Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FODENDO AS MÁQUINAS

Click to Download this video!



Estava numa festa, com minha mulher, e tomamos o maior porre. Saímos, eu dirigindo e ela ao lado, com um vestidinho preto e curto. Isso foi por volta da três da manhã, e a cidade estava praticamente deserta.

Assim que saí, numa grande avenida, eu, tonto de tesão e de cachaça, meti a mão entre suas pernas, subi até a bucetinha quente, pus a calcinha de lado e comecei a boliná-la. Ela se contraiu para trás, soltou o cinto de segurança e meteu a mão esquerda sobre minha braguilha, sentindo meu pau, que já quase arrebentava das calças.

Ela se desmanchava ao toque de meus dedos e, enquanto delirava na masturbação, abriu desesperadamente minhas calças e caiu de boca no meu pau. Senti aquele morno quente, úmido, aquela boca que me sugava com uma volúpia tremenda.

Ao se abaixar, ela ficou de lado, e deixou a bundinha exposta, com uma calcinha fio-dental, que baixei, voltando a enfiar os dedos em sua buceta sedenta, molhada, doida por uma penetração. Cuspi num dedo e fui enfiando ele no cuzinho dela; ela rebolou, mordeu meu pau levemente, e pegou minha mão. Achei que fosse tirá-la de lá, mas ela a empurrou mais, para que o dedo entrasse por completo, enquanto ela enlouquecia e quase devorava meu cacete.

De repente ela se levantou, olhou para mim com uma baita cara de vadia e disse:

- Pára o carro; pára...

Entrei prum terreno baldio, escuro, um puta lugar perigoso, mas a bebida e o tesão já não deixavam mais a gente pensar.

Deixei carro ligado, com o condicionador de ar acionado, e afastei o banco. Ela arrancou a calcinha e sentou no meu pau, com as costas batendo no volante. Abri suas nádegas e voltei a enfiar o dedo no seu cuzinho. De repente suspendi mais o tronco, para chupar seus peitos, que saltavam, duros, para fora do vestido. Ela afastou as ancas para trás, e a marcha do carro vibrou em sua bundinha. Notei que ela estremeceu. Apertei a embreagem e puxei o câmbio mais para perto, encostado-o em seu cuzinho. Ela delirou, olhou para mim com uma cara de assustada. Acelerei o carro e a vibração aumentou. Sua expressão mudou, virou tesão, derretimento. Empurrei-a para trás, e notei que a ponta da marcha começava a forçar rua roelinha, fazendo-a dilatar. Ela começou a rebolar, a endoidar. Tirei-a um pouco, cuspi na mão e passei o cuspe na marcha, sentando-a novamente. Meu pau já estava fora de sua buceta, e eu me masturbava, assistindo ao espetáculo, me segurando para não gozar. De repente ela falou:

- Acelera; acelera...

Voltei ao ponto-morto, acelerei e pressionei seu corpo contra marcha; ela deu um gemido, a marcha entrou, ela enlouqueceu de tesão. Me afastei, levantei o quadril e meti o pau na boca dela. Ela se derretia a foder com a marcha, se masturbar e me chupar.

Agarrei seus ombros e comecei a empurrá-la para trás, enquanto ela fazia força para frente. No começo doeu, mas logo a marcha entrava e saída de seu cu esfolado, cada vez mais rápido, e de vez em quando ela tinha de parar de me chupar para gemer, de tanto tesão.

Gozamos deliciosamente. Enchi sua boca de porra, ela gritou feito maluca. Saiu da marcha, que estava úmida de saliva e dos líquidos de sua bucetinha que, de tanto tesão, molhou até o câmbio.

Depois disso, transar no carro tornou-se um fetiche para nás, que vivemos outras histárias delirantes dentro da máquina, mas isso fica pra depois.







VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos embebedou e comeu a casadinha carentecontos traicao e voyeurcontos eróticos chantagem cunhadacontos porno casada e o meninoconto herotico engravidem uma branquinhaMeu marido sabe que dou o cu a um amigo de infanciaConto erotico dei leite na boca da filhingacontos eroticos tia tucafilmes de televisao pornosFotos de mulheres com opriquito melado e de fio dentalConto gay - "com meu pau atolado no cu"quero no rabo amor eroticoscontoesposanuacontos eroticos pobre e virgem4 aninhos contos eroticosbucetinha esposa ccbContos porno a biscati da minha esposa tevi corajeminha chefe gosta de mim ~ contos eroticosNovinha Bebi porra do meu amigo contofoto pirozaoCoroa rabuda de manaus contando seus contos eroticosContos eróticos - eu mereço ser putacontos eróticos de gay e titio e amigocontos de negros taradossentei no colo conto erótico contos erotucos comi umad meninas que morava na fazendaporno comendo a buceta da gostosa emsima dos retalhosFetiche pelos pezinhos da minha amadame comeram contos teencontos erótico comadre desmaiou Eperiencia zoofilia beijo babadocomo minha esposa aguentou 23cm no raboContos enganei minha esposa vendei ele eo meu amigo comeu elano cine porno me fuderam na marra(adorei)e ainda fizeram o frouxo do meu marido virar viadinho.contosconto erótico de casada que chegou em casa completamente arrombada e o marido percebeucontos coroas primas do interiorcontos corno humilhado beija pésconto minha mae chupando meu pau com meu pai ao ladocontos gay meu amigo me ensinou a darfui comida e chingada feito puta pelo meu primocontos eroticos caminhoneiro obriga meninanora putacontoscontos sou puta e insaciável por rolanao contar para ninguem da familia. Quando eu achei que o papo ia terminar ali, ela me fez a pergunta que levou a tudo: perguntou porque eu tinha tanta coisa sobre lésbicas incestuosas no pc? Quando ela me perguntou isso, confesso que pensei em desconversar, mas aí pensei também que ela não faria essa pergunta à toa. Aí comecei a falar que aquilo me excitava muito, que gostava de ler sobre aquilo. Sem brincadeira, acho que a gente deve ter ficado uns 10 segundos em silencio ali na cama, depois que eu falei isso. Uma olhando para a outra. Aí, ainda bem, ela tomou a iniciativa, colocou a mão na minha perna e perguntou: Você pensa em mim?  contos eroticos sou casada marido viajou eu dei comida para o mendigo em casavideos de porno aluno esxcitando o professorgozando pelo cu esposa propria porra contoCasada viajando contosela sentiu meu pau crescendo contos eroticoscasada rabuda qer da o cu porteiro e dala p maridocontos swinger fudendo sogra e sogro biconto ele me comeu pelo buraco da paredecasada relutante cedeu desconhecidoIncesto com meu irmao casado eu confessopirralho contos eroconto sobrinha curiosacontos erótico com viuvasContos eroticos fudendo a passageirahttp://tennis-zelenograd.ru/conto_5560_masturbando-minha-vizinha-enquanto-ela-dorme.htmlconto esposa do bucetaovideos porno ti estrubus ti meninas novinhasconto sou amante da sogra casada dei sonifero pra minha avò e transei com elacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos eroticos com escravas sendo humilhadaconto erotico eu e sil sua mae viu tudobem novinha virgem chorando najeba gigante contoshome afuder mulher com penis mais grandeporno éla dis méche que eu vou gozarcontos eroticos de marido corno bebedor de porracontos camioneiro pau muito grossoo pedreiro.dormiu no.meu quarto conto gaycontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaContos porno seduzi meu netoconto estava de biquíni cavadinha e ecitada na praiaContos eróticos fui cavalgar com meu marido e o cavalo me comeu zoofiliaFodi a enteada a cunhada e sobrinha na praia de nudismo contoerooticominha irma casada conto eroticoconto érotico noiva chora pau genrocontos eroticos meu donoContos fudendo menstruadavideornpossler conto erótico f****** a minha tia numa festa fantasiasou louca por anal sou evangelica conto pornocontos eróticos aquele caraa primeira f*** com travesticontos cadado da cu pro gerente em aposta entre homensbabunda linda de calcinha