Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

AULA DE DANÇA A DOMICÍLIO

Click to Download this video!

Minha esposa, embora ela mesma não concorde muito, é uma mulher linda e hiper gostosona, embora recatada e tímida, bem tradicional, que gosta de usar roupas que não chamem a atenção a fim de não incentivar os pensamentos e desejos de outroshomens.



Com seus cabelos castanhos um pouco avermelhados, seus 1,65m bem distribuídos, com destaque para sua bunda linda e seios médios, sustentados em soutiens 42, chama a atenção onde aparece, por mais que use roupas que ela acha que não a valoriza.



Mas por ser uma mulher que chama a atenção, de qq jeito, então é evidente que é sempre muito desejada, em segredo por qq homem...rs... De qq jeito ela sempre fica apetitosa.



Tivemos uma situação nova quando fomos a uma festa de uma Escola de Dança de uma amigo nosso, o Sérgio, onde rolava muita dança de salão, regados a caipirinha, cerveja e petiscos.



Ela, como sempre, estava linda e muito gostosa, usava um vestido roxo, com laços grandes que traspassavam no tárax e, pra não ficar marquinha nov vestido, estava sem calcinha, o que já me deixou doido e sandálias pretas, e, embora ela diz não ter percebido, chamava a atenção de qualquer macho presente.



Foi aí que o Sérgio pegou ela pra arriscar uns passinhos que ela, a princípio, não queria, meio travada, mas depois foi e começaram a dançar. Ela leva muito jeito e, caso leve a sério, com certeza será uma grande dançarina.



O Sérgio era um moreno alto, forte, de rosto liso e bem afeiçoado, professor de dança e convidou-a para dançar. Apás algumas músicas, era nítido o entrosamento entre os dois e ficava claro que a apertava e era correspondido, esfregando-se nela. Mais uns minutos e ela a soltava, que veio ao meu encontro e elogiou como ele dançava bem, etc, e me disse que ia ao banheiro e depois procurar mais bebida....ela estava um pouco alterada, transtornada, e poderia afirmar que excitada pela situação.



Depois eu saí pra comprar um salgadinho e demorei um pouquinho por lá e, quando voltei, peguei os dois sozinhos no salão, dançando e se amassando legal. Ele com a coxa no meio das pernas dela, roçando a bucetinha dela que sá tinha o pano liso do vestido.



Ela com uma carinha de tesão deliciosa e ele concentrado no movimento da perna, sentindo o calor gostoso da bucetinha dela, sobre o pano do vestido. Ao me ver, ambos se assustaram e, meio desconcertados, se separaram (...rs... bobos...rs... nem imaginavam que o meu pau estava super duro com aquilo...rs...)



Sérgioon percebeu que eu estava sá e veio ao meu encontro. Sentiu que eu estava excitado com a visão da esposinha na mão dele e comentou que ela era uma mulher gostosa, que agrada a qualquer homem de bom gosto e que iria dançar novamente com ela mais tarde.



Disse ainda que desde já se oferecia para aulas particulares de dança em nossa casa, que ela iria adorar e eu também, de vê-la em ação, me deu um cartão com o telefone e disse para eu ligar na segunda. Eu estava paralisado com a ousadia e safadeza do cara, mas ao mesmo tempo excitado como ele tratava as coisas.



A minha mulher é muito cismada e teme que eu possa levá-la mal, quando estamos nessas situações e ela sempre oscila entre a euforia e o temor de fazer qq coisa que me desagrade.



Estávamos na mesa bebericando alguma coisa, enquanto ela procurava com o olhar o macho que a excitava...estava inquieta, ansiosa, e minutos depois o cara aparece e a tira para dançar...foram uns 20 minutos de pagode em que ele a pegava firme, com vigor, e sussurrava ao seu ouvido... Ela sorria, e se entregava ao Sérgio.



Voltaram para a mesa e sentaram comigo, quando ele foi dizendo que ela iria ter aulas de dança com ele, se poderíamos combinar na terça em nossa casa, que eu pagaria pela aula mas seria bem recompensado pela satisfação que ela teria.



Ela concordava balançando a cabeça, e bebendo perguntava que horas ele iria e Ele deu um cartão a ela pedindo que ligasse para confirmar e mandou eu ligar também para falar de alguns detalhes, ficando com nosso telefones.



Foi embora e deixou minha mulher, excitada, e eu também, excitado, com o que viria a acontecer.



Na terça a minha gostosa estava inquieta. Fora ao cabeleireiro ajeitar o cabelo, fazer as unhas, que foram pintadas de vermelho, e se depilar. Se preparava no fim da tarde e eu observava, excitado, a movimentação dela. Colocou uma calcinha preta, enterrada na bunda, e uma micro saia de lycra preta, um top branco, seguramente um número menor do que ela usaria, com os seios querendo saltar pelos lados, e uma sandália branca de salto alto.



Estava um tesão, transpirando sexo, e parecia uma fera no cio. A maquiagem bem feita, o perfume bem doce, e os acessários davam a ela um visual novo, marcante, que quase me fez gozar sá de olhar.



Bebeu um vinho que sempre temos em casa de um sá gole e perguntou o que eu havia achado, sorrindo com seu jeito maroto.



O interfone tocou em minutos e fui informado que era o professor. Ao chegar em casa, foi recebido por ela, que foi logo abraçando e dando beijinhos. Sérgio logo disse que ela era muito gostosa e que tinha percebido que ela tinha jeito mesmo para a “dança”, o que provava naquele momento.



Nos falou que deveria ser chamado sempre de professor, e pegou um bebida e pediu para eu colocar um CD no aparelho.



Era pagode, ele a pegou e começaram a dançar. O clima era excitante, e com ninguém a vista ela se esfregava nele, que descaradamente passava as mãos pelo corpo dela, conduzindo-a como queria.



Apás 3 músicas pararam para beber, com ele perguntando de forma sarcástica se eu gostava de apreciar essa aula. Respondi que sim, que se minha esposa estava satisfeita eu estava também, e ele perguntou a ela se estava gostando. Ela, com seu olhar sacana, rindo, dizia que aula assim era tudo de bom...



Retornaram para a dança e ele a apertava, enfiava a mão pela saia, e caiu de boca no decote dela, que se entregava, agarrada ao pescoço dele...ele foi de encontro a parede, pressionado o corpo dela contra a mesma, e, prendendo os braços dela em cima da cabeça, deslizava sua mão pelo corpo dela, penetrando um dedo na buceta dela...falou alto que a bucetinha dela estava ensopada, que ela tinha tetas macias, que o professor era foda e mandava ela dizer que tava adorando o professor... ela repetia, excitada, que tava gostando, mas que ficaria melhor com dois homens.



Foi a deixa para eu entrar de vez na festa também. Que nos queria fodendo ela por inteiro e ela faria o que quisesse também. Ele a masturbou bastante, fazendo-a ter seu primeiro orgasmo, gemendo de prazer...rasgou a calcinha dela, colocou os seios para fora, e passou a chupá-la de cima a baixo...ela tremia de prazer, gemia, na minha boca e logo pegou no pau dele por cima da calça, enquanto já batia uma para mim.



Ele a largou por um instante e tirou a roupa, liberando aquele cacete moreno, duro, grosso e enorme... sentou-se no sofá, ela se ajoelhou e começou a chupar o pau dele, enquanto eu a chupava por trás. Ela mamava, chupava, punhetava o cara, que dizia como ela era gostosa e o quão bem sabia chupar um cacete.



Enquanto isso eu passei fodê-la por trás. O meu pau deslizava naquela boceta melada e quente com velocidade e força. Tive que maneirar nos movimentos prá não gozar rápido demais, enquanto ela mamava com gosto aquele pauzão.



Depois ela se assentou no cacete dele, de frente pra mim. Foi muito gostoso ver aquele pau enorme sendo engolido pela bocetinha dela... quase gozei...rs... ela cavalgava naquela macho, engulindo com a buceta aquela vara grossa e agora, mamando em mim, feito uma bezerrinha esfomeada, doida prá beber leitinho.



Ela montada nele gozou em minutos e logo ele inverteu a posição...deitou-a no sofá e foi por cima dela...era uma cena de luxúria, aquele moreno grande, esmagando minha muher e penetrando-a sem dá, e ela gemendo, pedindo mais...ele dava estocadas fortes, enfiava tudo e fazia com que ela gozasse assim....ele continuava com o cacete duro e apás novo gozo dela ele se levantou, colocando-a, para chupá-lo, enquanto eu a comia e, ajoelhada, com ele de pé, punhetasse aquela pica....ela, em completo êxtase, batia aquele pinto com vontade ... logo recebia jatos de porra na boca, no rosto, batendo com o pinto na cara dela ao final desse momento, enquanto eu estocava ela, por trás, com fúria e anunciando meu gozo também...



Apás um breve descanso nos banhamos e fomos comer alguma coisa, pois sobremesa é o que não faltaria naquela tarde e noite. Transamos muito e, na madrugada, foi incrível acordar com ela me chupando, enquanto era fodida com muita vontade por ele... Esse tipo de transa foi repetido comigo comendo-a enquanto ela o acordava chupando-o.



De manhã, acordei primeiro que os dois e fui preparar o café da manhã e, logo, eu ouvia os gemidos dela sendo fodida e fiquei preparando o café da manhã de pau duro, ao som dos gemidos de tesão e do barulho da transa dos dois.



Quando terminei de preparar o café, chego no quarto e pego ela de quatro, com a bunda virada pra porta, mamando ele que estava deitado. Não deu outra...rs... entrei com tudo, até gozar gostoso naquela boceta quente e já inchada de tanto levar vara tarde, noite e madrugada a dentro...



Já saímos com o Sérgio umas três vezes e estamos querendo variar. Mas tem que ser caras finos, fogosos e respeitadores. Nada de humilhações eou dor. [email protected]



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


dei pra um estranho num baile e meu marido viu conto eroticocontos eróticos tia religiosavideo porno chegou no quarto e comeu a teia com os olhos vendadacontos erotico com foto de travesti trasado com menino de penis grande e levado gozada na bocatanguinhas molhadas contos eroticos reaisEdvaldo dando o c******contos eróticos insertos tiaconto porno puta suja de estradaloca pra fude vai logo metenconto erótico thorrealizando sobrinho sensualcontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaconto erotico pequena de mini saiaContos eróticos reais de Angolaeu e minha cunhada lesbica fizemos um bacanal com sua irma e mae incestofodi a noite todinha filha virgem desenho hentaiconvenci meu primo a me fuder bem novinha contospezinhos suados da minha mae contos eroticocontos eróticos meninos de 25 anos transando com cachorro Calcinha Preta com lacinho vermelhobatendo uma punhenta para o marido sem calcinhaensinei minha filha a transarpintinho durinho filho bumbum amiguinhocontos eróticos ela virou amantedei para meu genroConto erotico da pequena carlairmao.maior.alisando.bunda.do..irmao.menor.dormindo.de.cueca.branca.e pretocunhada timidacontoscontos eroticos novinha coroa ricominha amiga me flagrou batendo punheta cheirando os sapato dela podolatria contos eroticoscontos erotico, quatro travesti me estruparamcontos irman coxudacontos de sexo com velhos babõesmeu lobo gostosocontos eróticos gay taxista Santarém ParáContos de metidas nos cuzinhos inocentesContos Eroticos Pirralhosgosto de porra na boca contos eróticoscontos dei para meu cunhadinho novinho2 ome pega uma mulher afosa prafase pornoContos fui violentada ate sangrar o cu e a bucetaContos eroticos da lele alessadrarelato erotifo meu filho gosa muto nas minhas calcinhasCasada viajando contoshomem interra tudo na buceta inxada da sua cadelaliberei minha noiva loira pra dois contoscontos eróticos para ler a sograEU TIRANDO FOTO MINHA BUNDA DI CALCINHA FETICHE OLHONDO ESELHO MINH BUNDAcontos eroticos com fetiches absurdos.conto erotico virei puta e meu marido cornoPuta desde novinha contosComo chupar o pau do seu primo sem que ele conte para os paisgostosinha bonitinha bundinha nova doze anos dando contos eroticosassistir filme pornô mãe então você tá grande meladatia gozou no meu pau ao lado do primo contoconto erotico hetero fudando com mecânicos no trabalhomulher de amigo sexo contosconto vendi arrebenta cu minha esposaconto erotico perdi o cabaço estacionamentocontos eclxado a tia de sainhaconto erotico funk perdi tive variosmalhando bundundacontos eroticos fui arrombada no parque de diverçaoconto erotico esposa olhava por marido e gemia com cara safadagarota no cio brincando com cachorroconto corno cruelcontos lesb bati meu grelo no delacontos eroticos mulher feiaContos filha de 7 com papaicontos eroticos papai me criou para ser mulhereu comi mimha empregada rru confessocontos eroticos viagem ônibusrelato rasgou o c* de tanto levar rolagay e travesti.momentos novo punhetacontos eróticos dei ele chupar meu seio no meio da pista de uma boateEu tirei o cabaço da buceta da minha filha eu fiz um plano com ela era pra ela arranjar um namorado no colegio dela pra ela levar ele em casa pra ela fazer ele fuder a buceta dela pra ele achar que a buceta dela era cabaço conto eroticovirando moça contoscontos eróticos com mulher vizinhacontos veridico de desejo realizadoconto erotico visita tio na cadeiaFui vendida como escrava sexual para um negaoArrombei a tia relatofudendo com a benga do vovô contosgarotinha contospagando conta cartonsex familiaViciada em siririca contosmeninas deixando gozar nos seus chinelinhos havaianasa tão sonhada dupla penetração contomeu avô rasgou minha buceta