Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA CUNHADINHA CHUPOU MEU PAU COM A IRMÃ DELA DO

Click to this video!

Minha cunhadinha chupou meu pau com a irmã dela dormindo ao lado.



Oi pra todos, esse é o primeiro de muitos contos que pretendo enviar p esse site.

Bem antes de tudo vou me descrever. Meu nick é Mestre dos Desejos, tenho 25 anos, 1,78 m, 75 k, cabelos pretos e lisos, olhos castanhos, pernas grossas e peludas, tatuagem na coxa direita e na virilha, abdômen definido, dou aulas em duas academias da pequena cidade onde moro. O que passo a relatar aconteceu em 2000, na época eu morava em BH e namorava Camila (fictício) uma garota de 19 anos, 1,60m, 55 k, cabelos curtos, seios grandes e bundinha grande. ela tinha duas irmãs, Sabrina de 19, 1,70m, 63 k, seios grandes e bunda um pouco menor que de Camila, e Joseane de 19 anos, moreninha, 1,50 m, 51 k, cabelos na altura dos ombros, seios pequenos ainda em formação, mas que já davam um bom volume na blusa e me davam água na boca,, Sabrina apesar de sempre me comer com os olhos quando eu estava de bermuda curta, ou sem camisa, nunca me deu brecha para que eu tentasse come-la. Por outro lado Joseane a mais novinha gostava muito de brincar comigo e estava sempre correndo pela casa para que eu pudesse pega-la e brincar de fazer cácegas nela o que eu fazia sempre e aproveitava para esbarrar nos seus seios em formação e na sua bundinha que era maior que das duas irmãs, e adorava ficar sentada no meu colo assistindo televisão, geralmente quando minha namorada não estava em casa. Ela tinha uma amiga que sempre que dava, eu ficava apertando os seios dela perto da Joseane, e ela apenas ficava rindo da amiga tendo os seios nas minhas mãos. Mas sempre que eu tentava passar minhas mãos nela sem que fosse com a desculpa de tentar fazer cácegas nela ela não deixava. Eu já namorava a irmã dela a 3 anos e como a família era muito liberal eu dormia na casa dela todos os finais de semana, porque morava longe e as vezes ficava tarde pa ir p ara casa.

Um dia estávamos todos Assistindo a mini-série o quinto dos infernos que passava na globo, minha namorada estava deitada em um beliche pois estava muito cansada, ao lado tinha um sofá bem práximo da TV, onde estava Joseane deitada e eu estava sentado bem no cantinho do sofá aos pés da Joseane que estava coberta com um edredom pois estava um pouco frio, ela estava com os pés apoiados em cima do meu colo, e estava trajando um minúsculo short jeans, e um top que realçava ainda mais seus peitinhos, já estava um pouco tarde, e minha namorada já tinha pegado no sono e nás continuávamos a assistir TV, aproveitando que sá eu e a Joseane estávamos acordados, eu comecei a acaricia as pernas da Joseane por baixo do cobertor, e ela não esboçou nenhuma reação, então eu fui subindo as mãos aos poucos por toda sua coxa, até tocar na popa da bundinha dela, pois ela estava deitada meio de lado, nisso ela virou-se e ficou deitada de barriga p cima, e abriu um pouco as pernas, eu continuei acariciando suas coxas, e novamente fui subindo, até tocar na sua bucetinha, por cima do short, quando eu toquei ela deu um suspiro e apertou o pé no meu pau por cima da bermuda, meu pau a essa altura estava tão duro que funcionava como um elevador subindo e descendo os pés dela, ela deve ter percebido, porque apertava cada vez mais forte, eu continuei acariciando sua bucetinha por cima da roupa, e fui tentando enfiar o dedo por dentro do short, o que estava muito difícil pois era muito apertado aquele shortinho, então eu desabotoei o short dela, e enfiei minha mão por dentro e encontrei uma bucetinha de pouquíssimos pelos e muito molhadinha,, fui dedilhando aquele grelinho, e as vezes tirava o dedo da bucetinha dela, e chupava o dedo, para sentir o gostinho daquela bucetinha. Ela estava com os olhos fechados, e sua respiração era ofegante, o que chegava a fazer bastante barulho, eu já não aguentava mais de tanto tesão, então, como todos sabem que quando o sangue desce p cabeça de baixo, a cabeça de cima para de funcionar eu já tinha perdido o juízo e me deitei ao lado dela, coloquei ela de ladinho, me encaixei na bundinha dela, e fiquei chupando aqueles peitinhos deliciosos, quando eu encostei meu pau na entrada da bucetinha dela ela deu um gemido bem gostoso, e começou a rebolar, mas quando meu pau estava quase entrando ela me pediu p parar pois era virgem e tinha medo. Eu disse que ia com cuidado, e fui tentando enfiar meu pau naquela bucetinha virgem, e quando eu estava quase conseguindo, minha namorada se mexeu na cama ao lado, acho que por causa do barulho que estávamos fazendo, eu me levantei rapidamente, e fui correndo p cozinha, e quando vi que minha namorada não tinha acordado, fui até a porta e chamei minha cunhadinha, para que viesse até a cozinha, ela ainda olhou p ver se a irmã dela estava dormindo e veio, eu fui logo agarrando ela, encostando na geladeira e beijando a boquinha gostosa dela, fui descendo e chupando os peitinhos dela, e continuei descendo até encontrar a bucetinha molhada, e chupei, lambi, colocava o grelinho entre os lábios, chupava, e passava a língua ao mesmo tempo, enfiava a língua dentro da bucetinha dela, e vinha passando a língua por toda extensão da bucetinha, até alcançar o grelinho, e continuava chupando, ela apertava minha cabeça entre as pernas, arranhava minhas costas, passava os dedos entre meus cabelos, até que começou a tremer e gozou na minha língua, eu me levantei e coloquei meu pau nas mãozinhas dela, ela ficou punhetando, e eu fiquei chupando os peitinhos dela quando eu tentei enfiar meu pau na bucetinha dela de novo, ela disse que não, que ainda tinha medo, então eu pedi p ela chupar meu pau ela falou que não tinha coragem, eu continuei pedindo, disse p ela experimentar e que se não gostasse poderia parar, ela foi negando, eu fui abaixando a cabeça dela em direção ao meu pau ela foi cedendo, até chegar bem práxima dele, ficou olhando por alguns instantes, até que abocanhou de uma sá vez com uma ferocidade que chegou a doer um pouco, pois seus dentes tocaram na cabeça do meu pau ela tinha a boquinha pequena e meu pau mau cabia nela, mas mesmo assim ela foi chupando, que chegava até a engasgar, eu fui falando p ela tomar cuidado com os dentes, e chupar como se fosse um pirulito, ela foi chupando e eu não aguentava mais, e avisei que ia gozar, sá que acho que avisei um pouco tarde demais e falei muito baixinho para não acordar minha namorada, ou talvez ela tenha ouvido e fingiu que não ouviu, porque foi sá o tempo dela tirar meu pau da boca e receber vários jatos de porra no rosto, seios, e foi tentando desviar que acertou até a geladeira, e saiu correndo p o banheiro com o rosto coberto de porra quentinha, depois voltou do banheiro com o olho vermelho, pois um jato tinha ido direto no olho esquerdo dela, e me disse que o olho estava ardendo e que eu era muito sacana, eu ri muito e pedi desculpas, depois fomos dormir, ela na cama dela, eu em um colchão no chão, e minha namorada que já estava dormindo, na beliche. No outro dia minha namorada ainda me perguntou como tinha sido o capítulo anterior do quinto dos infernos, eu disse que tinha sido o melhor de todos.

Espero que gostem desse conto, depois eu conto como eu fiquei enfiando o dedo na buceta da tia da minha namorada, ou como eu comi a tia da minha namorada na casa dela de madrugada, enquanto o marido estava trabalhando, ou como a tia da minha namorada chupou meu pau enquanto falava com o marido ao telefone, e se alguma mulher, ou casal em que o marido seja liberal e quiser ver sua esposa sendo penetrada, e ver ela chupando um pau bem gostoso entre em contato comigo. Meu e-mail é [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos esposas na praiagozei com a minha.irma no meu colocontos sex fui tratada como putaMae do amigo no msn conto eroticocontos pagando aposta com um boqueteContos eroticos dei pros mendingosBoqueternocontos dona florinda chaves pau duromeu pai olhava pelo buraco na parede do quarto dele pro meu e se masturbavacontos eroticos estuprada e gemendo gostoso issooo vaiiii nao para Pornô rosto crispado de tesão pornô no matotirei o cabaço deleconto erótico mulheres teve coragem sexo cavalosconto erotico emprestando a noivagorda sobe a saia e transa na ruaSodomizada no incesto contoscontos porno de incesto real pai filha e mae juntosminha diretora me seduziu contospornô o homem que nuca viu uma boceta quando viu endoidoucomentário de. mulher que ja deu a buceta pro entregador de bebidaconto gay o primo do meu amigo tereza okinawa pornoContos eroticos comido por um caocontos de sexo com vovodei na infacia e não me arrependo contos gaysconto erotico mulher do meu sonho seios ggconto erótico meu marido bobãocontos eróticos mamãe deu o cu eu viContos eroticos gay iniciado pela maecontos porno de corno compartilha esposinha branquinha na viagem de onibus com negros hiper dotadosnamoradalesbicacontos eróticos não sei que fizadultas com seios e bundas fartas porno traicao roludo conto pornoContos me bateu e comeu minhacontos eroticosdprelatos de encoxada develhos no tremmae me seduziu de calcinha conto eroticonoite maravilhosa com a cunhada casada contoscontos eroticos pequena vizinhaconto meu irmcontos eroticos duplamente penetradoesposametenocomoutro.comconto erótico minha prima gabi me deu a bucetameu pai e o amigo dele comeram minha namorada contos eróticosme cumera porque tava sem calcinha negros cotossegurando o pingelo delaGozando nas tetinhas contos eróticosmenina sapeca esperou a tia sai e foi bulina com o tiocontos siririca com doceconto erotico julio piroca grossa conto esposa tioSexo anal com o massagista conto eroticoRejane gosando na siriricacontos eróticos com vizinhameu genro comedor de cuQuando ele cuspiu no meu cu ele piscou querendo piroca no cu e na xonga contosconto eróticos sexo entre família gozando dentro da buceta engravida deleminha netinha contos eróticoscheguei da escola vi minha p*** s***** dando para o meu tio minha prima piranha s*****contos eroticos "cadela" "fome"contos ela me feminizoucontos eróticos enteada me provoca eu goza dentrocontos cachorro lambendo penis de homemcontos erótico ele derrubou com a esposa juntocontos de corno minha mulher me trocou por outrocontos o amigo do meu marido me arrombouContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorcontos de coroa com novinhocontos eroticos de enteadascontos eróticos minha bundaconto erótico eu meu namorado e minha amigacontos erótico menininha na trilha contos eróticos angela e suas donascontos minha mulher olhando o volume do caracontos primeira vwr duplapenetraçãocontos eróticos para ler a sograCanto erotico de velha 68 anoscontos bdsm erposas escrava submissatirando as pregas do cu da joycemalhando bundundaConto comi a garotinhap*** do tio contoscontos pornô de incesto a mamãe gritou igual uma puta quando enfiei o meu pauzao na sua bucetinha cabeludacontos eroticos teens eu baixinha i peituda com meu tio no carrocontos eroticos lambendo bucetadencostei o braco na buceta da cunhada contoscontos comendo o cu da casada carentecontos eróticospagando minha primeira dívidao ocu e bucetaconto marido corno vendo daniela fyder com negaocontos eroticos minha cona e cu gosta de piça ggcontos eroticos realizei meu sonho comi minha cunhada novinhacontos dormindo com a tiarasguei a camisinha sem ela perce er e gozei dentro/contoscontos eróticos infânciacondos erodicosvagina que contrai o penisFoto pirocudo rasgando bucetinhao caminhoneiro engravidou minha mulher eu confesso