Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O REENCONTRO....

Click to Download this video!

O que passo a relatar ocorreu no inicio do mês. Porém antes de eu entrar no conto em si, preciso esclarecer alguns pontos.

Eu e Aline nos conhecemos em 1998 quando eu estava na faculdade de Direito. Ela é filha de um amigo de faculdade que de vez enquanto a levava para assistir aula conosco. Na época eu tinha 23 anos e Aline 14. Desde que nos conhecemos nos demos muito bem, chegando ao ponto de namorarmos escondido de seus pais.

Ela como muitas meninas de 19 anos tinha aquele ar de inocência, mas num corpo de mulher, e com um par de seios maravilhosos.

Porém, durante todo o período de namoro, eu sempre a respeitei, nunca avançando os limites do beijo, abraço e aperto de mão.

Porém o destino nos separou, e seguimos nossos rumos, e sempre no seu aniversário eu dava um jeito de mandar uma lembrança ou mesmo um e-mail.

Foi quando começamos a nos comunicar por e-mail e msn, pois eu havia mudado para a Bahia e ela continuava em São Paulo. Nossas conversas eram sempre regadas de boas risadas e também sempre bem apimentadas. Ela já havia me revelado que já não era mais virgens a algum tempo, e que na verdade era bem safadinha. Sempre conversávamos sobre nossas experiências sexuais, e eram conversas muito excitantes.

Como já fazia alguns anos que não visitava minha família em São paulo, resolvi fazer uma viagem de 19 dias em São Paulo e no penúltimo dia antes deu voltar para a Bahia, resolvi fazer uma surpresa para a Aline aparecendo no seu escritário sem avisar.

Quando fui anunciado pela sua secretária ela nem acreditou, e quando me viu ela ficou meio rosada, mas veio na minha direção e me deu um abraço muito carinhoso e demorado.

Ela estava usando um vestido cumprido todo florido, com um decote que dava um destaque especial para os seus peitos.

Resolvemos dar uma volta para colocarmos nossas conversas em dia, e fomos para uma praça onde costumávamos a namorar. Na praça havia um teatro de arena com uma escadaria onde nos sentamos e continuamos nossa conversa, que neste ponto já partira para a sacanagem. Num determinado momento não aguentamos e demos um beijo muito, mais muito caloroso. O beijo me deixou a ponto de bala e meu pau se avolumou sobre a calça social que eu usava. Percebi também que os bicos do peito dela estavam duríssimos.

Estávamos muito excitados, e nossos beijos cada vez ficavam mais selvagens, porém não estávamos sozinhos, havia no local outros casais e uns skatistas fazendo algumas manobras nas escadarias.

Isso me deixava meio ressabiado e excitado também, e pude perceber que ela também se excitava com a situação. Dos beijos selvagens, passamos para as mão safadinha, era mão naquilo e aquilo na mão que nos deixava loucos. Quando de repente Aline me revela que antes de sair do escritário havia tirado a calcinha. Ai eu fico doido de vez, falo que quero ver ou sentir, é quando eu começo a masturbala por cima do vestido, sentindo que além de estar sem calcinha, sua bucetinha estava totalmente depilada. Isso, meu pau já não cabia mais na calça. Porém, percebi que havia uns dois casais que já haviam percebido nossa excitação e não paravam de olhar, isso me incomodou um pouco, mas Aline não se importava.

Percebo que o vestido dela começa a ficar bem molhadinho, e nesse momento Aline encosta a boca no meu ouvido e me pede para fudê-la ali mesmo. E eu ainda meio sem jeito, pois os casais estavam nos observando.

Como não tomei a atitude, ela pegou e deitou a cabeça no meu colo e colocou o meu cacete pra fora e começou a chupar de uma maneira fenomenal, passando a língua na cabeça do meu pau, na sequência passa a beijar o corpo até chegar nas bolas, e voltando para a cabeça e engolindo ele inteirinho, como uma verdadeira profissional do boquete.

Neste instante, já éramos a atração do local, até os skatistas já estavam nos observando, isso nos deixava ainda mais excitados.

De repente, Aline para de me chupar e fica em pé na minha frente, e como um passe de dança ela passa a perna por cima da minha cabeça e senta no meu colo de frente para mim. Eu ainda recatado falava: - Line, o pessoal ta olhando! E ela sem pensar responde: - Eles que batam punheta!! Eu quero aqui e agora!!!

Isso me deixou louco, e já comecei a ajeitar meu pau na porta da sua bucetinha depiladinha, e ele começa a entrar bem de vagarzinho, centímetro por centímetro, e nossos corpos tremiam de tesão, quando meu pau entra inteiro os seus 19 cm, Aline chaga a dar um grito de prazer, que ecoa por todo o teatro de arena. Ela passa a rebolar bem devagarzinho, e eu passo a chupar os seus peitos o que deixa Aline ainda mais excitada, e seus rebolados começam a acelerar. O pessoal que assiste, neste momento começa a tecer comentários, e ela acelera ainda mais os movimentos até começar a tremer inteira num gozo prolongado e volta a me beijar.

Então falo para Aline para voltarmos ao seu escritário. Nisso vamos em direção ao prédio, que ao chegar pegamos o elevador e Aline me fala: Dani, me fode de quatro dentro do elevador, com aquela voz de safada. Meu pau que ainda estava duro, nessa hora se transforma numa barra de ferro de tão duro, levanto o seu vestido e falo, se é de quatro, é no cuzinho que eu vou colocar, e antes mesmo dela falar não, a cabeça do meu pau já ta arrebentando as suas preguinhas, e ela sá pedindo para eu colocar devagar pois tava doendo muito. Então passo a massagear com sua bucetinha com a mão e forçar o pau todo no cuzinho. E que cuzinho apetado. Nesse momento, ela sá tomada pelo prazer começa a me pedir para fude-la com mais força, e é quando anuncio que vou gozar, e ela me fala, -Vai meu macho, enche meu cú com a sua porra vai. E eu a obedeço enchendo o seu cuzinho com a minha porra.

Sá ai percebemos que já tinha gente gritando pedindo para liberar o elevador. Nos recompomos e fomos para o seu escritário, totalmente mortos.

Esse reencontro ficará na minha mente pro resto de minha vida. E não vejo a hora de voltar para São Paulo.

Bom, em breve passarei a relatar minhas putarias na Bahia. Sei que vocês vão adorar.

Aguardem...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


bitei no cuzinho da minha enteada caçula dormindocontos crossdress desde infância abusado pelo vizinhofiz sexo pra passar de semestre contoscontos eroticos mulher exibe garoto conto comi prima casada e engravidei contos eróticos minha calcinha rasgadaconto erotico borracheiro peludo gaygarotinha de 9 aninhos me deu a xoxotinha dela contosf****** a enteada dormindo conto eróticocomtos eroticos bebo porra de veilinhoJoão e chupando piru mesmo tempocontos eroticos comendo a sogra da minha irma e socando a banana no cu delacontos erotoco sogradormino na mesma cama com duas irmas fudeno uma e a outra ficano com tesaoconto fodi a filha adolescete da vizinhapapai furioso contod eroticospai da namorada conto erotico gayconto sobrinho timidoconto erotico garotinho de shortinho socadocomi o garotinho contoscdzinhas contos reaiscontos de velhas dos seios bicudovideo fui enrabado no acampamentocontos eroticos de homens que vestem as calcinhas das esposas e saem com travesticontos eroticos estuprando a dona do comercioconto erotico/viadinho da mamãecache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html o pito da minha sobrinha e o cu da cunhada contosviadinho de calcinha caiu na ualcontos eroticos estuprada e gemendo gostoso issooo vaiiii nao paracontos eróticos os amigos do meu namorado queriam me comercontos eróticos surpresa travesticontos velhinha doida pra trepaquero verq minha sobrinha viu meu pau duro enquanto eu dirmiacontos eroticos ccbconto eróticos c afilhadaComtoerotico cherinho de bebeMega gozada na boca contoscontos de cú de irmà da igrejacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaeu estava raspada contos de esposa acanhadacontos eroticos adolecentes brincando de esconder comessaram a dedar meu cu nao demorou e me comeramcontos eróticos minha esposa trouxe sua sobrinha para morar com a gentemulher do vizinho contos eróticoscontos eróticos de gays novinhos bonitos loiras namorado com muitos beijos nacache:NCvA3Q684K4J:tennis-zelenograd.ru/conto-categoria-mais-lidos_4_10_incesto.htmlconto eróticos sabrinacontos gay eroticos infanciacontos eróticos bem depravado de bem picanteconto erótico de padre transando com Madrecontos eroticos eu feia e gordacontos eroticos incesto bebadoMinha primeira sirica contos eroticoscontos adoro um pau gostoso e tesudo de travestiferias em familia contostranzei cm meu namo em um passeio escolar em um acampamento, Bom demaiaconto real casada gravida na surubavagina que contrai o penisO reencontro entre prima e primo minha paixão conto eroticoContos eróticos mae medrosacontos eroticos paulo me comeu na baladaum conto erótico mendigo Eu e minha filha juntocontos erotico de puta gemendo muitoConto hot a minha namorada certinhaCHOREI NA ROLA DO GENRO CONTOcontos eróticos homens sendo amamentadosconto erotico namorada perdendo virgindade com meu amigo cinemaFoderam gente contos tennsminha tesudinhacontos eroticos gratis de virei a putinha da minha sogra lesbicasendo assediada na sala de aula contos eroticosquase matei amiga da minha mae contoscontos de cú de madrinhacontos eroticos o amigo do meu marido me viu tomando banhoPuta burra contos eroticosconyor ele domou minha bucetaesconde esconde contos eróticosEROTICO-minhas ferias lindasencoxada em coroa em Jundiai conto realnegao arrombando cuzinho casados caladinhoscontos eroticos infanciaFUDIDA POR UM DESCONHECIDO, CONTOSmuitus contus estupro na favela