Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PRIMEIRO EU DEPOIS O CORNO

Click to Download this video!

Primeiro eu depois o corno



Moro em Piracicaba-SP e começo a contar para vcs um caso que aconteceu comigo, sendo todos verídicos apenas os nomes são inventados (vai q o corno gosta de ler contos e isto poderá me prejudicar).

Vou me descrever, sou loiro, olhos azuis, alto (1.85m) 90 Kg, 30 anos, um pau de 19cm e grosso e sempre praticando esportes, bebo pouco e não fumo

Tudo começou qdo Vera veio morar perto da casa de minha mãe, na época eu era solteiro mas já noivo.

Ela: 1.60m, 55Kg, 25 anos e cabelos pintado de um tom de vermelho muito bonito, e uma cara de safada que eu adoro, e um filho.

Percebi de cara que algo iria rolar entre nás pq nossos olhares sempre se cruzavam mesmo na frente de minha noiva.

Todo dia como não se quer nada eu perguntava para minha mãe sobre coisas que aconteciam na rua, e ela me contava eu adorava qdo ficava sabendo algo sobre Vera, fazia de tudo para o assunto prolongar e saber mais da vida dela, até que um dia fiquei sabendo que ela era amante de um Zé roela já casado, então pensei onde come um comem dois, fiquei mais esperto e comecei a reparar mais em seus hábitos e descobri quem era o cara pois ele trabalha há noite e vinha visita-la de madrugada na sua hora de janta, e de final de semana também, ela estava afastada do serviço por ter se machucado.

Tentava me aproximar de todas as maneiras mas ela tem uma tia que não desgrudava dela nenhum instante, e ficava difícil eu me aproximar ficávamos sá nos olhando.

Foi qdo eu tive uma surpresa muito boa, estava eu trabalhando qdo o telefone toca, eu amigo atendeu e disse que era pra mim, fui atender e qdo escuto sua voz fico muito contente e conversa vai e conversa vem ela me disse na maior naturalidade de gostaria de sair comigo, eu aceitei de imediato, eu peguei o numero de seu celular e disse que ligaria para sairmos, parece que foi tudo armado, pois qdo cheguei em casa meus pais estavam de saída e como o dia estava muito frio não havia ninguém na rua, então liguei pra ela e pedi para vir até minha casa, ela me disse se eu estava ficando louco disse que sim, então ela falou que iria ver a rua e se estivesse vazia entraria rapidamente em casa, desliguei o telefone e fui deixar o portão encostado, e não é que ela veio, entrou rapidinho, e nisto eu já estava esperando, não trocamos nenhuma palavra e começamos a nos beijar, nossa que delicia e comecei a passar a mão em todo seu corpo, logo depois falei para ela entrar e conhecer a casa, conheceu e deixei para mostrar meu quarto por ultimo, qdo ela entra nele eu a jogo na cama e pulo em cima dela, e sou correspondido com um belo beijo, neste dia consegui apenas chupar seus seios lindos, nem parecia que era mãe e já havia amamentado uma criança, nás dois não estávamos afim de ser surpreendido talvez por meus pais e ela saiu como entrou bem rápido.

Até que um eu sabia que não iria ver minha noiva então liguei para Vera e marcamos de sair, tudo certo, eu sai com minha mochilinha de jogar bola para não levantar suspeita com meus pais e fui embora qdo cheguei no lugar combinado liguei para ela e disse que já estava te esperando, não demorou muito ela apareceu, meu Deus que delicia simplesmente linda, entrou no carro e nos beijamos igual adolescente, e saímos, disse que não seria bom ficar dando bandeira em lugares públicos e disse para irmos um lugar mais apropriado ela topou na hora parecendo estar muito molhadinha, e fomos direto ao motel, o lugarzinho bom demais, chegando lá ela me disse que não poderia voltar tarde pois havia deixado seu filho dormindo sozinho e estava preocupada eu sabia que era mentira, pois ela teria que voltar por causa do corno, e isto ela me confirmou logo depois e também contou sua historia, dizendo que seu filho era dele e ele preferiu casar com outra mulher, mas nunca deixaram te se encontrar, ela me disse que era por causa do filho, mas a gente sabe que tem mulher que não aguenta ficar longe de uma pica, ela deixava-o com a tia.

Entramos no quarto e ela já veio abrindo minha bermuda, tirou meu pau para fora e começou uma chupeta fantástica, chupava como uma bezerra, uma cadela, chegava a babar, comecei a dar tapas na cara da biscate e ela estava gostando q delicia, sabe qdo se tira a chupeta de uma criança ela começa a chorar foi como aconteceu chegou uma hora que a joguei na cama e ela ficou muito brava, depois comecei a tirar suas roupas o mais rápido possível pois estava louco para meter nesta cadela, tirei sua calcinha e já meti e não é que a vaca adora mesmo ela gemia e pedia cada vez mais,não para, mete, mete que eu quero gozar no seu pau era uma loucura, comecei a dar tapas na cara e na bunda dela com muita força e a cada tapa mais ela gostava mete, mete que eu estou gozando dizia em bom tom, tenho certeza que os casais de outros quartos tb estavam escutando pois ela gritava muito, depois dela gozar a coloquei de quatro, e mete de uma sá vez, que biscate parecia que sua boceta não tinha fim, mete, mete que eu quero gozar de novo, meti por uns dez minutos ai avisei que iria gozar, mais ela me disse para segurar um pouco mais que tb queria gozar, e assim foi gozamos quase que juntos, caímos um do lado do outro, com o corpo tomado de suor, depois de uns dez minutos fomos tomar um banho e começamos a nos beijar novamente, voltamos para a cama e comecei a fazer uma de minhas especialidades, chupar uma boceta, com eu gosto, enfiava a língua dentro dela e depois no seu grelinho, e ela sem noção mais dizia lambe, lambe que aquele viado do meu homem não gosta disto, e chupei até gozar novamente, meti em todas as posições possíveis e ela sempre apanhando e gritando pedindo mais, depois de uns quinze minutos gozamos de novo. Ela olhou a hora e me disse que estava atrasada, saímos correndo do motel e notei um sorriso maroto da recepcionista na certa ela havia ouvido o que se passava no quarto, no carro me disse que há muito tempo não gozava tanto, a deixei perto de nossa casa e sai, esperei um pouco para não chegarmos juntos e fiquei sá olhando o corno chegar, chegou como de costume e entrou, depois de uma meia hora ele saiu.

No outro dia telefonei bem cedo para ela perguntando se ele havia desconfiado de algo, me disse que não isto porque ela não deu para ele.

E foi assim por um bom tempo, saiamos duas vezes por semana, cada vez melhor que anterior, qdo estava deixando ela para voltar a sua casa fazia com que ela chupasse meu pau e dizia que era para beija-lo assim que chegasse, ela me dizia que era assim que sempre fazia.

Como estava para me casar a grana estava ficando curta e não estava mais sobrando para o motel, e foi numa destas ultimas idas ao motel que eu consegui comer o seu rabo, e como era gostoso, ela me disse que era o primeiro homem que comia ali, fingi de bobo e disse que acreditei, passava um pouco de gel e pau no rabo, e como ela gostava, teve um dia que eu comi somente o rabo dela, passei mais de duas horas apenas comendo seu rabo, que arrombo ficou.

O problema é que fiquei viciado no seu rabo, e começamos a fazer loucuras, começamos a transar na sua casa um pouco antes do corno chegar, houve um dia em que eu ainda estava na rua indo em direção a minha casa e o Zé Roela virou a esquina com seu carro, que susto, mas pensando bem não teria problema nenhum, pois sou mais eu numa briga. Tinha dia que metíamos na frente do seu filho enquanto o pinpolho dormia, foi a partir daquele dia que comecei a desconfiar dela, comecei a achar que ela queria acabar de vez com o corno e ficar comigo, pois ela sempre dizia que ele não viria e logo depois de eu sair o corno chegava, até que um dia disse a ela que era melhor pararmos, na certa iria arranjar pra cabeça.

Ficamos sem nos encontrarmos por alguns dias e a saudade foi mais forte, ela me ligou para sairmos no mesmo dia, que a saudade era muita aceitei na hora, e fomos direto ao motel, e come boceta, come rabo, faz chupeta, lambe boceta, que saudades perdemos até a hora de irmos embora, mas não estava nem um pouco preocupado com isto, e voltamos a nos encontrarmos, tinha dia que metíamos na rua dentro do carro debaixo de uma arvore, cada loucura, nisto ela voltou a trabalhar e olha que coincidência, ela começava a trabalhar as 19 e minha noiva saia do serviço tb as 19, assim ficou bem gostoso, combinávamos de sair por volta das 19 nos encontrávamos umas duas quadras pra frente de nossa casa e íamos para um lugar sem muito movimento perto do serviço dela, e lá rolava de tudo tinha dia que gozava na boca dela, tinha dia que apenas batia uma punheta pra mim, e tinha dia que ficávamos apenas nos beijos, faltando uns dez minutos para ela entrar, a deixava perto do seu serviço e ia correndo buscar minha noiva, tinha dia que chegava todo melado mas ela nunca desconfiou.

Até o dia em que casei, no dia do meu casamento ela me telefona e diz que queria sair comigo, achei muito arriscado e não fui, e a safada ficou me esperou até eu sair de casa para me ver saindo para ir a igreja.

Como a carne é fraca continue saindo com ela depois do casamento, até o dia que o corno resolve largar da mulher e vir morar com ela, adivinhem o que aconteceu????? Vcs acham que ela parou de sair comigo ???? negativo, é muito safada adora dar a bunda, depois de um bom tempo fomos parando de sair agora saimos qdo surge uma boa oportunidade...

Mulheres que estão querendo pular a cerca, me escrevam como disse a cima sou de Piracicaba-SP, meu perfil esta logo acima, gosto de mulher safada, daquelas que ligam para o marido, noivo ou namorado qdo estão com o amante no motel, pode ser loira, morena, mulata, ruiva eu gosto é de mulher.....

[email protected]





VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Conto nordestino eroticócontos ela sentou no meu colo sem calcinhaembebedei minha irma e a comi conto eroticoContos eróticos Seduzi o Motoqueiro bunda Grandeputinha desde novinha contos eroticoscontos eroticos esposa fumantecontos gozando nas calcinhas dekarolzoio filme antigo erótico animalescocontos eroticos padrescontos eroticos fudendo minha bisavoconto erotico gay com vovoemtiada fas sexo e masseje em padratoxvideo de guatro bem reganhadinha faço ele gozaPorno mobile boqueternopapai descobriu contos eroticosfotos e vidio e contos eroticos estava sucegado em casa quando minha irmã começou a me procarcontos eroticos meteram em mim e fiquei muito abertaHistórias contos ficticios e reais de sexo com travestiscontos erotico sou cazada beti punheta pro meu amigo pornocontoseroticos foi fuder no mato e foi comida por malandrosa certinha e o zelador contocontos eroticos gay hormoniosDando o cuzinho para outro homem da pica gostosa, contos gays que dão tesãocontos verídicas de sexo em montes clarosembebedei minha irma e a comi conto eroticoHistorias de sexo de padrinho com afilhada casa dos contoscasa dos contos eroticos tia e primaConto erotivo estupro veridicoNA BUNDA CONTOConto erotico meu pai me cobiçandocontos crente seduzida cpzimhacontos de incesto minha sobrinha veio passar dois dias comigocontos gay tetinhas gordinhaContos eroticos chantagiei e chupei minha maninha Sou casada fodida contocontos eróticos fictício de ginecologista e grávidacontos eroticos gay ensinando o irmao a colocar camisinha Contos eroticos estupros coletivos veriticosCasa dos contos zoofilia o cao que gostava de ser cadelacontos eroticos noite do pijamaTennis zelenograd contofilme pornô com gordinhas empadãocontos eróticos-férias Carolconto erótico comida por varios homenscontos eroticos incestos primeiro foi o meu irmão agora e meu paicontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos eroticos minha cunhadinha novanovinha nao consegue desengatar do caoconto porno apostei minha buceta e foi arrombada pelos meus amigosPeito bicudo da minha mae contosconto erótico casada arrependida na noite de carnavalrelato transei "por engano"me viu pelado conto eroticoeu e meu marido iniciando uma menibinha contoconto d patricinha c o borrscheirowww.meti na minha filha a forçaconto erotico arrombada na florestaminha filha e uma cadela conto eroticocontos eróticos vizinho pagou a dívida dando sua menininhacontoerotico meu irmao me violentou e estou gravidaconto eroticosde meninas q vai no baile funk sem calcinhae de vestidinhopunhetabdo no hospitalcontos eróticos ônibus de viagem gayconto eróticos dei pra meu pai depois de casadaconto erotico para mulher do bucetaocontos eróticos meninas de 25 anos transando com cachorro Calcinha Preta com lacinho vermelhotitio pedia q eu sentasse no seu colo e fazia cariciassoquei a rola na sogra contoFui com um coroa pra sua lancha ele me fudeu conto eroticoconto erotico fiz surpresagarota pauzeraela pegou no pinto dele na marra mais ele gozouContos eroticostio tia