Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O TIO DA NET E MINHA AMIGUINHA DA ESCOLA

Click to Download this video!

Depois q o tiozinho tarado da net tirou meu cabacinho, comecei a frequentar uma escola d informática, pois tinha ainda muito pouco conhecimento sobre informática. Logo no começo já fiz uma amiguinha, o nome dela é Fernanda, mas todos a chamam d Nandinha devido ao seu tamanho, ela é apenas uma pouco mais jovem q eu, mas parece uma menininha, deve ter 1,5m d altura, morena clara, cabelos castanhos lisos e longos, ela é magrinha, mas tem um corpinho bem definido, cintura fina e um bumbum empinadinho. Ela é bem atiradinha, diferente d mim, pois sou muito tímida. Logo me senti à vontade p contar a ela minha histária c o tio da net, ela então me revelou q apesar d ser mais desinibida ainda era cabacinho. Combinamos um dia d matar aula p ir ao centro, enquanto eu iria ver o tio da net, ela iria dar uns beijos num gatinho q ela tava ficando. Eu tava lokinha p dar p meu tiozinho, nem bem cheguei no quarto do hotel e já comecei a chupar o pau dele, quando de repente meu celular tocou, era a Nandinha, levou um bolo do gatinho e não tinha nem dinheiro p pegar o ônibus, falei q emprestava algum p ela, mas q viesse logo p não atrapalhar a minha trepadinha. Quando desliguei o celular, o tiozinho me falou:

-Convida ela p participar da nossa festinha.

-Fikou louco, ela ainda é cabacinho.

Ele não ensistiu, mas acho q isso deixou ele ainda mais excitado.

Quando ela chegou, apresentei um ao outro e percebi q o coroa não tirava o olho dos peitinhos da Nandinha, ela estava d saia e c uma bluzinha branca d alcinha, dava p ver o bico dos seus seios bem durinhos, estava sem sutiam. Ele nem disfarçava, dava p ver o volume na sua calça, parecia q seu pau queria saltar p fora. Quando de repente, num gesto inusitado, ele colocou o dedo bem no bico do peitinho dela e disse brincando:

-Nossa! Que durinho, nem parece d verdade.

Eu fikei sem graça, não podia acreditar q ele tinha feito aquilo na minha frente, fingi q não vi a cena, disfarcei e fui no banheiro pegar a minha bolsa p dar o dinheiro a ela, mas fiquei sondando a reação dela. Ela riu p ele e perguntou:

-O tio gosta?

-Gosto, mas ergue rapidinho a bluza p eu dar sá uma olhadinha.

Ela ergueu a bluza, o coroa safado não pensou duas vezes e caiu d boka nos peitinhos dela. Nossa, aquela cena me excitava. Quando voltei, eles nem fizeram questão d parar, o tio ainda disse:

-Olha q peitinhos durinhos tua amiguinha tem, experimenta.

Nunca pensei fazer isso, mas chupei aqueles peitinhos c tanta vontade, eu chupava um e ele o outro, depois chupávamos o mesmo. Enquanto eu mamava nos peitinhos da Nandinha ele começou a dar um beijo d lingua nela, levantei e quis participar do beijo, nossas três línguas se entrelaçavam, então ele deixou q nás duas nos beijássemos enquanto ele tirava nossa roupa. Enquanto enfiava minha lingua na sua boka, sentia nossos peitinhos se tocando e nossas bucetinhas se esfregando uma na outra. Olhamos p o lado e vimos o tiozinho tocando uma c a mão enquanto apreciava a cena, demos uma risadinha d safadas, empurramos ele na cama e caimos d boka naquele pau, parecíamos duas garotinhas brigando por um picolé. Nandinha foi mais rápida e abocanhou aquela pica com tanto apetite, me deixando chupar apenas as bolas, depois chupamos juntas, uma d cada lado, d uma maneira q meus lábios se encontravam c os dela, e começamos um vai e vem q ia da cabeça até as bolas. Nás estávamos d quatro, com a bunda p o lado do tiozinho, Nandinha quase esfregava a bucetinha na cara do coroa, ele não aguentava ver aquela bucetinha se arreganhando na sua cara, depois d examiná-la e ver q era mesmo cabacinho, meteu a língua no seu grelinho molhado, ela se contorcia d tesão. Os dois fizeram um 69 daqueles, ela ficava cada vz mais putinha, sugava aquela pica c tanta vontade e arreganhava cada vez mais aquela bucetinha, sempre rebolando e esfregando na cara do coroa. Depois colocamos a Nandinha deitada, era a minha vez d conferir seu cabacinho. Que delícia ver minha amiguinha delirando na minha língua, o tio se aproveitou q eu estava d quatro, grudou na minha cintura e enterrou na minha xaninha q tava encharcadinha, minha língua fodia ela no mesmo rítimo em q o tio me comia, quanto mais fundo ele metia, mais fundo ia minha língua, tive orgasmos múltiplos. Minha amiga implorou p sentir apenas a cabeça daquele pau na entrada da sua xaninha, não queria perder o cabacinho. Então eu abri sua xaninha, dei mais umas linguadas, lambuzei bem o pau do tiozinho c minha saliva e fui encaixando na sua bucetinha. Ela tava muito molhada. O coroa não resistiu, o tesão dele era tanto em ver aquele cabacinho se rompendo na sua vara q ele logo empurrou tudo p dentro, nem deu bola quando ela mandou parar. Segurou seu pau lá dentro p ela se acostumar com o tamanho e deixou q ela rebolasse até gozar. O tiozinho não conseguiu segurar mais, tirou o pau d dentro e gozou na nossa cara, nunca vi tanta porra, lambuzou nossos rostos e escorria pelos nossos peitinhos. Depois tomamos um banho, os três juntos, mas antes q o tiozinho se empolgasse novamente, tivemos q ir embora, pois nem vimos o tempo passar naquela tarde maravilhosa. Esse foi sá o começo d tudo o q nás ainda iríamos aprontar.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


dou meu cu para meu amigo colorido contos eróticosnao tira papai deixa que eu vo gozarcontos eróticos mulheres p****contos erotivos mamar no pau infanviameu sogro me estuprou contosdesvirginando sobrinhaconto punhetinha gostosacontos dei a xana pro caseirovideornposscontos eroticos podolatria chupando pes de noivas sContos rasga o cu filhinhagozounaminhacaracontos erotico minha mulher me confessou que me traiuMusi como tu e tua tia tua tia e uma cadela como tu e tua ruelacontos eroticos vizinha gostosinhagozei nas coxas da filha contoscontos erotico minha mulher me confessou que me traiua casa dos contos eróticos-prima Thayanesapato batendo xaninhana outra gostosoxxx.emcoxei ela gostoucontos minha esposa e choronaconto erotico viadinho com shortinho e calcinha é estupraadomeu pai mim abusou com porta na cara conto eróticocontos eróticos família vavela minha mãe comigo no banheirocontos casafa fui pra roça me masturbei dentro fo mayoContos eróticos chupei muito e fiquei louco pela bucetinha da sobrinha novinha novinha da minha esposacontos eroticos com escravas sendo humilhadasenhor dos contos eróticos incesto chantagemcontos eroticos mulheres casadas cometendo insestocontos eroticos swingver tv pornô mulher que tem a vajina muito linda e grade gozando na pica sem para vaquira com o cavalocontos de cú por medofotos de esposa de corno pegando no mastro grandetio gordo dormindo conto eróticocontos eroticos primeiro orgasmo colo do meu padrinhotexto mae cuida filjo asidentado filho fodeu buceta[email protected]Novinha desmaia de tanto gosa conto eroticof****** a filha da empregada pornô liberadocontos fui faser a obra du meu tio arobei sua mulhersogra humilha genro contos eroticoscontos erótico com enfermeiraSogra boqueteirá mamando genro contoseroticoscontos eroticos gay acordado na noite pelo meu paiconto incesto mestruavacontos eroticos de casais realizando fantasia com comedorcontos eróticos funcionáriasurra vaginal amordaçada contoTennis zelenograd contoContos eroticos real dei pro pai da minha meia irmacontos eroticos pauzudoconto erotico gay fui no baile funk e dei o cu pro travesticonto erotico garotinho de shortinho socadoconto erotico humilhado na festacontos horoticos verdadeiras pelotasconto erotico menague com a noraContos eroticos comi a força a minha tiaconto erotico dogconto erotico gay seduzindo homem velho coroa grisalhoconto erotico sogra nao quertravesti vizinha surpresa contos eróticosContos meu sogro arrombou minha bundaconto minha mulher hemafroditapedreiro orrobando buceta da filha do patraoconto erotico gay coroa pirocudo do bar me levou pra casa dele e me arrombouhomens velho gay contosContos meninas d doze anos perdendo o cabaço com papaI ddotadocontos eroticos coroas de quarenta e oito na praiaconto eróticos sabrinafiquei de 4 e ele montou socando xingandoconto erótico mulheres teve coragem sexo cavaloscontos de sexo gostosa deu pra mim na a baladabeijo de lingua quente pegada forte gemidãosou um viadinho submisso de minha mãe contosvideo porno primo sente atração pelo outro primo homensgoogleweblight/buceta virgem/ fotoscontos eroticos com meninas novinhasmamae japonesa me bolinando