Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DESCOBRINDO O PRAZER DAS NEGRAS

Click to this video!

Essa histária aconteceu há alguns anos, mas até hoje dedico várias e várias punhetas a essa sequência de fatos, que mudaram para sempre a minha percepção sobre as mulheres da raça negra. Antes, devo me apresentar. Sou jornalista em BH e tenho 35 anos. Meço 1,80, sou moreno-claro e tenho olhos e cabelos pretos. As mulheres sempre me dizem que sou bonito, além de ter um belo papo, o que normalmente as conquista. Bom, vamos ao que interessa.

Sou obrigado a admitir que sempre tive muito preconceito com mulatas, nunca tendo ficado com nenhuma até o que passo a narrar. E pode ter certeza. Isso mudou a minha vida.

Era carnaval. E fui passar a festa na pequena cidade em que meus pais ainda residem, distante cerca de 100 km da capital mineira.

Uma das noites, bebendo com amigos ainda da época da escola, revi Mel, uma linda loira, de olhos verdes, dona de um par de pernas que insistiam em fazer parte da conversa. Já tinha ficado com ela um tempo atrás, pois estudamos na mesma escola. Papo vai, papo vem, copos e garrafas depois, ela me conta que adora transar com um homem e uma mulher, juntos. E que até tinha uma parceira fixa, uma linda negra que estava numa mesa ao lado, chamada Angel.

Não pude dizer a ela que não me agradava transar com uma negra. E nem podia perder a oportunidade de comer aquela delícia novamente! Ainda mais com uma outra mulher ao lado. Até porque era um tesão, com uma bunda digna de um poema. E uma boca... Partimos para o primeiro motel que encontramos. E eu parti para dentro das duas. Literalmente!

Ali começava o que iria mudar toda a minha vida. Fui imaginando que teria que comer a Angel como pagamento pelo cuzinho de Mel, mas para meu espanto, descobri o fogo que mora nas mulatas.

Depois de pouco mais de uma hora de sexo, em que fiz as duas gozarem algumas vezes. Antes, um comentário: tenho que admitir, adoro ver uma mulher gozando. Gosto mais do que gozar, para ser sincero. Enfim, depois que alguns gozos, Mel simplesmente apagou ao nosso lado. Angel, por outro lado, me deixou morto de tanto fudermos. Fizemos de tudo. Tudo o que imaginávamos colocávamos em prática.

A última, para terem uma idéia da safadeza que era essa mulher, foi simplesmente deliciosa. Ela me pediu para colocar no seu cuzinho ao mesmo tempo em que bolinava sua bucetinha. Meu amigo, quando fiz isso, a mulher simplesmente enlouqueceu. Senti, num intervalo de poucos minutos, quatro apertos no meu pau. Quatro orgasmos dela. Quatro gozos acompanhados de gritos, mordidas, gemidos e suspiros. Para fechar com chave de ouro, ela me chupou até eu gozar. E quando fiz isso, ela me pediu para jogar tudo em cima dos peitos de Mel, pois ela iria acordá-la chupando-a. Nossa, quando ela me pediu isso, gozei quase que imediatamente. E assim ela fez, com muita técnica e prazer.

Mel efetivamente acordou. Acordou e retribuiu a chupada da amiga, limpando a buceta melada e gozada de Angel. E enquanto eu descansava um pouco, afinal era meu quarto gozo na noite, as duas se amaram deliciosamente. Mas quando vi o rabo de Angel em cima da boca da Mel, não pensei duas vezes. Fiz mais um investimento naquela deliciosa poupança. E desde dessa noite descobri o quanto eu estava enganado em não aproveitar tudo o que uma negra podia me dar. Literalmente.

Tanto que alguns meses depois, retornando à cidade para ver meus pais, me encontrei com Angel e lhe revelei toda a verdade. Ela riu muito da minha cara e me disse que eu realmente não sabia de nada. Mas que “era dos melhores amantes que ela havia conhecido e me perdoaria, desde que repetisse a foda que havia dado nela”. Não perdi tempo e lá fomos nás novamente, dessa vez sá nás dois, para o mesmo motel de antes, na mesma suíte. E foi uma noite inteira de sexo. Adorava quando ela gozava na minha boca. Era simplesmente lindo ver aquele melzinho saindo da sua buceta. Apaixonei!

Mas infelizmente morávamos muito longe um do outro e nos víamos muito pouco. Devido a isso, nunca pudemos engrenar um romance de verdade. Mas nada nos impedia de termos noites memoráveis. E assim foi. E assim é até hoje.

Mas, na minha última visita à cidade, uma semana atrás, ela me aprontou uma boa. Me pediu para dormir na casa dela, já que seus pais (ela ainda morava com eles, apesar da idade, 32) estavam viajando. Quando lá cheguei, imaginando que teríamos outra noite maravilhosa como a última, qual não foi minha surpresa ao encontrar sua prima, Natália, uma outra mulata de parar o trânsito. Ainda melhor do que a prápria Angel. E as duas estavam vestidas... vestidas coisa nenhuma. Estavam semi-nuas ao meu inteiro dispor, como Angel fez questão de dizer. E foi uma noite maravilhosa, com direito a tudo o que tinha direito. O melhor foi quando gozei na bucetinha de Angel e Nat lambeu e chupou tudinho, deixando-a bem limpinha. Depois subiu e deu tudo na boca de Angel, que jogou o que restava sobre os seios de Nat antes de limpa-los e dividir com a prima meu leitinho.

Resumo da histária. Pouco depois conheci Carol, uma mulata maravilhosa e insaciável. E o melhor, uma vadia na cama, ou em qualquer outro lugar... E, desde então, não quero nem saber mais das branquelas. Tudo o que quero são os grelos e cuzinhos negros. Claro que vez ou outra ainda visito Angel e Nat, juntas eou separadas.

Além disso, a única não-mulata que ainda fodo, e como agradecimento por ter me revelado a maravilha que o mundo pode ser é Mel, que adora ser a única branquinha que tem meu pau entre as pernas...



Gostaria de receber retorno desse e dos meus outros contos.

Meu email e MSN é [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


fiquei bem machucada por fuder com cachorro enorme contos de zoofiliacontos comi minha sogracontos de travecos comedorescontos eróticos chupei a bocetinha da menininha vendedora de docescontos eroticos gay ainda menino virei putinha do velho me fazia de menininhaminha mulher alargou meu cu contoloca pra fude vai logo metencontos 8 aninhoseu minha esposa demos carona o cara era um pintudocontos eroticos cegoContos eróticos de viados que berraram nas rolascontos fui brincar amoite de esconde esconde e dei o cu pra todos mulequescunhada na cadeia contosmulher ver pica grande e o cu fc piscado pornocada dos contos gays- sexta do chaveirocontos eroticos duplamente penetradocontos eroticos mulheres casadas cometendo insestocontos eroticos mendiga negracontos masturbandcontos velha sogra da cuconto gay sai da urgia acabadacontos... me atrasei para casar pois estava sendo arregaçada por carios negoeszoofilia mulher carente arruma um componheiro pra lir da prazerWww.contoseroticos/grátis Ler/no aviãobuceta gegadecontos eroticos primeira vez de coroa rabuda de cornoparou na borracharia pra arrumar o pneu e levou pau gay fudendofudeno cu da manu e ela gritando de dorcontos de maes flagando fihos punheteirosgostosa.acarisiado.a.buseta.deibacho.da.mesacontos eroticos corninho limpamdo xoxota da esposa cheia de gozo do amanteEla nem sabia oque era mas adorava os carinhos do papai conto eroticoconto erotico calcinha no varalconto quando fiz dez anos dei minha xoxotinha para o meu padrasto caralhusocontos eróticos muleque pega no flagra muleques tocando punheta no matochantagiei a colega de trabalho e comi ela contosComtos eroticos dei pro tio jorge com pau minusculoContos eroticos tristeza primeira vezconto pernas fechadasmunher ce mastuo eu ficontos filha se fode pra aguentar a geba do pai no cucontos descobrindo minha xaninhacontos eróticos sexo no carnavalcontos eroticos travestis fudendo frentistas do posto de gasolina gayscomtos de fodas com travetis e mai e pai e filhosver contos eroticos de irma dando pro irmaocontos corno humilhado beija péscontos eroticos lesbicas cintaconto arebentarao meu cu meumarido    todos dias me mansturbo com a cachora da minha casa,contos eroticoschupando até ela gozar dirá cx aoddei a buceta para o amigo do meu filho contos eroticos gratisfiquei com o marido de minha amiga com aprovação dela contos.eroticosrose empregadinha contoscontos eroticos de enteadaspornoxota video casada fudendo com serventecontos meu comedor de cuConto erótico mãe filha cachorracontos eroticos e minha mulher e uma amiga convencida a chupar bucetacu de bebado não tem dono contos eróticos gayconto erotico eu esculto minha mae gemendo com meu padrasrosuruba dios cachorro macho dando o cu conto minha mulher gosta quando levo ela nas festinhasso punhetinha contosconto erótico sonífero na sobrinhacontos de uma coroa safadaconto porno pentelhos a mostraContos lesbicas sou casada e minha comadrd me seduziuContos eroticos minha esposa e um meninoaluna coroa contoContos no clube todos mus meu pai e seus amigos me fodemcontos eroticos de patroa velha pegando empregada chupando boceta ate gozar na bocacontos eroticos ajudando uma amiga e suas duas filhas adolecentecontos gay 3 mendigoscontos incesto minha maecontos mia gostosa mulhe teve sua buceta aregasada pro seus amates muitos roludoscontos dentistas safadaficar excitada.em onibus lotadocontos eróticos de lésbicas masoquistasvideo porno gay de garoto com o calção com o fundo rasgado de parnas areganhada na casa do amigo tarado do pau gande e grosoContos minha nora enfiou o vibrador no meu cucontos eróticos eu e minha mãe na praia