Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O INICIO DOS INICIOS

Click to this video!

Na altura eu tinha 19 anos de idade. Embora alto era magro e muito frágil. Vivia com os meus pais e de manha ia à escola e á tarde depois de concluir os trabalhos de casa brincava com o João, meu vizinho. Era mais velho que eu 2 anos e era um mulato um pouco encorpado. Brincávamos de tudo e ele mais forte que eu me ganhava sempre. Mas era muito meu amigo e depois dos jogos sempre me abraçava. Tinha vezes que me abraçava por trás e eu gostava. Sentia um pinto na minha bundinha e isso me deixava com muita tesão embora o meu pinto fosse ainda pequeno.

Certa vez e ao ir para brincar com ele encontrei seu pai, o Sr. Silva de calções e tronco nu a reparar o carro. Então Quim? Já terminaram as aulas e fizeste os trabalhos? Perguntou. Respondi que sim e que vinha brincar com o João. O João não está. Saiu com a mãe, respondeu. Mas entra vamos tomar um refresco.

Entramos e tirou para ele uma cerveja e para mim um sumo. Sentou-se num banco alto e fiquei a admirar aquele corpo forte e robusto. Na casa dos 40 era de facto um homem com um bonito corpo.

Chega aqui, chamou. Fui até ele e fiquei de pé entre as suas fortes pernas. Vá, toma, bebe um golo. Aceitei e bebi um golo de cerveja. Engasguei-me e tossi. Com delicadeza bateu-me nas costas e disse: Isso é falta de hábito. Puxou-me mais para ao pé de si e deu-me o copo para outro golo. Aceitei. Nessa altura e já muito encostado a ele sentia o seu pinto encostado nos meus rins. Senti que aquela ferramenta devia ser enorme e comecei a ficar com tesão.

Depois e enquanto passava as suas poderosas mãos pelas minhas costas ia dizendo que tinha de comer mais, que estava muito magro. O meu tesão ia aumentando e sentia o meu pinto a ficar duro embora fosse pequeno.

Todo eu tremia e ís concordando com ele que tinha de comer mais para ficar mais forte.

Não gostavas de ter uns braços assim fortes? Perguntou. Acenei que sim e ele disse: Vá. Senti aqui os meus músculos. E pegando nas minhas mãos colocou-as nos seus fortes braços e fazendo não sá desliza-las pelos seus braços como também apertá-los. A minha respiração ficou mais aceleradas ao tocar aqueles braços maravilhosos.

E ele continuava a passar as suas enormes mãos pelo meu corpo. Costas, braços e costas continuando a dizer que tinha de me alimentar melhor para ficar grande como ele.

E acrescentou: Já viste bem o meu peito como é grande? Já viste os músculos que tenho? Vá toca lá neles. E sem hesitar comecei a apalpar aquele robusto peito fazendo as minhas mãos percorrer os seus peitos e barriga. Sentia que a respiração dele também se alterava. Sentia o seu pinto crescer junto aos meus rins e ele enquanto passava as mãos pelo meu corpo mais me puxava para ele.

Depois meteu aos mãos dentro dos meus calções e agarrando o meu pirilau disse: Já está a ficar grande mas não vais querer um maior quando cresceres? E Acrescentou, um grande como o meu?

Acenei que sim com a cabeça enquanto as minhas mãos deslizavam por todo o seu corpo. Tremia de prazer. Aquele corpo forte e suado e o seu pinto encostado a mim me davam prazeres nunca experimentados.

A sua mão forte massajava o meu pirilau para a frente e para trás quando disse: Quando fores grande vais ter um pinto grande como o meu, não queres ver? Respondi que sim e ele então agarrou nas minhas mãos e colocou-as no pinto dele ainda dentro dos calções.

Era de facto uma grande rola de carne. Ao passar as mãos naquele instrumento comecei a senti-lo crescer ainda mais enquanto mais tremia todo eu.

Depois fez as minhas mãos deslizarem para dentro dos seus calções e disse: Isso brinca com ele que ele gosta.

Eu começava a estar no sétimo céu. E à medida que brincava com ele, ele saltou para fora dos calções e pode então admirar aquela beleza. Era de facto muito grande e grosso. Hoje sei que há muito maiores e mais grossos mas para mim e naquela altura era uma coisa enorme e muito grossa embora não estivesse na sua plena magnitude.

E ia masturbando-o lentamente. Ao puxar a pele toda para trás apareceu uma enorme cabeça mais parecia um cogumelo maravilhoso.

Colocou uma mão na minha nuca e disse: Vá dá-lhe um beijo. Chupa-o que ele vai adorar.

Com a ajuda daquela mão na minha nuca abaixei-me e tentei meter aquela enorme cabeça na minha boca. Não cabia. Disse-me então: Vá vai devagar que ela entra. E com gestos lentos empurrava a minha cabeça e boca para que eu enfiasse tudo. Ao princípio custou mas pouco a pouco a minha boca se ia abrindo e cada vez que mergulhava sentia que centímetros iam entrando até à minha garganta.

A respiração dele ia aumentando e sentia o seu corpo em convulsões.

A mão dele não parava de me empurrar embora lentamente enquanto as minhas seguravam na base daquela tora ajudando os movimentos de vai e vem.

Senti que não podia mais e vim-me na sua mão. A minha esporra era pouca e ainda muito aguada. Foi quando ele disse: Isso, Vem-te que é bom. Eu dou-te também já o meu leite.

Os meus lábios, a minha língua e as minhas mãos começaram então a sentir que aquele grande e gostoso bicho começava a latejar e as suas veias cresciam.

Primeiro foram gotas mas depois foi um jacto que inundou a minha boca. Tentei engolir mas me engasguei e muita daquela porra salgada escorreu para o meu pescoço.

E o bicho não parava de latejar. Todo eu tremia de prazer e gratidão. Era a primeira vez e era muito bom.

Depois puxou-me para si e disse: Bom, agora é melhor ires para casa e te lavares. Na práxima vez te ensino coisa melhores. Queres?

Acenei afirmativamente e sai.

Tinha sido o início.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos pastoresposa contando para o marido que ele é corno e que seu amante vai fuder ela na frente do corno e ainda chama uma namorada travesti para fuder com ela e depois vai transformar o corno no maior viadocontos eroticos menina com pedreirocontos minha mulher olhando o volume do caraconto comenndo a tiaas mais linda esguichada na punhetacontoseroticossandracontos eroticos: sobrinha no coloquero ver contos de fada tia dando a bundinha para sobrinhocontos minha mae bebada e fodazoofilia negao comenorme pau deixando putia loucacontos minha esposa vigia a casa pra eu fuder a visinhaContos de sexo virgem dor extrema membro grosso teen incestoContos minha nora enfiou o vibrador no meu cuconto de encesto meu nene e do meu filhocontos eróticos comi mi.ha irmanzinhaContos eroticos novinha desmaia de tanto gosacontos eróticos de bebados e drogados gayscontos eróticos de novinhas dando para garanhõesescurdo bucetona arreganhada foto delascontos comendo a menina no carnavalcontos eroticos de estupros entre primoscontos erotucos escritos lesbicos transei com uma nerdcontos eroticos na praiabucetas lindasfudendo pra valer com tubo de gel no raboEu, minha sogra e meu marido-contos-incestoeu e minha mulher somos moreno meu filho loiro sou corno ?contos tirei sua ropa bem de vagar pra ela nao se acordaenteado comeu minha esposaconto eróticovoyeur de esposa conto eroticotempo minha filha gostosa e g************* do c* dela contos eróticospor causa da zoofilia virei escrava 3 Casa dos Contos EróticosWww. meu tío comeu meu cualcontos eroticoseu gostoo d ver meu marido comendo a empregadacantos eroticos so casado mais o negao arrombou meu cuContos eroticos escussao com meu marido banco diferenteporno minha vizinha safada mim chama para segurar a escada para elaarromba esse cu contoscontos eroticos minha sobrinha bucetudaconto sobrinho engravida tia casadaContos eróticos família liberal.2,Lingua na buceta contoscontos meu marido nem percebeufui enrabado pe lo o yravesti na baladasarrou a bucetinha no meu ombro no onibuscontos gay trans teeneu gordinha arregacada por um roludo contosela sentava no meu meu colo e adorava contos eroticosContos briga de xanascontos vendo a irma sendo fodida betinhacontos eroticos um casal de amigos nos convidou pra uma jantaCasada Amigo do meu filho sexo contoscontos vi pai xupando pauninguém subiu para o meu primo escondido ele gozou na minha bocacontos homem chupa rola ricardaocontos meu cuzinho aberto escorrendo porracontos eróticos no dia chuvoso pedreiro taradaoFomos a um churrasco bebemos muito e aí rolou contos eroticoscontos eróticos meu cuzinhocontos eróticos eu provocava meu primo novinhoconto de estupro de colegiaiso pito da minha sobrinha e o cu da cunhada contosapalpadinha na bunda.contocontos de foder empregadasofri no pau de outro contotesao chefe quero eleContos eroticos fudendo o cu da casadacontos eroticos jovem transando com a negra escrava parte 1contos eróticos gay encarado na escolaesposinhas beijando e pegando na pucacontos eroticos anal iniciando minha filhinhavideos porno ti estrubus ti meninas novinhasmeu policial gostoso chupou meus seios e grelinhomimi apaixonei pelo novinho de pau grande contos gaycontos eroticos novinha coroa rico