Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DANDO PRO FARMACEUTICO

Click to this video!

Dando pro farmacêutico



Olá, me chamo “Marcela” e o fato que irei contar aconteceu mesmo comigo cerca de 2 meses atrás. Sou casada, morena, 29 anos, dois filhos e um casamento de quase 19 anos.

Meu marido e eu não estamos mais nos entendendo, por isso andei dando umas “puladas” de carca.

Moro em uma cidade pequena, cerca de 19 mil habitantes, então, todo mundo conhece todo mundo. Quando dava as puladas de cerca, fazia faculdade. Hoje em dia terminei a faculdade, com isso minhas aventuras tiveram que se encerrar. Ainda mais nessa cidade.

Mas não esperava que minha vontade, meu espírito aventureiro viesse a tona novamente. Mas aconteceu.

Um farmacêutico de uma cidade vizinha veio trabalhar em uma farmácia da minha cidade. Ele aparentava uns 27 anos, pela sua conversa e seu pensamento maduro. Certo tempo depois, soube que ele tinha 24, mas isso não afastou meu interesse.

Pessoa diferente na cidade. Poucos o conheciam, mas por pouco tempo. Chamava atenção da mulherada da cidade pelo seu porte físico. Ele deve ter 1,80 de altura, uns 85 kgs bem distribuídos em forma de massa muscular, loiro. Então percebi que teria que agir rápido.

Comecei a frequentar a farmácia onde ele trabalhava. Minhas visitas estavam sendo cada vez mais frequentes. Mas vendo que ele nem notara meu interesse, tive que dar uma investida. Perguntei-lhe se ele namorava e se ele iria à festa da cidade, e se a namorada viria, pois meu marido vai embora cedo. Ficaria mais fácil de dar uma escapada. Creio eu que ele tenha ficado chocado com tal investida, mas era o único jeito.

Bom, o dia da festa chegou. Como pude perceber, ele sem a namorada, era quase 3 horas da manha e meu marido ainda comigo. Dei um jeito de chegar perto dele pra comunicar que naquela noite não teria como nos encontrar. Ele entendeu, disse que conversaríamos no meio da semana. Despediu-se e foi embora.

Estava mesmo afim de encontrá-lo no meio da semana. Então tive que dar uma passadinha na farmácia, ver meu farmacêutico.

Parando o carro em frente a farmácia, pude ver de longe seu sorriso sacana. Desci no carro, e entrei na farmácia. Começamos a conversar e tentar armar um esquema para um encontro. Mas como meu marido marca em cima, não estávamos conseguindo arquitetar um plano. Alguns minutos se passam, e tive que ir trabalhar porem ainda pensando como poderia dar minha bucetinha pra ele.

Passei 2 dias pensando, até chegar numa conclusão. Vou pegar ele de supresa.

Certo dia, no horário do almoço, horário que ele fica sozinho na farmácia, me arrumei, comei um banho bem gostoso, coloquei uma calcinha branca fio dental, uma calça agarrada e fui pra farmácia, linda e cheirosa.

Chegando lá, vi sua cara de espanto quando me viu. Senti-me desejada por aquele homem que quase me comeu com os olhos.

Cheguei perto do balcão e disse que estava resfriada e preferia tomar uma injeção do que comprimidos.

Atenciosamente, dirigiu-se a sala de injeção, pediu pra eu aguardar, enquanto ele preparava a injeção. Sem imaginar o que eu estava tramando.

Preparada a injeção, ele me chama pra entrar na sala de injetáveis. Enquanto caminha pra sala, sinto minha grutinha molhar. Entro na sala, vejo uma cadeira, um balcão e uma maca.

Ele fecha a porta e pede pra eu abaixar a calça um pouco, pra poder aplicar a injeção e apoiar na maca caso eu sinta tonturas.

Desci minha calça, mas não sá um pouquinho desci até o joelho. Eles espantou-se com minha ação, mas como profissional foi aplicar a injeção, mas não conseguiu quando eu empinei a bunda pra ele. Percebendo que eu estava toda molhada e queria outra injeção.

Rapidamente ele trancou a porta e se virou... Me agarrou e começou a me beijar. Beijava-me tão loucamente que senti minha buceta molhar mais ainda. Senti o volume crescendo debaixo de sua calça social. Abaixei, abri o zíper e abocanhei aquele pau, que deveria ter uns 19 centímetros e grosso.

Chupava como uma esfomeada. Tanta espera me fez ficar com muito tesão. Chupava, lambia suas bolas, tentava engolir, como uma criança chupando um pirulito.

Ele me pegou pelos cabelos e me levantou, me deu mais um beijo, me sentou na maca, tirou minha calcinha e começou a me chupar. Que delicia de língua, me chupava com tanta voracidade que tive um orgasmo ali sentada na maca.

Me colocou no chão de novo, me fez apoiar a na maca e arrebitar a bunda pra poder me foder. Viu que eu estava enxarcada, ajeitou seu pau na minha buceta e meteu de uma vez sá, me fazendo quase gritar de tesão. Continuava naqueles movimentos deliciosos. Mexia o quadril fazendo seu pau girar dentro da minha buceta.

Pedi pra ele sentar na cadeira, que queria cavalgar no seu pau. Ele prontamente atendeu, sentou-se e eu me sentei no seu colo, fazendo minha grutinha engolir aquele cacete duro. Ficamos assim nessa posição por uns 19 minutos, eu sentindo aquele pau gostoso me penetrando fundo e me fazendo gozar loucamente. Ele se levantou e me fez apoiar novamente na maca, ajeitou seu pau e começou a meter novamente. Percebi que ele alcançou algo na gaveta do balcão. Senti algo caindo sobre minha bunda me deixando toda lambuzada e começou a passar o dedo no meu cuzinho até então virgem. Passava o dedo carinhosamente, e aquilo foi me dando um arrepio, uma vontade de sentir seu pau entrando na minha bunda. De repente, sinto uma dorzinha, ele estava enfiando o dedo no meu cú e metendo na minha buceta. Quase fui ao céu, com tanto tesão. Enfiou mais um, e depois outro. Já nem sentia mais dor, que foi substituída pelo tesão. Percebendo que já estava gostando, tirou seu pau da minha buceta e enfiou no meu cuzinho que estava piscando de tesão. Foi colocando devagar, eu sentindo seu pau me rasgar, aguentei firme ate sentir ele todo dentro do meu cú. Aos poucos a dor foi passando e ele metia com muito tesão no meu rabinho que estava aredendo. Cada estocada eu via estrelas, tirava e colocava de novo. Já estava arrombada e estava uma delicia dar o cú pro farmacêutico ali na sala. Continuo metendo ate me falar que ia gozar, e se podia gozar dentro do meu cú. Respondi que sim e antes mesmo terminar de falar, sentir sua porra inundar meu cuzinho. Sentir aquele jato quente de porra dentro no meu rabo me deixou muito excitada. Tirou seu pau devagar do meu cuzinho ainda ardendo, permaneceu aberto, e pude sentir a porra escorrendo pelas minhas pernas.

Ele ficou ali parado olhando a porra escorrer. Acho que estava admirando o estrago que fez no meu cú.

Coloquei a calcinha, que ficou suja de porra e saímos da sala.

Fiquei muito satisfeita com a foda, espero voltar novamente pra tomar outra injeção de porra na bunda

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Padrinho iniciando afilhada novinha contos eroticosbolinei minha cunhada por baicho da mesa videotanguinhas usadas da minha mulher contos eroticospornor contos e videos liberei o cu virgem para meu irmaocontos eroticos crossdressercontos eróticos faZer o que se comer titia é gostosoconto erotico de sobrinha nova e tio gostoso fodendo gostsobia cadela contoscolocando devagar na bundinha vestidinhoonto de encesto meu filho mora sosinhocdzinha enrabada pir coroas contosContos negro fode maridogozounaminhacaracontos eroticos mulher do pedagioconto ele ficou sabendo do tamanho da bucetacontoserotico loira fudendo com negaocontos eroticos gay fui buscar uma pipa em uma construçao e os karas me comerampornodoodo padrasto fobe enteada novinhaConto erotico enteadacontoseroticosbernardocontos eroticos comi a biscatinhaconto minha tia pelada no quintalminha primeira traição na academia contos eróticos"contos eroticos" duas cunhadasconto erótico dominando a esposa mandonaComi minha prima safadinha contoxvidio mulher xota de cabritaestalos da cama-contos eróticoscontos eróticos mulecadaxxx videos mulheris bem safadas que brinca com o pauzinho pequeno do marido tampinhacontos eroticos lobisomemcontos eróticos da casada cris devassa contos eroticos ela não queriacontos minha irma me chupou dormindobuceta gegadesuruba dios cachorro macho dando o cu Contos vovó no banhocontos eroticos com escravas sendo humilhadaCasada dificuldades financeiras e velhos dotados contos eroticoscontos de professor e alunacontos eroticos mulher casada se evtravestis novinha fazendo b****** Oi tomando muito agitada na bocacontos eróticos minha calcinha rasgadacontos eroticos dormindo e acordando com cutucadasContos eroticos assanhadascontos eroticos com escravas sendo humilhadacontos suruba inesperada com a esposa e travestiContos eróticos meu primo meu amor minha vida metecontos eróticos de pai e filhaminha filha fudendo com nosso impregados contosconto gang bang com crentedei a xana contos eroticoscontos eu e meu marido adoramos ir no cinema ver pornoContos erotico me exibi pro taxistaComtos eroticos fudendo com meu marido e nosso amigocontos eróticos de mulheres do b****** grandeContos eróticos padrastocontos erótico estuprada po bardidorecebru varias calcinha de presente contos eroticoContos passeando de carro usando cinta liga e fio dentalcontos eroticos comi o cuzinho da minha colega de trabalho no estoque realareganhando o cu e epois a boceta com a mao relaxandocontos eroticos feriado quitinete praiainspetora viu meu pau contosconto o cachorro que fudia a vizinhacontos fazendo vovô gozarconto erotico de orientadoras gorads dando cugrelao era enorme lesbica contoscontos eroticos crossdresseres na escolaassistimos porno comi gostoso contopediu pra ver a buçeta da aniginhatranzando com o cavalo enquamto meu pai se masturbaOlá , meu nome é Tati sou morena , alta , magra , pois bem , vamos ao contocontos erótico pai ficou muito bravo ao saber que seu filho é gayconto rebolo pau meu cunhadocontos eroticos meu primo me comeuBridge safadinha dando a seu marido em sua casacontos no cu é mais gostoso