Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DEI PARA O PROF DE VIOLÃO

Click to Download this video!

Olá pessoal, o que venho contar aconteceu qdo eu tinha 19 anos, ainda estava no colegial mas fazia aulas de violão, pois sempre quis aprender este instrumento porque acho lindo. Pois bem, um belo dia qdo saí da escola, passei em casa rápido e peguei meu violão pra ir pra aula, chegando na escola encontrei meu prof que veio me receber todo sorridente, acho que ele já andava de olho em mim, pois tenho um corpo em forma, seios durinhos com marca de biquini, bunda durinha e empinadinha tb com marquinha de biquini fio dental é claro e sou muito bonita e gostosa, enfim ele me recebeu e fomos entrando na escola, ele começou a conversar comigo e disse que eu havia esquecido o recado que no dia anterior ele disse que não haveria aula hj por isso a escola estava vazia, na verdade a escola ficava em sua casa que era grande, pois bem então ele disse que já que eu estava lá ele ia me dar uma aula extra. Como estava calor naquele dia eu havia ido de shorts e blusinha, então ele começou a me ensinar, eu já havia aprendido alguma coisa, mas não conseguia coordenar o movimento das mãos, então ele se posicionou atraz de mim pra me explicar como fazer, ele começou a falar bem práximo ao meu ouvido e pude sentir sua respiração no meu pescoço, aquilo começou a me dar um tesão enorme, ele então de sacanagem começou a esfregar seu pau em mim e pude sentir que era grande a medida que ele foi crescendo, ficamos naquela brincadeira por uns dez minutos, até que pude sentir de verdade o tamanho da sua vara e vi realmente que era enorme, devia ter uns 22cmx7,0, era um pau muito grande mas que estava me deixando louca e toda molhada. Comecei a me esfregar de propásito em sua vara, ele percebeu e de repente pegou o violão e colocou em cima de uma mesa práxima, me puxou mais pra perto dele e começou a esfregar o pau um pouco mais, vendo que eu estava gostando da situação, ele me virou e me deu um beijo de lingua que quase me engasgou e foi logo passando a mão no meu peitinho e apertando os biquinho, nesse momento e já estava doida de tesão e sussurrei em seu ouvido.

Chupe meus peitinhos seu tarado safado ele não perdeu tempo, levantou minha blusa e abocanhou meus peitinho e começou a chupar com muita força e a mordiscar os biquinhos, eu quase enlouqueci e comecei a passar a mão em seu pauzão que já estava muito duro, abri sua calça e puxei sua rola pra fora e pude realmente ver que era enorme e tinha uma cabeça muito grande e vermelha, parecia um cogumelo de tão grande, mas que eu adorei o tamanho, pois ia satisfazer todo meu tesão. Tirei sua calça de uma vez e me abaixei para abocanhar sua vara gostosa, ele então começou a gemer e a me mandar xupar seu pau e me xingar de putinha, vagabunda que eu não passava de uma putinha que tinha ido lá sá pra dar a bucetinha pra ele, eu chupava sem dá, lambia a cabeça e todo o resto e comecei também a lamber seu saco gostoso que também era grande, duas bolas enormes que coloquei na boca. ele então sentou-se no sofá e pediu pra eu tirar a roupa, tirei tudo e ele pediu que eu ficasse de 4 no sofá chupando seu pau enquanto ele brincava com os dedos em minha bocetinha, ele viu que já estava enxarcada e começou a enfiar um dedo, depois enfiou mais um e comecei a rebolar feito uma cadela no cio, mamava seu pau e rebolava em seus dedos. ele pediu que continuasse de 4 e veio por tráz de mim e começou a me chupar tb.

Eu gemendo disse a ele " Isso aqui tá muito bom mas quero fazer um 69 com vc pq quero mamar um pouco mais seu pau". ele então deitou no sofá e eu fui por cima dele, começamos um 69 alucinante, ele metia a lingua em minha bocetinha com força e isso me fez gozar em sua boca, qdo estava gozando rebolei de mais em sua boca o que deixou ele com um puta tesão. Ele então pediu que eu continuasse de 4 e veio por tráz pra me comer, minha boceta estava tão enxarcada de gozo e saliva que ele não teve nem trabalho pra enfiar a tora dele que entrou rápidinho e ele começou um vai e vem alucinante, ele bombava feito louco e gemia e gritava me chamando de vagabunda e puta e eu dava pra ele feito uma cadela mesmo no cio e rebolava naquele pau enorme, ele ficou bombando uns dez minutos até que não aguentou mais e gozou dentro da minha bocetinha, encheu ela de porra quentinha, ele tirou o pau ainda gemendo e eu logo o abocanhei pra sentir o gosto do seu leitinho, lambi ele todinho e deixei-o limpinho meu professor agora urrava e gemia num gozo alucinante, ele ficou acariciando minha cabeça enquanto eu limpava aquela tora enorme que mal cabia na minha boca na verdade.

Saí de cima dele e ele ficou sentado no sofá relaxado ele começou a me beijar e pediu apenas pra tomar uma água. Ele foi até o bebedouro e tomou um gole de água e eu fiquei sentada no sofá observando-o, quando ele voltou, seu pau estava mole, mas mesmo mole ainda era grande. Sento-se no sofá e começou a me acariciar e eu ainda não estava totalmente satisfeita pois tudo aquilo tinha me deixado louca, ele começou a me beijar e a chupar meus peitinhos novamente e eu logo peguei em sua jeba e comecei a punhetá-lo, de repente lá estava eu de novo com aquele pauzão na boca novamente e fazendo-o crescer em minha boca, ele gemia e me xingava dizendo que desta vez ia foder meu cuzinho pois ele havia ficado de olho nele, meus olhos brilharam quando ele disse isso, pois na verdade eu estava doida pra dar a bunda pra ele, pensei até que ele ia comer antes de gozar da primeira vez. então chupei seu pau até ele ficar enorme de novo e ele me colocou de 4 no sofá novamente e começou a lambuzar meu anelzinho com bastante saliva ele enfiou um dedo pra ir laciando meu cú, depois enfiou mais um e por fim enfiou tres dedos no meu cuzinho que estava piscando, eu sá pedi a ele que fosse bem devagar pois fazia um tempinho que eu não dava a bundinha pra ninguém, ele então falou que ia tomar cuidado pra não me machucar.

Ele então começou a enfiar a pica enorme no meu rabo e estava doendo um pouco pedi pra que ele desse alguns tapinha na minha bunda pra eu relaxar ele então começou a me bater na bunda me chamando de vadia, puta, vagabunda e tudo que eu era mesmo uma putinha.

Senti seu caralho me rasgar as pregas do cú, mas aquilo estava muito bom e eu não queria parar, ele então pra facilitar tirou o pintão de dentro e se sentou no sofá, mandando que eu sentasse com o cuzinho em sua geba enorme. Eu então fui por cima dele e ele foi ajeitando o pau na entrada do meu cú, fui descendo devagar e rebolando ao mesmo tempo, pedi pra que ele chupasse meus peitinhos pra me dar mais tesão e ele chupou, fui rebolando e o caralho foi entrando devagar, mas ele estava louco de tesão, então segurou em minha cintura e me puxou pra baixo de uma vez, seu pau entrou com tudo em meu cú e não aguentei e soltei um grito de dor misturado com muito tesão, foi aí que comecei uma cavalgada espetacular eu seu pau, subia e descia bem rápido e ele segurava em minha cintura e apertava os bicos do meu peito com a boca, rebolei feito uma égua naquele cacete duro e quente, subia e descia com força e pedia pra que ele me fodesse rápido que eu ia gozar, gozei feito uma puta e ainda por cima pelo cú que era mais gostoso, ele estava alucinado, me tirou de cima do seu pau e me jogou de bruços no sofá, veio por cima de mim e meteu sua vara de uma vez no meu cuzinho que já estava bastante arrombado, ele ainda bombou mais uns cinco minutos antes de gozar, ele abriu minha bunda e metia sem dá o pau, foi então que ele não aguentando mais, gozou em meu cuzinho, mas antes disso eu havia gozado mais uma vez naquele posição de bruços, pois tive a sensação de estar sendo estuprada por ele o que me deixou alucinada ele urrava, gemia e gozava em meu cuzinho, mas desta vez não lambi seu pau, deixei que ele esporrasse tudo dentro do meu anelzinho que estava muito arrombado e inchado, pois seu pau era imenso, dpois de gozarmos ele ficou em cima de mim e sá retirou o pau quando ele amoleceu, fomos tomar um banho juntos e no banheiro eu ainda mamei de novo seu pau e ele gozou novamente em minha boquinha que engoli tudo e antes de ir embora ainda dei o cuzinho de novo pra ele, sei que gozamos a tarde toda, sá eu gozei quase uma oito vezes. voltei lá ainda mais um monte de vezes pra ele foder meu cuzinho, tinha dias que eu sá queria no cuzinho. Se vc gosta de comer cuzinho, venha comer o meu que estou doidinha pra dar pra vc, mas sá vale homens que tenham a geba grande, pq o que gosto mesmo é de uma geba grande enfiada no cú.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos eroticos flagrou namoradacorno obrigado a chupar pica contocasas dos contos Eróticos Genros Mais lidosxvidio louco desejo vizinha mulata sainha mostrandocoroa de 60 anos metendo com adolecente no funktiradp o cabaso da novimhacontos exoticos cm bebados tarados e nojentoscontos travestis praiacontos eroticos gay femeacontos eróticos vi meu vizinho transandoconto gay velho do ônibusconto erotico niseta bebadaliberei minha noiva loira pra dois contoscontos acampamento fudendo amigo namoradoconto noiva liberadaContos eroticos estrupei minha filha renata por ver filmes porno de pai e filha no meu computadorconto no mato espiando a filha tomar banho no riucontos eróticos aposta entre casaiscontos eróticos de travestistaradoconto erotico castrado na favelaconto erotico fui pra fazer um teste pra trabalhar e voltei pra casa cm a buceta ardendo de tanto dardopei o.garoto contos gaysSou gay e tranzei com um travest contos eroticocontos chavecando o cuzinho da coroaConto erotico sou madura greludacontos eróticos: gostosa não resistiuconto gay meu cunhado comeu meu rabo e virou meu namoradoconto coroa casada da a bunda todo dia na ryahora e lugar errado/contos pkrnoContos de pai me banha e enxuga a xoxotacontos eroticos leitinhogosto de ser estuprada conto eróticoconto esposa mostra para molequescasa dos contos eroticos mae dando pro filho novinhoconto erotico de despedida de solteiro com orgiatia bate uma pro sobrinho contoscontos meu maridinho corno e viadao de negros pauzudos .contos erótico perdi a virgindade da b***** e do ku com meu patrãocontos eroticos de regata sem sutiahomens com pau instigantecontos gozando pelo cuzinhocontos eroticos fudi todas as minhas filhascontos de incesto minha sobrinha veio passar dois dias comigovarios me comero s calsinha contos gaycontos eróticos putinha na madrugada na ruafui na casa de massagem e fui enrabada contos eróticosFui vendida como escrava sexual para um negaoContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorcontos eroticos de enteadasContos eróticos de incesto filhinha caçulinha dando em cima do paicontos eroticos colocar o plug no banheiro da lanchonetemlulher com chortinho encavado ecom abunda empinadaimagens de conto de afilhado macho transando com padrinho machoContos saindo melsinho da buceta da mamaemulher gozando a um metro de distansia e mijandocontos eróticos disneylandiaas coroa metendo a casa do corpo da pulsovideos de porno sogro cardando a moranoite pono nata dormiuConto erotico de sexo incesto cheiro da buceta suada da irmacontos esposa bi sexual marido sortudoúltimo contos anal de sobrinhaSou casada fodida contocontos eroticos o consertador de maquina de lavar comeu minha mulhercontos eroticos primeiro cuesposo liberando a esposa para viajar contoeu e minha sogra coroa conto eroticoContos de sexo entre a minha mulher e o vizinhif****** a enteada dormindo conto eróticocontos eroticos fazebdo gaefabta profundaconto minha cunhada e sua amigapadrasto autoritario contos esroticos porno llcontos minha tia viuva sua amiguinhacontos eróticos virei marido da minha irmã