Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA TARA PENTELHUDOS

Click to Download this video!

Desde que perdi meu cabaço anal com um miche cacetudo começei a me interessar somente por caras cacetudo, pois a cada transa eu sentia as emoções e a dor da minha primeira vez. Dizer que sou normal; não posso porque sou muito tarado na cama e eu transo por horas se eu encontrar com um cara nas mesmas condições que a minha. Alias so faço uma trepadinha rapidinha em cimenão e quando vou geralmente quando transo com pouco, dou para 5 caras enquanto eu não fico com o cuzinho ardendo e dolorido eu não paro de dar, se achar alguem que quera me comer eu dou e se não achar eu pago.

Eu não sou de me importar por caras sarados, alias eu não escolho raça, beleza, idade, ou qualquer outro adjetivo. O que busco é um cara com pegada forte, e que de conta de me saciar no sexo, gosto de sair do sexo exausto, acabado!

Ultimamente tenho percebido que homens pentelhudos tem me deixado louco de tesão.

Tudo começou quando em um banheiro público da estação de trêm do Bras conheçi Zuza!

Eu estava na estação quando me deu uma vontade de urinar; resolvi ir ao banheiro. chegando ao banheiro quando fui ao mijador lá estava Zuza; um senhor de seus 59 anos, 1.75m uns 70 kg negro não era bonito mal cheiroso estava cheirando odores tipicos de um dia de trabalho puxado, tinha jeito de gari o que depois vim a saber que era operário da construtora metro. Segundo ele era do Ceará, viuvo e não tinha filhos e levava uma vida solitária.

Quando eu fui urinar ele não me olhou, eu que olhei para ele e vi que ele tinha um cacete de mais ou menos uns 19 cm grosso muito negro e com uma cabeça roxa muito grande. Mas o que me chamou a atenção nele na verdade nem foi o seu cacete foi os pentelhos! Nunca via algo nomo aquilo.

Ele vendo que eu estava olhando para seu cacete, virou para o meu lado com a calça aberta e me mostrou o pau inteiro, nossa eu nunca vi tanto pentenhos pretinhos em enroladinhos bem pretinhos como os de Zuza. Aquilo formava um volume na frente que parecia uma montanha. Aquela visão me deixou louco, meu pau que ja estava duro ficou em ponto de bala e meu cú piscava de tesão.

Ele percebendo minha reação falou: - Vem aqui branquinho da uma chupada.

Eu ofereçi resistencia; embora estava morrendo de vontade mas disse que ali não dava pois poderiamos ser flagrados e eu não gostava de fazer a coisa correndo gosto muito de sexo mas com muita calma e sem preocupações, e que eu quando ficava com alguem eu realmente me entregava e que ali não oferecia ambiente para tal entrega.

Ele olhou profundamente nos meus olhos e senti-me hipinotizando.

Mas resisti o seu flerte. Ele terminou de urinar lavou sua mão e saiu do banheiro. Eu fiz a mesma coisa. Quando sai do Banheiro subindo a escada rolante da estação de trêm do Braz onde geralmente tem exposições e fica meio que abandonado pois o fluxo de pessoas é pequeno, olhei e de longe avistei Zuza encostado na parede. Parecia que tinhamos combinado de nos encontrar ali, o que foi uma casualidade.

Zuza fez sinal para mim perguntando se eu tinha isqueiro e eu respondi que não tinha. então ele me acompanhando me disse cara estou louco para gozar mas queria gozar com um cara como vc cheiroso. E me perguntou quanto eu cobrava para foder com ele.

Respondi para ele que eu jamais venderia meu corpo ou cobraria pelo sexo. Que para mim sexo era algo sagrado e que se eu ficasse na cama com alguem era porque realmente eu estava desejando e que eu realmente me entregava aos caprichos e desejos.

Ele me perguntou vc transaria com uma pessoa como eu Dr.

Respondi para ele que eu não era Dr. E que se eu gostasse da pessoa com certeza transaria sim.

Ai ele falou vc de3ve não curtir negros nè! Porque ali no banheiro sempre tem carinhas que so vão para chupar rolas e sempre me chupam ali e vc não aceitou deve ser porque eu sou negro.

Percebendo sua baixa auto estima eu disse:

- Para com isso cara vc tem uma coisa que me deixou louco de tesão que é aquel monte de pentelhos! Cara nunca vi tantos pelos como vc tem... pareçe uma almofada. Geralmente os negros que ja transei raspam, o que para mim tira todo o tesão.

e ele me respondeu eu raspei algumas vezes mas tenho alergia por isso não posso raspar; você gosta? Porque geralmente as pessoas preferem os lisinhos!

Eu respondi: Cara eu amei!

Ai ele me convidou para tomar uma cerveja com ele o que aceitei.

Tomamos a cerveja e ele me perguntou: Como é seu nome e eu respondi Jamau e eu perguntei o dele e ele me disse que se chamava Indalécio mas seu apelido era Zuza.

Falou no que ele trabalhava e perguntou-me em que eu trabalhava, continuamos trocando informações. Mostrou sua carteira de trabalho para eu me certificar que ele era resistrado e tinha um emprego e me reclamou muito por não ter amigos e que gostaria muito de encontrar um amigo verdadeiro e que em mim ele sentia que podia confiar.

Brinquei com ele dizendo que em uma cidade como SP não se deve confiar em ninguem e ao mesmo tempo tranquilizei ele dizendo que eu também era do bem mostrei minha identidade e minha carteira de trabalho que estava na minha bolsa.

Foi quando ele me convidou para irmos a algum lugar para gente ficar mais a vontade e se conheçer mais, disse que tinha gostado muito de mim e que não queria perder o contato e que ele sabia que assim que eu pegasse o metro nunca mais ele iria me ver.

Disse para ele que era bobagem o que ele estava me dizendo e que se eu não tivesse gostado dele não teria nem parado para conversar com ele e que realmente ele não era bonito externamente mas internamente era onde estava a sua grande beleza; isso dado a sua simpatia e que sem duvida qualquer pessoa se apaixonaria por ele.

Ai respondeu: Estou pensando uma loucura! Eu quiz saber qual era a loucura e ele me disse: - Você topo irmos no quartinho onde moro; é so um quartinho e um banheiro não tem luxo mas poderiamos ir para lá. Nossa aquilo me deixou louco de tesão me senti uma puta naquele momento. Mas mesmo assim eu disse: Deve ser longe (pois eu imaginava que era na periferia) e ele me respondeu não é aqui perto fica umas 4 quadras daqui do metro fica perto da Rua do Gasometro. Não pensei duas vezes, mas eu falei vamos de taxi pois se fosse algum golpe de ladrão eu estaria a salvo e ele aceitou. Chegando ao local era um antigo hotel que na verdade pelo que pude analisar foi transformado em um cortiço e tinha um senhor que cuidava da administração se é que pode chamar aquilo de administrado.

subimos e chegamos no seu quarto tinha uma cama de casal um som um fogareiro umas panelas e umas roupas penduradas em um varal servindo de guarda roupas e no banheiro sabonete uma toalha e papel higiênico nada de muito luxo alias muito humilde mas o que observei foi a limpeza do seu quartinho.

Muito humilde mas porem muito limpo.

Fechando a porta do quarto ele me abraçou e começou a esfregar o pau duro em mim foi quando ele me beijou eu não queria deixar sua lingua entrar na minha boca pois ele não tinha tomado banho estava suado e com os tipicos cheiros masculinos mas dada a agididade de sua lingua acabei cedendo e me entreguei a ele.

aquele odor de macho me deixou louco, tirei sua camisa e3le tinha muitos pentelhos enrroladinhos na barriga e ja ajoelhei e abaixei sua calça e junto a cueca e via aquela montanha encantada de pentelhos ali bem diante dos meus olhos. Seu pau exalava um cheiro de macho que me deixou louco e não me contive e meti aquela rola interinha na minha boca.

eu sentia como se a cabeça do pau dle fosse uma bola de sinuca dado o tamanho mas o pau era normal e aquela pelo negra me dixava doido eu roçava meu rosto naqueles pelos foi quando ele deitou na cama e eu lambia ele todo as virilhas, o saco que a cada lambida se contraia todo e ele gemia como um animal no cio. Eu engolia o pau dle interinho. O que sou mestre em fazer isso, eu ja não mais me importava com o odor dele o que eu queria na verdade era sentir aquele macho pentelhudo enterrando tudo aquilo dentro de mim. foi quando ele afobado arrancou meu moleton e tirou minha camiseta fiquei peladinho e ele ja foi abriu minha pernas e começou a chupar o meu cu, e dizia que cú gostoso e enfiava a lingua no me cú e eu gemia. Até que não aguentei mais e implorando para ele eu disse me come meu pentelhudo quero gozar para vc!

ele não se fez de rogado me pegou no colo e me colocou sentado em uma mesa e abrindo minha perna cuspiu no meu cú e começou a forçar a entrada do meu cú com aquela cabeçona do pau que não entrava dado o tamanho ai de tanto tentar uma hora entrou senti muita dor mas ai senti escorregar tudo de uma vez para dentro e imediatamente senti aquela montanha de pentelhos roçar na minha bunda.

Aquilo me deixou maluco e tanto tesão e eu mexia a funda como se fosse uma mola e el bombava sem piedade e eu sentia aquele cheiro de chulé, cc e suor. Que funcionava como um afrodisiaco me sentia uma vagabunda, eu gemia porque dependo de como ele socava a rola doia mas eu pedia mais e ele bombava com muita volupía até que eu não aguentei e explodi em gozo gozei tudo na minha barriga.

Pensei que ele iria parar mas ai ele me pegou no colo e continuou o bambar nossa que delicia ai dado a posição ele me colocou no chão e me disse fica de 4 o que atendi pontamente. Ele ficava pondo e tirando aquela cabeçona do seu pau do meu cu aquilo doia e dava tesão e quando eu menos esperava ele socava tudo e eu dava um gritinho isso deixava ele loudo de tesão em ele dava umas dez bombadas sem parar e com toda força.

Eu queria que ele gozava mas ele não gozava, finalemente pedi para ele deirar na cama e sentei naquela rola e deixei aquilo atolar no meu cu, que deliciaaaaaaa...

Em um dado momento ele me disse que ia gozar e eu tirei o pau de dentro do meu cú e ele gozou grosso e fiquei impressionado com a quantia de porra unudando todos os seus pentelhos. Nossa que visão, aquele cheiro de macho com o cheiro da porra, não me contive e começei a passar o meu rosto por sobre os pentelhos melado de porra sentia aquele cheiro forte e não resisti e começei a passar a lingua naquela porra. Nem pensei no risco que poderia estar correndo mas não queria perder aquele momento, lambia aquela porra e depois beijava ele com o gosto da sua porra o Zuza ficou louco de tesão e seu pau nem chegou a amoleçer ficou meia bomba e endureçeu novamente e então ele me fodeu de todos os jeitos possiveis e imagináveis. Eu xingava ele e ele fica louco de tesão pareçe que quanto mais eu o xingava mais tesão ele sentia. Me pegou de frango Assado e socava sem piedade e eu dizia fode meu macho fode!!! e eu começei a perdir para ele cuspir na minha cara e ele não queria cuspir e eu peia para ele cuspir e começei a humilhar ele e ele com raiva pela humilhação começou a cuspir um meu rosto e bombava cada vez mais com mais violência e não aguentando mais começou a gemer e o mesmo eu fiz e gozamos gostoso eu novamente me lambuzei todo na barriga e ele encheu me cú de porra, mass mesmo tendo gozada comtinuava a bombar agora de vagar e a porras saia pelas laterais do meu cú.

Quando ele tirou a rola do meu cú me deu um beijo e me agradeçeu e disse que tinha cido a melhor gozada da sua vida. Abraçei ele e dei um beijo de lingua bem gostoso nele.

Ele foi ao banheiro pegou papel higiênico e veio limpar meu cuzinho esporrado e arrombado.

Ai tomamos banho e eu ja achei que ia embora quando ele me disse que era 3 horas da manhã e que era perigoso sair sozinho aquele horário, como era uma sexta feira e no sabado eu trabalhava so até as 19 horas fiquei com ele o resto da noite e transamos a noite toda, de manhã ele foi para o seu trabalho e eu fui para o meu. Ele pediu meu telefoné eu não quiz dar então ele me falou este é o meu me passando um papel com um numero. Dobrei e coloquei no bolso pensando: - Todos trocam telefones mas são todos inexistentes e nem liguei e nem fiquei com expectativa de novos encontros. Sai dali com o cu ardido e dolorido parecia uma flor de tanto que trepamos naquela noite.

Nem pensei na possibilidade da AIDS, o que me preocupou depois. Ai se passaram mais uma semana e eu liguei para ele e ele atendeu o que me deixou muito feliz e marcamos um encontro mas na verdade eu queria para ele fazer um exame HIV pois eu andava muito preocupado pois fizemos sexo de alto risco; quando nos encontramos falei para ele sobre o exame foi quando ele me disse fica tranquilko meu branquinho na firma todos os funcionários tem que fazer HIV de 6 em 6 meses pois somos doadores de sangue. Nossa com aquilo tirei um peso das minhas costas pois eu sabia que eu sou negativa no HIV. Foi quano novamente ele me chamou para irmos na casa dele pois ele no dia seguinte estava de folga e poderia dormir até tarde. Eu aceitei dormi com ele fodemos a noite toda e o dia todo liguei no serviço e disse que estava com um problema de ordem particular e que não poderia ir trabalhar e passei o dia todo fodendo copm meu pentelhudo. Fodemos por mais de 2 anos juntos sexo pele na pele todos os dias fodiamos nem que fosse uma rapidinha mas era sagrado todos os dias até que um dia ele recebeu um telefonemas dos seus familiares do Ceará dizendo que seu Pai estava passando mal e que era para ele ir urgente para lá e ele foi disse que retornava e nunca mais voltou se falamos algumas vezes por telefone e ele quer que eu vá para lá mas infelismente não posso largar meu trabalho para ir viver com meu amado e inesquecivel pentelhudo.

Depois dessa experiencia com Zuza, me despertou o desejo de transar com pentelhudos, não importo a ETINIA, TIPO FISICO, O TAMANHO DO PAU, A IDADE, A BELEZA se tem BASTANTE PENTELHOS NÃO RESISTO MESMO E me entrego mas sexo so com camisinha pois não podemos correr riscos. SE VC FOR PENTELHUDO E QUIZER MANDAR FOTOS SUAS DOS SEUS PENTELHOS OU FOTOS QUE TENHA PENTELHUDOS ACEITAREI COM PRAZER E AGRADEÇO ANTECIPADAMENTE.



Se tiver algum pentelhudo que leu este relato veridico e gostou e esta a fim de boa chupada, e uma fodona entrem em contato pelo email [email protected]; responderei a todos SEM DISCRIMINAÇÃO. UM ABRAÇÃO A TODOS







VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos fui corno na lua de mel e gosteigays alisando os sCosContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de empregadas dormindoQuero ler contos homem fudendo cuzinho de menino baianoEu fui forçada a fuder contos eróticos com fotosFotos de mulher mexendi na buceta na cissaContos eróticos dei pra todos os homens da famíliamega rolas mega bucetas mega gozadas profundascontos eroticos de irmã chupando pinto pequeno do irmão novinho de idadecontos eroticos meu genro pausudo arregacou minha bucetacontos eróticos disneylandiamelhorescontos eróticos gosando pelocuContei para meu marido que meu patrao fudeu minha bucetaNovinha Bebi porra do meu amigo contocontos eroticos irmazinha se oferecendocontos eróticos vi meu vizinho transandoincesto acident motoe eróticoscontos eroticos minha vo minha putameu tio safado gosta de mim ver de vestidinho curto pornocontos eróticos f****** gostoso na mesa de bilharcontos dormiu e tomou no cu fodidaminhaxaninhaardeucontos cdzin passiva cu dorconto erotico de orientadoras gorads dando cucontos eroticos amigo gay iniciouContos eroticos de podolatria com fotos desejando chupar os pes de primas novinhasConto erotico suruba loucaconto chupei minha irmãzinha dormindocunhada pediu pra ver meu pinto contoshttp://zoofilia deixei o dog meter na minha filha.contosContos gay me iludiu e me comeucontos eroticos de enteadascontos eroticos sograchute no saco contos pornoSou casada fodida contocontos/o dia em que esfolei a cona da minha filhadei pra um estranho num baile e meu marido viu conto eroticoContos eroticos de travesti com mendigocontos duas putinhas chorando na varaeu e meu mae usa drogas filhos contos eroticoufa ufa ela senta fode e chupaConto erotico netinha pedi pra o avo deita e esquentalo Pirocada sexo gay velhos tara contos veridicosmeu primo chupou meus peitinhos e engoli a porra dele contosconto erótico sentada melSou menina bem safadinha casa dos contos eroticoscontos eróticos de bebados e drogados gayscomendo minha irmã enquanto a minha mãe olha o BingoContos eróticos abusei da minha vizinha deficienteele me enrabopornosogrowww.conto emprestei meu marido para minha vizinha casada e carenteContos eroticos cheirando calcinhas de vendedores no banheiroEU TIRANDO FOTO MINHA BUNDA DE CALCINHA FETICHE OLHANDO ESPELHO MINH BUNDAesposa casada arrobada por badido dotado contocontos reais buceta gorda siriricacontos eroticos ele massageia arrombando o bundudocontos com fotos no carnaval levei chifrecheiro de mulher conto eroticoconto erotico marido ciumentovideo de goroas trancandocontos eroticos perdi meu cabaçodentistassafadaconto vi arrebenta cu meu maridocontos reais meu marido fez uma deliciosa DP com seu amigocontos de coroa com novinhocontos eroticos cumendo o cuzao cabeludo da minha maetanga contos eróticoscontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaconto erotico na lagoa com a familiaRelatos eroticos de professoras casadas brancas que foram usadas por alunos negrosconto gay levando leitadacomendo a cunhadinha lindinha contos eróticospagou pra cunhada,sobrinha,enteada,pra chupar caseirocomto erotico tia fudeu a sobrinha virgem com comsolo gigantecasa conto - eu minha namorada e sua amiga part 1Conto erotico Zoofiliaconto erotico tomando banho com minha amigaenterrei tudonabucetinhainiciando minha filha contocontos sexo a primeira vez que comi o travestisconto erotico gorda na ruaContos eróticos de tio sopinhascontos eróticos cunhado retardadocontos. eroticos enteado novinho pau de jumento.quadrinhos pornos de patrao dominadorloira casada malho e adoro negao contosMeu pai me chupou inteira contos eroticosyahoo contos erótico incesto depois que casei meu pai virou me amantetrai com meu irmao contoscontos eróticos de cunhadas e subrinhascomi uma contocontos - sobrinha tomando leite