Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA BUCETA MELADA ESTA COM SEDE...

Click to Download this video!

CONTO VERIDICO!



Minha bucetinha melada está com sede...



MEU NAMORADO, TEVE QUE SE AUSENTAR POR UM DIAS APENAS, FOI A SÃO PAULO

NAQUELA NOITE, PRA VOLTAR NOUTRO DIA....

como tenho medo de dormir sozinha, convidei seus amigos pra me fazerem companhia,

para não passar a noite sá, levei ( dois) e o manobrista da portaria la em casa, pois eles são de confiança...

ouça meu relato a seguir:



Naquela noite cochilamos tão gostoso...

Eu me sentia como uma gatinha aninhada e quentinha no meio daqueles garotos gostosinhos.

No meio da noite acordei pra ir ao banheiro, na volta parei no meio do quarto totalmente nua e olhei pra cama, fiquei olhando aqueles três gatinhos dormindo, os corpos firmes, definidos, os bilaus murchinhos descansando sobre as virilhas, respirei fundo e senti o cheiro de macho no quarto, já sentia o tesão chegando novamente.

Comecei a andar vagarosamente pra não acordar ninguém, mas com o meu jeitinho desastrado de ser, pisei em um porta incenso que estava embaixo do meu robe, foi tanta agitação naquele quarto que ele deve ter caído em algum momento. È claro que dei um gritinho porque a pontinha de onde se encaixa o incenso machucou meu pezinho.

neguinho levantou o tronco rapidamente assustando-se com o barulho, com o chacoalhar da cama, os outros também acordaram, os três se olharam e perceberam que estavam os três nus deitados na mesma cama, foi quase uma cena de comédia, os garotos pularam pra fora da cama ao mesmo tempo, foram tentando achar suas roupas espalhadas pelo chão, iam encontrando e se vestindo com rapidez, como se não quisessem mais se ver naquela situação, sendo que momentos antes não estavam ligando pra nada disso. Foi uma confusão de corpos, suor, cheiros, três cacetões e minha xaninha.

Na hora do prazer ninguém parou pra pensar nisso, apenas me fizeram gozar sem parar, o que foi delicioso!



Enquanto se trocavam e iam se encarando pra reafirmar a masculinidade eu coloquei meu robe de seda preto e fui andando até a porta.

o manobrista já estava com sua camiseta e calça, me puxou pra trás e me lascou um beijo demorado de despedida. Ainda meio tonta e acesa pelo beijo senti outra mão me envolvendo e olhei neguinho que também me beijou carinhosamente, aproveitou e me abraçou deixando sua mão deslizar pela minha bunda arredondada.

Dei um tchauzinho pros dois e logo jaja se aproximou, me acalentou em seus braços, me apertou forte e recebi sua boca macia e quente, suas mãos seguravam minha cabeça e seus dedos se enrolavam no meu cabelo. Nem preciso dizer como ficaram meus biquinhos né? Arrepiadíssimos...

Ele me beijou o pescoço, deu um selinho estalado em minha boca e disse:

- Tchau gostosa!

- Tchau nada gatinho, vem cá que eu quero mais...

apesar do manobrista ter um cacete maior q todos...parecia um cavalo reprodutor, mas eu queria mesmo o jajá...

mais potente...animal e gostoso...

Agarrei no pescoço dele e comecei a beijá-lo, segurava em seus cabelos e não deixava nossas bocas se desgrudarem, meus biquinhos acesos roçavam em seu tárax e mesmo por cima da bermuda eu já sentia seu pau duro encostando em minhas coxas.

Comecei a me roçar nele, dei o pescoço pra ele beijar, suas mãos passeavam pelo meu corpo, me apertando a bunda, subiram até meus seios que foram libertados do robe, expondo minha pele clara e o mamilo túrgido.

Com um apertão ele preparou o seio pra ser sugado, foi afoito mamando, sugando e lambendo meu peitinho. Gemi de prazer, senti minha xana se acendendo mais, já pulsava e melava.

jaja encostou-me na parede e começou a sugar meu outro seio, a outra mão me segurava a bunda e apertava forte, deslizou por trás de minha coxa e levantou minha perna fazendo-me enlaçar sua cintura, voltamos a nos beijar e senti sua outra mão me puxar a outra perna, fazendo-me ficar totalmente dependurada nele.

Encostada na parede, ele me segurava, beijava e me apertava forte em todos os lugares que podia alcançar.

Nossa respiração e movimentos estavam bem afobados, eram beijos intensos alternados com chupões e lambidas no pescoço, até que ele me espremeu mais contra a parede, abriu sua bermuda com uma mão sá e tirou seu membro pra fora, sem perder tempo deu umas pinceladas na portinha da xana, gemeu gostoso quando percebeu que estava completamente encharcada.

- Ai que delícia... Está toda molhada, safada!

Sem titubear enfiou seu pau rijo de uma vez sá na minha xaninha, recebi aquele cacete duro e quente dentro de mim, e que cacete!!! não e um dos maiores que conheco, mas com 22 cm de pau me entreguei ao prazer novamente.

Ele voltou a segurar por baixo da minha bunda, e começou a meter devagarinho, ia muito forte, mas voltava devagar, enfiava tudo bem rápido e voltava devagar, agarrada em seu pescoço eu já estava ficando mole, de tão gostoso que estava, aproveitei pra gemer em seu ouvido:

- Enfia o dedo no meu cuzinho, quero sentir um gozo animal com você!

Ele grunhiu como um macho, molhou seu dedo no melzinho que escorria de minha xaninha e lambuzou todo o seu dedo, foi até a portinha do meu botãozinho e enfiou bem devagarzinho, quando entrou todo ele começou a acelerar o ritmo das estocadas, meu corpo subia e descia fazendo seu dedo entrar e sair do meu buraquinho.

- Ai que delícia! Soca esse cacete na minha xota!

- Tá gostando safada? É disso que gosta?

- É soca esse dedo no meu cuzinho, mete esse caralho todo dentro de mim, me faz gozar!

Com uma mão na cintura e a outra no botãozinho ele intensificou as estocadas, metia bem rápido, eu sentia aquele cacete grosso entrando e saindo, me arrombando, eu arranhava suas costas e gemia sem parar bem pertinho do seu ouvido.

- Isso meu gostoso, mete com tudo, bem forte...Ahhhhhh!!! Quero bem forte!

- Quer levar rola né safada? Tá gostando de sentir meu pau?

- Hummmmmm! Delícia! Aiiiiii!!! Vai mais rápido. Tô quase...Hummmmmm!!!

jaja aumentou a velocidade e foi bombando mais forte, fazendo meu corpo bater contra a parede a cada estocada. Seus gemidos e seu corpo foram demonstrando sinais de que a explosão estava pra acontecer.

Me agarrei nele, abraçando-o mais forte e me soltei sobre seu corpo que estava quente e suado. Estava perto de gozar e falei:

- Hummmmmm! Isso gatinho, goza gostoso, goza porque minha bucetinha tá com sede...

Ele delirou, deu mais umas quatro estocadas com força e gozou lançando leitinho quente na minha xana!

- Ahhhhhhhhh!!! Ele gemeu aliviado.

Ainda meteu mais umas vezes pra terminar de gozar e foi aí que gozei também, senti aquela onda de prazer me invadindo, esquentando desde a base da minha coluna, até a nuca. Eu geralmente gozo sá de ouvir o cara gemer de prazer!

Com as pernas bambas ele foi me carregando até a cama, nás dois ainda com os corpos grudados e a respiração acelerada caímos no colchão, ele desencaixou de mim e tombou ao meu lado, ficamos nos olhando e ele foi fazendo cafuné em meus cabelos...

- Isso sim foi despedida gostosa, né gatinho?

- Tem que ser despedida mesmo?

- Infelizmente sim, meu namorado está pra chegar...

- Hummm, que pena, adorei ficar com você!

- Eu também adorei isso tudo, mas tenho que voltar a realidade...

- Tá... Disse ele contrariado.



Puxou meu corpo pra perto do dele e beijou-me doce e longamente, passando a mão bem de leve pelas minhas costas, até a bunda, me fazendo ter vários arrepios deliciosos.

Depois disso levantou, se trocou, beijou-me novamente e se foi...



CONTOS DE LAURA!!!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos eroticos de podolatria com fotos tentando chupar pes de primas dormindochantagiei o professor gostosotrai no cafe da manha contoconto erotico punhetinha na praiavizinhalesbicacontocuriosidade da minha filha no meu pau contoscoroa negra contocontos eroticos encoxadacontos eroticos a menina nen peito tinha ainda contos eu minha esposa e um viadinhomulheresporno da baladasFoderam gente contos tennscontos eroticos de avôlekinho pau contosFui Comida pelos colegas do colegios contoscomendo a mae e a tia na piscina contos eroticoContos erotico sofrimento de inocentescontos eroticos.sou evangelica e dei pro mecanicomeu tio detonou minha xota contoeroticoconto erotico colegial virgem sentindo desejodei pra um estranho num baile e meu marido viu conto eroticoconto erotico gay viado fica com medo da piroca do coroa e e fudido a forcaContos eroticos louco por seios procadopornodoidonaomulher poe seu cachorro dormir com ela e acaba deixando ele lember sua bucetacasa dos contos painho sou gaytirei o cabaço deleconto minha mostroucontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casavideo gay mandei meu amigo parar de fumar e ele me comeu contos genro bem dotado arronba o cu ds sogracontos erotico no acampamentogarotinho fodinho por adulto contosconto erotico mihna mulher disse que o meu negocio exupa piçacontos eroticos comi meu amigocontos eroticos primeiro empregoEncoxador contoscontos eu era enrabada toda noite pelo taradomulheres violadas contos eroticosContos eroticos com tapas na bunda e castigosdei para meu genroCasada viajando contoscontos filho fudendo com a maecontos eroticos jogo de cartas com a cunhada e a sogra juntasconto de babydoll da mamaecontoseroticos9aninhos meus contos eroticos.gay dotadocontos eroticos tirei a virgidade do cu da minha filhaver contis eroticos de incesto passando oleo na maeconvidei o Celso para enrabar minha esposaai meu neto rasga a buceta da vovo conto eroticpeu tenho uma irmã muito gostosa eu tava me depilando e ela pediu para terminar depilaçãocontos pornos mamae carinhosacalcinha incesto contoscontos eróticos meninas de 20 anos transando com cachorro Calcinha Preta com lacinho vermelhoporno travesti rosadinha menininhacontos erotico de pai e filhacontos eroticos sou crente mas tenho um fogo no cuemtiada fas sexo e masseje em padratopai com meleque desde pequenos contos eróticos proibidos gaysviadinjo da bimda rrdonda contos eroticosconto erotico travestis o traveco preto rasgou meu cuempregadinha contonovinha do Recife masturbando assim tão pequeninasexo gostoso contoscontos dormimos na barraca eu marido e sogro e o sogro me rabou noite interacontos minha mae baixinha gostosalego na dano a buceta dormindoconto erotico viadinho de shortinho e calcinha com mendingoEstuprado na frente do filho conto eroticocontos erótico de estupro em boatescontos.eroticos.so.taradinhas.de.seis.aninhossobrinho pelado dormino e tia assusta com.../contoseroticosiniciando minha filha contohttp://porno contos eroticos de mulheres estrupadas ele elaenrabada pelo chefe contosnegao arrombando cuzinho casados caladinhoscontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaconto de corno mulhe chega com a buceta toda arobada eu veicontos eroticos de oncesto de sogra com derroconto arebentarao meu cu meumaridoconto gay gozei na janelacontos eroticos de cunhada amarradabem novinha travesti cumendo o gay novimcontos eróticos no comícioCasada narra conto dando o cucontos eroticos esposinha e o velhaocontos eróticos estupro coletivo aline parte tresmeu irmão adora meus pezinhos contos eroticos podolatriaconto erotico meu avoflagrei minha mae em um dp conto eroticominha enteada inocente conto eroticoTennis zelenograd contoBebendo porra do filhinho contoseroticoscontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casafiz meu marido virar viado conto eroticocontos de filhos que sentou no colo do paizãocontos eroticos gay fui enrrabado apanhei e gosei com um desconhecido