Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

EMPREGADA PEITUDA E GOSTOSA

Click to this video!

Estou com 41 anos e me separei tem uns 6 meses. Minha ex, claro, levou quase tudo aqui em casa, inclusive a empregada. Tive que contratar uma outra e me foi indicada a Rosângela, que depois de uns dias passei a chamar de Rô. Era uma mulher negra de 27 anos, com um rosto muito bonito e um corpo apenas razoável, mas possuidora de um belo par de gigantes seios.

Nos primeiros dias, sequer notei a sua presença, apenas reparei na eficiência do seu serviço. Depois, comecei a verificar que quando ela ia lavar os pratos os bicos dos peitos quase estouravam a blusa, mesmo com sutiã. Certo dia, ao tentar regar umas plantas que ficavam em local alto o regador escapou e ela tomou um banho, tendo a blusa amarela ficado quase que totalmente transparente. Ri bastante com ela, mas não deixei de ficar olhando para aquele monumento gigantesco, um par de lindos peitos com mamilos bem redondos e uns bicos do tamanho de uma tampa de caneta bic. Fiquei louco de tesão e acabei exibindo meu pau duro por baixo da bermuda. Ela olhou, mas nada disse, virou de costas e saiu. Dois minutos depois eu estava tocando uma bela punheta e gozando um jato forte no azulejo e depois mais uns seis, melando tudo.

Certo dia ela chegou pela manhã com o rosto triste e olhos inchados. Perguntei o que houve e ela disse que havia sido expulsa de casa pelo companheiro, que vivia bêbado. Fui trabalhar preocupado e liguei para ela, que mais uma vez lamentou tudo e ainda disse que estava envergonhada porque sua idosa mãe não poderia saber agora, porque estava doente e que não poderia voltar pra casa sem que antes tivesse resolvido com tudo.

Na hora ofereci para ela dormir lá em casa. Ela aceitou, mas disse que estava sem roupa e eu disse que iria comprar uma roupa para ela dormir.

Nem trabalhei direito e dirigi meu carro com o pau estourando os pentelhos. Ela abriu a porta e começou a soluçar. Eu a abracei e disse pra ela ficar tranquila que tudo iria terminar bem. Ela encostou a cabeça e me abraçou, encostando os peitos fartos em mim. Fiquei alucinado e dei um beijo no pescoço dela, que retribuiu, mas saiu para a cozinha.

Perguntei se ela ia tomar banho agora ou mais tarde e ela disse que sim e perguntou pela roupa e entreguei o pacote com uma bermuda dessas de tecido fino e junto e uma camiseta decotada. Comprei de propásito um número menor. Quando ele saiu do banheiro nem acreditei no que estava vendo. Ela veio caminhando devagar, com a xota volumosa sendo cortada ao meio pela bermuda apertada e os dois peitões quase que pulando do decote e que não balançavam, mas tinham um movimento pros lados e os bicos riscando o tecido. Não resisti e elogiei tudo aquilo que estava vendo e ela disse que estava se sentindo uma artista. Completei dizendo que ela estava muito gostosa e na lata falei que tinha tocado umas punhetas pra ela e mostrei meu pau latejando. Ela se ajoelhou e começou um boquete alucinado me levando a loucura. Quase gozei quando ela lambeu meu saco. Deitei e a puxei por cima de mim. Vi aqueles peitões querendo sair pelo decote e arranquei a blusa deixando os bicos quase furando os meus olhos. Caí de boca lambendo e chupando os bicos. Enquanto eu chupava um peito, ofereci o outro pra ela que começou a lamber e acabou chupando o práprio bico do peito esquerdo. Minha mão encontrou a xota mais molhada que já tinha visto e quando encostei o dedo no grelo ela deu um pulo e começou a gozar alucinadamente se debatendo e apertando os dois peitos. Aproveitei e coloquei o meu pau na porta da xota e ela sentou rebolando. O calor e a umidade foram demais pra mim e me segurei o máximo que pude. Tirei o pau da buceta e encostei na porta do cuzinho. Ela nem pensou duas vezes e mirou com jeito, sentando bem devagar. O movimento acelerou e não consegui mais aguentar enchi o cu da Rô de porra.

Os dias seguintes foram melhores. Ela passou a andar semi-nua em casa, com camisetas mínimas e transparentes que comprei. Passei a trepar todas as noites com ela.

Um dia, viajei com ela pro nordeste. O biquíni mínimo que comprei foi uma coisa de louco e “afinei” o meu pau de tanto fuder com a Rô.

Minha vida ficou muito melhor, comendo diariamente a minha excelente, átima e gostosa empregada. E ninguém sabe disso até hoje.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos coroas terceira idadeHistorias erotica de pai que da castigo a filhacontos eu tenho um bar e dei o cu pro meu freguês contos eroticos gays no futebolcom fotoscontos eróticos esposa negona coroa bisexcontos eroticos de sogrocontos eroticos trai meu marido com meu chefecontos eróticos da sobrinha toma leitinho na cama do tiocontos eroticos descobri que era gay e não sabia parte5Sexo no aterro do flamengocoroas gostosas transando com meninos contos fatos reaiscontos erotico frentistaContos erotico de garotinha estupradas.contos eroticos de incesto selvagemporrno doido pirenha velha vizinhacontos eróticos entre mulheres e homens super dotadosconto fiquei pelado na frente da médicacontos eroticos porteiromendigojumentoContos pornos novinhas em gang bang c negros dotados de penis grande e grossoCONTOS EROTICOS DE PATROINHA ABUSADA PELO FILHO DO CASEIROrelatos eróticos sexo com aluno especialconto erotico teen gy saradinhocontos traição no bailenegra atola a rola e ela da pidoContos eroticos minha esposa e um meninocontos escola sexocontos tudo enfiado no cufala mulher pelada bonita gostosa peituda o capoeiristalevei minha mulher pro cara mais pauzudo comer na minha frenteas coroa metendo a casa do corpo da pulsocontoscontos eroticos de casal sendo forcado mulher virar puta e homem viado em festas sadomazoquismohistorias verdadeiras de maridos que fragaram as esposas dandocontos novinha dando pra doiscontos fui faser a obra du meu tio arobei sua mulhercontos eroticos as tres safadinhadContos eroticos amorosa amigase um homem excita uma mulher e demora muito para penetra-la ela pode sentir uma dorzinhacontos eroticos de vovoloira casada malho e adoro negao contosCasada narra conto dando o cuconto eróticos gay hulkcontos eróticos abusada peli médico dupla penetraçãotravesti vizinha surpresa contos eróticoseu sou de bauru sou casada e gosto de encoxadas nos onibus Negão e minha filha contos eróticosooooooooohhhhh porra pornocontos fui acampa e virei cornoconto eróticos estupro no orfanatonovinha de 13com peitinhocontos eroticos de quata feira de cinzavoyeur de esposa conto eroticoconto erotico estou gravida do meu irmãoconto afoguei com galaminha tia batendo um punheta para sobrinho contosa esposa baiana do meu amigo contos eroticosconto comeram minha mulher bebadasexo contos deposito de porracontos completos quentes esfregando so pra judiar pedindo masfrancisca metendo chifredei de perna abertamulheres casadas morenas claras 45 a 55 anos traindo com negaomega rolas mega bucetas mega gozadas profundascontos fui faser a obra du meu tio arobei sua mulhercheirei a calcinha da minha cunhada safada contoscontos erotico viajando com paiContos eroticos sobre irma fazendo faxinaContos eroticos novinha desmaia de tanto gosacontos erotico comeram minha bunda na festaContos eroticos dei a buceta para inimigocontos eróticos minha nora cuidando de mimcontos a mulher do meu amigo queria um pau grandehumberto de pau duromeus tios uma historia real 1contos erotico na praia de nudismo com meu sobrinho