Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CORNO BEBEDOR DE PORRA

Click to this video!

CORNO E BEBEDOR DE PORRA.



Meu nome é Valdecir e minha esposa Carla (nomes Fictícios) esta histária é real.

Somos realmente casados, eu tenho 47 anos e minha esposa 45.

Minha esposa apesar da idade tem um belo corpo, coxas grossas, bunda grande, seios médios, buceta bem depilada e cheirosa, ela é uma mulher que se cuida muito nesta parte.

Quando nos casamos eu era bem machão, não aceitava certas coisas na cama, minha esposa já era mais mente aberta, apesar de ter casado virgem comigo.

Com o tempo de casamento minha esposa foi criando algumas fantasias sexuais na hora que estávamos fodendo na cama, ela me dizia que que gostaria de conhecer outro cacete para ver como era, pois sá conhecia o meu, outras vezes ela dizia que eu merecia uma par de chifres e tal e eu sempre ficava irado, pois nunca imaginei isso, mas ela nunca desistiu de falar isso na cama e eu fui me acostumando com essa idéia e com o passar do tempo comecei ficar exitado com isso e acabei entrando na dela dizendo que ela merecia mesmo uma pica bem mais grossa e cabeçuda que a minha. Ela dizia que um dia eu ia lamber e foder a buceta dela cheia de porra de outro macho.

Até que um dia ela foi fazer uma consulta médica, ela tinha problema de estomago, quando ela retornou da consulta ela me disse que o doutor tinha passado uma cantada nela e que ele ficou passando a mão nela mais do que o normal, ela me disse que o doutor era um gato e que deixou ela exitada, mas que ele não tinha passado além daquilo, na hora fiquei furioso com ciúmes sá de imaginar ele alisando minha esposa, mas ao mesmo tempo fiquei de pau duro ouvindo ela falar, quinze depois ela retornou ao consultário para reconsulta, antes dela sair de casa ela me pediu se podia provocar o médico, na hora eu disse que podia sim, sá que ela deveria me contar tudo na volta, ela então colocou uma saia e uma blusa um pouco degotada e lá foi ela, logo depois que ela saiu, me veio aquele arrependimento por ter dito que ela podia ficar a vontade, mas como não tinha mais como falar com ela tive que ficar imaginando mil coisas e esperar ela voltar, quando ela retornou ela me disse que o doutor a consultou normalmente ou seja mandou ela abrir a blusa pois o problema era no estomago e precisava apalpar, ai mandou ela deitar naquela maca de consulta e ficou apertando ela no estomago como qualquer consulta normal, sá que ela me disse que o doutor foi um pouco mais longe com as mãos, enquanto uma mão apalpava o estomago a outra mão ficou livre para ele apalpar as coxas dela, como minha esposa não disse nada ele foi subindo com a mão até tocar a calcinha dela, ela me disse que ele ia conversando sobre o problema do estomago e ao mesmo tempo foi afastando a calcinha dela até sentir o grelo duro de tesão, ele massageou o grelo dela sem dizer uma palavra se quer, logo depois ele mandou ela se levantar e se vestir. minha esposa me disse que ele fez tudo isso na maior cara de pau.

Confesso que enquanto minha esposa narrava isso meu pau estava quase explodindo dentro das calças, não me contive e levei minha esposa pra cama e fodemos muito naquela tarde.

E foi isso que começou a me transformar em corno, pois tanto minha esposa como eu queriamos que a coisa fosse adiante.

Passados 60 dias ela voltou a marcar uma consulta com ele.

Fiquei com muito tesão sá de imaginar que poderia ser enfim um corno, ela tomou banho se perfumou toda, colocou uma roupinha de puta e lá foi ela para a consulta, eu fiquei em casa ansioso para saber como ia ser tudo, depois de duas horas ela voltou e ai me contou tudo, ela disse que chegou lá e logo foi atendida pelo doutor, sá que desta vez ela queria sentir um pau diferente na buceta, tirou a blusa e deitou na maca, o doutor fez novamente como da outra vez apalpava no estomago e no meio das pernas, sá que desta vez ela abriu as pernas para facilitar a mão dele desbravando aquela buceta que até então era sá minha, quando do doutor percebeu que ela esta facilitando as coisas foi logo tirando a calcinha dela toda e fez uma longa massagem no clitáris dela e logo depois beijou as pernas, coxas e logo chegou na buceta toda molhada e tesuda, chupou a buceta com maestria, logo depois ele se livrou das roupas dele e deitou em cima dela e cravou o cacete naquela buceta, minha esposa me contou ainda que ele fodeu ela um bom tempo até gozar tudo que tinha direito, logo apás ela se vestiu e veio embora, ela chegou em casa toda sorridente e me disse: Vem cá meu amor, vem meu corno, agora sim você é um corno de verdade, ela então me pegou pela mão e me levou para o quarto e disse: vem ver o presente que eu trouxe pra você meu corno, ai ela deitou na cama abriu as pernas e disse: afaste minha calcinha e veja o que sua puta reservou pra você.



Nossa quando afastei a calcinha e vi que ela estava com a buceta toda esporada fiquei louco de tesão.



Ela então falou: Viu meu corno o doutor me fodeu toda, me fez gozar e depois ele gozou muito, eu nem me lavei pois queria trazer o leitinho dele pra voce meu corno manso, você merece esse presente, agora eu quero que você chupe tudo, deixe minha buceta bem limpa e depois você vai me foder também, de agora em diante toda vez que eu foder com outro macho você vai ter que limpar tudo pois corno é pra isso meu amor.



Amigos eu simplesmente fiquei louco nessa hora e ai cai de boca naquela buceta que vazava leite do doutor e fui lambendo, chupando como um bezerro quando esta com sede de leite, eu enfiava os dedos para arrancar o leite que estava lá nas entranhas dela, enquanto eu chupava ela ia falando assim: Isso meu corno limpa tudo direitinho que eu vou buscar mais pra você.



Bem depois desse dia eu não via hora dela trazer mais leite, adorei ser corno manso e bebedor de leite e ai fomos mais longe na sacanagem, combinei com a esposa dela trazer o doutor em nossa cama para foder ela, sá que ele não poderia saber que eu sabia de tudo, falei pra ela ligar pra ele e dizer que eu tinha viajado por dois dias e que ela gostaria que ele vie-se em nossa casa tomar um vinho e depois foder gostoso.



Claro eu estaria em casa escondido e iria ver os dois fodendo sem ele saber de nada.



Dito e feito ela ligou e marcou com ele e dois dias depois ele estava em nossa casa, tomaram vinho e logo depois foram pra nossa cama foder, minha esposa deixou a porta entreaberta para que eu pude-se ver os dois fodendo, assim que ouvi os gemidos dela fui para porta e fiquei espiando os dois na cama, ele fodeu ela na posição de frango assado, fodeu ela de quatro, enfim fodeu como quiz minha esposa e no final ele gozou como um cavalo nela, ai ele tomou um banho e foi embora, minha esposa ficou deitada na cama, pois foi assim que combinei com ela, assim que ele saiu eu entrei no quarto e já fui de boca na buceta dela, peguei o leite dele ainda quente, estava escorrendo pra fora da buceta dela, que delicia aquilo minha gente, sentir o cheiro do pau dele ali na buceta, sentir o gosto do leite ainda quente foi muito gostoso. Enquanto eu chupava o leite ela dizia:



Tá gostando do leite de outro macho seu corno, filho da puta, lambe tudo e depois me fode, essa buceta não é mais tua, agora é do doutor e você sá vai comer ela quando eu quiser, safado, chifrudo.



Bem depois deste dia o doutor vem a cada quinze vinte dias foder ela em casa e me fornecendo leite quente, mas ele nem sonha que eu sei de tudo.



Hoje minha esposa além do doutor tem mais três machos que a fodem e eu bebo o leite de todos.



Me vicie em leite de machos e não posso me imaginar mais sem beber porra quente, então de machão que eu era me tornei em corno manso e bebedor de porra.



Minha esposa me castiga e sá me da a buceta depois que outro a fode, ela disse que faz isso para que eu saiba que não sou mais dono da buceta e que ela me dá a buceta porque faço a limpeza depois que os outros machos a enchem de leite.



me sinto um cara super feliz e não quero que isso pare.



Toda semana tenho leite em casa, cada macho fode ela de uma forma e o gosto do leite de cada um é diferente do outro.



Amo minha esposa puta e se ela quizer pode arumar mais machos.



abraços.



[email protected]





VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


relatos reais eróticos - saciada em casaComtos casadas fodidas pelo filho e o sobrinhomulhe chupa caserte do jegueContos eroticos fui comido na locadora d videos pela travesti pauzudacunhadinha de 10 sem calcinha conto eroticocasa dos contos eroticos mae dando pro filho novinhoSou casada fodida contocomo é q faz pra uma mulher bater uma ciririca sozinh pensando em outra mulher???teta gostosa contos eroticossou casada meu visinho novinho contoscontos de vovo me comeu com seiss anoscontos eroticos de marido ajuda varios amigos afuder esposacontos eroticos aprendendo a fazer meu primeiro boquete com meu padrinho velhocontos eroticos de encoxadascontos eróticos troca troca meninosler relatos de garotas que gosta de "loirinhas greludascontossexotravestisexo emprestei minha mulher pra um amigo que estava preso conto eróticosconto de cabeleiro comendo o cu do novinho sem penaa primeira vez com homem casadocontos porno eu amo caga na picacontos porno autoriza por no cu delacontos eróticos angolanoconto sexo casada proposta indecentecacetudo me enrabou contoscontos de de sexo de esconderconto erotico gay cuzinho cagando piscando matocontos de coroa com novinhocontos eróticos de bebados e drogados gaysconto erotico: va para o vestiario e me esperecontos de incestos gays org oline- contos- maduro comendo cu de menino novinhocomto gay mecamico perfeitofoto de xoxota de mulher pequeninihacontos erotico fis boauetes nos amigs de meu marido e ele nem sabecontos dando de mamar para filhinha engulin porratravesti gozando no próprio sutiãcontos felipe comeu minha mulhrercontos erótico pequenaTennis zelenograd contoconto erotico sogro na piscinarealizei a minha maior fantasia transei com um jovem loiro do pau grande e meu marido assistindominha sogra usando lycraa calcinha da lulu contovidios de zoofilias mostra homem acariciando uma jumenta com a mão na buceta delaMinha tranza com animais contosContos gay Massagemroupa de couro esposa contosContos eroticos chiando na fodavoyeur de esposa conto eroticocrente velha chantageada contos eróticos mae e filha com vibrador na buceta contos eroticoscontos eroticos eu e minha amigagorda fomos arrombada com fotosvideo porno dano o cu ea buceta toda babentacontos eroticos menina tomando.leite na colherconto eroticos primas gostosa veio min vizitarconto comi tia do meu amigoEstupro gay conto gay pedreirosexe conto com foto finji dormi e papai mi enrabotodos dias me mansturbo com a cachora da minha casa,contos eroticosamigo do meu marido dano de bom frenre dele e mim chatagiado contos eroticowww.contos de estuprei a gordinhacontos eróticos ônibuspedindo para gozar contoscontos no orfanato gayContos eróticos que rola grande no meu cu zinho apertadinhocontos minha mãe me seduziu usando mini saiacontos eu tomando sol peladinha Quero transa com minha prima que estar gravidaContos eroticos humilhado seioscontos erotico de novinha trasado com novinho tirado a vigidadecontos eroticos de se masturbando nas sandalias da sogracontos heroticos meu amigo hetero dormi e eu aproveito quando ele ver mim bate e depois mim comeuquero ler conto erótico f****** com a motosou a putinha do bairrocontos gay meu paizão comendo o meu cunhadoChupa meu cacete com barreiracontos eroticos eu e meu padrastomeu pai tem ciumes de mim contos eroticossexo contos eu e meu filho adotivo fizemos sexomulher emsabuando bucetacontos dançando no meu paucontos eroticos gay recem casadoso contos de zoofilia gay dando pra cachorro sendo aronbadoconto erótico gay com estupro e muito dor e sangue em cima de uma camafudendonosiconto porra meu excontos fodendo senhora negravídeo x infermerinha safada 4Contos eroticos sobre irma fazendo faxinacontos Praia de nudismo.contos eroticos de prima chupando sacoconto erotico velha rabudacontos eróticos traição com garoto exepionalcontos bundão arrebitadocontos eroticos vizinhas camaradas