Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PEDREIRO DA OBRA NA MINHA CAAS

Click to this video!

Olá, meu nome é Michelle, tenho 19 anos, sou loira olhos verdes, peitos médios e um bumbum grande. O que eu vou contar

aconteceu quando eu tinha 19 anos, embora fosse nova, meu bumbum ja era grande e meus peitinhos ja estavam ganhando forma.

Meu pai decidiu reformar a casa, e um belo dia ele chega com um senhor negro, meio carrancudo, de uns 50 anos chamado Edmundo.

Meu pai me apresentou o pedreiro, não gostei muito do jeito dele, ele era completamente cara-de-pau, falava várias coisas para mim

e para minha mãe (do tipo "Po madame a senhora ta gostosa hein, ô princesa vc ta uma delicia com esse shortinho"), e não tava nem aí.

Meu pai nunca percebia qdo ele falava (por isso que toma chifre).



Um belo dia meus pais estavam trabalhando, e eu estava de férias, portanto fiquei em casa e o pedreiro trabalhando, eu estava no meu quarto

quando decidi ir comer algo, enquanto estava fazendo um sanduíche o pedreiro passou com uma lata na mão, me viu ali de pé perto da mesa

(tava de shortinho preto e uma blusinha curta) e disse "Eu também quero comer alguma coisa", ai eu perguntei "O que vc gostaria?", ele disse

"Eu quero uma buceta apertada pra comer", assim mesmo, na maior estupidez e cara de pau, eu levantei e falei "Continua querendo!"

e saí andando, quando estava subindo as escadas ele falou "Vc fica ai se achando, mas se eu te como tu fica sem sentar por 3 dias".



Voltei para o meu quarto com raiva da atitude daquele pedreiro, mas depois fiquei pensando no que ele falou, que me deixaria sem

sentar por 3 dias, e imaginei o tamanho do cacete dele, esse pensamento me deixou meio atordoada, fui tomar banho pensando em como deveria

ser a vara dele, assim que entrei no banho, ouço um barulho vindo do corredor, quando eu viro para a porta, o pedreiro entra sem mais nem menos.

Me assustei, ele foi até mim, me segurou pela mão e disse "Vc ta pensando que é quem pra me fazer de otario? Sua patricinha metida do caralho."

E imediatamente puxou sua calça para baixo, deixando sair um membro grande e grosso (nao muito, em media uns 19x5), mas na epoca pra mim era

gigantesco, eu na hora fiquei boquiaberta, ele viu e disse "Ficou de boca aberta é vadia? Poe essa boca aqui e chupa", aquela cobra imensa mexeu

tanto comigo que não recusei, e logo ja cai de boca no pau dele, ele começou a rir de mim porque minha boquinha pequena nao conseguia engolir

a cabeça do pau dele "É muito grande pra tua boquinha vadia? Se vira, dá teu jeito, chupa porque vai ser melhor pra vc!", eu fiquei imaginando "Ai,

se a minha boquinha nao consegue engolir a cabeça do pau dele, minha bucetinha nao vai aguentar nem a metade", ele como que lendo minha mente falou

"Cuidado hein, se ja nao tava cabendo na boca, na buceta entao vai entalar, mas eu vou comer sem dá, hoje essa tua buceta fica arregaçada", eu nao sei pq

mas toda vez que ele falava daquela forma, como se eu fosse sá um objeto pra ele poder fuder do jeito que quisesse com aquela jeba dele, eu sentia um tesao

enorme percorrendo meu corpo. Eu comcei entao a abrir mais a minha boquinha, pra poder engolir o maximo possivel daquele cacete, babei nele o maximo que eu pude,

eu como era totalmente inexperiente (so tinha chupado 1 menino da escola, o mesmo q me tirou o cabacinho, mas o menino tinha um pintinho de 11cm no maximo, nem

aos pes daquilo que tava na minha boca agora), nao percebi quando ele tava pra gozar, ele segurou a minha cabeça e gozou fundo, gozou demais, era muita porra, era tanta

que eu engasguei, ele segurou minha cabeça e disse "Nem pensa em cuspir vagabunda, engole que vadia tem que beber muita porra.", novamente com aquela maneira dominante

de falar, eu senti outra onda de tesao e engoli tudo sem pensar duas vezes, o pau dele ficou melado de gozo na cabeça, ai ele me puxou até meu quarto, sentou na cama e disse

"Vem vadia, agora senta na minha pica que hoje vo te deixa arrombada. Vem!" Eu fui com medo daquela coisa, ele me virou de costas pra ele, me curvou pra eu empinar a bundinha,

cuspiu na minha bucetinha, me pegou pela cintura e me fez sentar na pica dele, eu pedi pra ele com vozinha de menina "Vai devagar por favor", ele respondeu "Devagar nada, vo te comer

com força, pra vc chorar na minha benga.", me botou na cabeça da pica e puxou pra baixo, nisso entrou a cabeça da pica, eu gritei e gemi com aquilo me invadindo "Aiii, ta doendo!", ele disse

"Ja nao ta aguentando nem a cabeça, coitada, qdo enfiar o resto vc vai chorar", nisso ele puxa novamente minha cintura pra baixo, e entra a pica toda, eu grito novamente e começo a chorar,

pedindo pra ele "Para, voce ta me arrombando! Eu nao aguento sua pica, eh grande demais pra mim", ele começou a rir debochadamente e começou a fazer o vai e vem, aquela pica toda sai

da minha bucetinha e entra todinha novamente, me fazendo gemer alto, sentindo minha bucetinha alargar devido a grossura daquela coisa em mim, a ideia daquilo tudo entrando em mim e me

comendo começa a me dar tesao, e começo a gemer de prazer, ele percebe e fala "Ta gostando né vadia? Sabia, tu nasceu pra isso safada". Depois de bombar muito em mim, ele fala "Agora

fica de 4 que eu vo te enrabar", eu fico de 4 na cama esperando aquele cavalo vir arregaçar minha buceta novamente, ele me pega na cintura e enfia de uma vez, novamente custa a entrar, mas foi mais facil

dessa vez, quando eu sinto a cabeçona da vara dele bater no fundo, eu dou um gemido longo e gozo pela primeira vez, fiquei toda mole, e ele enfiando aquilo em mim sem parar, ele ficou nisso mais de 1 hora

quando ele fala "Vo gozar nessa tua bucetinha vadia", eu falei pra ele que nao, pq eu nao tomava nada, ele pensou e disse "Ta, entao vo gozar na entrada da tua buceta.", ele tirou a rola dele, mirou bem na minha bucetinha

e começou a gozar, mais do que antes ainda, aquele homem era um animal, ele gozou demais na minha bucetinha, o gozo escorreu por ela toda, pelas minhas pernas, ai ele pegou e meteu novamente, eu ja nao aguentava

mais, disse "Voce ja gozou, tira de mim, tira tira", ele disse "Cala a boca vadia, vo parar de te comer quando eu quiser e acabou, caralho." E voltou a bombar com tudo em mim.

Ficou novamente por mais 1 hora me comendo, ai gozou na minha cara, mandou eu me vestir pq ele ainda tinha muita coisa pra fazer, e falou "Hoje eu vou trabalhar e voce vai ficar mamando.".

Ele voltou ao trabalho, botei apenas uma calcinha apertadinha, sem sutia sem nada, e fiquei com ele la, enquanto ele trabalhava, eu ficava chupando aquela cobra enorme. Sá acabou no final da tarde quando meus pais chegaram.

No dia seguinte, ele veio falar com meu pai pra receber o pagamento, qdo meu pai foi pegar o dinheiro eu apareci, mancando, ele disse"E ai vadia, da mais uma chupada de despedida", eu falei pra ele que nao conseguia, minha boquinha tava

doendo mto por causa da grossura do pau dele, ele falou "Se a boca ta assim, a buceta entao, é por isso que voce ta mancando, eu falei q tu nao ia nem sentar". E é verdade, fiquei mancando e sem sentar direito por 3 dias.

Depois disso nunca mais o vi, mas aquele animal me arrombou de tal forma que minha bucetinha nunca mais foi a mesma, fiquei mesmo arregaçada!



Beijos, é meu primeiro conto, colocarei outros em breve.



Mi

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


gorda acima de 100kg rebolando o bumbum bem gostosoContos com espermaConto comi a mãe da minha namoradaxvideos suspreendendo o filhohome dar cu usano calcianhazofilia devuaetaConto eroticos sogra selmacontos coroas terceira idadecontos eroticos como passei a ser travesti por causa do meu cunhadoa foder a policial na rua contoscontos errotico relatos feito pr hmems tirando a vigindade na maraconto erotico minha mae me ensinando a transarcontos eroticos primeiri orgamos com meu irmaomulhe raspado buceta deichado no meiocontos eroticos de esposas de caminhoneirosuma x aninhar bem lisinha e gostosao que sua esposa achou do menage femininoConto erótico Viagem com minha mãe parte 2 Okinawa.ufa.ruContos eroticos filha rabudacomendo o cu ajuda do sonifero contoshomem casado,sendo penetrado gostoso no frango assado.conto eróticos comi minha prima mae solteira carentewww.conto mimha mae min torturou com vibradores na bucetacontos eróticos eu quero te fuder mas aqui vão verconto meu vizinho travesti comeu meu cuputa incotrado afuder cm amante vidiosou casada e contratei um travesti para me comer conto eroticocontos de bundas gigantes de vestidosVirgem inocente contoquero assistir você para minha mulher rapadinha pau entrandocontos eroticos lesbica chineladastres comendo uma mulher e um socando no cu do outro uma filinhaicontos eróticos na cada de um casal de amigos conto erotico comeu a visinhacontos eróticos de surpresaContos gay studio fotograficocontos eroticos minha mulher com roupa curta e decotadatanga contos eróticosContos gay meu vizinho novinho gostava de pegar no meu pauzaoconto erotico gay esconde escondecontos trocando sexo por TCCmeu tio arregacou minha esposinha casa dos contosgarotinha conto eroticoContos de novinhas perdendo a virgindadecontos eroticoscrenteComi cu claracontos meu cuzinho aberto escorrendo porraContos de ninfetas dando o rabo no trabalhoPedi que ela trouxesse amigas pois eu queria porra...marido chupa seios quando está nervosocrossdresser marquinha de biquini contosconto erotico marido bebado sogro fode noraconto erotico meu marido quis provocar o porteirocontos chavecando o cuzinho da coroacontos eroticos gay fui enrrabado apanhei e gosei com um desconhecidoeu e minha filha ficamos viciadas no pau gostoso do meu tioconto de cunhada depilando o cu para levar varanao resisti a buceta da minha maeeu i a neguingo do pornocontos-vem foder sua putinhameu tio me comeu ate eu desmaiarcontos erotecos dei mel rabao pro mel felho toludoConto eritico meu pau n cabia na minha irma entrou e deixo td arrombadavideornposscontos erotico com mim afilhada sem calcinhameu amigo me pediu para fazer sexo anal com ele gay contonora putacontoscontos meu marido bebado e eu trepamdo com bemdotadoconto hetero dei o cu na academiacontos de incesto minha sobrinha veio passar dois dias comigoMeu nome é dado (apelidio),tenho 35 anos e minha esposa mara tem 32 anos.Somos simpaticos ,com caracteristicas bem Brasileira .ler contos eroticos incesto mae transa com filho e pai esta desconfiandotexto erotico no inverno com o enteadoContos eroricos esturpo seios mordidasSO CONTOSEROTICOS BIA DEU ATE O CU NO SOFA DO PADRINHOcontoseróticos, chantageadafui consola a cunhada contoscontos eróticos de bebados e drogados gayscontos eroticos de peãoContos eroticoseus.filhosgarota de kize anos sedo em coxadaconto eróticos mana so de calcinhachorei mas dei o cu contosconto atochada corno xxxcontos eroticos fui com meu sobrinhoContos eroticos dinheiroporno doido mamadas terminando na bocscontos porno professora e a tiacontos eroticos a mulher do engenheiro e o servente virgemPega minha xerequinha tio contos eroticoscontos eroticos de enteadasposso dilatar a porta do meu anus todo dia?