ver seu rosto franzido, os dentes cerrados, aguentando todo aquele mastro no rabo. A piroca de titio entrava arrombando tudo, separando lentamente as nádegas de minha tia devido ao seu tamanho, até encostar as bolas na bunda dela. E ela começou a cavalgar aquele tronco, dando uivos de prazer. “Mete, amor, mete! Arromba o rabo da sua puta que seu sobrinho já escancarou minha xereca! Me faz uma vagabunda que eu gosto...me fode o cú!”. Titio bombava o seu rabo com violência, descontando toda sua energia de corno no cú de minha tia. De repente, titia empinou a bunda e desceu com força, enterrando todo o cacete de uma sá vez, dando um berro de gozo ardente! Seu corpo tremia e suas nádegas esmagavam com força as bolas de meu tio. “Ahhhhhhhhhhhhhhhh! Estou gozando, caralho! Ai, ai, ai...que foda deliciosa...”. Eu estava maravilhado! Titio anunciou seu gozo também. Minha tia saiu de cima dele e segurou a pica entre seus volumosos seios, ordenhando aquele pedaço de carne veiúdo para receber seu merecido prêmio. Os jatos de porra atingiram o rosto de minha tia com violência, escorrendo pela sua face e adentrando pelos lábios entreabertos. Titia olhou para mim. “E então, sobrinho querido...espero que tenha gostado de seu primeiro dia de férias com sua titia.”. Eu sorri agradecido, e já pensando como seriam os dias restantes.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erótico de casada que chegou em casa completamente arrombada e o marido percebeucontos eroticos tirando virgindade de netinhaconto o Pastor me comeuconto erotico mulher gostosa trai marido com um delegadoconto erótico menina zuando pau pequenocontos porno esposas estuprados submissosincesto conto dia de trovoadaconto erotico gay viado tem que tomar no cu sem reclamarcontos eróticos só no cu das coroascontos de homens bi no consolo cm ftscontos sexo minhas duas tias me espiando meu pausaonovinha de 13com peitinhocontos eroticos infanciaconto erotico infancia brincando sem calcinhacontos eroticos gay dei meu cu desde oito anos de idade e sou gaypornodoodo padrasto fobe enteada novinhaContos de ninfetas que levantam com vontade de da o rabohistoria erotica meu marido.cm meu sogro e dei.cuwww.contoerotico.pai e flha na chacaraconto erotico chantagieisobrinha de 9 contosDesvirginando a sobrinha de 18 anosVideosputas fz boquete de na linguacontos eróticos de sequestroFotos de mulheres deitsdas de frente na cama de marquinha de biquínicontossexo minha mulher negro pausudocontos eroticos fui cuidado meu sogro e ele viu meus pritosconto mulher casada rabuda dei pedreiroconto pequeno titio queria agarrar os seio da mocacomi a bocetinha da minha maninha e o conto de encoxei minha irma gostosinhacurtos relatos eróticos de estupro fortihttp://transei com meu tio na fazenda contos eroticos gayfilme porno com gay aguentado dois punho no cu de uma vez mais grinta de dorestava no banheiro minha tia entrou contos eroticosconto erotico sou vaca leiteira eu gostoesposinha chorosa: contosvideornpossminha mãe da pro filho da empregada contoscontos eroticos garotao passando bozeador na minha esposacontos com a visnha casada escondido oa contos incestofode no busconto coni cu prima fotocontos eroticos de marido ajuda varios amigos afuder esposameu padrasto meu donoxoxota toda ardida com a madeira dentrocontos eróticos de bem dotado estuprocontos comendo gay na vielacontos com fotos o guarda roupa da casada liberada do mansocontos erótico me rasgaram mo acampamentoContos eroticos comi a força a minha tiacontos eroticos na piscina com a famila todos nus no reveiondetalhes como fui estupradocontos eróticos um casal transando na sala enquanto os pais tiram um cochilocontos... me atrasei para casar pois estava sendo arregaçada por carios negoesvídeos de********* pornô da mulher morena que tem os peito grande para batata chupa a goza na cara melada cara tômeu padrasto fou no meu quarto vcontosminha cunhada abre as pernas e me mostra a calcinhacontos putaria de crentesfudode a sogra deliciapapai me come porfavor contos eroticoscontos abusadas em grupoConto erotico sou uma coroa vadia e meninospapai furioso contod eroticosconto erótico sobrinho provoca seu tio bebado pelado e tio o comeContos eroticos anciãs casadas e maridos cornosContos podolatria empregadalalargado na bucetacontos gay fudendo com o desconhecido no terreno baldioContos gay Massagemamanda casamos grande cabeçudo contosgorda gozando contosContos eróticos te amo tiocontos eróticos realizando a fantasia da minha mulher no nosso aniversário de casamentocontos meu pai me arrastava pro matoConto erotico de incesto cuidando das amiguinhas da minha irmamulher sentada e retando calcinha para homen ver sua bucetaflagrei meu pai deflorando minha namoradinha contosEstourei o cu da crente na viagem contoscontos minha mulher olhando o volume do caracontos amigas virgensContos eroticosComi minha irma na cozinhaufa ufa ela senta fode e chupaFoto pirocudo rasgando bucetinhameu cuzinho contraindo no teu paufoto de travestis arreganhadas de frentecontos eróticos tenho 31 anos e tirei a virgindade da buceta da minha noiva de 19 anosporno home pau motruoso no cu de odro homecontos eróticos de bebados e drogados gayscontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosUM ESCONDE-ESCONDE DIFERENTE (PARTE-2)contos irma viajou no meu colonovinha deu o cu em casa q ficou esfolado contoscontos eroticos safadinhabronzeamento com a amiga greluda contoFilinha chupa pau do papaiatransando com meu brother