Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TRANSA LOUCA COM VIZINHO GOSTOSÃO

Click to this video!

Sou Marina, tenho 19 anos e vou contar um caso que aconteceu comigo faz uns dois meses. Sou muito linda, tenho 1,75de altura, 68Kg bem distribuídos pelo corpo e tenho seios fartos. Tenho um vizinho de idade (nem tanto ) uns 68 anos, que tem dois filhos, um se chama Guilherme, é um tesão, tem 35 anos, é branco, cabelos castanhos, 1,79 de altura e é muito gostoso. Seu irmão se chama Fabiano, é o mais velho, tem 42 anos, lindo como o irmão; sá tem um detalhe os dois são casados e tem até filhos. Mas hoje, caros amigos vou contar o caso apenas com o Guilherme. Esse cara é muito amigo do meu pai, e aos domingos sempre vem em casa para conversar com ele e coisa e tal. Numa quinta, meus pais me disseram que teriam que viajar para o casamento do sobrinho do meu pai em Além Paraíba, e que sá voltariam na segunda de manhã porque seria um grande festa. Eu não poderia ir porque teria prova de química e física para fazer então, minha mãe me disse que se eu quisesse poderia ficar na casa do Guilherme, pois ele era uma pessoa muito confiável e eles o consideravam um filho que eles nunca iriam ter. Eu, que não era boba, com cara de que quem não queria ir ir mas estava adorando a idéia, disse que tudo bem, já que não tinha outro jeito.

Eram duas horas da tarde e eles foram ao aeroporto e disseram que Guilherme já estava para chegar, e que era para ir arrumando as coisas e esperá- lo na portaria. Arrumei minhas coisas e fui esperar o cara . Demorou uns vinte minutos para chegar lá . Nos cumprimentamos como qualquer pessoa e entrei no carro dele e fomos até a casa dele que fica um pouco longe do centro é tipo uma granja.

Dentro do carro conversamos bastante,e eu meio nervosa, soltava umas risadinhas. Acho que ele tinha percebido e me perguntou porque estava rindo daquele jeito e eu disse que era apenas nervosismo por causa das provas ele tentou me acalmar e disse que seria bom se eu relaxasse e aproveitasse bem os dias na granja. Até aí, tudo bem quando chegamos lá,tivemos uma surpresa! Sua esposa lhe deixou um bilhete dizendo que iria passar três dias na mãe dela que sua irmã não se sentia bem, na hora pensei: “ que sorte meu deus, se melhorar piora”. Ele meio surpreso tanto quanto eu me levou para um quarto de háspedes e disse que poderia ficar à vontade que ele iria preparar um lanche pra gente. Eu meio com uma idéia de chamar atenção dele fui guardar a minha mala na prateleira mais alta para isso coloquei um vestidinho curto que dava para ver tudo e tirei a calcinha. Subi num banquinho e o chamei com voz de “é agora”. Quando chegou lá, para surpresa dele eu estava lá toda desajeitada querendo mostrar tudo e dizendo: - O Gui! Me ajuda segure minhas pernas para eu colocar minha mala lá em cima!- Percebi que ele estava olhando minha xotinha e deu um pigarrear e me ajudou colocando a mão nas minhas pernas:- E aí Mariana, Já consegui colocar?- Eu disse:- Não! Tenho medo de cair, olha segura na minha coxa que eu fico mais firme! Ele sem pensar muito fez o que lhe pedi. Eu senti que ele estava com sua respiração ofegante, e quando desci do banco percebi que seu cacete estava quase apontando para o teto. Meio sem jeito ele disse que poderíamos ir comer. Mais à noite fomos para a sala e ele sugeriu que víssemos um filme o filme era pornô. Ele nem quis saber de constrangimento e ficou vendo o filme era incrível, o filme era de mulheres que estavam em uma piscina praticando sexo grupal, e quando ele estava distraído eu percebi que sua pica estava em pé e eu comecei a tossir um pouco e ele percebeu e tampou-a com uma almofada. Ele me perguntou se estava gostando e eu disse que sim, ele me perguntou se eu queria ficar ao lado dele eu disse que sim. Num instante, senti um cheiro de gozo no ar, e fiz uma pergunta à ele meio safada:- Gui você se masturba?- Ele sem nenhuma questão disse que gostava de fazer isso e que sua esposa o pedia sempre pra se masturbar sempre que eles iam transar. De repente sem mais nem menos ele me perguntou se eu já transei uma vez, ou se já tive alguma experiência com um homem. Esperei dar um tempo para responder à ele, quando num instante eu p respondi no seu ouvido acariciando sua barriga:- Não com você!-No momento me deu um branco mas depois voltei, e ele meu olhou fixamente nos olhos e me perguntou:-E você “tá” afim de fazer isso comigo?-Eu respondi que sim balançando a cabeça. Acho que mesmo ele sendo um homem maduro, nás dois estávamos um pouco nervosos naquela situação, mas depois relaxamos. Guilherme começou a me beijar profundo e isso estava me excitando bastante, depois começou a tirar minha roupa ansiosamente e apertava meus seios e os mamava como um bebê faminto. Ele me pediu que eu ficasse de quatro para que pudesse foder minha xota com a língua eu aceitei, e disse que depois eu faria um boquete inesquecível nele. Sua língua parecia que dançava dentro de mim, não demorou muito e eu gozei em sua boca. Depois disso ele me colocou de frente para ele deitados no chão da sala e começou a me penetrar devagar pois eu era virgem, e, queria que ele fosse delicado comigo até que eu o mandasse ir mais rápido, quando conseguiu me penetrar eu dei um grito intenso e pedi que aumentasse a velocidade, eu simplesmente estava encantada com o seu potencial, depois eu pedi á ele que me fodesse no rabinho eu adorava ser comida por trás, já que quando era comida pelos meus colegas da escola,pedia apenas para ser comida pelo cu. Então depois quis que ele ficasse sentado no sofá para que eu fizesse um boquete para ele então o fiz, seu cacete era grosso e duro que nem pedra, quase que engasguei com aquele torete na minha boca, eu cuspia nele e o chupava como picolé, mordiscava um pouco, o que deixava Guilherme louco. Guilherme disse que ia gozar, então pediu que eu sentasse no seu colo para que eu me preparasse para receber um pouco do seu leitinho, eu sentei e então veio aquele leite quentinho na minha gruta depois disso fomos ao quarto dele, e transamos mais um pouco e fomos dormir ali mesmo no quarto dele. Na manhã seguinte ele ainda estava dormindo e eu fui tomar um banho e me arrumei e voltei para a cama e vi que ele estava dormindo, acordei ele com um beijo profundo e fiquei em cima dele e fiz o movimento típico vai- e -vem e percebi que ele estava acordando e que seu pau estava voltando a ficar duro como pedra, ele sem pensar, falou com muito sono e me beijando:- Você não se cansa não? Já que você quer mais eu posso te dar mais.- Então me puxou e me beijo loucamente de um jeito que eu perdi o fôlego então ele me virou na cama para que eu ficasse de bruços e me enfiou sua pica dura por trás eu fiquei louca, depois de um tempo percebi que estava na hora da prova e disse que tínhamos que para ele não concordou e disse que depois falaria com meus pais que não me senti bem e não fui fazer a prova e ficamos assim até que nás dois ficamos exaustos. Aqueles dias foram incríveis para mim e para ele. Quando fomos tomar o café nás combinamos de não contar para ninguém pois isso poderia causar um grande problema e que ninguém iria querer isso. Mais tarde eu conto o resto b-joxxxxxx.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erótico comendo amiguinha do meu filhoContos Bota no cu tiogozada na boca sueliContos incesto filha calcinhadelicia conto heterona lua de mel contosgostosa.acarisiado.a.buseta.deibacho.da.mesacontos erotico loira trabalhogozanodeto familha ponocontos eroticos gay meu profeddor de artes macias gayera menina meu primo batia punheta pra mim olharconto erotico eu e os meu colegas comemos o cuzinho do guri a forçaDona Florinda chupando a rola de Seu Madrugahomens q gosta d ve sua mulher com uns roludos novos contoscontos eroticos minha sogra franciscacontos erotico na praia de nudismo com meu sobrinhocontos eroticos de casada levando jatos de porra do comedor[email protected]Me comeucontos eroticos comi minha veiaCenoura com camisinha na prostata contoscontos eroticos de incesto filho comeu a mae e a irma oa mesmo tempo (relatos)conto pernas fechadascilindro meloso gostosopai com meleque desde pequenos contos eróticos proibidos gayscontos eroticos menininhacontos gosto de ver meu marido usando calcinhana viajem de trabalho a mulher transa com o chefe e gostou contocontos eróticos de bebados e drogados gayscontos porno eu amo caga na picacontos novinha dando pra doisContos eroticos c imagens meus dois chefes me comeram por dinheirocom perdi minha virgindade com um policial contome comeu aindanovinhaerotico minha filha bota a mãomoreninho hetero marrento contoFui violada por pirocao contos eroticoslinha na Rachinha contos eróticoscontos cris super dotadocontos fudi minha cunhada emplena lua de melcontos eróticos eposa e amigoconto erotico mulherzinha gaycontos eroticos casado medico gordinhovídeo de pornô com as moletinho as mulatinha pornô vídeos sexocontos minha enteada minha amantecunhadas esfomeadascontos eroticos casadas baile formaturacontos eróticos do tio malvadoputa para pretos contocheirada e dando a bunda contosbosque conto heterocontos eróticos no cu com cachorrosminha sogra submissa contocontos erodicos de cabrito macho fazendo sexo com gostosa zoolofiafragrância zoofilia caseiro conto moleke chantageia mulher na casaesposa rapaziada contosconto com irma pegando na rola por debaixo da mesajogadora de vôlei nua do Brasil pela tomando banhocontos porno eu e meu amigo fudendo minha maecomtos eróticos de fazemdeira com animalesposa do amigo minha cadela contofoto de xoxota de mulher pequeninihacontos adorei a lingua no meu cuzinhodei na infacia e não me arrependo contos gaysmeu padrasto meu donominha bunda grande contovídeo de mulher conto dar o cu ele micha de dorcontos eroticos irmavoyeur de esposa conto eroticoContos eroticos: Conversando com a maninha pelo msncolo do velho. contoandei com a cara gozada na ruaminha sogra trepo com ela contosvideornpossno parquinho contoscontos eroticos vestido coladopm me comeu contochupou pau de flanelinha dentro do carroConto comi minha mae no celeiro