Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CASAL MADURO X CASAL JOVEM

Click to this video!

Essa experiência eu vivi com uma namoradinha, quando eu também era pequeno e tinha uns 19 anos, ela devia ter uns 19 aninhos e como eu, estávamos conhecendo as delicias do sexo, eu já lia essas revistas eráticas desde os 19 e morria de vontade de participar de um Menagem a Troi ou o Swing, tanto falado nas revistas, tinha também, bem pouquinho, os anúncios de casais querendo fazer sexo com outros casais, mas a maioria sem fotos, e naquela época consegui convencer a minha namorada a fazer um Swing, ou seja a famosa troca de casal, seria uma novidade para nos dois, e depois que decidimos, nos ficamos numa felicidade danada, eu andava nas ruas da cidade de pau duro, sá de imaginar eu com uma gatinha e ela com um homem se babando todo por ela, transando com ela, porque a minha garota era um minghom puro, gostosa e linda, e isso me enchia de orgulho. Compramos uma revista e fomos folhear juntos para a escolha do nosso casal, nessa revista não tínhamos muita opção de escolha, na nossa cidade sá tinha anúncios sem fotos, escolhemos um, mandamos uma cartinha para eles com o nosso endereço e marcando um dia para nos conhecer, eles responderam a cartinha, topando sem rodeios e tinha ficado combinado que nesse dia sá nos apresentaríamos e noutro é que aconteceria a troca se houvesse aquela afinidade entre ambos.

Dito e feito, no dia combinado, a minha namorada estava linda, com uma minissaia e uma blusinha fenomenal, eles chegaram e convidei-os para entrarem e lá dentro ele já sentou do lado da minha garota e a esposa dele me puxou pelo braço e sentamos juntos, começamos a conversar e eles ficaram loucos conosco, afinal ele tinha 49 anos e ela uns 35, gorda, mas muito simpática, ele ficou tarado com a minha princesinha, começou a beijar a minha garota e ela ficou apavorada porque ainda não se sentia preparada para o que iria acontecer, nos tínhamos combinado que sá iríamos nos apresentar e eles já queriam partir com tudo, fiquei preocupado sem saber o que fazer para resolver a situação, eu não tinha coragem para contar a eles que nos não tínhamos gostado da imagem deles, que queríamos um casal mais novo e por outro lado comecei a perceber que em momento algum nos falamos isso na carta nem eles falaram da idade deles, portanto eu estava sem saber o que fazer, ele o tempo todo ficava pegando na perna dela e dando beijinho no rosto, teve uma hora que ele pegou a mão dela e levou ao pau dele para que ela visse o estado de excitação em que ele se encontrava, estava excitado com a beleza dela, nessa hora ela se assustou e correu para perto de mim, pedi a eles que desse um tempo que íamos conversar em particular para decidir se topávamos continuar o encontro ou se marcávamos para outro dia como estava combinado, chegando no quarto, nos abraçamos e rimos um para o outro, ela disse que o cara era velho demais que queria um mais novo e eu disse a mesma coisa, que ela não era a minha fantasia, mas que tínhamos um problema eu não tinha coragem de dizer a eles que eu não topava um encontro, ela disse a mesma coisa, e por curiosidade levei a mão na periquita dela e estava ensopada, perguntei a ela se ela não topava transar logo com ele para resolver essa questão, que eu faria um esforço para transar com a “minha gordinha”. Ela pensou e acho que a minha mão no grelinho dela fez efeito e disse que ia topar, afinal, para ela era mais fácil era sá abrir as pernas, dei-lhe um beijo e falei que já que iríamos topar, éramos para caprichar para que eles saíssem daqui satisfeitos, dei-lhe um beijo e ela me perguntou como deveria agir, falei para ela não se preocupar porque o cara estava tarado e o que ele quisesse fazer ela deveria seguir e que transaríamos na mesma cama, qualquer coisa ela me teria para protegê-la. Topou e fomos para a sala.

Quando cheguei na sala e dei a notícia que topávamos a troca imediatamente o “velho” ficou numa alegria danada, pegou a minha garota e tascou-lhe um beijo, chamei a esposa dele para buscarmos um colchão de casal para por na sala, quando cheguei com o colchão ele já estava transando com a minha gatinha no sofá, pedi para interromperam a foda para arrumar o colchão e ele saiu de cima dela com o pinto duro, ajeitamos o colchão e enquanto tirava a roupa minha e da gordinha, ele já estava no funck, funck, trepei em cima da minha e comecei meu funck, funck também, de vez em quando passava a mão nos seios da minha gatinha e perguntava se ela estava gostando e ela dizia que sim, que estava muito gostoso, que o pinto dele era mais fino que o meu mas maior que entrava fundo nela, e ele continuava no funck, funck depois de ouvir ela dizer que estava bom, acabei ficando mais excitado e acabei gozando, percebi que a minha ainda não tinha gozado e comecei a chupar a xoxotona dela, e aí sim ela começou a gemer e dizer que estava bom demais, quando ela gozou com a minha língua no seu grelinho, acabei me excitando de novo e ela me puxou para cima dela, e tornei a enfiar meu bilau naquela xoxotona toda lambuzada, mas estava bom, não posso reclamar, e enquanto eu já tinha gozado duas vezes o coroa ainda não tinha gozado nenhuma vez, ele punha ela em tudo quanto era posição, chupava ela, metia, chupava, ela já tinha gozado umas 5 vezes e me fez um sinal que queria parar um pouco, então inventei de fritar umas batatinhas, que era para ele dar um tempo para que ela pudesse se refazer das gozadas, ele topou e fomos para a cozinha, lá ela falou para mim que o cara é uma fera que ela estava acostumada com as minhas gozada rápidas, mas que ele não gozava nunca, mas estava gostando e por ela estar gostando eu me sentia bem, na cozinha enquanto esperávamos a batata fritar ele pos ela sentada na pia e mandou brasa na bocetinha dela, chamei ele para irmos de volta para a sala para comer as batatinhas e a minha gatinha saiu na frente rebolando com a bundinha mais sensual que podia ter e foi a gota dÂ’água para ele, puxou a gata para cima da minha moto na garagem e começou a comer a bocetinha dela por trás e eu levei a minha para sala e enquanto comíamos a batatinha escutei a minha namorada a gemer mais alto, fiquei preocupado e fui até ela ver se estava tudo bem, quando ela me viu correu para me abraçar e disse que estava tudo bem, que estava sentindo a minha falta, ficamos um tempo junto e quando acabamos de comer a batatinha ele falou que queria mais uma rodada de funck, funck para que eles podessem ir embora satisfeitos, ele estava de pinto duro, balançando ele para os lados e eu perguntei para a minha namorada se ela tinha coragem de deixar nosso casal ir embora para casa de pinto duro, ela virou para mim no meu ouvido e disse que já estava toda ardida que ele não gozava nunca, mas que ia fazer mais um esforço, e partiu para cima dele, ele a colocou na posição de frango assado e mandou brasa, a coitadinha gemia, um gemido que eu não sabia se era de dor ou se de prazer, enquanto isso eu gozei mais uma vez, batendo meu recorde de gozo numa transa sá e o cara ainda nada, de vez em quando ela gemia mais forte, fazia careta, mas continuava com os gemidos e chegou uma hora que ela disse para mim que não aguentava mais e que ia para o meu quarto para descansar que ela não aguentava mais, ela se despediu dele com ele contrariado e de pinto duro e correu para o quarto, e eu fiquei com os dois na sala ele começou a transar com a mulher dele e a pos de rabo para cima e me chamou para eu fazer com ele um sanduíche da mulher dele, que era para eu cuspir no rabicá dela e mandar brasa que ela estava acostumada, sempre tive muita dificuldade em comer um amargosinho porque as minhas parceiras reclamavam muito e dessa vez, entrou nuna facilidade danada ela sá dizia que estava muito bom e quando eu gozei ele saiu de baixo dela de pinto duro, disse que ia se despedir da minha princesa para ir embora, depois que esperei ele retornar depois de uns 20 minutos, fiquei preocupado com a demora dele e fui para o quarto também, chegando lá ele tinha acabado de gozar nas costas dela, se esfregando no amargosinho da minha princesa e ela com os olhos cheios dÂ’água, perguntei para ela se estava tudo bem ela disse que agora sim e ele se levantou pediu desculpas a ela por ter demorado a gozar passou na sala pegou a esposa e foram embora prometendo voltar na semana seguinte. Quando fechei a porta corri para o quarto para ela me contar o que tinha acontecido.

Coitadinha como sofreu na mão dele na verdade nos ainda não estávamos preparados para tanto sexo, o cara com a experiência dele deixou ela toda ardida, e por fim ele sá gozava quando enfiava no rabicá da parceira, e sá depois eu entendi os gemidos dela mais forte, é que ele tentava o tempo todo a enfiar no amargosinho dela, e como doía ela tirava o pinto e punha na bucetinha, e ficou com vergonha de falar para ele que ainda era virgem no amargozinho e ficou naquele jogo o tempo todo, ele cutucava ela corria com a mão para dar o caminho certo para o pinto dele. E por fim quando ele foi ao quarto se despedir dela, ele disse que eu tinha transado no rabicá da esposa dele e que ela deveria ser boazinha com ele e deixar ele por no dela também, que ele sá conseguia gozar dentro de um cuzinho, então ela deixou ele tentar e como estava doendo muito ela começou a chorar e ele então tirou e no rego da bundinha ele bateu uma punheta gozando nas costa dela chegando assim ao fim da transa. No final o nosso Swing foi traumatizante, mas depois quando a bocetinha dela voltou ao normal e começamos a transar de novo foi uma delicia, nos lembrávamos do desespero dela em fazê-lo gozar e o pau crescia e transávamos, aí foi eu quem aprendeu a deixa-la de bocetinha ardida, depois de uma semana éramos sá excitação, passei a transar no amargosinho dela para que ela acostumasse para que quando ela enfrentar uma situação parecida ela não sofresse tanto e quem sabe um dia poder fazer um sanduíche, ela morreu de inveja quando eu disse do sanduíche. Prometeu que um dia ia tentar .

O casal passou a telefonar todo dia querendo uma revanche, mas o que eles não sabiam era que nos é que tínhamos apanhado ou aprendido muito e que a nossa curiosidade pelo Swing tinha passado, agora queríamos experimentar o famoso Menagem a Troi, ficaram muito tristes com a nossa decisão mas a respeitaram, apesar dos problemas que tivemos na nossa transa nos não o culpamos de nada, apenas aconteceu tudo muito precipitado da nossa parte e não estávamos preparados, mas depois pensando bem o casal foi átimo, porque aprendemos muito com eles e se tinham algo de bom é que sempre respeitaram os nossos desejos, eles faziam uma forçazinha para conseguir o que queriam, mas quando viram que chegamos nos nossos limites eles pararam na hora e isso foi muito bom.

Depois desse episádio aconteceu um menagem a troi inesquecível que contarei num outra oportunidade. Nosso e-mail é [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos de bebados e drogados gaysConto de machos arregacando os buracos da putapassou a pamadinha e epurrou no cu da esposahistorias de afilhdas trepano com padrinhomulher casada vira p*** no baile do carnaval só transa com homem do p********* e grosso para vídeosconto erotico masticou minha buceta estrubocontos eróticos de bebados e drogados gaysmeu marido arrumou um macho pra me engravidarGay passiva com dois negoes contoscasa dos contos eroticos novinhas delicias seduzindo o tiopassando lápis na bucetanovinha transando pela primeira vez e goza muito de queixovideo porno dano o cu ea buceta toda babentacontos perdendo a virgindade dormindomeu irmao tirou minha virgindadefomos cem calcinha e fomos fodida por puzudos dotafos no bar contocontoseroticos madrastdeixo penetrar sem camisinhacontos incesto de cumadrecontos eróticos amigas passando a mão na bunda umas das outrascasa dos contos mamaram meus seios no meu tiocontos de incesto comendo a irma separadaMeu sobrinho me fez gozar no rio contos eroticos de gaysincesto porno/encoxando minha mae no trem lotadocontos eroticos meu dono mama meu leiteconto monte de calcinhas sem lavarcontos eriticos de pai e amigos fodendo a força seu filho gayconto erotico minha patroa me viu de pau durocontos eroticos minha esposa da bunda gostosa dando pro mendigo do pau enorme eu vendo tudoempregada deu a bucetinha ao patrao sobre chantagemcontos de cú de prima coroasou casada madura mas na chacara bati uma punheta pro visinhofilho tadoendo tira docu contos eroticosconto erótico de casada que chegou em casa completamente arrombada e o marido percebeucontos eróticos de bebados e drogados gaysconto dpcontos exitantes eroticos deixando os velhos me chuparamigocome casal conto eroticozoofilia ela casou com negao mais quando viu o tamanho do pau enorma dediu ajudaa maecontos eroticos fodendo minha cunhada novinhacontos de travecos comedoresvoyeur de esposa conto eroticoWww.garotinhasafada.comminha tia greluda de biquínienrabador de afeminadocontos senti cutucandonovinhas escoteiras abusadascontos de fudendo coroas dos seio bicudo de maisEu e mamãe fudendo com papai contoseroticoscontos eróticos eu com meu 30cm comen minha prima no sofá de casaincesto real mãe gostosa da coxa grossa e quadril largocontos Surpreso em ver tia sem calcinhacontos eróticos para ler a sogracontos eroticos incesto a neném do papaimenina de menor fazendo filme pornô com minha Dudumulher casada vira p*** no baile do carnaval só transa com homem do p********* e grosso para vídeospelado com uma travesti contos eróticosconto erotico a primeira vez com.pirocudo. gay.contos erotico irma fode irma no qintalconto minha mulher gostosa da academia trepa com os personais e amigo,sbisexual contosgostosa da propaganda da Tininhacontos prima batendo uma pro primoConto erótico minha irmã me chamou pra ir ver a porta do guarda fato que quebrou e ela enpinou a bunda pra mimcontos eroticos traindo marido na viajandotrepando pau sua p*** prepara para o sábadoConto porno dotado no vilarejoincesto primo bolinando prima pequena de cinco anosevy kethyn istinto ativocoroa deito e pediu pa enfia devagarsinho nu.seu.cuse um homem excita uma mulher e demora muito para penetra-la ela pode sentir uma dorzinhameu pai comeu meu cuzinho dedo do carrobdsm fita boca contosContos eróticos de bebados gaysContos punheta na massagem no penis do meninoContos eroticos fagrei mnha esposa fodendo com dois carassubi a saia da e comi minha empregada vadiasentou no meu colo conto eroticodescobrindo que o primo gosta de rolacontos sexo tia dominando sobrinhocondos erodicos vizinho lindocontos eroticos sou viciada na pica do meu filhonovinha viuva sem ver um pau por varios dias se assusta ao ver o do sobrinhocontos eróticos sou mais p*** das p**** meu marido sabe dissoContos eroticos meu neto pirocudoContos a bct da minha mulher e feia mais adororojaponesas babys fazendo zoofilacontos erótico pequenacontos eróticos sou casada e trai o marido com negão africanocontos de incesto minha sobrinha veio passar dois dias comigovovozinhas esfreca buceta com buceta uma na outraconto erotico bebado estranho me comeu no becocontos eróticos, cuzinhoContos eroticos interraciais no escritoroscontos com a visnha casada escondido oacontos heroticos gay meu tio de vinte anos me comeu dormindo quando eu tinha noveConto de machos arregacando os buracos da putacontos de estupro pelo caseirocontos eroticos gay fui enrrabado apanhei e gosei com um desconhecido