Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MOTOQUEIRA SELVAGEM DANDO NO COURO...

Click to this video!

Quem leu o conto NA GARUPA DA MOTOQUEIRA SELVAGEM... conhece o meu fascínio por motos e que também adoro a mescla: moto + sexo.

Sou casada, 29 anos, tenho 1,72 de altura, olhos castanhos, pele branca, cabelo ondulado loiro-acobreado que vai até a cintura, 57 quilos, 104 de quadril, 98 de busto, e sou LOUCA POR MOTOS. Embora eu seja feliz com meu marido, não consigo parar de ter as minhas “aventuras”, acho que sou uma espécie de “sexo maníaca”.

Vou relatar-lhes como tudo começou: eu tinha uns 22 anos, e tinha comprado a minha primeira moto, uma yamaha virago 535 vermelha. Eu a batizei de “maçã do amor”, e logo vocês saberão por quê. Sempre tive curiosidade de ir a um desses encontros de moto, mas meu marido nunca quis ir comigo, então, já que agora eu estava “montada” eu peguei a estrada, sozinha, pois o meu marido estava ocupado, como sempre, e nunca se importou que eu andasse sozinha.

Logo que eu cheguei ao tal evento, foi uma loucura, eram motos de todos os modelos, tamanhos e cores. Mal sabia para onde olhar. Porém, meus olhos encontraram “algo” para observar: um cara alto, moreno claro, olhos verdes que pareciam me despir automaticamente. Retribui o olhar de forma a convidá-lo a aproximar-se, e ele assim o fez, chegando bem perto do meu ouvido, com a desculpa de que o som estava muito alto, e me perguntou de onde eu vinha, pois ele não perde nenhum evento da região e ele sabia que nunca tinha me visto antes, pois eu (segundo ele) sou uma mulher difícil de não ser notada. Eu disse que esse era meu primeiro evento e também a minha primeira viagem, pois acabara de comprar minha primeira moto, foi quando ele pediu para que eu chegasse mais perto para poder ouvir o que eu estava dizendo, eu obedeci, e ele então me puxou pela cintura de forma que eu colei nele e pude sentir seu cacete duro dentro da sua calça de couro. Ele percebeu que eu notei e disse: “Notou como eu estou realmente feliz em te conhecer...” Eu então me afastei, pois TUDO era muito novo para mim, sai sem dizer nada e fui direto para o meu quarto no hotel, que ficava práximo ao evento. O clima estava meio frio, porém a minha roupa de couro nunca parecera ser tão quente que nem me dei conta de que eu estava sem a jaqueta. Tomei um banho para “acalmar-me”, mas foi tudo em vão, pois sá de lembrar daquele homem me pegando pela cintura, e sussurrando no meu ouvido me fez estremecer de tesão e deitar na cama envolta pela toalha e me masturbar e gozar feito louca. De repente, alguém bateu a minha porta e eu perguntei quem era e uma voz deliciosamente rouca identificou-se como “serviço de quarto”, eu disse que não queria nada, mas o cara insistiu que precisava fazer seu “trabalho”, eu então me enrolei na toalha e fui abrir a porta, e, para minha surpresa, lá estava o tal moreno de olhos verdes, que foi entrando, fechando a porta e me agarrando sem pudor algum, eu até tentei me desvencilhar de seus braços, mas foi em vão, não devido ao seu tamanho e força, mas devido ao meu grau elevadíssimo de tesão. Ele me livrou da toalha num piscar de olhos, e fez o mesmo com a roupa de couro que usava, enquanto me beijava como se fosse me engolir. Pude então ver que o tamanho do seu cacete justificava o que eu tinha sentido anteriormente. Ele então me pegou no colo, com certa facilidade, pois ele era o dobro de mim, e me colocou na cama, abrindo minhas pernas e “mergulhando” a cara na minha buceta, abrindo ela se deliciando, lambendo o meu grelo como quem saboreia uma torta de chocolate, gozei e gritei feito louca, pois o som certamente abafaria meus gritos, ele então me olhou nos olhos sorrindo, pois sabia que ele provocara meus gritos. Ele então enfiou um dedo na minha buceta e outro no meu cuzinho, ao mesmo tempo, e iniciou um “ritmo” que me fez subir pelas paredes literalmente, pois nunca antes havia experimentado tal prazer. Novamente gozei como nunca antes. Foi então que senti ele subir na cama e lamber cada centímetro do meu corpo subindo até que seu cacete alcançou a minha boca, então tomei aquela “tora” (imensa por sinal) e comecei a chupar, e a fazer algo que me intitulou garota “boa de bola”, nesse momento ele arregalou os olhos e gritou “isso, me chupa, sua motoqueira boa de bola”, e gozou enchendo a minha cara de muita porra. Ele se jogou na cama, extasiado, e eu tomei seu cacete e continuei a chupá-lo para que ele nem mesmo ficasse mole, o moreno me olhou assustado e disse: “que fome você tem”, e eu disse: “você não viu nada ainda”. Assim que seu cacete voltou “a ativa”, eu subi em cima dele e abri meu cuzinho sentando nele e “pilotei” feito louca ao som de “Born to be Wild” o fazendo encher meu cuzinho de muita porra e gozando junto. Tomamos um banho e fomos para o evento, mas não ficamos muito tempo lá, e logo encontramos um beco onde se passou outra experiência que contarei a vocês logo. Sá sei que o meu primeiro evento de moto foi realmente inesquecível.

Encontramos-nos outras vezes depois disso, e fomos a muitos outros eventos juntos, onde vivemos muitas outras aventuras que contarei a vocês depois.

Bjos... e Born to fuck...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


menina você já passou o dedo no cu e cheiroucontos eroticos barney comendo bethycontos eroticos de padrinhos com afilhadas que engravidamContos, eu convidei um foragido na minha casa e ele comeu a minha mulhercontos esposas na praiacontos eroticosda secretaria viciou a dar o cu para o patraomeu marido me arombou a xoxotaeu e minha filha no baile funk contos eroticosconto cavala loca por sexowww.contos eroticos cavalgado no vovocontos Recém casada traindo marido com dono da casao importante e gozar e ser feliz conto eróticocontos eroticos traindo marido na viajandovídeo de sexo de duas mulher gulosa beijo gosmentocontos homem chupa rola ricardaoconto noiva liberadacheirinho.gostoso da bucetinha contoscontos eroticos esposa exibicionista ficou curiosacontos de homem com penis grosso que comeu sem camisinha a sogra proctologista me comeu gayputa irmão contocontos eroticos no cinemasendo assediada na sala de aula contos eroticos   aiaiai vou goza no kct do meu paicontos eroticos dei meu cu pra todosporno bundas muitissimo leve ou seja molecontos de sexo rapidinha com a cunhada na cozinha enquanto meu irmão tomava banho no banheiroContos eróticos família liberal.2,chantageada e humilhada pela empregada negracontos esposa pai delacontos eroticos a talaricaContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorvideos porno enfiando a mao nao buceta da egua zoofiliacontos eróticos priminha caçulaEu vi o tamanho da rola do meu irmão na sauna contos de incesto femininocontos meu pai me arrastava pro matoa massagista negao contosconto erotico namoradinhos de infanciacontos eróticos vc me acha bonitaai meu neto rasga a buceta da vovo conto eroticpcalma aí bota devagarcontos eróticos faZer o que se comer titia é gostosozoofilia gay extraordinárias bizarrosdoce nanda contos eroticosContos eroticos dediaristAcontos de sexo rapidinha com a cunhada na cozinha enquanto meu irmão tomava banho no banheiroxxx conto Incesto+Minha mae saiu comigocontos eróticos cu saindo pra foraconto fazenda com mamaeContos passeando de carro usando cinta liga e fio dentalRelato picante comi minha esposa no estacionamento do shoppingflagrei o garotinho lanbuzado de porracontos de coroa com novinhocontos eroticos exibindo pra piralhosconto gay aloprado gostoso virei putacontos eróticos priminha caçulahomem gosta de perna aberta ou mais fecjadinha na hora do prazerContos eroticos ai mo seu pau ta me matando mete ai ai deliciosa aiidepilei minha virilha na clínica de estética e o cara gostou da minha xana conto tia pelada em casaContos escrava sexual do patraominha irmã minha amanteconto aquela mulher mexeu na minha buceta cu teencontoa gay - meu colega de quarto musculosocontos eroticos fodendo minha cunhada novinhaconto eróticos puta de salinaseu punhetei um estranhocontos eroticos fodendo minha cunhada novinhacontos comeu a amiga e o amigotravesti bombom contos eróticoscontos de coroa com novinhoconto erotico dogconto erotico gay sobrinhoContos os velhos chupam melhor uma bucetacontos eróticos de gay e picudo pedreiroscontos eroticos primeira gozada