Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA INICIAÇAO II

Click to this video!

Em meu ultimo relato, contei como foi minha iniciação no sexo.

Apesar de ter colocado meu endereço de e-mail errado (o correto é [email protected]), chegou alguns e-mail e um me interessou. É de uma mulher casada, que mora em uma cidade vizinha a Joinville, e que me disse que sempre teve essa fantasia de transar com outra mulher e ter o marido sá olhando. Troquei e-mail com ela e marcamos um encontro na cidade dela, para nos conhecer-mos pessoalmente.

Quando cheguei lá, era sábado pela manhã, nos encontramos em um shopping e nos apresentamos. A Maragarete e o Celso (nomes fictícios) eram casados havia 5 anos, ela, uma loira de 28 anos, cabelos longos, sorriso largo, olhos verdes, belos seios, coxas e bunda bem torneadas. Ele, um moreno claro, de 29 anos, corpo sarado, e também muito sorridente. Conversamos por uma hora aproximadamente e aproveitamos para almoçar ali no shopping mesmo. Apás o almoço, vi que haveria uma sessão de cinema as 14:00h e os convidei para assistir. Eles concordaram e entramos no cinema. Sentamos eu, a Margarete e o Celso. O filme começou e eu comecei a olhar para a Margarete, aquela pouca luz do cinema a deixou mais bonita ainda, ela então me olhou a sorriu, me dizendo que eu era muito bonita e atraente.Como estávamos sentados na última fileira, segurei o rosto dela e a beijei ali mesmo. Um beijo de língua muito gostoso e que foi correspondido por ela. Ela desceu sua mão até minhas pernas e subiu minha saia, chegando até minha calcinha. Ela então encheu sua mão com minha buceta, olhou nos meus olhos e me disse que hoje ela iria experimentar o sabor de uma buceta.

Ela então voltou-se para o marido e viu que ele estava com o pau pra fora, ela então segurou o pau dele e começou a punhetá-lo.Enquanto ela o punhetava, olhava para mim e dizia que era eu que ela queria. Eu a convidei então para irmos a um motel imediatamente, e ela aceitou. Saímos os três e fomos a um motel em uma outra cidade, pois eles preferiam manter a discrição pois são um casal muito conhecido em sua cidade. No caminho, O Celso foi dirigindo, e eu no banco de trás, apreveitei para ir bolinando os seios da Margarete que estava sentada no banco do carona. Chegando ao motel, a Margarete veio em minha direção, segurou meu rosto e me beijou novamente. Soltou as alças de minha blusa e expôs meus seios que estavam com o bicos duros de tesão. Ela então abocanhou meus seios e me fez sentir um arrepio, pois ela é um mais mulherão qua a Silvia. Em poucos instantes eu já estava sem roupa e com aquela loiraça me chupando a buceta que eu havia depilado na noite anterior. Ela enfiava sua língua e dizia que era muito saborosa, ela então enfiou dois dedos e começou a me bolinar até eu gozar. Enquanto eu me restabelecia, ela tirou toda a sua roupa, ficou de quatro e disse para o marido meter nela, pois sua buceta estava pulsando de tesão. O marido encaixou atrás dela e enfiou tudo. Ajoelhei-me ao lado dela, segurei os seus seios com uma das mãos e a outra fui passando em suas costas, indo até sua bunda que balaçava a cada estocada do Celso. Afastei um pouco as nádegas dela e expus aquele cuzinho que o marido disse que sá havia fudido uma vez. Lambuzei com saliva meu dedo então e comecei a enfiar no cuzinho dela. Ela no começo resistiu mas eu insisti e fui enfiando mais dedos. Ela então mandou o marido sair e me disse para chupa-la, o que o fiz. Ela deitada com as pernas pra cima, eu enfiada em sua buceta, e ela segurando minha cebaça entre suas pernas. Ela gozou aos gritos, dizendo que era a melhor foda que ela já havia tido. Quando ela se recobrou, ela levantou-se e pegou em sua bolsa, um consolo, daqueles que fica preso em uma calcinha, vestiu e disse que ia me comer mesmo, abriu minhas pernas e enfiou aquilo de uma sá vez, nem mesmo esperou meu tesão crescer novamente. Doeu ao ponto de eu chorar, mas era ela que mandava na transa. Ela começou a bombar em mim e meu tesão foi crescendo. Ela me dizia que se eu estava gostando, eu deveria trepar com homem também, foi quando eu olhei para o lado e vi que o Celso já estava nu e punhetando na minha cara. Peguei o pau dele e einfiei na boca. Era um pau grande e grosso. Ela então, saiu de mim e deitou-se na cama me dizendo para cavalga-la. Sentei em cima dela, peguei aquele consolo e mirei em minha buceta, e desci, engolindo todo aquele pau. Comecei a cavalgar ela enquanto ela me segurava pela cintura. Ela então me puxou para frente e me fez beija-la. Segurando meu corpo arqueado sobre ela, ela disse que eu iria experimentar uma DP (eu já havia experimentado com dois consolos), e fez sinal para o Celso me enrabar, ele se aproximou, cuspiu em meu cuzinho e enfiou um dedo. Ficou assim por uns instantes, depois se ajelhou sobre a cama e mirou aquele pau grosso em meu cuzinho. Na hora foi uma mistura de tesão e medo, pois o pau dele era muito grosso. Ele então enfiou a cabeça e parou, pois doeu e eu fiquei sem respiração. Quando me recobrei, olhei nos olhos dela e sorri, ela então disse para o Celso – Enfia tudo de uma vez – Ele o fez e eu mordi meus lábios para não gritar. Ela segurou meu rosto, olhou nos meus olhos e me beijou enquanto o Celso me fudia o cuzinho. Transamos até a noite, mas o Celso sá comeu meu cuzinho e minha boca, pois a buceta é sá para mulheres. Sá de lembrar deste momento com aquela loira maravilhosa, minha buceta encharca, e enquanto estou relatando isso, estou com o meu consolo enfiado na buceta para acalma-la.

Outras mulheres que se interessarem, me escrevam, mas lembre-se de me dizer o que fariam comigo, pois se eu me interessar também podemos marcar um encontro para nos conhecer-mos melhor e talvez até curtirmos uma boa transa (lembrando que homem não come minha buceta).

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto casa de praia estouro cabaçocontos eroticos de de me tinhas conquistando os avós incestoverdinho tirando a virgindade da sobrinha novinha gostosacontos meu namoh me cmeuContos minha sogra quis medir meu paucontos gays adoro cheirar uma rolaesfregando na mãe de shortinhocontos policiais fudendo presoscontos de lesbicas coroascontos eroticos meu genro pausudo arregacou minha bucetaconto erotico amigo babaca e cornocontos gay o menino que era um femea escondidomeu cliitores fica marcando a calcinhaContos gay banheironamorada deixou cara de pau duro contosconto erotico tarado comendo buceta da cabrita no.zoofiliaconto erotico gay meu amigo rasgou meu cucontos eroticos casada virá puta do mendigocomi a adilhada novinha loira olho azul contopirulito do titio contos inocentecommini vidio porno so rabudas epitudasmulher aguentamdo casete de cavalocontos nao tinha camisinhatexto erotico no inverno com o enteadona quarta feira de cinzas contos de sexoContoseroticosdesolteiraswww.meti na minha filha a forçaColocou dentro contos eroticoscontos eróticos de mãe ajeitando a filha para o pai comer na frente delafomos cem calcinha e fomos fodida por puzudos dotafos no bar contoconto estagiaria virgemcontos eróticos - madrugada no clube de águas quentes historias de meninas q foram estupradas e gostaramconto erotico homem andando fay de cueca pela.casacontos de sentadinha com o cuzinhoConto erotivo estupro veridicoifeta sandalilhacontos eroticos lambendo bucetadconto erotico massageando a tia nualer conto erotico dando a xota na cabano pro tiocontos dormindo com a tiacontos eroticos padrescontos.veridicos erabando uma,.pretinhaContos eróticos de bebados gaystomates conto heterominha esposa mostra a buceta para meu padeirosConto erotico o shorti.ho que meu marido comprouvou contarcomo transei com minha primaConto de gang bang no posto de gasolinacontos eroticos fudendo a mae travestiContos dei para meu filho roludoporno sujo porra na boca guspe mijos e muita porcariacontos zoo velha carenteporno de tia cabelo cachaedo loira meia idade peluda com sobrinhotomou calmante e tomou no cu contocontos de coroa com novinhobuceta toda escancarada putariaconto gay ciumes exageradocontos eróticos minha esposa e os dois n***** africanosCu maislargo do mundo em fotoscontos eróticos minha madrinha safadacontos eroticos meu amante adora me agredirtanguinhas usadas contoslongos contos eroticos estupros dpcontos eróticos abusada peli médico dupla penetraçãocontos deixa tiosem querer fraguei minha cunhada no banheiroConto o dei o cu por curiosidadecontos de esposa dando pro cunhadoo macho frequenta mimha casae o dono contosEDNA safada de são paulo sou homem quero dar o cu para uma putacontos eróticos encoxada no ônibuscontos de esposa arrombada dormindocontos eróticos dando o cuzinho no swingmalhadinha de cabelo vermelho malhadinha malhadaContos eroticos de incestos.mamae vai dar boa noite de camisola pro filhoPorno de corno com mae e filha gemeno e gritanoConto ertico. Minha adrasta. Bebiaminha cunhada mim chamo pra trnzarPorno maes pais iniciando suas ninfetinhas no incesto contos