Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A CADELA MASOQUISTA.

Click to this video!

Nancy tinha cometido uma falta grave durante a semana, duvidou do seu Dono dizendo:

Duvido que você me deixe imobilizada por horas.

Pois bem, seu Dono ligou hoje às 17:00 em sua casa e disse: Amanhã eu quero você aqui, descalça, com seu vestido preto, trazendo uma calcinha de reserva e um vestido vermelho de reserva às 20:00 na minha casa.

Nancy obedeceu, indo como seu Dono havia mandado e levando o que tinha que levar.

Chegou 5 minutos antes do combinado, apertou o interfone e Ele desbloqueou o portão.

Entrando na casa dele, o portão havia sido bloqueado, sem cerimônia, entrou e sentou na sala. Estava vendo algumas revistas, quando de - repente, havia sido vendada e amordaçada. Entrou em desespero e imediatamente fez menção em se levantar, mas Ele esperto, agiu rapidamente, deu uns bofetões nela e ela se aquietou.

Ela foi para o quarto totalmente imobilizada, nem se quer pôde andar direito. Ele a jogou na cama, as algemas a esperavam, tirou as cordas, a roupa e a algemou de bruço na cabeceira da cama. Os pés estavam totalmente imobilizados no pé da cama com uma corda.

Ela ficou na cama imobilizada por horas, até adormecer.

Horas depois, ela é acordada com um chicote de spanking estalando pelas suas nádegas.

Sem poder gritar por causa da mordaça, tentava se esquivar dos golpes em suas nádegas, mas nada adiantou.

Ele a puxa pelos cabelos e pergunta no ouvido dela: sabe o porquê está apanhando? Ele tira a mordaça e ela responde: por ter duvidado do Senhor.

Ela reconhece o seu erro e Ele a manda contar as chicotadas de 1 a 50.

Cada vez que era chicoteada, ela contava e agradecia. Suas nádegas estavam ardendo, então Ele parou com as chicotadas nas nádegas e começou a chicotear suas coxas.

Doía, mas ela contava e agradecia. Suas nádegas e coxas estavam vermelhas e ardendo, Ele não teve dá e nem piedade ao castigar sua cadela masoquista.

Ela pensou que o castigo tinha parado, mas não, estava sá começando.

Depois de 1 hora mais ou menos, Ele pinga cera de vela nas costas, nas nádegas e nas coxas... Ela fica cheia de cera de vela, mas isso não é nada... Agora é que pega fogo!

Ele tira a algema e a corda que imobilizam ela e a manda ficar de quatro. Ela obedece.

Ele aproveita da postura de sua cadela masoquista para desferir golpes de caning em suas nádegas, ela geme de dor e de prazer, quando ela começa a ficar no auge do orgasmo, ele guarda a vara de caning e começa a perguntar para ela na posição que ela está: por que você ousou em duvidar de mim? Ela responde: Porque não sabia que o Senhor pudesse me deixar imobilizada por horas. Ele desfere vários bofetões nela e diz:

Vou vendar e amordaçar você novamente, terá uma surpresa! Ele a amordaça e venda novamente.

Sabe qual é a surpresa? – Pergunta Ele.

Nancy: Não, Senhor.

Pois bem, vou pegar e não ouse tirar durante 1 semana, ok?

Nancy: Ok.

Ele pega a coleira e a coloca em seu pescoço, depois de colocar a coleira no seu pescoço, Ele diz: Vou te recompensar agora por ter sido uma boa cadela masoquista.

Ele a manda deitar na cama de bruço, ela deita. Ele passa um gel lubrificante em seu ânus e parte para a penetração. Ela geme de gozo e prazer, pois fazia horas que ela não atingia o topo do orgasmo.

Os dois foram para o banheiro tomar banho, tomaram banho juntos e depois de tomado banho juntos, Ele disse: vou deixar minha marca em suas nádegas para que não se esqueça que pertence a mim.

O chicote de spanking estala sobre suas nádegas, ela geme de dor e prazer, quando estava chegando na última, Ele diz: goza, minha cadela, goza!

Ela goza e na última chicotada de spanking, ela diz: obrigada Senhor!

Os dois vestem a roupa.

Ele curte aqueles lindos e limpos pezinhos, lambe, chupa e venera os pés de Nancy.

Depois da sessão de podolatria, os dois se despedem, mas com 3 bofetões em Nancy.

Quando Nancy chega em casa, o telefone toca... Ela atende e ao ouvir aquela voz masculina no telefone, ela diz: Obrigada, meu Senhor por me corrigir e me recompensar!

Ele diz: cada vez que você ver essas marcas, verá que você pertence a mim e desligou o telefone.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


mamando na vara feita bezerrinhameu primo pegou no meu penis de 10cmswing tio com sobrinhas flagrante historiasdona florinda so ela dona florinda vaginacontos de mãe fudendo a filha ninfetacontos eroticos bostacontos eróticos babá garotinhovolume na calça encoxadavai dar rolê tudo gordona aí tudo mulher gorda só de biquíni bem gordona da bundona bem gorda da bundonacontos esposa da o cu no acampamento ao lado d marido no escuroPeguei meu entiado masturbando com minha calcinha.conto eroticovideo porno cu virgem pau grande grosso aiiiii tira ta doendo sai paramulher depravadaconto erotico dei meu cu em um.lugar inuzitadoos contos de sexo maois filias safamdasconto erotico arrastaram minha namorada na festacontos eróticos gay primeira vesconto erotico minha irma fedorentaconto erotico abusarao mim metrocontos eróticos de PouComtos mae fodida pelo filho e amigos deleFotos erótico padratos e entiadaconto gay carona rebolei calcinhacasa dos contos mamaram meus seios no meu tiocontos eroticos esposa me deucontos eróticos com vizinhaFetiche pelos pezinhos da minha amadabucetas ticos greloscachorro pinche lambe buceta e festaesporra encorpada na bocaContos de comadres lesbicastransando com a namorada mais perfeitafilho dotado fudendi o pai desejosecretos.comcontos de coroa com novinhorelatos de casadas que treparam vom suas cunhadsscontos eroticos q bocA e essa desse baianomae desfilando de calcinha fio dentalfala mulher pelada bonita gostosa peituda o capoeiristaIrmã cuidando do irmão acidentado contos de incesto femininoconto erotico comeu a visinhawww. indiando a rola na gostosa por baixo do vestidoContos eroticos amadores dividi minha esposa com meu patrão do sítio que moramosconto de delegado que comeu cu de homem casadoconto moleke chantageia mulher na casacontos dando o cu antes dos dez anoscontos de Huum Pauzao papai ..ai mete vaidenis comeu minha irmã contos eróticostia travesti contosconto - so cabia um dedinho na bucetinha delachupei a bucetinha carnuda dela contoscontos eroticos nane descomunalcoroa se***** cagou no pau de Natáliaultimo contos eróticos transando com tio acontos de coroa com novinhoconto erotico;eu e a professora de artesmeu irmão me convenceu contosmeus tios uma historia real 1Nunca desconfiei do primo da minha namorada. Contosconto erotico rosadinho troca trocavai me arrombarDesvirginando a sobrinha de 18 anoscontos eróticos meu namorado deu o curso para não comerem minha bucetatquad erotico a apostacomo o cheiro da maça contosminhas tias chupavao meu penis de 10cmcontos eróticos gay cuidando do cachorrão do vizinhocontos eroticos o dia que o pasteleiro mim comeucontos erótico com enfermeiracontos eroticos timidas coroascontos reais minha mae chupou minhha bucetaMeu nome é Suellen e essa aventura foi uma delícia.rnSempre nos demos bem, erámos vizinhos e amigos. Eu tinha 18 anos, ele 16. Nossas casas são práximas, tanto que a janela do quarto dele dava pra janela do meu quarto. Eu sempre gostei de provocá-lo,contos de lesbianismo no acampamento de escoteirascontos porno traição da senhoracontos mae segura filha para homem comer na marracontos de lesbianismo no acampamento de escoteirascontos eroticos espertinhaContos eroticos dei a buceta para inimigo