Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA IRMÃ SE JUNTOU COM UM JUMENTO!

Click to Download this video!

Todos que leram os meus contos sabem da tara que eu tinha, na adolescência, pela minha irmã. Centenas de punhetas foram batidas em sua homenagem. Afinal era uma mulher daquelas de parar o trânsito. E como gostava de uma pica. Relato mais uma, de várias, que ela passou.

Tínhamos um campo de futebol de areia onde jogamos todos os sábados e depois íamos para o bar tomar aquela gelada e fazer um churrasco. Sempre aparecia o Fernando, gerente de uma loja de material de construção, a loja fechava ao meio-dia e não abria na parte da tarde, e ele ficava tomando ali com a gente. Todos comentavam sobre a pica do Fernando (o apelido dele era jumento) imaginava o tamanho do troço e pensava na coitadinha que aguentava aquela vara.

Os dias passaram e eu viajei uns três meses e quando voltei encontrei em casa um garoto de oito anos e perguntei para minha irmã (morávamos junto, eu, ela, nossa mãe e seus dois filhos (ela estava separada) quem era ele. É o filho do Fernando que está morando aqui em casa. Fernando? Que Fernando? Ela falou que estava namorando ele e que tinha pedido para o menino ficar em casa, pois sua mãe tinha viajado e não tinha com quem ficar (ele era separado também). Não passou pela minha cabeça o fato que ela estava namorando o “jumento” do Fernando, sá fui me dar conta no sábado depois do bar quando chegamos em casa, nesse dia o Fernando jogou futebol conosco, nás de calção e quando abrimos a porta minha irmã apareceu com a parte de cima do biquíni (sá pensando na cena, isso aconteceu uns 20 anos atrás já estou de pau duro) e com um shortinho tão pequeninho que aparecia a racha da sua buceta e atrás entrava no seu cuzinho. Percebi que mamãe não estava em casa e perguntei: onde está a mamãe? – Ela foi na casa da dona Aurora, amiga de muitos tempos da velha, e levou os meninos e disse conforme for iria dormir lá. É hoje pensei eu. O Fernando que já estava meio cheio de cerveja pegou ela por trás e começou a roçar a sua pica na bunda dela e o troço começou a crescer a cabeça já estava saindo do calção e minha irmã pediu para ele se acalmar, pois não estava vendo eu ali. Ele disse: - você sabe provocar um homem, sabia que eu viria aqui e botou essa roupa, acho até que seu irmão também está de pau duro. Eu realmente estava fiquei sem graça e falei que ia tomar um banho. Chegando no banheiro olhei pela janelinha que dá para a cozinha o Fernando estava nu com a sua pica (realmente era enorme de jumento mesmo) tentando comer minha irmã ali mesmo. Ela pediu para ele ir para o quarto porque para dar a bucetinha pra ele tinha que ter uma preparação. Fiquei sabendo que seria a primeira vez que ela ia dar pra ele. Não poderia perder essa de jeito nenhum. Liguei o chuveiro e fingi que estava no banho. Esperei alguns minutos e sai do banheiro e fui em direção ao quarto. A fechadura é do tempo antigo a chave grande e o buraco é daqueles que dá para ver quase o quarto todo. Como a cama ficava atravessada no quarto eu tinha a visão da cama de lado e ele já estava com a sua pica dura, reta, parecia um mastro de bandeira. Pensei eu: será que ela vai aguentar aquilo na sua bucetinha? Ela chegou e como prevendo que eu estava olhando, pois ficou do lado da cama ficando de frente pra mim, pegou a pica do jumento e tentou colocar na sua boca, mal cabia a cabeça. –Nossa é grande demais, nunca tinha visto um assim. Dizia ela. – Sempre tem a primeira vez, respondeu. Ela então besuntou a sua pica com vaselina e subindo na cama dirigiu a cabeça da pica em direção a sua bucetinha. Começou bem devagar a sentar nele. Quando estava na metade ela deu um grito e disse que estava doendo e não ia aguentar. Ela usando a malandragem a colocou de quatro, empinou a bundinha e falou: já que eu sou um jumento vou comer essa bucetinha como o jumento come a jumenta. E foi enfiando a sua tora devagarzinho. Minha irmã soluçava e pedia para ir devagar, pois era muito grande e a primeira vez que recebia uma pica tão grande. Ele continuou e quando já tinha entrado a metade e empurrou tudo de uma vez fazendo minha irmã gritar e chegou a desfalecer. Pensei em invadir o quarto em proteção a ela, com aquele grito acho até que os vizinhos ficaram preocupados. O que faço, pensei eu. Quando voltei à cena ela já estava rebolando na pica dele. Tinha entrado tudo e ela não sá aguentou como pedia para ele empurrar mais. – Enfia tudo na sua jumentinha, falava ela. – Quero sentir todinho dentro de mim. Ele cada vez mais aumentava as estocadas, cada vez mais fortes. Até que não aguentando mais gozou dentro dela uma enorme quantidade de porra que escorria pelas pernas dela. – Nossa meu jumento nunca vi tanta porra saindo de uma pica. Não quero perder essa pica pra ninguém e falando isso o colocou de costas na cama e sentou na pica dele que na altura dos acontecimentos estava meio mole. E começou a cavalgar, pulava encima dele e o troço começou a crescer de novo e ela a cavalgar, agora não sentia nenhuma dor (também já estava alargada) e rebolava, pulava e gemia em cima da tora do Fernando. – Vem minha jumentinha engole a tora do seu jumento. Ela começou a cavalgar numa velocidade tão grande que fez ele gozar de novo e ela aproveitou e colocou a cabeça na sua boca engolindo tudo que saia. Não deixou uma gota se quer cair no lençol. Acho que tomou um copo de porra.

Aproveitei fui para o banho e bater umas das centenas memoráveis punhetas em homenagem a ela. Falando nisso não estou aguentando e mais uma a minha irmã.

Espero que tenham gostado e votem. Ah! Assim no práximo contarei que ela separou do Fernando e sá queria saber de cara com a pica enorme.



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


casa dos contos sogras e cunhadascontos eróticos eu inocente meu vizinho me pegou no flagra transandoMinha cuinhada sandra se pingando todamoramoa no litoral eu e minha esposa e recebemos um primo dela para pasar um fim de semana conoscoDominando ela contosEle foi fundo com ela contos eroticosconto erótico mulheres teve coragem sexo cavalosme comeram contos teenContos briga de xanascontos vi pau enorme cheio de veiasporno sujo porra na boca guspe mijos e muita porcariacontos de incesto minha sobrinha veio passar dois dias comigocontos bucetinha novaconto gay viciei na rola do negÃopornô com minha irmã de minsainhaO amigo do meu namorado me comeuminha irma so de calcinha nu quarto nao aguentei trazei gostozinhocontos minha sogra se insunuandoencaixando na buceta meladaContos o carcereiro comeu minha bucetadei minha buceta pro traficantemuhleres quecavalo tramsa com animalcomendo o c* gostoso bronzeadinha e g************* de uma r*****mãe e amigo contos eróticosMinha mulher foi iniciada por um negão contos eróticosporn pros.comdp grandeMinha cunhada bebada querendo da pra mim contoContos com picas bonitastravesti do pau vermelho cabeça g****** jato sexoirmão roludo cone urmã dormindocontos casada estrupada pelo sindicominha sogra minha amantemulheres peladas encostada no pe de cocosem cadastro zoofilia sai mijando leiteconto fui por cima do meu primoContos levando a menina pequena de rua pra passear e comendo cuzinho virgem chorandoconto erótico cantada pesada na ruacomtoerotico banho na filhinhaMae nao aquenta todo pau do filho no cu apertadocontos eróticos transando com noracontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos sou crente mais ja traircontos eroticos de primeira vez gueys com vizinhominha primeira traição na academia contos eróticosseduzi meu irmãoconto erotico fui fragada pela minha filinha chupano.o pau do seu irmaoContos eroticos carro quebrado cornopm me comeu contoContoseroticoscomsogrofiz uma tatuagem na minha virilha e minha pediu pra ver e me chupoucontoseroticos meniniceconto real meu vizinho me estuproucontos eroticos incesto pai e filhaegua.ficou com a buceta meladacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos eróticos de novinhas dando para garanhõescontos eroticos sou assediado pela m mae e m, irmacomto erotica erotico feinhajovem mostrando os pelinhis fino ds bucetaencaixando na buceta meladaconto pai por favor mim enxugacontos eróticos a droga coroa dei droga e ela me deu conto erotico mulherzinha gayquando me masturbei saiu bastante gosma da minha buceta será que gozei?contos eroticos dei no velorio do meu maridoCont erot a galinhacontos eróticos meninas de 25 anos transando com cachorro sempre com ácidos vermelhoFlagasdeencestomenina que nao e mas santinha conto palhia de calcia preta nuacontos eroticos cumendo o cuzao cabeludo da minha maecunhada casada e timida linda contoscontos eroticos medico cinquentao tem sua primeira transa gayFui Comida pelos colegas do colegios contoscontos coroa tetuda baixinha na feiraAi manuel porno contos eroticosconto menina adotada gozeiContos minha irma e meu cunhado vieram passar uns dias conoscohomen dando cu para a gradeuconto incesto cunhadaconto cine porno gay Recifecontos eroticos de oncesto de sogra com derroentão toque consulta paciente e chupa b***** no pacienteo mudinho comeu meu cuminha mãe adora bater punheta para o meu irmãocasa dos contos eroticos/Três é demaisconto erotico velho tarado e cachorronoite com a cunhada casada contosTennis zelenograd contomeu cachorro emgatou no meu cu cintoconto deixou a buceta ficar peluda pra dar pro paia coroa bunduda negra é feriado pelo pelo banco dentro do ônibusConto homosexuais de enteadoshttp://comto erotico colegial virgem sentindo desejo