Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A CADELA MASOQUISTA.

Click to Download this video!

Nancy tinha cometido uma falta grave durante a semana, duvidou do seu Dono dizendo:

Duvido que você me deixe imobilizada por horas.

Pois bem, seu Dono ligou hoje às 17:00 em sua casa e disse: Amanhã eu quero você aqui, descalça, com seu vestido preto, trazendo uma calcinha de reserva e um vestido vermelho de reserva às 20:00 na minha casa.

Nancy obedeceu, indo como seu Dono havia mandado e levando o que tinha que levar.

Chegou 5 minutos antes do combinado, apertou o interfone e Ele desbloqueou o portão.

Entrando na casa dele, o portão havia sido bloqueado, sem cerimônia, entrou e sentou na sala. Estava vendo algumas revistas, quando de - repente, havia sido vendada e amordaçada. Entrou em desespero e imediatamente fez menção em se levantar, mas Ele esperto, agiu rapidamente, deu uns bofetões nela e ela se aquietou.

Ela foi para o quarto totalmente imobilizada, nem se quer pôde andar direito. Ele a jogou na cama, as algemas a esperavam, tirou as cordas, a roupa e a algemou de bruço na cabeceira da cama. Os pés estavam totalmente imobilizados no pé da cama com uma corda.

Ela ficou na cama imobilizada por horas, até adormecer.

Horas depois, ela é acordada com um chicote de spanking estalando pelas suas nádegas.

Sem poder gritar por causa da mordaça, tentava se esquivar dos golpes em suas nádegas, mas nada adiantou.

Ele a puxa pelos cabelos e pergunta no ouvido dela: sabe o porquê está apanhando? Ele tira a mordaça e ela responde: por ter duvidado do Senhor.

Ela reconhece o seu erro e Ele a manda contar as chicotadas de 1 a 50.

Cada vez que era chicoteada, ela contava e agradecia. Suas nádegas estavam ardendo, então Ele parou com as chicotadas nas nádegas e começou a chicotear suas coxas.

Doía, mas ela contava e agradecia. Suas nádegas e coxas estavam vermelhas e ardendo, Ele não teve dá e nem piedade ao castigar sua cadela masoquista.

Ela pensou que o castigo tinha parado, mas não, estava sá começando.

Depois de 1 hora mais ou menos, Ele pinga cera de vela nas costas, nas nádegas e nas coxas... Ela fica cheia de cera de vela, mas isso não é nada... Agora é que pega fogo!

Ele tira a algema e a corda que imobilizam ela e a manda ficar de quatro. Ela obedece.

Ele aproveita da postura de sua cadela masoquista para desferir golpes de caning em suas nádegas, ela geme de dor e de prazer, quando ela começa a ficar no auge do orgasmo, ele guarda a vara de caning e começa a perguntar para ela na posição que ela está: por que você ousou em duvidar de mim? Ela responde: Porque não sabia que o Senhor pudesse me deixar imobilizada por horas. Ele desfere vários bofetões nela e diz:

Vou vendar e amordaçar você novamente, terá uma surpresa! Ele a amordaça e venda novamente.

Sabe qual é a surpresa? – Pergunta Ele.

Nancy: Não, Senhor.

Pois bem, vou pegar e não ouse tirar durante 1 semana, ok?

Nancy: Ok.

Ele pega a coleira e a coloca em seu pescoço, depois de colocar a coleira no seu pescoço, Ele diz: Vou te recompensar agora por ter sido uma boa cadela masoquista.

Ele a manda deitar na cama de bruço, ela deita. Ele passa um gel lubrificante em seu ânus e parte para a penetração. Ela geme de gozo e prazer, pois fazia horas que ela não atingia o topo do orgasmo.

Os dois foram para o banheiro tomar banho, tomaram banho juntos e depois de tomado banho juntos, Ele disse: vou deixar minha marca em suas nádegas para que não se esqueça que pertence a mim.

O chicote de spanking estala sobre suas nádegas, ela geme de dor e prazer, quando estava chegando na última, Ele diz: goza, minha cadela, goza!

Ela goza e na última chicotada de spanking, ela diz: obrigada Senhor!

Os dois vestem a roupa.

Ele curte aqueles lindos e limpos pezinhos, lambe, chupa e venera os pés de Nancy.

Depois da sessão de podolatria, os dois se despedem, mas com 3 bofetões em Nancy.

Quando Nancy chega em casa, o telefone toca... Ela atende e ao ouvir aquela voz masculina no telefone, ela diz: Obrigada, meu Senhor por me corrigir e me recompensar!

Ele diz: cada vez que você ver essas marcas, verá que você pertence a mim e desligou o telefone.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos abri uma cratera no cu da filha da minha primacontos eroticos realizei meu sonho comi minha cunhada novinhaconto erotico gay coroa pirocudo do bar me levou pra casa dele e me arromboucomia mae contospapai disse que me ama contos eroticoscontos erotico esposa na festaMinha esposa arregaçadascontos gay descobri a mulherzinha que havia em mimconto erotico teen gy saradinhoContos o comedor da madrugada do soniferoSou casada Minhas filhas me viram sendo fodida contoIncesto com meu irmao casado eu confessocontos eróticos no azilo convelinhoshomens rústicos fodendo com garoto que dorme na sua casacontos de incesto minha sobrinha veio passar dois dias comigomeu irmão mim fudeu sem camisinha e eu fiquei gravidaAs 3 porquinhas do vizinho Contos eróticosouvido no quarto a irmã transandoxvideo porno gay amigos bateno punheta na casa abondonadacontos comi minha cunhadachegou na casa da visinha e ja foi logo comendo a safadviuva darlene fudendo muitoconto de rasguei o cu da minha avóMULHER COMENDO O HOMEN COM MAO TODAomvideo porno 45cm de rola na filhinha dormindoconto apoata gay video game surubaContos eróticos picantes pecados na igreja com padresfobtos trasado com as duastias gostosconto erotico incesto sonifero filhacontos eróticos de mulher casada f****** com outro homem na frente da filhacontos eróticos mulher bundudaConto erotico meu cachorro taradozoofilia tesourax vídeo mulher da cu virgema outro antes de da marido conto eróticoscontos eróticos zoofilia f****** cadelinha de ruamasturbando com as amigas contoViadinho Loirinho O Pedreiro tirou meu cabacinho contos eroticoscontos eroticos casada e comida por traficantescontos eróticos de Zoófila - empregada foi amarrada e castigadacontos eroticos dei pro meu sobrinhoconto dei dorminucontos eroticos meu cunhado estourou meu cabacinhocontos eroticos brincando escondido infanciaconto chupei a bucetinha da minha sobrinha de sete anos que ficava na minha casaconto peguei no bulto do amigoGabriel de Jesus vídeo pornô de novinha virgemcontos a crente que gosta de dar a bucetacontos eroticos jingridporno mulhe bebada da para minino memo didademarido chama primo pra tranzar com sua espozacontos eroticos de mulheres obesascontos eróticos de irmãosnoite maravilhosa com a cunhada casada contoscontos pornos com homens de ruas e patricinhasContos eroticos mae ve genro urinandocontos eroticos.o tio da borracharia me mostrou o paubuceta com muito tesao goza na primeira estocadaconto erostico sexo com entregadorcontos minha filha olhou em dandoesposa de langerytia dando pro negao contoa bumda que sempre sonhei comeConto de coroa estrupada e chingada pelo genroConto muito picante de casal brancos bisexual so adoram foder negroscontos eróticos coni minha filha e seu amigo gayconto comi minha sobrinha no resgyardoconto erotico a filha curiosacontos eróticos irmãcaravda pica imenca rasgando bucetacontos eroticos extremoConto eroticos no beco escurominha mulher adora ser brechadaxvideos suspreendendo o filhoContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de visitas ocontos eroticos exibindohomens velho gay contosminha esposa ela casou comigo virgem da sua buceta e virgem do seu cu eu e ela na nossa noite de núpcias eu tirei a virgindade da buceta e a virgindade do cu dela conto eróticoContos-esporrei na comida da cegafotus de zoofiliaooooooooohhhhh porra pornocontos eróticos. bonita e exibidaconto minha estagiáriajogando nas duas pontas trailer porno travestiscontos abusadocontor eroticos gay eu menino brincando com o negao