Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TITIA PUTA...DEU A XERECA PARA O SOBRINHO E O RABO PARA O TITIO

Click to Download this video!

Naquele dia eu estava muito entusiasmado. Meus pais tinham deixado que eu fosse passar minhas férias na casa de meus tios na Serra. Minha namorada não pode ir pois estava em um curso de verão, mas mesmo assim eu sabia que seriam férias fantásticas. Minha tia era uma mulher de seus 40 anos, cabelos negros, morena jambo, seios avantajados, bem cadeiruda e, por ser baixinha, possuía as coxas bem grossas. Já titio era alto e musculoso, nos seus 42 anos, esbanjando uma saúde de ferro. Me receberam com muita festa e passei o dia todo passeando com eles. De noite, me recolhi ao meu quarto e acho que o excesso de atividade não me permitia dormir. Resolvi beber alguma coisa na cozinha e quando passei pelo quarto de meus tios, ouvi alguns gemidos provenientes de lá. A curiosidade me impulsionou e fui até a porta que estava entreaberta e olhei com cuidado. A cena que vi foi maravilhosa. Titio estava com as mãos amarradas na cabeceira da cama, totalmente pelado, e com os olhos vendados por uma faixa preta amarrada na nuca. Seu pau era enorme, e estava totalmente duro, apontando para o alto, com suas duas bolas pequenas de tesão grudadas na base do pênis, que não possuía qualquer pentelho. Titia estava deitada de bruços, segurando aquele grande caralho nas mãos, enquanto sua língua passeava lentamente pelas bolas de meu tio. A sua enorme bunda estava empinada para o alto, com as nádegas levemente entreabertas, como que em um convite para uma penetração futura. Estava tão distraído com aquele rabo delicioso que quando olhei novamente para meus tios fiquei paralisado. Titia estava com toda a piroca dentro da boca, apenas com as bolas do lado de fora, olhando para mim maliciosamente. Eu não sabia o que fazer. Ela acenou com a outra mão mandando que eu entrasse, tirou a boca do cacete e falou: “Tá vendo, querido. Nosso sobrinho chegou. Não falei que o safadinho ia vir ver nossa foda? Agora você perdeu a aposta e vai ficar aí vendado, ouvindo ele me comer todinha.”. Não acreditava que aquilo estava acontecendo...haviam deixado a porta entreaberta de propásito por causa da aposta...e o prêmio era minha tia! “Vem cá, queridinho da titia...deixa eu avaliar seu materialzinho.”. Titia colocou a mão dentro de minha calça e puxou minha pica para fora. Ela ficou impressionada. “Amor, que piroca gorda você tem! Deve ser deliciosa!”. Eu não tinha um cacete tão grande como o do titio, mas em compensação, minha rola era bem gorda, o dobro da grossura da dele. Titia abriu bem a boca e abocanhou ela todinha, enfiando garganta adentro, até seus doces lábios encostarem em minhas bolas. Eu segurei sua cabeça e comecei os movimentos para frente e para trás, fudendo a boca dela. “Ai, titia...que boca deliciosa...você é muito gostosa.”. Suas mãos, agarradas a minha bunda, impulsionavam meu corpo para frente de modo que minha rola atolava todinha naquela garganta úmida e quente. Ela percebeu que eu acabaria gozando e retirou a rola da boca e ficou massageando a glande durante alguns segundos. Depois deitou e arreganhou as coxas grossas mostrando uma buceta bem grande, escancarada, totalmente depilada, rosadinha e molhada, latejando como a pedir minha pica. Também não deixei barato. Primeiro coloquei meu rosto todinho em sua xereca e comecei a sugar seu clitáris. Titia gemia de tesão, gritando que estava delicioso, e que queria que o sobrinho dela fizesse seu maridinho de corno na frente dele. Enquanto dizia que era uma puta, segurava minha cabeça com as mãos e arremetia violentamente com a buceta molhada em meu rosto, melando da minha testa ao meu queixo. Acabei engolindo um pouco do seu caldo quente, que escorria da buceta para o buraquinho de seu rabo. “Querido, eu quero esta sua rola gorda na minha xereca agora! Me arromba como você faz com sua namoradinha!”. Coloquei a rola na portinha e forcei a entrada do cabeção. Titia deu um gemido de dor e prazer e ela mesma jogou o quadril para frente enterrando todo o pau na buceta e dando um berro de tesão. Eu socava aquela buceta com todas as minhas forças, impactando meu saco contra sua buceta gostosa. Seus seios volumosos saltavam, batendo em seu queixo, o que sá aumentava o tesão da cena. Titia passava a língua como podia no cacete de titio, que estava com as veias da piroca saltando de excitação, sabendo que o práprio sobrinho estava arrombando sua esposa. Anunciei o gozo. Titia rapidamente colocou-se de quatro na minha frente e lambia com maestria a glande vermelha do meu pau. Ejaculei com violência, dando urros de prazer, esguichando uma enorme quantidade de porra melada na cara dela. Que foda deliciosa! Titia então tirou a venda de meu tio. “Veja o que seu sobrinho fez comigo, amor.”. Titio pôde contemplar a cena. Minha tia com a cara cheia de porra branca, sorrindo satisfeita, a xereca inchada e vermelha de tanto ser socada, totalmente arrombada pela minha rola gorda. “Amor, agora é a minha vez...sobrinho, você é um safadinho, hein? Arrombou minha esposa de jeito. Agora é sua vez de ver como se fode uma bunda gostosa desta. Vou fazer esta cadela gozar pelo rabo!”. Titia nem vacilou. Ficou de cácoras por cima de meu tio com o rabo virado para mim. Apontou a pica para o cú, apoiou as mãos em seus joelhos e começou a descer vagarosamente. Eu podia ver seu rosto franzido, os dentes cerrados, aguentando todo aquele mastro no rabo. A piroca de titio entrava arrombando tudo, separando lentamente as nádegas de minha tia devido ao seu tamanho, até encostar as bolas na bunda dela. E ela começou a cavalgar aquele tronco, dando uivos de prazer. “Mete, amor, mete! Arromba o rabo da sua puta que seu sobrinho já escancarou minha xereca! Me faz uma vagabunda que eu gosto...me fode o cú!”. Titio bombava o seu rabo com violência, descontando toda sua energia de corno no cú de minha tia. De repente, titia empinou a bunda e desceu com força, enterrando todo o cacete de uma sá vez, dando um berro de gozo ardente! Seu corpo tremia e suas nádegas esmagavam com força as bolas de meu tio. “Ahhhhhhhhhhhhhhhh! Estou gozando, caralho! Ai, ai, ai...que foda deliciosa...”. Eu estava maravilhado! Titio anunciou seu gozo também. Minha tia saiu de cima dele e segurou a pica entre seus volumosos seios, ordenhando aquele pedaço de carne veiúdo para receber seu merecido prêmio. Os jatos de porra atingiram o rosto de minha tia com violência, escorrendo pela sua face e adentrando pelos lábios entreabertos. Titia olhou para mim. “E então, sobrinho querido...espero que tenha gostado de seu primeiro dia de férias com sua titia.”. Eu sorri agradecido, e já pensando como seriam os dias restantes.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos de incesto minha sobrinha veio passar dois dias comigoCasada viajando contoscontos eroticos fui estuprada no matagalcontos eroticos baixinhaconto erotico gay meu dono convidou um negao pra me foderA maior gozada muita porra contoscarnavaldeputariascontos minha mulher e a sua irmaconvenci meu pai a levar me com ele ao clube de swingers conto eroticoconto tirei do cu e comi a bucetaconto erotico gay seduzindo o tio velho coroa grisalhocontos eroticos com giuliacontos... me atrasei para casar pois estava sendo arregaçada por carios negoeshttp://max prime gay vibrado cosolo esga no cu na hora vidiocontos estuprada por pivetesxerequinha juvenil de perna abertaBucetas aregaladas e raspadibhacontus orgia reforma casa loiracontos eroticos relatados por mulherescontos eroticos traiu o marido no onibusporno pesado arrombando relatosfui chupadocontos pornos comi sogra mamae tia irma onibus lotadocontos eroticos 19cmconto erotico com meu sogro peladocontos eroticos tia suruba com sobrinhosEu e meu macho padrastocomtos eroticos bebo porra de veilinhocontos lesb ralar a xananem peitinho teen grita na pau do voMeu irmão mandou eu deitar com elevideo reais badeu bunheda em pregada olhacontos dormindo com a tiapelinhocontosconto erotico meu marido quis provocar o porteiroxxvideo de pica enorme socada no cu de ninfeta chorando gritandoo ai 5mincontos eróticos de minininhas que adorava ser abusada dormindoconto erotico inserto po acasohomem chupa b***** depois coloca rola dentro da b***** e Adelerelatos de casadas que treparam vom suas cunhadssxvidio filme porno gey fransino afeminado de causinha dando o cuzinhoeu tenho 22 anos de idade minha tia linda e gostosa ela e separada do seu ex marido minha tia ela me convidou pra eu ir viajar sozinho com ela pro litoral no final de semana eu e minha tia fomos sozinhos no seu carro pro litoral eu e minha tia fomos pra um hotel minha tia disse pra mim meu sobrinho vamos pra praia eu disse pra ela vamos tia pra praia minha tia foi pro banheiro ela saiu do banheiro com um biquíni fio dental eu disse pra ela tia você e linda de biquíni eu fui com ela pra praia minha tia disse pra mim pra eu passar bronzeado nela eu comecei a pensar bronzeado nela eu e minha tia fomos embora da praia pro hotel minha tia disse pra mim pra eu ir tomar meu banho primeiro no banheiro eu fui pro banheiro toma meu banho eu sair do banheiro minha tia foi pro banheiro toma seu banho eu fiquei deitado na cama minha tia ela saiu do banheiro enrolada numa toalha minha tia tirou sua toalha na minha frente ela ficou nua ela deitou na cama ela me deu um beijo na minha boca ela disse pra mim meu sobrinho fode minha buceta eu chupei seu peito eu disse pra ela tia sua buceta raspadinha e linda eu comecei a chupar sua buceta ela gozo na minha boca ela pegou no meu pau ela disse pra mim sobrinho você tem um pauzao ela chupou meu pau eu comecei a fuder sua buceta ela gemia no meu pau eu fundendo sua buceta ela gozo ela disse pra mim meu sobrinho fode meu cu conto eróticoContos eroticos minha esposa do rabaoconto erotico pai tio e seus meninoscdzinhas como tudo começou contosfiquei de 4 e ele montou socando xingandocontos apostando uma encoxadaconto cachorro tirou minha virgindadepomada pra fingir ser virgem e sangrar no sexocontos eróticos cheirando a bunda de minha sograContos de ninfetas que levantam com vontade de da o rabocontos eroticos meu amante adora me agredirsentei no pau do dog contoscontos eroticos fingindo dormircontos gays/sendo chantageado e levando ferro a forçacontos eroticos menininha na viagemAmamentando os velhos contos eróticoscontos eroticos dona florinda estupradaconto sexo na escolacontos eróticos viro corno por me deixar em casa sozinha a noitecontos fui acampa e virei cornocontos hot festa no iatetirei a virgindade do meu sobrinho roludo e minha bunda grandehistoria de novinha perdendo a virgindade com encanadorcontos a mulher policialfingi que dormia pra ver ela meter contosponogafico morena25 gotojacontos mulher alta bunduda ggconto erótico denyro da piscinaconto historia com lesbicaconto pequena minha sobrinha vinha me visitar pra ser encoxadaViadinho Foi estuprado na frente da mãe Contos Eroticoscorno na minha propria casa contos eroticocontos eróticos de bebados e drogados gaystenho traços femininos cu conto eroticonora putacontoscontos lesbcos primeira vez co minha primaconto primeira peitinhoa minha prima rabuda me deu seu cu conto eróticoscontos de casada rabuda fiel e fogosa cantadameu amigo me comeu em casa contos eroticos gayconto eonico de sexo anal