Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

LUA DE MEL COM NEGRÃO

Click to this video!

Olá meu nome é Ricardo (trocado), vou contar o que me aconteceu, de verdade.

Moro em salvador, e isso foi logo no inicio do meu casamento. Casei praticamente virgem eu e minha esposa Silvana. Ela era na época (22 anos) uma mulher linda morena com peitinhos maravilhosos e uma bunda durinha e cheia. Antes de casar-mos tinhas-mos feito sexo oral e anal (ela adora, pois goza dando a bundinha). Mas por questões morais queríamos que ela fosse ao altar virgem na bucetinha. (sá Freud explica) .

Aí é que começaram os meus problemas. Não sei se por inexperiência ou o que. Quando eu tentava penetrá-la pela frente meu pau não subia de jeito nenhum. E isso se prolongou por quase dois meses.foi como se eu tivesse um bloqueio por ela reclamar de dor e coisa e tal.

Não viajamos na lua de mel pois houve problemas que não nos permitiu, então logo ela estava trabalhando de novo e eu também pois tinha aluguel para pagar e as despesas de casados

Nesse trabalho, em uma loja de roupa ela tinha varias amigas, mas havia também um moreno, quase mulato, alto jovem também de seus 25 anos quase 2 m de altura e forte. Acontece que ela tinha comentado com uma colega que no dia do nosso casamento, eu não conseguir carregá-la no colo com de costume ao entrar em casa(eu era muito magro aos meus 22 anos), quase a derrubei na sala ainda. Nisso o moreno que se chamava Claudio ouviu a conversa, e a colega dela brincando disse : se fosse a Cau, não teria tido esse problema. Todos riram inclusive ela.

Em um dia em que ele estavam sozinhos no estoque, arrumando ela chegou correndo na porta (estava atrasada) Ele carregou ela, e disse calma eu te levo até o fim do deposito, e andou com ele mais de cem metros no colo.Ela apenas sorriu, e disse: nossa isso é que é força. Ele que não é besta, já começou a ficar de olho nela.

Enquanto isso em casa a situação era a mesma. Sá oral e anal. Um dia de sábado ela tava linda com um shortinho branco todo enfiado na bundinha,, e com um top branco deixando ver os biquinho do seio, e eu disse :hum, que gostosura.E ela me sai com essa: È se Cau fica me secando o dia todo, eu de jeans, imagine se ele me visse assim, será que ele ia gostar? E deu uma risadinha sacana. E ele ta seca é?Perguntei com voz de zangado. Claro, seca todo mundo, as meninas dizem que ele um galinha.Também forte como ele é .Já imaginou se ele me visse assim? E dizendo isso ficou de quatro no sofá com a bundinha prá traz com o shortinho todo enfiado na bunda.

Eu inocente, disse : ora ele ai começar a passar a mão assim, assim, e ela começou a gemer . Depois ele ia começar a beijar . Então fui beijando, mordendo a bundinha gostosa dela. Que começou a gemar baixinho . Tirei seu short e praticamente arranquei a tanga vermelha com o dente. Ela já tava toda molhada, e começou a entrar na brincadeira dizendo: E ele ia fazer mais o que seu sacana,? vai me comer é, vai comer sua putinha casada?Gemendo e arfando mais que o normal vi que ela tava fantasiando. Fiquei meio na duvida, num misto de ciúme e medo mas deixei rolar prá ver no que daria.

Então disse, Vou te comer todinha sua putinha, è por isso que te olho direto, sabia que vç seria minha. E chupava com gosto sua bucetinha por traz indo até o cuzinho que piscava, já acostumado com vara. Deixa seu moreno te arrombar, deixa cachorinha casada

Ela vendo meu incentivo se soltou e começou a rebolar na minha cara dizendo. Vai Cau me arromba, fode minha buceta que é virgem . vai gostoso, fortão, me faz de puta, meu marido deixa, ele não conseguiu tirar meu cabaço, vai, tira você.Então meti com força, mas não na buceta e sim no cuzinho, ela me olhou sem compreender, mas no tesão que estava resolveu aceitar e foi sá eu dá algumas bumbadas que ela gozou com nunca.

Ficamos deitados no sofá, sem falar nada, depois ela foi tomar banho e jantamos

Aí falamos sobre a fantasia, e ela disse que tinha,gostado, mas esperava que eu tivesse comido sua boceta . Eu disse que na hora certa ai acontecer . Ainda falou que tinha medo, pois isso poderia mudar algo entre nás, pois éramos novos casados e ela me amava realmente.Eu disse que não se preocupasse, eu não era assim tão ciumento. E a amava muito. Ela me falou sobre a vez que ele a carregou, ela ficou meio balançada, pois sempre gostou de homem forte e alto.

Depois disso eu aluguei um filme tipo Black on White e disse a ela para assistir no sábado pois, eu ai trabalhar, quando eu chegasse ela me diria se tinha gostado.- eu já tinha assistido- No filme tem uma cena que um negro coloca uma venda em uma morena com um rabo de cavalo e bota ela pra chupá-lo,até gozar na sua boca.

Quando eu cheguei a noite ela tava toda prosa e foi logo dizendo : Não to te entendendo, não sei onde você quer chegar, com esses filmes

Eu disse: é sá pra apimentar nossa relação. Mas tem que ser filmes com negros e morenos vç ta brincando com fogo disse ela.. Eu fiquei pensando será?. Fomos tomar banho e jantar, lá pelas tanta eu tava na sala vendo TV e ela me chamou ao quarto.

Chagando lá que surpresa ela tava com uma venda nos olhos e sorrindo me chamou pra perto dizendo vem cá . Cheguei perto dela que começo a morder meu pau por cima da cueca (fico de cueca em casa) Pensei que putinha vai fantasiar o filme.Ele começou a morder o pau por cima da roupa, eu já tava duro feito pedra, quando ela o tirou e abocanhou com gula o cacete, lambia e chupava as bolas, mandou eu pega-la pelo rabo de cavalo e praticamente fuder sua boca, igual ela viu no filme.Quando gozei ela bebeu tudo, e ainda lambeu me pau, coisa que ela nunca tinha feito pois não gostava de beber a gala.Olhou para mim sorrindo com aquela carinha de puta. E eu disse:, na sua fantasia quem gozou na sua boca? Ela disse :como se você não soubesse . E foi ao banheiro rindo.

E assim foi que toda transa ela fantasiava chamando o nome dele. Mas eu não tinha ainda comido sua buceta, pois lá no fundo eu já fantasiava, com bom corno que sou, Ela perdendo a virgindade prá ele. E ela começou a se aborrecer e disse : vç ta me querendo entregar pra outro, vç não me ama, e começou com essas choradeira de mulher.Mas eu com habilidade, disse não bem ... é que você Sabe eu já tive outras experiência (já tinha contato pra ela que tinha ligado para casa de massagem e transado com 2 mulheres pois não queria casar virgem)E que a amava, mas que gostaria de lhe dar a chance de também experimentar outra pessoa.Ela disse vç é maluco, mas se é isso que quer tudo bem.

Porém tínhamos medo pois é difícil confiar em alguém pra isso. Foi quando ela chegou com a novidade de que Claudio ai mudar de estado, pois arranjou um serviço com um tio São Paulo.

Eu disse, pronto se ele vai embora melhor, o risco é menor. Falei com ela, vamos acertar assim sábado eu vou trabalhar, e você chama Claudio para conser tar a caixa de luz( ela disse que ele arranjava no assunto) - Ela apesar do receio aceitou, pois já tava tarada por ele.

No sábado tudo certo, sai cedo e deixei ela toda cheirosa, pois fiz questão de depilar ela, e deixá-la todo pronta pro seu macho. Tinha também comprado uma fantasia dessas de noiva de sex- shop.Ela tava com um short curtinho com a bundinha quase aparecendo, e um top amarelo. Um tesão. Antes de sair me abaixei, na porta e beijei aquela bucetinha, que quando eu chegasse, sabia não seria mais virgem.

Disse a ela quando ele chegar você diz :lembra quando eu disse que meu marido n conseguiu me carregar, foi daqui pro quarto, olha sá como é perto, mas ele tão magro ...Foi dito e certo quando ela falou isso, ele imediatamente a carregou e foi ate o quarto, ela apenas sorrio.Ele disse : ta vendo se você fosse minha esposa eu ainda te deitava na cama.Ela sá sorriu e ele a colocou no chão, mas bem devagar, seu corpo colado ao dela e de frente de maneira que ela sentiu seu pau super duro.Foi a deixa . Ele foi ver a caixa de luz, e ela foi ao banheiro se arrumar.

O que se segue foi como ela me contou.

Vesti a roupa de noiva, tava toda nervosa e tremia, mas o tesão falava mais alto.Quando ele estava na área arrumando a caixa de luz chegue na porta e disse : Cau! Ele me olhou, boquiaberto e assustado, mas eu lhe disse fique tranquilo, meu corninho, sabe de tudo e foi idéia dele, vem você vai ser meu amante e marido hoje.

Então ele me carregou, pra aio quarto a ainda nos seus braços nos beijamos demoradamente, era delicioso sentir a boca daquele homem gostoso, eu já tava toda melada . Ele me deitou na cama com carinho e foi tirando com o dente as minhas peças, que delicia era o único homem que me comia depois de meu corninho. Seus braços forte me amassavam e me deixavam louca. Ele me tomou nos braços e me carregou contra a parede, com facilidade, me beijava com ardor, ante s que ele continuasse me beijando e chupando meus seios com desejo, e eu gozasse, eu fiquei sentada e comecei a desabotoar sua calça . Vi surgir uma belo cacete de 22 centímetros (meu marido tem um bom de 19, mas aquele era maior e mais grosso e principalmente moreno, com uma cabeça enorme que chegar brilhava. )

Cai de boca e mamava igual uma menina faminta de doce. Que pau macio a cabeça mal cabia na minha boca. Minha buceta pingava de tanto tesão, era de mais.

Depois disse Cau, vá divagar pois sou virgem, ele quase não acredita, mas lhe expliquei ele ficou doido, disse que era seu dia de sorte. Com muito carinho começo a me penetra e logo apesar da dor inicial estava tudo dentro, a por causa do tesão eu quase não sentir, dor .

Gritava: vai Cau come sua noiva, puta e casada, vai faz o que aquela corno não Sabe fazer Tira meu cabaço,me faz mulher vai moreno,vai gostoso, sou sua vagabunda.

Ele me penetrava com vigor, mas com carinho, me beijando e me chamando de gostosa, logo gozei horrores ao ponto de quase desmaiar.

Ele gozou logo em seguida, e pude sentir pela primeira vez o jato quente de gala dentro da minha bucetinha faminta. Foi maravilhoso e estava grata ao meu maridinho corno por me ter deixado experimentar esse prazer. Descansamos e depois do serviço terminado, ainda quis experimentar a fantasia do filme e antes de ele ir embora com a venda no rosto chupei aquela tora quase negra até beber seu leite gostoso.

Aqui, eu volto com meu relato, pois assim que cheguei em casa ele tinha acabado de sair, ela veio toda feliz e me recebeu na porta, foi logo beijando, pude sentir o gosto salgado e um pouco amargo do gozo dele na sua boca. Ela me disse: ta vendo corninho coma pica dele é gostosa, e me beijava mais anda . Fiquei logo de pau duro, fomos para o quarto, onde ela me contou tudo, e pode ver com sua bucetinha tava toda vermelha e esfolada .com inclusive marca de sangue no lençol. Ele tinha tirado realmente seu cabaço. Não resistir e cai de boca na sua buceta, era uma delicia beijá-la e sentir ainda o gosto salgado da gala do seu amante. Ela prá me sacanear dizia: chupa corninho bucetinha arrombada de sua mulher, chupa corno, e ria com carinha de puta. Depois disso ela me disse que chegou a pagar alguns boquetes pra ele no deposito, mas era rápido, pois havia o perigo de serem pegos, mas ai ele foi para são Paulo, como havia falado.

Hoje, isso é sá lembranças, pois ela nunca mais teve outros caso, nos amamos e temos medos de isso vir estragar nossa relação,mas foi átimo, e por isso somos muito felizes.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Sou casada eu e minhas filhas sendo fodidas contoela me contou que estava com a buceta toda assada de tanto fuder com elecontos comi a irma gravida gostosa rabuda peludacontos eroticos com absorventeConto erotico tirou o cabaco da casadinhafoi com marido pra praia mas deu uma escapada prafuder com estranhomalhadinha de cabelo vermelho malhadinha malhadaContos eroticos transei com uma porcaf****** a b******** da minha enteada Camila e ela Gozou muito no meu pautextos viadinhos estrupados gozada boquinhawww.meu filho mim comeu com doze anos contocontos eroticos enrabada pelo professor de academiacontos er matagalDei o cu pro policial, quase me rasgacontos eroticos jingridvídeo porno mulhercoloca um vibrado na buceta antes de ir trabalharmeu policial chupou meus seios gostoso"me enraba" cornoesposa da o cu au marido sorindaConfesso bato punheta pra velhocontos de cú por medoconto erotico com prima de nove anoescravizando minha funcionaria conto eroticocontos eroticos sobre voyeur de esposaconto travesti com menina virgemContos eroticos a crente do bundao grande e o mendingomamando na velha contoscontos de foder empregadacontos eróticos família vavela minha mãe comigo no banheirocomtos eroticos o velho tarado do elevadorContos minha filha de biquíniconto erodico 5 amigos me fuderaoquero ouvir o funk mais soltinho bem curtinho cunhadocontos.virei travesti pela drogarecebe conto erotico de casais de mais de quarenta anos por emailcontos eroticos de padrinhos iperdotados comendo casais e comadresContos de sexo sogro acima de 70 anos e noracontos de incesto dez anosSou casada fodida contovoyeur de esposa conto eroticoconto erotico gay colo tioa buceta de Qierçiaaravando as pregas do cu virgem fa espozaconto erotico lesbico chupa meu grelinho ai vou gozar isso não para ai ai ai to gozandocontos gay menino hormonio virou mulherminha mulier sentou no pinto grosoconto eroticoarrombado; contos gayminha enteada novinha dormindo.contos eroticosvideo porno lanche na boca. deitada no colo do sogroContos como foi a primeira punhetinhacontos eroticos moleque e mulherela engolia meu pau e colocava o dedo no meu cuCasadas com tio contosmulheres loira amazonense traindo fazendosexocontos eroticos menininho sapeca no meu coloMeu genro quer me comer e agorafui iniciado conto realHistória porno cumi a cachoracontos apostando uma encoxadaconto erotico minha vizinha fode com o marido e pra me procarContos eróticos de travesti comendo casadosisso nunca podia ter acontecido áudio contos incestosnegro dotado comendo a esposa do caminhoneiros contos eróticoscontos vazando porraContos eroticos minha mulher e o policialrelatos eroticos traição consentidacomi a mulher estrupada do traficante contos eroticoconto erótico de i****** em família devemos filhos da praiaconto erotico dopadaCONTO O SEQUESTRADOR SEGUNDA PARTEpura foi dar pra cavalo e acaba com a buceta estoradameu cachorro emgatou no meu cu cintoconto acabei comendo o cuzinho delacontos eróticos com menininhas de 10contos eróticos de cunhadas e subrinhascontos tio no carrohttp://idlestates.ru/m/conto_16695_foi-pra-ser-chupado-e-o-negao-me-comeu.htmlcontos eroticos- meu namorado tirou minha virgindade no meio do matocontos eroticos chantageada pelo meu patraovideo de sexo fetiche mastubaram a buceta dela com varios consodos grandescontos eróticos de experiência bi de ninfetasconto erotico tia puta