Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

SENDO CHUPADA E ENRABADA PELO ENTEADO

Click to Download this video!

Sendo chupada e enrabada pelo enteado.....



Meu'nome e Paulla,tenho 36 anos,sou uma mulher muito tarada,e muitos vezes costumo me masturbar pensando em outros homens,algumas vezes ja cheguei a transar com meu marido fantasiando com outros homens gostosos que costumo cruzar pelas ruas da minha cidade maravilhosa Manaus,que por ser uma cidade muito quente deixa todos aki avidos por sexo(isso claro falo por mim) devido ao calor ser muito grande,mas o que vou lhes contar é uma coisa que aconteceu comigo há pouco tempo e que naum tive muita coragem de compartilhar com outras pessoas nem mesmo com os mais intimos,apenas contei a um grande amigo que tenho no meu msn,no qual deposito minha confianca,pois e algo que ate entao naum passava pela minha cabeca,sempre lia contos de incestos e fika muito excitada mas naum achava que teriia coragem de praticar,mas como diz o ditado NUNNCA DIGA DIGA DESSA AGUA NAUM BEBEREI,sou casada muito bem -casada por sinal mas gosto de dar umas escapadinhas pra sentyr mas tesao e por pra fora o vulcao que solta labaredas dentro de mim e que meu maridinho lindo e gostoso naum consegue apagar ele tem 40 anos,e tem um filho de 22 anos fruto do seu primeiro casamento,ele naum mora com a gente mas sempre passa as ferias aki em kasa por temos um filho de 19 anos e os dois se dao muito bem,cada um tem seu karto e todos nos damos muito bem,aconteceque o paulo meu enteado é uma cara muito bonito corpo atletico alto e tem um certo charme que costuma chamar muito a atencao de todas as mulheres devido ser bastante educado e brincalhao,sempre o vi como um filho e nunka nunka mesmo mesmo tinha visto ele como um homem,ate mesmo as minhas amigas diziam em tom de brincadeira que com um enteado desses eu naum deveria sair de casa e isso elas falavam na frente dele que sempre fikava vermelho e procurava sai de onde estavamos,so que com o tempo ele comecou a me olhar de uma forma estranha a me encarar mesmo,eu me sentya meio confusa com tudo isso,entao ele comecou a usar nossso banheiro de vez em kando alegando que o chuveiro era mas forte essas desculpas,tudo bem ate ai,so que quando estavamos so nos dois em kasa e ele comecou a andar pela casa apenas de calcao bem frouxo typo cueca samba cancao,batya na porta do meu karto e me pedia pra fazer algum lanche pra ele,eu sempre muito educada ia sem imaginar as suas reais intencoes(que o lanche que ele queria era eu sua madrasta a mulher do seu pai) mas sempre ele da dava um jeito de me tocar as maos ou passar por tras de mim e esfregar como sem kerer akele pau na minha bunda no comeco eu senty medo mas depois comecei a gostar da situacao e e comecei a atycar ele pra ve ate onde tudo issso ia dar,kando estavamos so em kasa fikava so de camisolinha curtynha e transparente deixando ele loko,ele se sentava no sofa e colokava a almofada por sobre o calcao dele pra esconder o volume,me chamava de maezinha e sempre colocava dvds pornnospra a gente fikar assistindo,ate que numa tarde naum aguentei mais akela situacao e disse pra ele que akilo naum era certo que ele era como se fosse meu filho e que ele deveria me respeitar e que eu anum iria ceder a tentacao ele me disse que sabai que eu anum era fiela o pai dele e que os amigos dele sempre lhe contavam sobre minahs aventuras em como eu era gostosa e tarada e que se els fossem ele botariam pra cima mesmo e me comeriam direto,ele me disse que sempre ouvia eu transando com o pai dele e sempre fikava ouvindo eu gemer gostoso e que fikava batendo punheta direto ate nos acabarmso de transar e que naum tv mais se aguentando de tanta vontade que ele sentya de me possuir ainda ams sabendo que eu era uma vagabunda e eque eu liberava pra mocada jovem da rua,e que ele sabia que o pai dele naum dava mais conta do recado,terminou de falar isso ele me puxou com forca de encontro a ele disse que eu seria dele de kalker jeito nem que pra issso tyvesse que usar de forca,eu ainda tentava resistyr naum keria mas o meu corpo estava se entregando akeles bracos fortes e akeles musculos bem torneados,sua boca kente e e sua lingua deliciosa naum deixaram eu resistyr mais eu tb keria e muito mandei o resto de pudor que eu tynha pro espaco e me deixei dominar por ele,ele desceu sua boka aos meus seios mamou meus peitos que estavam durinhos como se fosse um bebe,faminto deixou os meus mammilos roxos de tanta mordida que ele me deu,depois foi descendo beijando minha barriga ate encontrar minha buceta totalmente melada e muito excitada me chupou ali mesmo no sofa da nossa sala,ele me abria todinha com as maos,chupava meu grelinho e me chamava de gostosa,de puta de piranha safada,que ele sabia que eu desejava ele a muito tempo,so anum tynha coragem de chegar junto,eu gozei nakela bokinha lindae gostosa,entao ele conduziu seu pau ate a minha boka gulosa eu chupei akele pau comos e fosse um sorvete enloukecidamente tinha um gosto delicioso era muito cheiroso,kanto mais eu chupava mas eu keria,ele se contorcia todo e falava pra mim k minha boka era tudo de bom que eu mamava gostoso e que ele ia kerer foder minha boka todo dia e que eu ia ser a puta dele,chupei ate ele naum aguentar e e xplodir num gozo delicioso na minha bokinha engoli tudinho era delicioso akele gosto de nectar divino que ele tinha,mas pra minha surpresa ele naum amoleceu ele me pos de quatro e comecou a socar bem devargar na buceta da (maezinha) dele me chamando de tudo que era nome e depois comecou a meter com forca como um cavalo no cio,nunka tinha sido comida com tanta forca comecei a gritar e a gemer ele entao comecou a me dar umas palmadinhas na bunda,kando o pau dele ameacava amolecer o moleke tyrava da minha buceta e metya direto na minha boka era uma delicia eu sentyr meu proprio gosto na boka depois ele me beijava e dava com a pomba na minha cara me chamando de vadia,eu adoro ser chamada de nome assim,ate que ele resolveu comer meu rabinho,ele tyrou a pomba da minah buceta e me disse agora vou te rasgar inteira sua vagabunda nossa adorei ouvir isso fikei de ladinho pq essa posicao k eu dou a bundinha sem senytr muita dor,ele foi colocando akele pau divinho no meu cuzinho dando uams socadas rapidas e fazendo eu relaxar gostoso me mandou rebolar nakela pika dura e sedenta eu atendi seu pedido embora sentysse ainda um pouko de dor pq ele tem o pu maior do que o do pai dele comecei a rebolar frenetycamente ate ele gozar gostoso e encher meu cuzinho com sua porra deliciosa, eu gosto de dar meu rabinho sinto prazer em sentyr um pau gostoso entrando em mim,no comeco meu rabinho da uma de virgem mas depois vai liberando a passagem deixando entrar e sair gostoso e uma delicia gosto de dar a buceta mas a bundinha e algo que so dou kando encontro um homem gostoso e que me deixe doida de tesao e o meu enteado faz isso direto agora comigo passamos as tardes todas agora descobrindo o verdadeiro sabor do sexo sem prenconceitos meu marido e meu filho nem desconfiam que somos amantes e que o proprio filho dele me come em kasa mesmo e que sou muito feliz em poder ser a mulher do meu marido e amante do meu enteado,e muitas vezes eu passo a tarde dando prazer pro filho e a noite dando prazer pro pai,bjus votem no meu conto e em mandem email [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotico emprestando a noivaContos de novinhas dos amigoContos eroticos de podolatria com fotos desejando chupar os pes de primas dormindopornodoido mulher e estrupada aforca e amarada au sai. do banhoContos eróticos primeira vez colégioconto erotico cornoIncesto com meu irmao casado eu confessoconto erotico real eu meu tinha comemos minha tialiceidade porraa amiga da minha prima conto erótico contos eroticos brincando escondido infanciaO amigo dele me comeu contosmeu filho me comeu contos eroticoshistorias verdadeiras de maridos que fragaram as esposas dandoConto porno vi mamae sendo sarrada no busaofudeno irma paralitica conto lesbicacontos eroticos gay - minha irma me preparourelatos erótico andando a cavalo com meu tio contos de casadas no tatuadorcontos erotico com minha sobrinha mais novaesposa e amigos na cervejada em casa contonora putacontosprovoquei o velho e fui fudidacontos eróticos, minha esposa putacu atolado vestido voyeurcontos eroticos agressivosconto gay primos no sitiocontos eroticos engravidei de um velho e o meu marido nem desconfiaamor olha o estrago ! Falou minha esposa com o cu inchado que o amante comeupratico zoofilia desde pequenaconto engatada com o caoquero história de homens vizinho um comendo o cu do outro pulando muro à noiteconto transando com ladraominha sogra minha amantearrumei um carA pra me comer contoso caminhoneiro engravidou minha mulher eu confessofilho da vizinha contoCu maislargo do mundo em fotosVideosputas fz boquete de na linguaContos eroticos poraocontos eroticos acampamento pirenopolisconto enrabei sogra humilhada frente filhaMinha esposa deu a xoxota pra um mendingocontos porno dei boa noite cinderela para meus pais e comi minha maeConto erotico comida por dois pirocudoconto erótico mulheres teve coragem sexo cavaloscontos de sexo sequestro negao malconto erotico viadem com minha filhaconto porra. do amante ocorrendo das coxaminha cunhada quis que eu a visse nuairmã e amigas devassas esfregando a bunda no pau do irmãozinho dela contos eróticosconto de sexo velho taradocuzinho da zildaContos passeando de carro usando cinta liga e fio dentalConto de sexo selvagemconto real casada gravida na surubacontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anoscontos eroticos minha sogra franciscaConto casada traiu em confraternizacaohomen dando cu para a gradeuDei o rabo no estoque contoscheiro calcinha mar massagem conyoviado corno humilhado e cuspido contosconto de esposa vendo seu marido na rola de outro eu agora eu sou mulher do meu ex primo viuvo conto eroticominha sogra viúva ela tava comigo no meu carro ela disse pra meu genro vamos pro motel conto eróticocontos encesto seguestro de mamaeconto erotico meu bezerro boqueteirogatinhos cacetudos metendo igual menininhasconto amigo do marido trouxe o cachaço pra nossa porcameu cunhado tirou o cabaço do cú da minha esposaVelhos na farmácia chupando seios contos eróticosPai filha mijando na praia contos eróticoscontoseroticos laura um vida de sonho 2contos erotico minha infancia com minha primaconto erofico comi minha sograbotei minha mae prachupa meu pau ela pensou que era meu paiSubrinha sapeka adora usa ropinha provokante para da para mimSou casada mas bebi porro de outra cara contosdando/o cabaço pro titio conto exitante