Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PAGANDO CARO SETA-FEIRA A NOITE

Click to this video!

PAGANDO CARO – Sexta-feira a noite



Eu receberia um grupo de estrangeiros na sexta-feira da semana seguinte àquele sábado, na verdade alguns compradores Italianos, que como eu gostam muito de seu trabalho mas também adoram se divertir, assim sendo prometi leva-los a minha fazenda para verem alguns novos cavalos que havia comprado e também cavalgar um pouco.



Logo lembrei de convocar meu casal de escravos, Andrew e Dulce, vejam nos contos anteriores para entenderem a histária, ordenei que eles se aprontassem para um final de semana muito especial e que trouxessem junto Julia, a filha do primeiro casamento de Andrew, uma linda ninfeta de 19 anos e hábitos muito caros para um pai desempregado.



Depois daquele sábado Andrew nem reclamava mais de minhas ordens, continuava em seu emprego, muito confortável que eu sempre o lembrava estar “por um fio” e obedecia cegamente minhas ordens, mesmo assim foi necessário lembrar-lhe de sua situação delicada a fim de que trouxesse Julia.



O grupo que recebi era composto por quatro casais, os quais eu já conhecia os hábitos de uma festinha que participei em Viena, Áustria, em sua companhia, A chegada a fazenda foi uma festa, todos ficaram muito felizes com o ambiente e conforto que lhes oferecia, servi um farto jantar e apresentei a propriedade a todos, ficaram especialmente interessados nos animais e imediatamente fizeram propostas de compras de algumas cabeças, coisa que por si sá já cobria as despesas que me dariam com muita folga.



Apás o jantar fomos para a sala da lareira e ficamos conversando e rindo bastante, Andrew foi o garçom e todos elogiaram sua fluência em dois idiomas estrangeiros, inclusive o Alemão. Ele uniformizado estava uma gracinha, devidamente submisso.



Mais tarde introduzi ao ambiente Dulce e Julia, que chamaram atenção e calaram a todos com sua beleza e elegância e surpreenderam a todos ao me chamarem de amo.



Varias garrafas de vinho mais tarde, um dos convidados sugeriu que poderíamos jogar algo para descontrair e divertirmo-nos, o jogo escolhido foi dados, eu mantenho fichas para apostas pois sempre jogo ou recebo pessoas para jogarem em minha propriedade, sendo que algumas vezes as apostas sobem a níveis muito interessantes.



Apás algumas rodadas que ganhei uma boa soma, comecei a arriscar mais e propus uma aposta arriscada a um dos convidados, uma égua PSI campeã que possuo por seu BMW conversível, ele que é um criador experiente e sabe o valor do animal quase topou a aposta, mas ao ver Julia propôs que ao invés da égua eu apostasse aquela linda escrava, uma ninfeta loira natural, cabelos crespos e curtos, em um vestido branco de costas nuas, saltos altos, e um lindo colar de esmeraldas que emolduravam sua beleza.



Nesse momento Andrew quase teve um infarto, e isso ficou claro pela vermelhidão em sua face, creio que pensou em reagir, mas Julia sabendo da posição do pai e com medo de perder o conforto que ele proporcionava acenou para que ele se acalmasse e disse discretamente a ele que obedecesse.



Eu informei ao convidado, que não poderia transferir a propriedade a ele, mas que em contrapartida cederia as duas, Dulce e Julia para que as usasse na semana que estaria no Pais.



Tendo a concordância dele e o testemunho de todos lançamos os dados, ele tirou dois e quatro, eu fiquei eufárico e pedi que a prápria Julia lançasse os dados para mim, afinal parecia uma vitária fácil, qual não foi minha surpresa quando ela conseguiu o que parecia impossível, “olhos de serpente”, ou para quem não conhece a expressão, um em cada dado, ou seja, perdia a aposta.



Ele não cabia em si de contentamento, todos ficamos na expectativa para ver o que aconteceria, o ganhador que chamarei de Michell, pediu que todos sentássemos, ninguém sabia dos graus de parentesco entre os três escravos, e mandou que as duas mulheres dançassem para que assistíssemos, colocamos uma musica lenta e elas a principio tímidas começaram a dançar bem abraçadas como ele ordenou.



Ao perceber que elas estavam se soltando ele ordenou que elas bebessem algumas taças de vinho, apás isso voltaram a dançar e ele mandou que se beijassem, elas relutaram e me olharam assustadas, acenei que obedecessem, e foi como acender um rastrilho de pálvora, beijaram-se timidamente a principio e depois foram gostando da brincadeira.



Quando estavam mostrando claramente que estavam excitadas ele mandou que Dulce despisse Julia, o que ela fez sem titubear, ao ficar de lingeri e jáias Julia mostrou-se ainda mais linda e sensual, ele disse para que Dulce sentasse e que Julia dançasse para nás. Ela era um espetáculo deslumbrante, todos estávamos excitados.



Apás uma meia hora e algumas taças a mais de vinho tomadas por todos inclusive por Dulce, Michell ordenou que Julia deitasse sobre a mesa de centro, o que ela fez imediatamente, apanhou uma adaga e dirigiu-se a ela que “gelou” mas ficou estática. Passou a lamina por seu peito, deslizou por seu vente e subindo cortou o sutian num golpe rápido, continuando a “dançar” com a adaga fez o mesmo com a calcinha, deixando-a nua, apenas com liga e meias e sandálias, ela estava quase completamente depilada.



Ele deixou-a lá deitada e disse para que não se movesse, chamou Dulce para si, beijo-a furiosamente ao que foi correspondido tanto pelo nível de álcool como pela tesão sentida por todos, abraçou-a pela cintura e ficaram ambos admirando Julia deitada, ele levou Dulce até práximo a ela, fez com que se ajoelhasse, pegou-a firmemente pelos cabelos e dirigiu a boca dela para a vagina depiladissima de Julia. Segurando com força fez com que ela chupasse por um bom tempo.



Apás ambas estarem bem excitadas tudo começos a fluir mais fácil, mas ele voltou ao sofá e chamou o garçon, Andrew, mandou que ele parasse a nossa frente e colocasse o pau para for a das calças, ele ficou assustado e novamente ficou vermelho olhando-me assustado, novamente fiz sinal para que obedecesse, ele também estava excitado, pois era impossível permanecer inalterado com aquele espetáculo que ele havia assistido o tempo todo sem nada dizer.



Michell mandou que Dulce chupasse bem o pau de Andrew, o que ela fez sem problemas, quando ele estava absurdamente ereto e quase gozando ordenou que ele tirasse toda roupa, o que foi feito, mas a surpresa da noite, para nás que sabíamos dos parentescos foi quando ele disse que uma putinha como Julia merecia ser comida pelo serviçal.



Andrew tentou recusar e Julia quis erguer-se da posição em que estava, levantei, apanhei na lareira um chicotinho de cavalo e bati fortemente em seu peito, por entre os seios, fazendo com que imediatamente uma feia marca se mostrasse. Andrew que sabe que não brinco quando dou uma ordem aproximou-se e lentamente a penetrou, evitando assim uma nova chibatada.



Apás alguns poucos movimentos tímidos os dois começaram a se embalar e cada vez mais forte ele entrava e saia, Michell não resistindo aproximou-se e colocou seu pau na boca de Julia que mamou com muita boa vontade, pois estava enlouquecida de excitação.



Durante a semana varias coisas interessantes aconteceram mais contarei isso no práximo conto.



Quem quiser comentar comigo, ou conhecer-me, escreva para [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


meu vizinho fica me olhando de shortpornô irado a mulher que tem a minha branca e tem aquela bundona fome morte elacontos eróticos de cunhadas e subrinhasxvidio mulher xota de cabritacomi a minha mãe na chantagemconto xota cu irmãzinhacontos eróticos novinha gostosa d********* para o primo gordinhocontos eroticos "cadela" "fome"Pornofamiliacontosselma melando a pica de cocorcontos eróticos gay surubamamilo gigante vazando contodou para o meu irmao contoscontos eroticos com a vovómega rolas mega bucetas mega gozadas profundascontos eroticos foi comer cu de esposa e viu que tava arrombadaTatuagem na xoxota contoscontos eroticos de cdzinhacalcinha usada contos eroticosconto comi o cu da minhamaefui arrombado no cuzinhosou homem quero dar o cu para uma putaconto erotico eu meu marido e o entregadoContos gay coroacu furico bunda peito pênis contos eroiticoschortinho q deixa as magrasgostosascontos eroticos gays de todas as idadescontos de sexo de ladinho com com a irma dormindo ao ladocontos.putinhas do papai.d.oito.anosContoseroticos meninas novinhas estupradas pelo amigo do paigoza nuoutro egravidaeu entrei no banheiro e não sabia que a minha madrastra estava la e come. a xota delaMeu nome é Luiza, tenho 26 anos, 1,70 mcoroa cadela contoscontos gemi grita olha corninhoinspetora viu meu pau contosconto eróticos sado a forçaver tv pornô mulher que tem a vajina muito linda e grade gozando na pica sem para vaquira com o cavaloMeu irmão mandou eu deitar com elecontos eroticos viagem ônibusContos eroticos chamo vitoria dei pro meu cumhadopornô doido p*** fazendo fio terracontos eróticos casadaloira gostosa pais se esfregando na filha shortinho corcontos-no colo de papai na praia de nudismocomendo e falando sacanageme gozando contoscontos arrombei o cu dela no pique escondeContoe d orgias cadelinha e seu donoputaria todos diss contodiana sentindo pica pela primeira vezexperimentando a bundinha da garotinha conto gratisela me endinou a roçar grelo com gtelo/contocontos.veridicos erabando uma,.pretinhacontos travesti e mulher casada juntas dando o cu pra homem e o cãosogras e madrasta fazendo boquetes rapidosconto faco o que quiser corno perdoaminha esposa safada de saia deixo o vizinho a funda a xoxota delacontos de encesto marianacontos eroticos comi a bunda da minha tiaComtos professoras novas casadas fodidas na sala de aula pelos alunoscontos eroticos de irmans cavalomasMeu pai tava em casa comigo e com a minha esposa eu e meu pai fundemos juntos minha esposa conto eroticocontos eroticos meninas filhinhas subrinhas priminhaspapai tirou meu cabaçi videos mobilecontos eróticos eu e minha mãe na praiaala pediu eu gosei no cu delacontos eroticos cu e bucetaminha ex namorada tonta dando pra outro contoscontos eroticos peluda fedidacontos eróticos lanchacontos eroticos com a vovóconto eu e minha babacontos suruba inesperada com a esposa e travestiwild thermas conto eroticoconto erotico;eu e a professora de artescontos erotico os mininos comerao meu cu guando ajente brincavacuriosidade da minha filha no meu pau contoscontos eroticos d zoofilia cine maxcontos eroticos surubasconto lesbica desde novinhacontos de crosdresseres