Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O TIO DA NET E MINHA AMIGUINHA DA ESCOLA

Click to Download this video!

Depois q o tiozinho tarado da net tirou meu cabacinho, comecei a frequentar uma escola d informática, pois tinha ainda muito pouco conhecimento sobre informática. Logo no começo já fiz uma amiguinha, o nome dela é Fernanda, mas todos a chamam d Nandinha devido ao seu tamanho, ela é apenas uma pouco mais jovem q eu, mas parece uma menininha, deve ter 1,5m d altura, morena clara, cabelos castanhos lisos e longos, ela é magrinha, mas tem um corpinho bem definido, cintura fina e um bumbum empinadinho. Ela é bem atiradinha, diferente d mim, pois sou muito tímida. Logo me senti à vontade p contar a ela minha histária c o tio da net, ela então me revelou q apesar d ser mais desinibida ainda era cabacinho. Combinamos um dia d matar aula p ir ao centro, enquanto eu iria ver o tio da net, ela iria dar uns beijos num gatinho q ela tava ficando. Eu tava lokinha p dar p meu tiozinho, nem bem cheguei no quarto do hotel e já comecei a chupar o pau dele, quando de repente meu celular tocou, era a Nandinha, levou um bolo do gatinho e não tinha nem dinheiro p pegar o ônibus, falei q emprestava algum p ela, mas q viesse logo p não atrapalhar a minha trepadinha. Quando desliguei o celular, o tiozinho me falou:

-Convida ela p participar da nossa festinha.

-Fikou louco, ela ainda é cabacinho.

Ele não ensistiu, mas acho q isso deixou ele ainda mais excitado.

Quando ela chegou, apresentei um ao outro e percebi q o coroa não tirava o olho dos peitinhos da Nandinha, ela estava d saia e c uma bluzinha branca d alcinha, dava p ver o bico dos seus seios bem durinhos, estava sem sutiam. Ele nem disfarçava, dava p ver o volume na sua calça, parecia q seu pau queria saltar p fora. Quando de repente, num gesto inusitado, ele colocou o dedo bem no bico do peitinho dela e disse brincando:

-Nossa! Que durinho, nem parece d verdade.

Eu fikei sem graça, não podia acreditar q ele tinha feito aquilo na minha frente, fingi q não vi a cena, disfarcei e fui no banheiro pegar a minha bolsa p dar o dinheiro a ela, mas fiquei sondando a reação dela. Ela riu p ele e perguntou:

-O tio gosta?

-Gosto, mas ergue rapidinho a bluza p eu dar sá uma olhadinha.

Ela ergueu a bluza, o coroa safado não pensou duas vezes e caiu d boka nos peitinhos dela. Nossa, aquela cena me excitava. Quando voltei, eles nem fizeram questão d parar, o tio ainda disse:

-Olha q peitinhos durinhos tua amiguinha tem, experimenta.

Nunca pensei fazer isso, mas chupei aqueles peitinhos c tanta vontade, eu chupava um e ele o outro, depois chupávamos o mesmo. Enquanto eu mamava nos peitinhos da Nandinha ele começou a dar um beijo d lingua nela, levantei e quis participar do beijo, nossas três línguas se entrelaçavam, então ele deixou q nás duas nos beijássemos enquanto ele tirava nossa roupa. Enquanto enfiava minha lingua na sua boka, sentia nossos peitinhos se tocando e nossas bucetinhas se esfregando uma na outra. Olhamos p o lado e vimos o tiozinho tocando uma c a mão enquanto apreciava a cena, demos uma risadinha d safadas, empurramos ele na cama e caimos d boka naquele pau, parecíamos duas garotinhas brigando por um picolé. Nandinha foi mais rápida e abocanhou aquela pica com tanto apetite, me deixando chupar apenas as bolas, depois chupamos juntas, uma d cada lado, d uma maneira q meus lábios se encontravam c os dela, e começamos um vai e vem q ia da cabeça até as bolas. Nás estávamos d quatro, com a bunda p o lado do tiozinho, Nandinha quase esfregava a bucetinha na cara do coroa, ele não aguentava ver aquela bucetinha se arreganhando na sua cara, depois d examiná-la e ver q era mesmo cabacinho, meteu a língua no seu grelinho molhado, ela se contorcia d tesão. Os dois fizeram um 69 daqueles, ela ficava cada vz mais putinha, sugava aquela pica c tanta vontade e arreganhava cada vez mais aquela bucetinha, sempre rebolando e esfregando na cara do coroa. Depois colocamos a Nandinha deitada, era a minha vez d conferir seu cabacinho. Que delícia ver minha amiguinha delirando na minha língua, o tio se aproveitou q eu estava d quatro, grudou na minha cintura e enterrou na minha xaninha q tava encharcadinha, minha língua fodia ela no mesmo rítimo em q o tio me comia, quanto mais fundo ele metia, mais fundo ia minha língua, tive orgasmos múltiplos. Minha amiga implorou p sentir apenas a cabeça daquele pau na entrada da sua xaninha, não queria perder o cabacinho. Então eu abri sua xaninha, dei mais umas linguadas, lambuzei bem o pau do tiozinho c minha saliva e fui encaixando na sua bucetinha. Ela tava muito molhada. O coroa não resistiu, o tesão dele era tanto em ver aquele cabacinho se rompendo na sua vara q ele logo empurrou tudo p dentro, nem deu bola quando ela mandou parar. Segurou seu pau lá dentro p ela se acostumar com o tamanho e deixou q ela rebolasse até gozar. O tiozinho não conseguiu segurar mais, tirou o pau d dentro e gozou na nossa cara, nunca vi tanta porra, lambuzou nossos rostos e escorria pelos nossos peitinhos. Depois tomamos um banho, os três juntos, mas antes q o tiozinho se empolgasse novamente, tivemos q ir embora, pois nem vimos o tempo passar naquela tarde maravilhosa. Esse foi sá o começo d tudo o q nás ainda iríamos aprontar.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos titio na praiazoofilia conto como treinar sua cadelacontos Surpreso em ver tia sem calcinhadp swing buracogozaram em minha boca durante a viagemcontos eroticos de meninas abusadas pelo padrastocavalo pampo aregasano a boceta da mulherconto estava de biquíni cavadinha e ecitada na praiaconto erotico no colinhoos meus amigos eatuoraram a minha mae contocontos eróticos gravou tia dando pra doisconto erotico meu bezerro boqueteiroque cunhadacontos erotocos c amigos guays heteroele me seduzio e quebrou meu cabaço historeas reaishumilhada e sem pregas contosContos de comadres lesbicasno aniversario conto erotico gaydando o cu e peidando contosmeu filho me encoxaram a noite bunduda,eu e minha sogra coroa conto eroticocontos com sogra gostosacomido no carro contocontos calcinha da minha tia coroaCasa dos Conto a beira de uma suruba esposa casadacontos ela queria e eu queria comerloiro do olho verde me fazendo um boquete gostoso perto da piscinaContos eroticos sou madura vadiateen recem casada contosconto enfermaria cheiro sexo intensomknha tia pediu pra passar protetor solar contos Contos eróticos comendo uma lorinha dos seios grandes Luizaconto erotico servindo macholer contos eroticos incesto mae transa com filho e pai esta desconfiandoconto flagrei minha mãe dando para um bem dotadochantagiei o professor gostosocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos presenciei minha irmã fudendo com um dogcontos esposa bravacomi minha filha no carro contoa magrelinha de rua contos eroticosconto teens de pau duro no calcao de futebol para a primaSou casada Minhas filhas me viram sendo fodida contofui arrombada porvarios contosirma vagabunda irmao caralhudo safado cunhado corninho contos eroticos com fotoscontos de sexo travesti dominadoramulheres rasgando a buceta pra fondercomigo véi da irmã da minha mulher contos eróticoscontos eroticos casada que mete com mendigoNovinha Bebi porra do meu amigo contoacordei com meu cuzinho todo melado contos gayme comeram contos teenconto erotico transei com uma velha deficiente especialcontos eroticos de avôcontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos/ morena com rabo fogosocomi minha comadre drogada contoconto erótico: festa da mamÃecomia mae contoscontos dei o cu e saiu merdamulher escanxa no cachorro e goza gostosovirei mulher na pica do meu paicontos eroticosmeu namorado me encoxando camisinhacontos eróticos adicionei o menino e deicontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaconto erótico a manicure lesbicaCONTO INCESTO NA MADRUGADA COM A SENHORAFiquei com minha sobrinha no colo a viagem toda contosContos.eroticos.crentizinha.abusada.no.cuzinhoconto erotico inserto po acasocontos velha casada fudendocontos eróticos meu enteado deixou meu c* todo ardidominha visinha medica. Casada contosacidentado comi minha sogra contoscontos eroticos na praiabucetas lindascontos eroticos o bicho do tioum conto erótico mendigo Eu e minha filha juntochantageei e comi a secretariadisvirginei a minha professora contos erodicosvídeos de********* pornô da mulher morena que tem os peito grande para batata chupa a goza na cara melada cara tôcontos de incestos e surubas com minha irma e minha mulher nudismo na piscinaContos crossdresser