Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

BRINCADEIRAS DE ADOLESCENTES

Brincadeiras de adolescentes



Qunado eu tinha 19 anos morava com meus primos em uma casa bem isolada que ficava perto do Lago Paranoa em Brasilia.

Nos bricavamos no lago com os filhos dos vizinhos, nessas brincadeiras os meus dois primos mais velhos( o Augusto de 19 e o Victor de 19 ) sempre davam umas encochadas na gente por de baixo da agua, o normal era a gente sair fora e dar umas gargalhadas e chingar eles, mas uma vez eu levei uma encoxada do Augusto e fiquei quietinho, so estava eu e ele o resto do pessoal estava fora da agua, eu ate dei uma esfregadinha no pau dele, O augusto ficou meio assustado e saiu da agua.

Um dia os adultos foram todas para a casa da minha avo em Minas Gerais e deicharam a casa por nossa conta. De noite o pessoal ja estava pensando em fazer uma festa, mas a gente queria aproveirtar de dia tambem. O Victor alugou uns dois videos pornos e colocou na sala com tv de plasma gigantesca, os filmes eram totalmente heteros mesmo assim eu me excitei muito vendo o pau dos meus primos e do Otavio(um dos filhos do viszinhos de 19 anos, meu amigao), NInguem percebeu que eu olhava para os paus mais do que para o filme menos o Augusto que me olhou no fundo dos olhos. Fomos para o lago, deu para ver que a sunga do Victor estava toda melada de gala. Depois daquele dia o Augusto nunca mais brincou comigo de uma forma digamos gay, mas sei la, o alcool e o filme o deixaram mais desinibido do que ele costumava ser. Ele chegou em mim me agarrou por tras e encostou o pau na minha bunda e ficou coladinho em mim:

-Voce gosta disso nao gosta veadinho

-urg, sa-sai August-to

Ele entao enfia a ma dentro da minha sunga e pega o meu pau que estava duro como pedra

-entao o que e isso

-e por causa do filme

Ele começa a me masturbar e beijar o meu pescoço, meu corpo foi ficando mole e eu pensei que iria desmaiar.

Entao o Victor diz:

-Que porra e essa que voces estao fazendo seus gays?

Eu todo sem jeito me afasto rapidamente

-E o Augusto de sacanagem hehehe

-Esse Augusto e uma bicha mesmo hehuehehe



De noite, um monte de mulher na casa dando em cima de mim, so tinha uns seis homens na casa e umas dez mulheres, entao todos os homens eram disputados.

Eu dispessei todas elas das maneiras mais criativas que pude, mas nao consegui despistar o Augusto, ele e super inteligente e atencioso. Nesse momento eu percebi que havia me tornado um alvo sexual para ele, um desafio, seu obijetivo era me comer mesmo ele sendo hetero. Ele pegou uma menina timida que voltou para casa bem cedo, algumas ficaram para transar com os caras.

Quando eu ja estava para dormir alguem bate na porta do meu quarto, eu imediatamente pensei que era o Augsto e o meu pau a foi fiando duro. Quando abri era o Otavio.

-Cara, nao tem como voce me emprestar seu quarto essa noite, tem uma gata me dando mole, eu acho que e hoje que eu perco a virgindade

O cara era meu amigao, nao tinha como eu recusar. Peguei minhas coisas, decepcionado por nao ser o Augusto e fui dormir na cama dos meus pais que era sagrada e ninguem iria trepar la de jeito nenhum. Quando eu tentei abrir a porta ela nao abriu, os meus pais haviam trancado. Fiquei com muita raiva e fui para a sala, o Victor estava dançando com umas duas garotas do lado de fora e estava maior barulhera. foi quando uma pessoa passa por tras do sofa que eu estava deitado:

-Ue! ta fazendo o que ai seu veadinho?

Era o Augusto so de cuequinha.

-O Otavio vai dormir no meu quato hoje.

-Dormir!? Tem certaza? Acho que ele vai fazer outras coisas tambem huehueue

-hehehe provavelmente.

-Bora dormir no meu quarto, o Victor vai ficar nessa bagunça ate amanhecer

-...ta bom entao



Fui calado no caminho ate o quaroto dele que ficava em outra casa, mas ainda era parte da mesma propriedade, era mais longe, e ainda dava para ouvir a musica.

-Voce esta afim de mim, nao e?

-Como assim Augusto?

-Ja deu para perceber

-Eu se eu estiver, vai querer me comer igual as suas mulherezinhas

-Nao, voce e a minha bichinha, deve ser tratada com carinho. Mulher tem aos montes, mas um viadinho gostoso igual a voce e dificil de achar

Falando isso eu parei olhei para ele, ele ficou olhando para mim, se virou abriu a porta da casa:

-Vamos

Qunado chegui no quarto dele ele estava sentado na cama, uma cama de solteiro e nao havia outra cama ou um colchao para mim.

-Eu vou dormir no sofa Augusto?

-Entra e tranca a porta.

Eu entrei e fiquei olhando para ele, silencio!

-Tira a roupa

-hãm?

Eu fiquei meio desnorteado, entao entendi o que iaria rolar naquele quarto. tirei lentamente minha camisa e olhei para ele que prestava atençao a cada movimento meu.Naquele quarto meio escuro azulado e silencioso. Ele fiou o dedo entre minha bermuda e minha cueca e foi descendo lentamente, eu o ajudei a tirar a bermuda e estavamos os dois so de cueca. Ele levantou da cama e me abraçou bem forte, eu levei um susto foi a coisa mais rapida que acontece nos ultimos minutos.

-Promete que se a gente fizer isso nada ai mudar depois?

-Eu promeuto Au...

Eu desci minhas maos pelas costas dele ate chegar na cueca dele e a abaichei e peguei na bunda dele, queria mostrar que eu tambem estava afim. Eu dei um beijo na boca dele e senti a lingua dele invadir minha boca com desejo. Eu tinha dado carta branca para ele fazer o que quisesse comigo, ele foi me beijando ate a orelha e disse baichinho:

-Me chupa

Eu fui bijando o pescoço dele e fui decendo, dei uma lambidinha no mamilo dele, lambi toda abarriga dele e senti um gosto salgado de suor, cheguei nos primeiros pelos pubianos daquele corpo malhado, mordi o pau dele por cima da cueca. Eu a abaixei e peguei aquele pau gordo ainda sem estar totalmente ereto e o fui lambendo toda a glande, coloquei a cabeça na boca e ele foi endurecendo e entrando sosinho. Comecei a chupar para valer. Era bom ouvir os pequenos gemidinhos do Augusto. Ele me levantou, me encochou por tras e me colocou frente a cama. Eu deitei ele veio por cima abrindo minhas pernas(frango assado).Cospiu no dedo e foi enfiando o cuspe, ele me deichou todo lubrificado e foi colocando o a cabeça do pau. A sençao era bem diferente de qualquer outra coisa que eu ja senti, podia sentir ela quente e macia.Com minhas pernas abertas eu nao podia controlar nada, Augusto foi forçando bem de vagarinho, a cabeça forçava a entrada e foi entrando bem de vagar.Quando ela entrou totalmente eu apertei o anus. O Augusto percebeu e deu uma risadinha e eu tambem.O resto foi entrando mais rapido que a cabça e eu pude sentir seu pelinhos que pareciam ter eletricidade estatica. Ele começou a foder, uma vai e vem crecente e acelerado. Eu estava muito excitado e fechei os olhos. Derrepente senti a mao dele pegar no meu pau e começar a me masturbar.Nunca tinha sentido aquela sensaçao, parecia que o mundo havia sumido e nossos corpos tambem e so sobrou o desejo incontrolavel pelo Orgasmo.



Espero que tenham gostado do meu primeiro conto.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotico gay tv a caboContos eroticos- meu pai me xingando no sexocontos erotico incesto virei a cadela do titiodei pra um estranho num baile e meu marido viu conto eroticoconto erotico fraldario do mercadoconto cinema porno casalPuta desde novinha contosfazenda fravia dan xeso anal lua demelcontos eroticos namorada casa de praiacontos eróticos fragei meu tio comendo minha tiacoroa pede gisa pra mim safadotitio caralhudo noivo corninho esposa putinha contoswww.mulatanua.comtanguinhas usadas contosContos eroticos menina sendo estrupada pelo irmao no matocontos eroticos na praia meu sogro me comeuconto casada na academiaconto engatada com o caoerataogrande que ela pediu pra pararpornocontos eróticos consolo pau e plugContos minha doce sobrinha melcontos eroticos roludo fudendo gravida dormindocontos eroticos com vizinhas madurassCONTO FODIDA E SURRADA PELO PIRRALHOrelato conto: meu me incentiva a usar roupas provocantescontos eroticos medica rabuda enrabada por pacienteFlagasdeencestopadrinho pega afilhadame comeu dormindo conto pai eróticocontos eróticos-meu pai me fez gozarcache:http://okinawa-ufa.ru/conto_20940_assalto-no-condominio.htmltravesti sadomasoquista na regiaomarido realizando sonhos eroticos da esposaContos eroticos homens estuprano gravidasComi+o+cu+da+mia+professoraconto+eroticovideos porno ti estrubus ti meninas novinhasContos de zofilia contos eroticos meu donocontos eu minha esposa e dois comedorescontos eroticos fudendo a namorada puta safada e gostosaptra vira escrava sexual da empregsda contos eroticodmeu namorado me fez de putacontos eróticosgaysmeu primo de menorconto erotico mulher trai marido preto velho e barrigudocontos eroticos de incesto: sou cadelinha do meu filho 2Contos eroticos mae inociando filho novinho conto realdei na infacia e não me arrependo contos gayscontos eroticos fodendo minha cunhada novinhacontos u caras muito bemdotado arobou a buceta da mia mulhe na mia frete contoseu quero mamar nos peito da minha esposa Lurderola na professora contoconto erótico meu tio gosou dentro da minha bucetinha guando eu tinha sete anoscontos de perder a virgindade com sofrimentochantagiei minha irmã parte 2traficante comendo a travesti conto eroticopassando a mao no grelhoconto erotico peguei um filhote de cachorro e ele me fudeugaroto.burrinha.zoofilia.contoajudando a vizinha gostosa a troca a lampada contoestalos da cama-contos eróticosConto erotico banho maereencontro com ex bem dotado contoconto erotico vi a rolacontos de cú de madrinhafio dental trabalho contosengravidei minha vizinha casada se chama marcha nos contos eróticosisso viadinho engole essa rola vou estrupar sua gargantaContos eróticos eu de shortinho por baixo do cobertoras cavalona da bundao inacreditavelconto erotico viadinho de shortinho e calcinha no witiocontos mordidinha na bucetaconto erotico gay viado fica com medo da piroca do coroa e e fudido a forcaconto erotico jogando game com o garotinholesbicas picando rebolando gozando chupandos colososo coroa rico que tirou a virgindade do meu cu no motel que ele fez eu vira seu gay ele adora fuder meu cu no motel ele me ligou pra eu ir com ele pro motel eu fui com ele no seu carro pro motel eu e ele dentro do quarto eu chupei seu pau ele começou a fuder meu cu ele disse pra mim eu não vou goza dentro do seu cu eu vou gozá dentro da sua boca pra você engolir minha porra ele tirou seu pau do meu cu ele disse pra eu chupar seu pau eu comecei a chupar seu pau ele gozo dentro da minha boca eu engolir sua porra conto eróticotiti do cu apertado emncontos eróticos isto e realroberta close da a buceta para o pauzudomulher do gelou grande fudedoconto erotico viado submisso conto cabaco xota cuEla nem sabia oque era mas adorava os carinhos do papai conto eroticoPirocada sexo gay velhos tara contos veridicosconto erotico comi a cunhadinha nos fundos e na frente da namoradaconto erotico viadinho de shortinho e calcinha com mendingocontos eroticos puta comida pelo vizinhoboa fodaxvidiorealizando minhas taras com a gravida contos eroticos