Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

STUDIO FOTOGRAFICO:FOTOGRAFANDO A ESPOSA DO AMIGO

Click to this video!

Olá pessoal ! Meu nome é RHIAN, sou moreno claro, cabelos pretos e lisos, tenho 1,75 metros de altura, 32 anos, sou bem malhado, por ser personal trainer, e lutador de Jiu Jitsu a 7 anos, e moro em Minas gerais. Sem mais detalhes. Sigo com este relato, que diga -se de passagem, foi uma das maiores loucuras que ja aconteceu em minha vida. VAMOS LA ENTAO !

Tudo começou qdo meu amigo que vou chama-lo de Junior (nome ficticio) me ligou dizendo que o sonho de sua esposa, era fazer um book bem profissional, o qual ela iria guarda de lembrança, como uma realizaçao pessoal, ja que antes ela nao o fez, por ser de uma familia pobre, sem condiçoes financeiras e o que os pais ganhavam, era so pra comer. Aproevitando, quero falar da esposa do amigo Junior, a Dany, aparentemente 25 anos, morena clara, por volta de 1, 60 metros de altura, cabelos castanhos claros, grandes e lisos, um corpo de dar agua na boca de todos os machos e tarados de plantao, e invejar qualquer garota linda na fase adolescente e tambem jovem, assim como ela, cintura fina, bumbum empinado, e pra enlouquecer ainda mais a macharada, aquela barriga de tanquinho, toda "quebrada", seios medios e empinados, pelo fato de ainda nao ter filhos. Confesso que por ser esposa deste meu amigo, eu sempre disfarçava os olhos dela, qdo agente se via, quer dizer, nos momentos que eu via os dois juntos, pois ela nunca estava so. Eu ficava sempre a pensar, maldosamente, se ele realmente dava a ela o que ela merecia, quer dizer: muito carinho, atençao, amor, conforto, e por final, uma boa surra de vara, ao ponto dela se esgotar de tanto gozar, e nunca ter olhos para outro cara -- era o que sempre vinha em meus pensamentos.

Sendo assim, sabendo que eu fui um grande fotografo durante muitos anos ( mas deixei esta profissao de lado, pq me dediquei ao curso de educaçao fisica, no qual hoje sou personal trainer ), entao, ele me disse que nao teria grana o suficiente para pagar um fotografo profissional, quer dizer, destes que estao em atividades, e que tem studio fotografico, pois o preço deve ser um absurdo. E falou que o negocio mesmo é ter uma boa maquina, e saber dar as coordenadas, para que a pessoa fique a vontade ao ser fotografada. e sabendo que eu amo fotografias, e sou tudo isto até hoje, pelas fotos maravilhosas que ainda consigo fazer, e como recordaçao, tenho todas as maquinas da minha coleçao, guardadas, apesar das maquinas digitais hoje, serem o maior sucesso em fotografias com qualidade, me pedindo assim, inplorantemente, pra que eu fosse o fotografo da sua mulher, dizendo, que tambem nao conhecia nenhum outro fotografo profissional, assim como ele me conhecia. Ele nunca disfarçava, o qto a ciumava, é por isto que estava sempre ao lado dela, nunca a deixava so, é por isto que ele assumiu, que nao aceitaria que ela fosse fotografada por um desconhecido. Confesso que ele implorou tanto, que eu aceitei na hora, afinal, nao tinha segundas intençoes, quer dizer, nao tinha dado nem tempo de imaginar, como seria fotografar aquele "aviao" de mulher. Depois da minha aceitaçao, ele na hora, ligou para sua esposa, chamando-a de amor, dizendo, que tinha algo a lhe falar, no qual ela ia fibrar de emoçao, algo que ela sempre sonhou em fazer, e como ela tinha adivinhado, ele foi logo confirmando, que era aquilo mesmo -- o book que ela tanto sonhara, e que ela por ser linda demais, ele nao poderia deixar de presentea-la com algo que seria uma das grandes lembranças da vida dela. Logo ele disse a ela, que tudo seria combinado, e que eu seria o fotografo, o que a deixou muito feliz, dizendo que seria melhor se fosse eu mesmo, pois conhece muitos trabalhos meus, apesar de eu nao exercer mais esta profissao, e que sempre teve vontade, de me procurar, pra se inbteirar sobre preços e tudo mais a este respeito, e muito porque, se fosse outro fotágrafo, ela poderia ficar muito timida, por nao ter nenhuma experiencia em fotografar profissionalmente. Sendo assim, eles se despediram ao telefone, e marcamos a data, o horario e o local para fazer as fotografias. Entao, pensando bem, cheguei a conclusao, que o local seria na minha casa, pelo simples fato, de ainda eu ter a minha disponibilidade, o espaço que durante este tempo que fui fotografo, eu usava como studio fotografico, entao era so organizar tudo, e improvisar o studio para fazer estas fotos com ela. Assim que chegou a noite, liguei para meu amigo o Junior, que me atendeu, e logo passou o telefone para sua esposa, a Dany, e assim ja marquei para ela estar presente no meu studio improvisado em casa, que seria no dia seguinte. E ela me dizia que nao queria a presença do marido, pq neste caso,faria uma surpresa pra ele, devido ao grande esforço que ele fez para dar a ela este book., dizendo, que ele estaria trabalhando durante o dia, no que eu aleguei, que seria o unico horario disponivel que eu tinha, por dar aulas na academia a noite toda..

No dia aeguinte, logo ao amanhecer, preparo o studio fotografico improvisado em casa, inclusive a iluminaçao, e de repente a Dany ja chega toda feliz, com uma bolsa contendo todos os seus modelitos, que seriam usados para a seçao de fotografias. Depois de muito conversar com ela, explicando o motivo pelo qual, ela tem que ficar a vontade, e que so assim, as fotos, sairiam melhor do que ela poderia imaginar, o que so iria depender unica e exclusivamente dela, poqrue da minha parte, eu iria dar o melhor de mim..

Tudo pronto, maquina carregada, studio iluminado, e logo peço que ela va ao meu quarto, se produza e vista o que ela quiser, desde que ela ja tenha a ideia das primeiras fotos, ja imaginando o tao sonhado book. Ela mais que depressa, corre pro meu quarto, onde diante do espelho, com todos seus obejetos se maqueia, e depois se veste. Passam-se 19 minutos, e ela ja volta toda linda, com o primeiro modelito, que é um lindo vestido bem curto, delineando o bico dos seios, onde na retaguarda do vestido,acima do bumbum, havia uma abertura, mostrando suas costas, e no final um tufinho bem carnudo, anunciando a chegada de um belo par de bundas. Realmente aquele vestido tinha sido escolhido a dedo por Dany, valorizando seu lindo e delicioso corpo e ate aaquelas coxas lisas e grossas que ela tem. E ja pra deixa-la feliz e a vontade, eu comecei a elogiar, dizendo que seria o book mais lindo que eu faria em toda minha vida, e ela retrucava, dizendo, que ela nao era tao linda assim, que alguns anos atras, ela era melhor do que hoje, mas memo assim, iria se esforçar pras fotos sairem otimas.

Já preparado com a maquina nas maos, pedi que ela voltasse a porta do studio, fingindo está entrando agora, e ja chegasse com tudo, que eu ia fotografa-la de todas as formas, e de prontidao ela ja entrou, ao toque dos meus cliques, desfilando, ate que parou, e se acomodou num especie de banquinho proprio para studio fotográfico, onde ficara de costas pra mim, com aquele olhar instigante e sedutor. Surpreso com as primeiras impressoes, comparando-a com uma grande modelo, perguntei onde ela aprendera isto, ja que é a primeira vez que estaria sendo fotografada para um book profissional, prontamente, ela reponde que desde adolescente, era facinada em ser modelo, e que sempre assistia aos desfiles, e tem como fonte de inspiraçao a gizelle búnchen, e dezenas de outras modelos, e que ate hoje ela ve muitas fotos e assiste a muitos desfiles na televisao, e que qdo tem algum desfile aqui na cidade, ela nao perde um sequer. Sendo assim, eu peço pra ela me mostrar o que sabe, pra colocar pora fora a modelo que está dentro dela, a personagem que esta escondida a tempos, e que so agora, nesta oportunidade, será externada, para esta seçao de fotos. Mais do que depressa, ainda sentada, ela segura o braço do banco, estica as maos, e empina o bumbum com a ponta dos dedos dos pes descalços no chao,como se estivesse de salto alto, e ao toque dos meus cliques sem parar, e ao mesmo tempo, pedindo pra que ela, se levante aos poucos, bem lentamente, enquanto eu bato as fotos. Ja de joelhos com o bundao empinado, e sem pérder nenhum momento eu registro tudo, mas me seugurando por dentro e por fora, tentando ser mais profissional possivel, sabendo que aquele seria o grande momento da vida dela, em que ela converteria em realiade, um dos seus grandes sonhos, que era de fazer aquele book. E pra mim,, nenhuma grana pagava a presença daquele mulherao ao meu lado. Seria de fato, um momento unico, te-la daquela forma . E qto mais eu elogiava, maior era seu capricho e esforço, ate que ela anunciou, que queria que eu a fotografasse com o segundo modelito, que seria uma blusinha tomara que caia branca, e um shortinho bad boy da mesma cor, bem curtinho e enfiado no rego, nao que ela quisesse, mas que so caberia nela assim, pois a mesma, ate pediu que eu nao reparasse, mas fazia parte do boook dos sonhos dela.

Ficando de frente pra mim em pe, nossaa ... nao acreditei no que vi, um belo bucetao, bem delineado, como se tivesse querendo engulir a frente do short, e cada vez meu coraçao disparava no peito, onde eu confesso que comecei ate suar, dizendo que estas fotos, seriam especialmente pro marido dela o junior, e pedindo que ela pensasse nele, e que ela nao me interpretasse mal, pois isto faz parte do profissionalismo, e que so queria deixa-la a vontade, pra que todas as fotos fiquem naturalmente. Ela logo, coloca a mao na cintura, e com aquele sorriso lindo, olhar sensual, molhando os labios lentamente com a ponta da lingua -- e que liguinha deliciosa! parecendo um pedaço de melancia de tao aguada. nestes poses e gestos que ela fez, ja imaginei meu pau com a cabeça ja melada dentro da cueca, de tanto tezao que eu tava, disfarçadamente. Em seguida, pedi que ela retocasse a maquiagem, e partisse para o proximo modelito. Curiosamente, ela pediu que eu deixasse ela ver como estavam ficando as fotos que tiramos, mas eu falei que ela so poderia ve-las qdo o book estivesse pronto, e que este segredo fazia parte do meu trabalho, maas que ela nao iria se arrepender. Sendo assim ela concordou, e foi retocar a maquiagem, prometendo voltar com um lindo modelito. E de repente o celular dela toca, ela logo atende, e pelo qiue ouço, é o marido dela, o junior, peguntando como estao as fotos, entao, ouço ela responder, que esta correndo tudo as mil maravilhas, e bem baixinho ela pede pra ele nao nao ficar com ciumes, pois no fundo, conhece muito bem o marido que tem, e que alem de nás dois aqui no studio, tem duas maquiadoras que eu arrumei para este momento, e que ela faria agora umas fotos bem sensuais, especialmente pra ele, ja que ele esta realizando este sonho deela, que é ter este book de recordaçao, sendo assim os dois se despedem e ela desliga o telefone.

Eu fico meio encabulado com a mentira que acabei de ouvir, e fico a pensar, por que será que ela inventou estas duas maquiadoras, na qual eu nem havia pensado nesta possibilidade, ou será que sabendo do ciume do marido, para deixa-lo a vontade e despreocupado, usou esta artimanha de pretexto para fazer as fotos sensuais, inventando tudo isto? ! Ao mesmo tempo fiquei tranquilo com a disposiçao dela, e vendo que ela estava vindo em direçao ao studio, deixei tudo correr naturalmente, sem questionar o que tinha ouvido, ate que ela me falasse naturalmente. . E de volta ao studio, ela me surpreende com um roupao amarelo, e dizendo que que desta vez é pra eu caprichar mais do que eu caprichei, pois qdo estava ao telefone, o seu marido, pediu que ela se vestisse assim, especialmente pra ele. Entao pedi que ela me mostrasse o modelito e ela logo abre o roupao, onde é exibido uma linda lingerie verde cana, pra combinar com seu lindo corpo e sua cor morena. E apartir daquele momento, sem me importar om mais nada, depois da mentira que eu ouvi qdo ela falava com seu marido ao telefone, ja fui logo falando que ela tava demais, que aquela lingerie, fora feita pra ela, na medida certa, e ja que era para o marido, que ela esquecese entao, que eu estivesse presente. Pedi que ela ficasse no tapete, e que ela escolhesse a pose, e ela logo se deitou com o popozao empinado, fazendo mais uma vez cara de safada, e logo em seguida, ficando de quatro, olhando pra mim e botando o dednho na boca. E cada vez mais eu a elogiava, pedindo que ela ficasse a vontade, que ela empinasse mais o bumbum pro seu maridinho, porque este book está ficando lindo, assim como ela é. Naquele momento, meu pau ja tava que nem uma barra de ferro torta dentro da cueca, doendo de tao duro, e eu nem ligava mais se ela tava vendo ou na, mesmo se ela notasse a banana da terra que ja estava se formando na frente da minha calça. E pra provocar mais ainda, pedi que ela, so pra dar uma ênfase ao book, que ela desse uma provocadinha, rebolando para o marido, e como se tivesse tocado uma musica, ela ficou rebolando parecendo que nao ia parar, na maior cara de pau, e ao notar que meu pau ja tava duro, e ate com aquela marca molhada, na frente da minha calça, ela olhava, fazendo carinha de moleca, botava mais uma vez a liongua pra fora, dava uma rebolada com o bundao gostoso, empinanando cada vez mais o popozao, me provocando. E pra me deixar doido, chupava os dedos, se equilibrando com uma so mao no chao,ainda de quatro.

Sinceramente, eu nao imaginava que esta brincadeira ia dar nisto, confesso que nao tive esta grande maldade, e que so me excitei pra valer, qdo ouvi ela mentindo para o marido. E pra continuar com as provocaçoes da minha parte, pedi que ela viesse andando de quatro, enquanto eu clicava muitas fotos, porque tinha que tirar muitas, pra depois, escolher as melhores. Cada vez que ela se aproximava de mim, bem devagar, eu pra acompanhar o ritimo do rebolado dela, que andava de quatro, igual um gato qdo viu um rato, se preparando assim para o ataque. e logo passei a remexer minha cintura lentamente tambem. E pegando mais ainda o pique dauela "brincadeirinha", eu disse a ela que assim, o maridinho vai ficar doido, pq ela ta parecendo uma gatinha faminta que procura algo pra comer, e ao mesmo tempo, pedindo pra ela continuar a casça, porque eu tenho um ratinho pra ela. E pela primeira vez, eu crio coragem na voz e peço pra ela fazer cara de safada e botar a lingua pra fora, imaginando o maridinho dela, e ela obedece. Entao com uma mao, eu desço o ziper da minha calça, arranco o meu pauzao, todo melado e babado, e ofereço pra ela, dizendo que aquilo era o nectar dos deuses, que era pra ela chupar, que vi que aquela seçao de fotos fez ela ficar cansadinha, e que somente aquele alimento ia acalma-la . Ela num dessespero, vem andando de quatro como se tivesse pressa, e eu eu cahmo de gatinha,mostrando pra ela o meu ratinho, quer dizer, um tarinho de esgoto, de tao grande que é. E ela chega e ja agarra meu cacetao com as duas maos, fazendo que ta medindo o tamanho, sem falar nada e eu digo que ele tem 22 centimetros e meio, ela solta um nooooooossa, e ja cai de boca, chupando, melando, mordendo, comendo e tentando engulir meu pauzao. E logo a chamo de puta, e pergunto pq ela ta fazendo isto, pq ela mentiu para o marido, e pra me pirraçar mais ainda, ela fica calada e so ouço o barulho das mamadas dela, e o silencio so volta, qdo ela tira meu caralho da boca, afastando ele da boca ate fazer aquelas linhas de melado, parecendo uma aranha tecendo sua telha. Gente, aquilo me deixa tarado de vez, E ja pego no meu caralho e bato na cara dela, dando umas porradas, e falo que é pra ela aprender a nao ser mentirosa, e pedindo pra ela responder pq ela mentiu pro marido, pq ela mentiu pro corninho, e ela fica mais excitada e gulosa ainda, colocando meu pau todo dentro da boca, ate engasgar, e soltando aquela baba cheia de linhas, ate que eu dou meus bagãos pra ela mamar com ovos e tudo, e pedindo pra ela chupar meus ovos, dizendo que era pra esquentar o leitinho que ela ia tomar depois.

Em seguida, eu ja pego ela de quatro, e sem camisinha, e ja enfio meu pauzao na buceta dela, diaendo que meu tezao ta a mil por hora, e enfiando com força, dando porradas de caralho dento dela, ate ela sentir ele batendo no fundo da buceta. Entao eu pergunto se ela ta gostando da surra, mas ela nao responde e começa a gemer, soltando um aaaaaaii que gostoso, e sem dá, desta vez eu meto fooorte e firme mesmo, ate que ela começa gozar, dizendo que ta gozando, onde eu acredito, com o barulho que meu caralho coemça a fazer dentro da buceta dela, ate que vejo aquela baba descendo da buceta dela, e nao resistind, boto ela de pernas abertas no tapete, e meto a cara na buceta dela, enfiando a lingua e mamando tudo, sentindo aquele bucetao parecendo um lôdo de tao escorregadio que tava, enfiando a lingua no meio das carnes, como se minha lingua fosse uma navalha querendo cortar as suas carnes. Ela gemia e se contorcia mais ainda, ate que ela decidi falar, e pediu que eu a comesse com minha boca, que eu enfiasse a lingua nela mais forte, que ela queria gozar na minha lingua, e ouvindo ela falar provocantemente pela primeira vez, criei uma extraordinaria força na lingua, achando que estava furando ela, batia sem do, na intençao de que iria fura-la, de tanto meter enlouquecidamente, ate que ela pediu que eu nao parasse que ela iria gozar, que ela iria encher minha boca do gozo dela, pra eu aprender a nunca mais comer mulher dos outros. Caprichando cada vez mais e forte, eu enfiava a lingua tao forte que queria que minha lingua fosse uma scania entrando dentro dela, e simultaneamente tremendo a lingua, enfiava e tremia, parecendo um vibrador, ate que ela disse que tava gozando e pedindo pra eu tomar,me chamando de gostoso, exclamando que a aquela gozada era gostosa demais, e falando que tava me dando o gozo, pedindo pra eu tomar tudo. e logo em seguida, falando que tava quebrada e que ia descançar.

Dpois que ela descançou bastante, eu falei que queria fazer mais loiucura com ela, e ja comecei a chupar sua buceta, subindo pela barriga, chupando seu umbigo, dando umas linguadas, ate chegar nos seios, e ao chegar, ja caia de boca enroscando o bico com a lingua, feito uma cobra qdo se enrosca numa presa, para devora-la. Qdo cheguei em sua boca, foi aquele beijo mais delicioso que demos, parecendo um casal de namorados. E ja preparados pra mais uma foda, onde eu ja nao aguentava os gemidos dela, desde a chupada do umbigo aos seios e boca, entao eu ja fui enfiando meu caralho na buceta dela mais uma vez, e chamando de puitinha gostosa, que nao a nada mais gostoso do que a mulher do amiguinho,e que ela ia tomar mais uma surra bem gostosa, e que eu ia comer no final o cuzinho dela. Qdo eu falei isto, achei que ela teria um treco, pois ela deu um gemido tao forte, entao eu bombava cada vbez mais, e falava repetidamente que eu ia comer o cuzinho gostoso dela, que eu adoro fazer serviço completo qdo a mulher é gostosa. Vendo que ela desta vez gemeu mais forte, entao eu ja tirei meu caralho pingando melado da buceta dela e pus no cu dela, metendo bem devagar, ao mesmo tempo, a elogiando, falando que ela tinha um cuzinho bem quente e apertado, e que tava uma delicia, que a mulher do meu amiguinho, ia chorar na minha vara, e para tirar a atençao dela, para nao doer, eu rebolava bem gostoso e ao mesmo tempo, enfiando, ate que senti que ja tava tudo la dentro, e logo falei que ela gostava de dar o cuzinho gostoso, e comecei a acelerar as estocadas, batendo bem fundo, ate que a safada começouu a masturbar a buceta com o dedo, pedindo pra eu nao parar, que ela ia gozar bem forte, duplamente. Ouvindo isto, eu soquei com tudo bem forte, na intençao de abrir uma brecha nela, ate que meu caralho vazasse do outro lado, mas nao deu tempo, a cachorra ja tava gozando, berrando bem forte, como se tivesse se agonizando de tanto prazer, que nao acabava mais, me chamando de cachorro, que nao sabe pq ela tinha se excitado tanto assim, apesar de eu ser tao gostoso, e a ter provoicado muito, se passando pelo maridinho dela, com aquele ar de profissional que fiz, tentando deixa-la a vontade, sendo assim ela disse que acabou ficando a vontade, pois coincidentemente, naquela manha, o maridinho tinha começado o serviço e nao deu tempo de terminar, pois estava muito atrasado para o trabalho, e deixando- com muito tezao. Ao ouvir isto, me segureii para nao gozar, falando pra ela que eu quase gozei com as suas palavras. E pra me retribuir, ela pedi pra eu gozar na boca dela, ja louco pra dar aquela gozada, enfiei meu caralo na boca dela, e derramei porra, esguichando ate a ganganta, e pra finalizar, nao é que a puta engoliu tudo e ainda pra me provocar, me pediu mais. E como um bom comedor de casadas, eu prometo mais, muito mais, em outras oportunidades.

Depois de um tempo descançados. Juramos sigilo nesta nossa loucura, e em seguida, nos despedimos. onde ela foi embora na maior ansiedade, de tao logo ver o book pronto. Este foi mais um conto postado pra vc.

PRA VC GATA, DEIXO AQUI O MEU MSN A SUA DISPOSIÇAO !

MSN: [email protected]

ATENÇAO: SÓ ADD MULHERES !

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos chineladascontos eróticos porno primeira vez com a namoradaconto erotico meu pai me fudeucontos eroticos pratiquei zoofilia porke meu marido me deixo na vontadecache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html contos fui chupada pelo velhocontos eroticosirmazinhaconto pm metedorcomi minha sogra todo mundo viaja so tinha eu e elaContos eroticos minha primeira vez foi quase um estupro e eu gosteiConto erotico advogada enrabadaPutinhas mamando contoseroticosconto veridico realizadof****** a b******** da minha enteada Camila e ela Gozou muito no meu pauconto menina adotada gozeiembebedei minha irma e a comi conto eroticoum romance com minha maninha-contos:eroticosconto transformado travesticontos eroticos de homens que vestem as calcinhas das esposas e saem com travesticontos eroticos meu avô me obrigou a chupar eleme cumera porque tava sem calcinha negros cotoscontos eroticos cu maconheiracontos comendo mae e filhacomi a n********* na mata contos eróticoscontos eróticos mendigo no ônibusminha mulher e o filho do jumento contos eroticoscontos eróticos minha bundacontos eroticos esposa fio dentalvideo come meu cu e me batepor favorpediu pra ver a buçeta da aniginhacontos eroticos de como meu amigo me comendonovinha viuva sem ver um pau por varios dias se assusta ao ver o do sobrinhominha mae me prostituia conto eroticocontos me chamo camila transei com felipe meu irmaorelatos eroticos travesti tirou os cabacinhos das novinhas chorou muitomeninha fata zofolia buntuda sexodefrentezoofiliaminha filha chantagista contosconto erotico lesbico chupa meu grelinho ai vou gozar isso não para ai ai ai to gozandocontos eroticos eu e mamãe fodidas na fazenda conto erotico esposa olhava por marido e gemia com cara safadaporno marido da vizinha foi viajar e fui pozar na casa delanao tira papai deixa que eu vo gozarcache:fqKHdRAEKq0J:studio-vodevil.ru/mobile/conto_27513_bebi-demais-e-virei-corno-na-praia.html contos eroticos minha esposa eo porteiropau pulsou na bocacontos o porteiro me comeucoroa pede gisa pra mim safadocontos femininos foi dificil dar o cuzinhoninfeta cintura fina bunduda belo par de seios"que buracao" gay contocachorro engatado até o talo cavadinhameu primeiro swingcontos eroticos minha esposa sonhava em dar pra um cavalo e ela conceguiuconto de o tenente me chupou muito gaysou separada dei a buceta e o cucondos erodicos vizinho lindocontos eroticos lesbica chineladascontos eróticos de gatinhas novinhas dando para super hiper dotadosconto erótico o Enfermeiro da rola de jumentomeu gringo gostoso me chupoucontos betinha vendo a irma sendo fodidacache:fqKHdRAEKq0J:studio-vodevil.ru/mobile/conto_27513_bebi-demais-e-virei-corno-na-praia.html contos porno maior q meu antebraçomostrei a buceta toda babada pro papai brincarContos eroticos dois macho chupando minhas tetascontos eroticos real a primeira vez q gozeiContos eróticos putaría no casamento noiva fode com todos os seus padrinhoseu moro no interior com a minha família depois que a esposa faleceu do meu primo eu me apaixonei pelo meu primo viuvo eu fui morar com ele como sua mulher ele fez três filhos em mim conto eróticodando/o cabaço pro titio conto exitante