Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CHUPANDO A MEL ATÉ GOZAR NA MINHA BOCA... NA RUA!!

Click to Download this video!

Comecarei contanto minhas aventuras pela mais recente, que aconteceu no dia de hoje... com o tempo, quem sabe, acabe revelando todas minhas aventuras, o que será difícil de acontecer, tendo em vista que perdi a conta... RS

Hoje estava com muito tesão, a ponto de me perturbar o dia de trabalho. Ansioso por chegar a hora da saída, mal passei em casa para tomar um banho e fazer um lanche rápido, e sai a procura de minha musa, a Mel. Não é sempre que a encontro e fico de boca seca pensando se estará no seu ponto, ou não. Para quem conhece Ribeirão, ela fica perto do corpo de bombeiros, logo atrás da Francisco Junqueira. Dei minha volta característica por trás do quarteirão, pois muitas vezes a encontro em alguma rua lateral, sentadinha e comportada. Mas inclusive chegando na esquina onde costuma fazer o ponto, não estava lá. Decepcionado, já me preparava para ir embora quando outra boneca que sempre está por ali disse “Mel, Mel, cliente!” e a Mel apareceu vinda do meio do quarteirão.

Chegou perto de mim com seu sorriso lindo, sempre cativante. Ela não é linda, é maravilhosa. Loira, magra, bem branquinha, com pernas longas e suaves, um sorrisinho .

- “Oi, sumido” – ela me disse, sorrindo e me pegando da mão.

- Pois é, ando sem tempo -, admitido, meio embaraçado. Ficamos conversando na esquina.

- E vai, vamos fazer um programa? -, perguntou, acariciando minha mão.

Eu disse que não podia, e caminhamos devagarinho através do estacionamento que há na esquina, sentando num recuo da parede do prédio ao lado.

Brinquei com ela: - No último dia você me ficou devendo... prometeu que iria me dar leitinho e não cumpriu.

Ela riu e tocou no meu pau, por cima da calça: - Estava com peninha de você, afinal disse que precisava trabalhar no outro dia.

- Estava muito gostoso, foi perfeito – admiti, e ela concordou com a cabeça.

Tirei a mão dela de cima do meu pau e lamentei: - Hoje não vai dar, é melhor não...

Não me perguntei porque quase sempre recuou, acho que um pouco de vergonha, não sei.

- Me dá um agrado para tomar uma cerveja? – perguntou ela, ainda acariciando meu pau. Sentou-se de modo a deixar a mini-saia dela subir, e deixar ver sua calcinha vermelha, da mesma cor da mini. Não dava para ver nada ali, mas sabia que um sá toque já traria muita coisa à vista. Não resisti e passei a mão, sentindo como seu pau crescia rápido na minha mão.

- Hummmm, não dá... sá tenho 19 reais – comentei. Ela me olhou safada e perguntou dengosa: - Quer me chupar???

Concordei na hora e ela se levantou e me pegou pela mão e fui cruzando a rua. – Vai ser uma aventura hoje, vamos fazer ali no cantinho.

Ela me levou até um nicho, entre dois prédios... devia ter no máximo 2 metros de profundidade, e qualquer carro ou pedestre que passasse ali poderia nos ver sem dificuldade.

Ela foi até o cantinho mais afastado, se é que podemos dizer assim, e tirou o pau para fora, já bem crescido. Nada demais, uns 20 centímetros, grossinho na medida certa para me levar ao delírio, quando ela quer. Branquinho e retinho, macio, lindo. Sem hesitar, coloquei na boca. Sempre que sinto ele nos meus lábios, fico doido... ele enchendo minha boca deliciosamente, com aquele gostinho delicioso.

- Quer que eu goze? – perguntou ela, sá fodendo gostoso minha boca com o pau.

- Claro admiti, entre dois beijos bem saborosos na cabeçinha daquele pau perfeito.

Ela começou a bater uma punheta bem gostosa, deixando eu mamar na cabeçinha dele.

- Quando quer que eu vá na sua casa? – perguntou, intensificando os movimentos. – Quanto vamos fazer gostoso de volta lá?

- Sábado? Pode ser? – perguntei esperançoso.

Ela intensificou mais a punheta, sorriu e disse: - Você não trabalha no domingo, nem eu, vamos poder fazer muita coisa gostosa juntos. Agora vou gozar...

Abocanhei o que pude, a cabecinha e um pouco do resto, e logo senti o leitinho dela na minha boca. O apelido de Mel tem sua razão de ser... o leitinho dela é adocicado, uma delícia! O que mais queria era que não acabasse nunca, que continuasse saindo mais, para eu saciar minha sede bebendo daquele esperma tão saboroso! Mas tudo que é bom acaba... suguei o que pude, ela riu e se afastou para arrumar a mini-saia.

- Gostou? – perguntou, com ar inocente.

- Delicioso! – admiti, depois de saborear bem e engolir devagarinho. Me levantei e abracei ela, dando um beijo na sua boquinha linda. Nem podia acreditar que tinha mamado um travesti em plena rua! Um dos meus sonhos havia acontecido, embora não o mais importante - que eu conto noutra ocasião, sobre como conheci a Mel.

Marcamos para o práximo sábado... conto depois como foi!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


adolecente perdendo a virgindade em aposta conto erotico gaycomendo a bucetinha da filha da vizinha novinha contoscontos eroticos-fui malhar com minha tia e acabei comendo o cu delaconto gay desconhecidoContos eroticos feia mais com rabzocontos eróticos Cidinhacontos eroticos zoofilia com a cachorra a noiteDei a buceta contoiniciando a filhaconto erotico boatecontos de cú de madrinhacontos de professor e alunacontos tia gostosa com sobrinho no beijo e amasso no carrome comeram contos teencontos eroticos o velho me comeu aforçaputa goza e grita vou gozar a.como mete toda vaicontos eroticos casais biprimo de rendinha metade da bunda de fora em calcinha cabelo que sai para foraconto gay filho ve o pai com o pau duro e perguta o que a quinlocomtos.eroticossograquero ver travesti transando no abdômenvídeo de pornô com as moletinho as mulatinha pornô vídeos sexomachos arrombador de gay afeminadocontos fui adotadaDei minha buceta para meu genro na presença de minha filha contos femininoincesto contos filho se separa e volta a morar com mae coroafuder com padrasto contoscontos eróticos sobre tia bucetudacontos e vidios padrinho gay e afilhado so enrrabadaminhas tias chupavao meu penis de 10cmcontos porno casada e o meninoconto erotico velho me come desde garoto na frente dos amigoscontos eroticos gay fui buscar uma pipa em uma construçao e os karas me comeramEstuprado na frente do filho conto eroticoos policias comero minha muler porno contos eroticocontos com a visnha casada escondido oaenfiaram uma bucha no cu do estupradorcontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos irma da o cu pro descolhecidoconto heroticos pornogay privoquei meu genro e ele me comeuconto rrotico ytanzando com abobrinhaamiga da minha filha tezudinhavi outro gozar na boca de minha mulher contoshttp://comto erotico mulher casada gostosa ninfomaniacafodi com velho por dinheiro conto eroticovideo porno gostozinha de vestido preto sndo fodida com amae do ladaemprestei minha esposa putariaconto banho com tia olhandoesposa e amigos na cervejada em casa contocontos o corno sempre ligacasadasna zoofiiliamulher da academia profissão encostando o pau nela contos eróticoscontos eróticos​, praia de nudismoDOTADO ARROMBA A COROA ATE CHORAR CONTOcontos eroticos pagando divida do filhoContos eroticos de noivas lesbicas emsobrinho batendo punheta com as sadalia de salto da tia conto eroticovideo porno colocando minha sobrinha pra chupar em salvadornamorada deixou cara de pau duro contostroca troca entre amigos e muito grosso contosesposa grupal com 18 aninhos contoscontos noivas deram pra cunhadoConto gay - "com meu pau atolado no cu"conto prima virgem da buceta ensopada dormindo na minha camaconto gay submisso pro machoo cavaloenfiou seu pau com tudo no meu cu gritei de dor videos pornoDei meu cuzinho- conto ii relatoscontos eróticos isto e realcontos eroticos de lolitos com tios de amigos"conto erotico" "na frente do meu namorado"comendo o cu ajuda do sonifero contosPuta desde novinha contosconto erotico arrombei o travesti do baile funkPorno de corno com mae e filha gemeno e gritanoFui com um coroa pra sua lancha ele me fudeu conto eroticomasturbou pau dele pra tráscontos eróticos namorado da minha mãe me comeucontos eroticos mulher se mastubando com vidro rexonacontos eroticospica grossa rasgando bucetanoite maravilhosa com a cunhada casada contoswww.contos eroticos de tias soteironas com sobrinhos.comrelato casada dandocu em fesfilho aromba o cu da madastra que grita ta,doendoconto erótico de casada que chegou em casa completamente arrombada e o marido percebeuContos erótico de Muller casadacontos eroticos gays come meu pai bebado mais o meu amigorelato erotifo meu filho gosa muto nas minhas calcinhassempre que saio com uma mulher levo a calcinha dela de lembrança contos eroticoscontos eróticos de bebados e drogados gaysfoda interracial dezenho foda com a sinhacontis eroticos gay policial Chapado