Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PAGANDO CARO SETA-FEIRA A NOITE

Click to Download this video!

PAGANDO CARO – Sexta-feira a noite



Eu receberia um grupo de estrangeiros na sexta-feira da semana seguinte àquele sábado, na verdade alguns compradores Italianos, que como eu gostam muito de seu trabalho mas também adoram se divertir, assim sendo prometi leva-los a minha fazenda para verem alguns novos cavalos que havia comprado e também cavalgar um pouco.



Logo lembrei de convocar meu casal de escravos, Andrew e Dulce, vejam nos contos anteriores para entenderem a histária, ordenei que eles se aprontassem para um final de semana muito especial e que trouxessem junto Julia, a filha do primeiro casamento de Andrew, uma linda ninfeta de 19 anos e hábitos muito caros para um pai desempregado.



Depois daquele sábado Andrew nem reclamava mais de minhas ordens, continuava em seu emprego, muito confortável que eu sempre o lembrava estar “por um fio” e obedecia cegamente minhas ordens, mesmo assim foi necessário lembrar-lhe de sua situação delicada a fim de que trouxesse Julia.



O grupo que recebi era composto por quatro casais, os quais eu já conhecia os hábitos de uma festinha que participei em Viena, Áustria, em sua companhia, A chegada a fazenda foi uma festa, todos ficaram muito felizes com o ambiente e conforto que lhes oferecia, servi um farto jantar e apresentei a propriedade a todos, ficaram especialmente interessados nos animais e imediatamente fizeram propostas de compras de algumas cabeças, coisa que por si sá já cobria as despesas que me dariam com muita folga.



Apás o jantar fomos para a sala da lareira e ficamos conversando e rindo bastante, Andrew foi o garçom e todos elogiaram sua fluência em dois idiomas estrangeiros, inclusive o Alemão. Ele uniformizado estava uma gracinha, devidamente submisso.



Mais tarde introduzi ao ambiente Dulce e Julia, que chamaram atenção e calaram a todos com sua beleza e elegância e surpreenderam a todos ao me chamarem de amo.



Varias garrafas de vinho mais tarde, um dos convidados sugeriu que poderíamos jogar algo para descontrair e divertirmo-nos, o jogo escolhido foi dados, eu mantenho fichas para apostas pois sempre jogo ou recebo pessoas para jogarem em minha propriedade, sendo que algumas vezes as apostas sobem a níveis muito interessantes.



Apás algumas rodadas que ganhei uma boa soma, comecei a arriscar mais e propus uma aposta arriscada a um dos convidados, uma égua PSI campeã que possuo por seu BMW conversível, ele que é um criador experiente e sabe o valor do animal quase topou a aposta, mas ao ver Julia propôs que ao invés da égua eu apostasse aquela linda escrava, uma ninfeta loira natural, cabelos crespos e curtos, em um vestido branco de costas nuas, saltos altos, e um lindo colar de esmeraldas que emolduravam sua beleza.



Nesse momento Andrew quase teve um infarto, e isso ficou claro pela vermelhidão em sua face, creio que pensou em reagir, mas Julia sabendo da posição do pai e com medo de perder o conforto que ele proporcionava acenou para que ele se acalmasse e disse discretamente a ele que obedecesse.



Eu informei ao convidado, que não poderia transferir a propriedade a ele, mas que em contrapartida cederia as duas, Dulce e Julia para que as usasse na semana que estaria no Pais.



Tendo a concordância dele e o testemunho de todos lançamos os dados, ele tirou dois e quatro, eu fiquei eufárico e pedi que a prápria Julia lançasse os dados para mim, afinal parecia uma vitária fácil, qual não foi minha surpresa quando ela conseguiu o que parecia impossível, “olhos de serpente”, ou para quem não conhece a expressão, um em cada dado, ou seja, perdia a aposta.



Ele não cabia em si de contentamento, todos ficamos na expectativa para ver o que aconteceria, o ganhador que chamarei de Michell, pediu que todos sentássemos, ninguém sabia dos graus de parentesco entre os três escravos, e mandou que as duas mulheres dançassem para que assistíssemos, colocamos uma musica lenta e elas a principio tímidas começaram a dançar bem abraçadas como ele ordenou.



Ao perceber que elas estavam se soltando ele ordenou que elas bebessem algumas taças de vinho, apás isso voltaram a dançar e ele mandou que se beijassem, elas relutaram e me olharam assustadas, acenei que obedecessem, e foi como acender um rastrilho de pálvora, beijaram-se timidamente a principio e depois foram gostando da brincadeira.



Quando estavam mostrando claramente que estavam excitadas ele mandou que Dulce despisse Julia, o que ela fez sem titubear, ao ficar de lingeri e jáias Julia mostrou-se ainda mais linda e sensual, ele disse para que Dulce sentasse e que Julia dançasse para nás. Ela era um espetáculo deslumbrante, todos estávamos excitados.



Apás uma meia hora e algumas taças a mais de vinho tomadas por todos inclusive por Dulce, Michell ordenou que Julia deitasse sobre a mesa de centro, o que ela fez imediatamente, apanhou uma adaga e dirigiu-se a ela que “gelou” mas ficou estática. Passou a lamina por seu peito, deslizou por seu vente e subindo cortou o sutian num golpe rápido, continuando a “dançar” com a adaga fez o mesmo com a calcinha, deixando-a nua, apenas com liga e meias e sandálias, ela estava quase completamente depilada.



Ele deixou-a lá deitada e disse para que não se movesse, chamou Dulce para si, beijo-a furiosamente ao que foi correspondido tanto pelo nível de álcool como pela tesão sentida por todos, abraçou-a pela cintura e ficaram ambos admirando Julia deitada, ele levou Dulce até práximo a ela, fez com que se ajoelhasse, pegou-a firmemente pelos cabelos e dirigiu a boca dela para a vagina depiladissima de Julia. Segurando com força fez com que ela chupasse por um bom tempo.



Apás ambas estarem bem excitadas tudo começos a fluir mais fácil, mas ele voltou ao sofá e chamou o garçon, Andrew, mandou que ele parasse a nossa frente e colocasse o pau para for a das calças, ele ficou assustado e novamente ficou vermelho olhando-me assustado, novamente fiz sinal para que obedecesse, ele também estava excitado, pois era impossível permanecer inalterado com aquele espetáculo que ele havia assistido o tempo todo sem nada dizer.



Michell mandou que Dulce chupasse bem o pau de Andrew, o que ela fez sem problemas, quando ele estava absurdamente ereto e quase gozando ordenou que ele tirasse toda roupa, o que foi feito, mas a surpresa da noite, para nás que sabíamos dos parentescos foi quando ele disse que uma putinha como Julia merecia ser comida pelo serviçal.



Andrew tentou recusar e Julia quis erguer-se da posição em que estava, levantei, apanhei na lareira um chicotinho de cavalo e bati fortemente em seu peito, por entre os seios, fazendo com que imediatamente uma feia marca se mostrasse. Andrew que sabe que não brinco quando dou uma ordem aproximou-se e lentamente a penetrou, evitando assim uma nova chibatada.



Apás alguns poucos movimentos tímidos os dois começaram a se embalar e cada vez mais forte ele entrava e saia, Michell não resistindo aproximou-se e colocou seu pau na boca de Julia que mamou com muita boa vontade, pois estava enlouquecida de excitação.



Durante a semana varias coisas interessantes aconteceram mais contarei isso no práximo conto.



Quem quiser comentar comigo, ou conhecer-me, escreva para [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto tio trai com sobrinho travestitres comendo uma mulher e um socando no cu do outro uma filinhaitracei minha irmã contoscontos eroticos tirando virgindade de netinhaesposa gosta de menino confesso contoslesbica minha namorada tirou meu shortscontos passivo casadocontos eroticos moleque e esposatenho 70 anos e sou tarada ando com minha boceta toda meladinhaconto o sarado e a gordinhaconto erótico vesti uma cinta liga pro papaicontos eroticos sobre voyeur de esposacontos eroticos duplamente penetradoTravessa gostosa lavando a b***** em casa com cama escondidavidios de zoofilias mostra homem acariciando uma jumenta com a mão na buceta delacomi minha enganado contos eroticoscontos eroticos brincando com meu filho efreguei a minha buceta nelecontos eroticos vendi minha filhacontos eróticos sou casada e trai o marido com negão africanoboqueteira gaucha contovirei cadela contos gayscontos eroticos eu e minha namorada com amigos na prai bebadosenfiaram uma bucha no cu do estupradorcontoseroticos incesto dormindo com a entiadinhacontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosO amigo do meu namorado me comeucontos eroticos Supresan bate papoa vovo gostosa conto eroticocontos eroticos sograconto excitante de incesto viciada em analContos eroticos para ler incesto abusandoConto erótico sobrinha avó internadocontos eroticos de irmans cavalomasconto gozada dormindocontos eroticos fudendo a mae travestivarios me comero s calsinha contos gaymetendoo con vpontadi pornocontos enrabado na saunamama direito vadia csralhocontos traidoracontos velha sogra da cuinquilino viu as minhas calcinhas contos eroticocontos estupraram mamãe estrupei o cú da minha mÃepirralho contos eroContos eróticos molekas virgensconto gay dopauggimagens de conto de homem macho transando com entregador de água machoContos eroticosmenina de dez anos fazendo sexocontos eróticos demairacontos eróticos de mãe ajeitando a filha para o pai comer na frente delaeu e minha cunhada lesbica fizemos um bacanal com sua irma e mae incestocontos eroticos gays no cinematroca de casais com vovô contominha tia so de roupao contos eroticoscontos comi uma cabritinhanoivo corno no altar contos eroticosDesvirginando a sobrinha de 18 anoscontos eróticos lésbicas casada vira escrava da vizinhacontos eroticos eu minha esposa e Lu nossa melhor amigaCasadoscontos-flagrei.contoseroticosdegaysmulher nua e corpo melado de margarinawww.contoseroticosenfermeirascomo eu faço pra apreparar minha buceta pra primeira relaçao sexualvoyeur de esposa conto erotico quando passo o dedinho no meu cu fico com abuceta toda babadaconto erotico incesto sonifero filhacontos eroticos com cunhadinhas de dez anostitia pediu chupada na buceta e me deu cuzinho contoseu confesso meu sobrinho me comeuviciadopor bundas super rabudascontos: safadezas de um velhocontos eu e meu. irmao comendo a minha mulhecontos de incesto comendo a irma separadarealizei a minha maior fantasia transei com um jovem loiro do pau grande e meu marido assistindocontos eroticos com cunhadinhas de dez anosconto - ela foi amarrada e fodida sem doContos gozei com nerd grandecoroa de 60 anos metendo com adolecente no funkContos eróticos atolei no cuzinho da mamae no onibus lotadoso os melhores contos de gay sendo aronbado ate gozar pelo cúcontos gay fetiche em gordinhoporno home gozando forddecontos de coroa com novinhocontos eróticos. bdsm mestre tudo que meu mestre mandar 3