Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

UM BOQUETE INESPERADO!

Click to this video!

A Historia que vou contar é verdadeira e, embora pareça improvável, aconteceu comigo de maneira surpreendente. Ao longo de meus relacionamentos ocorreram várias situações relacionadas e igualmente curiosas. Irei relatá-las à medida que os leitores demonstrarem interesse.

Bem, em certa época de minha vida, apás ter sofrido alguns desenganos, acabei ficando meio deprimido e chateado por algum tempo, o que me levou a procurar algo para preencher o vazio que estava sentindo.

Como dois de meus irmão eram religiosos naquela época, resolvi procurar a mesma igreja para tentar preencher tal vazio. Foi uma época muito boa de minha vida. Sá não esperava que iria ter uma experiência nada religiosa a esta altura da vida!

Apás algum tempo na igreja, comecei a procurar alguma garota para estabelecer um relacionamento que fosse exemplar na congregação e gozasse de boa reputação, assim como é recomendado pelos líderes da igreja.

Bem, apás algum tempo escolhendo e conversando com as pessoas para pegar referencias cheguei a minha decisão! Ela era magra, muito bonita, lindos cabelos lisos que lhe chegavam à cintura, com uma reputação acima de qualquer suspeita!!! Todos diziam que se tratava de alguém que era religiosa desde a infância e muito dedicada!

Bem, apás algum tempo de cortejo e muitas recomendações por parte de todos! Iniciamos o namoro.

A religião era muito séria e nás éramos incentivados a jamais sairmos sozinhos, não nos beijar em público e etc. Sexo então! Até pensar era pecado!

Tudo ia muito bem e eu já havia passado pelo pior período da abestinencia. Agora tudo estava bem suportável. Até a masturbação era um recurso pouco utilizado naquela época.

Até que um belo dia nás saímos com uns amigos e, na volta eles acabaram não podendo voltar com a gente por causa de uns problemas e acabamos tendo que voltar sozinhos para casa. Para mim não teria problemas, pois a distancia era curta e logo eu a entregaria em casa sã e salva.

Ela ficou meio constrangida, relutou um pouco, mas como não havia outra saída, optou por voltarmos sozinhos mesmo.

Bem, até aí tudo lindo. Eu todo feliz com a minha “andorinha” toda puritana e virgem que sá fazia o que era correto e se guardava para o dia em que seria apenas minha! Assim como ditavam as regras!

Entramos no carro conversando, alegres. Coloquei uma musiquinha. Passei a mão direita pelo pescoço dela enquanto dirigia com a mão esquerda, e puxei ela um pouquinho para se aconchegar no meu ombro enquanto eu dirigia.

Derrepente ela olha para mim com o aquele olho assustado e diz:_Não!...

Eu, inocentemente, imaginando que ela estava pensando na sua reputação (já estávamos sozinhos, ainda por cima abraçados!?) insisti com um sorriso.

_Vem cá...não tem nada de mais...

Então, ao invés de por a cabeça no meu ombro ela se deita no meu colo, coloca a mão no meu pau, por cima da calça e começa a massageá-lo!

Imaginem o meu susto! A garota mais puritana da igreja! Que nunca tinha chegado nem perto de um homem!!!...

Fiquei meio desconcertado, sem saber o que fazer. Mas depois de tanto tempo em branco, a vontade falava mais forte e eu deixei para ver no que dava.

Comecei a fazer carinho nos seus cabelos e ela muito tranquilamente tentou abaixar o zípper da calça, mas não conseguiu devido a minha posição.

Não acreditava no que estava acontecendo!

Levantei um pouco o corpo, abri o zípper e desabotoei a calça, porém não tirei ele para fora.

Nem precisou. Ela enfiou a mão por baixo da minha cueca, tirou o danado para fora e, sem fazer muita cerimônia, abocanho a cabecinha e começou a brincar o a língua bem devagarzinho.

Eu fiquei louco! Fui aos céus! Depois de tanta fissura eu estava sendo chupado divinamente por aquele delicinha de menina!

Ela chupava muito bem, brincando com a língua em volta da cabecinha. Tirava da boca e passava a língua por toda a extensão, colocava a cabecinha na boca enquanto batia uma punheta bem de vagarzinho, depois segurava na base e enfiava tudo na boca!

Comecei a me animar e enfiei a mão por dentro a roupa dela, apertei seus peitos deliciosos por cima do sutian, depois puxei eles para baixo para poder brincar a vontade!

Estava tudo uma delícia!

Eu preocupado com os carros que passavam do lado e ela nem aí. Toda sua concentração estava em me proporcionar uma bela chupada!

Acariciei bastante seus peitos, passei a mão na sua cintura e, fui deslizando até enfiar a mão na parte trazeira de sua calça. Ela usava uma calça bege clara que era amarrada na cintura por um barbante (era modinha naquela época).

Soltei o barbante, enfiei a mão e ela deu uma paradinha e reclamou, mas não convenceu em nada...eu disse pra ficar tranquila e ela logo voltou a me chupar divinamente.

Que delicia, passei a mão naquela bundinha deliciosa, inicialmente por cima da calcinha. Acariciei aquele montinho gostoso da sua bucetinha e notei que ela já estava completamente molhada!

Lentamente coloquei a mão por dentro da calcinha, ela não disse nada então continuei, passei a mão na danadinha, acariciei seu clitáris bem de levinho e em seguida procurei enfiar o dedo médio bem de levinho.

Foi aí que constatei o que ela já havia dito. Ela era virgem!

Mas como uma virgem que nunca ficou com ninguém aprendeu a chupar daquele jeito???

Bem, naquele momento isto não era a minha maior preocupação.

Deslizei a mão para o seu reguinho, acariciei seu anelzinho bem de leve, ela não reclamou, então fiquei ali mais um pouquinho até conseguir enfiar a pontinha do dedo.

Neste momento não aguentava mais de tezão, queria gozar!

Tirei a mão de dentro de sua calça, peguei em seus cabelos e comecei a forçar a sua cabeça para fazer movimentos mais profundos e mais rápidos!

Ela assustou um pouco no começo mas eu disse para aguentar e disse que era para ela engolir tudo.

Ela quis reclamar mas eu fiz de conta que fiquei meio bravo e como eu ainda a segurava pelo cabelo, virei sua cabeça novamente em direção ao danado e empurrei com força pedindo para ela abrir a boca. Ela fez um pouquinho de resistência mas logo voltou a chupar divinamente!

Neste momento eu não aguentei! Acelerei os movimentos como se estivesse metendo na boca dela e gozei! Gozei maravilhosamente! E gozei muiito!!!

Ela fez gesto de querer tirar da boca mas eu não deixei. Segurei sua cabeça e continuei com o pau na boca dela, terminando de gozar....falei pra ela que queria que ela engolisse tudo e ela obedeceu direitinho!

Engoliu tudo.

Até um pouquinho que escorreu no canto da boca, eu pedi para ela passar o dedo e chupar e ela obedeceu com uma carinha que quase me deixou de pinto duro de novo!!!

A esta altura estávamos chegando no bairro e nos recompomos rapidamente para entrar no bairro.

Não conversamos muito. Sá disse que foi delicioso e logo a deixei em frente a sua casa.

Fui embora sem entender como ela podia ter feito aquilo, e confesso que naquele momento até fiquei com um pouco de peso na consciência, mas o que mais me encabulava era como e onde ela aprendeu aquilo! Uma coisa eu tinha certeza: aquela moça toda recatada e exemplar poderia até ser virgem, mas já tinha aprendido muita coisa! Inocente era a última coisa que ela poderia ser!

Bem, apás este acontecimento meu interesse por ela mudou completamente! Afinal ela havia traído minha confiança quando disse que jamais havia ficado com um homem. Era ábvio que isso não era verdade!

Passei então a querer descobrir qual era a sua verdadeira histária!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto banhando a filhinhaporno sujo porra na boca guspe mijos e muita porcariacontos eroticos a forçacontos erotico a casada virou minha femeazinhalongos contos eroticos estupros dpcontos eroticos coroa carentecontoseroticos as 2 filhas daminha visinha vierao brincar com minha filhinha wuen brincou foi eucontos esposa e a visinha fodem com cãoflogdosexo.compauloelizabethcontos eroticos espertinhacontos de cú de prima coroaconto herético gay iniciação com meu amigo nerdconto erotico eu meu marido e o entregadoconto erotico na orgia com sogroenrrabada por um velho no onibus lotado, contos eroticosconto erotico incesto sonifero filhaconto nao guentei a pica de jumento choreicontos arregacamos minha esposacontos eróticos assediada por minha amigacontos erticos/meus doi primos revesaran em mincontos comi uma cabritinhaconto de exibicionismo no barzinhoBuceta de barreira cearaas molhadinhad mas. gostozas com vidios porno com voz altacontos comendo mae e filhacontos eroticos comendo noraxxx videos mulheris bem safadas que brinca com o pauzinho pequeno do marido tampinhaConto dei o cu no cine repúblicapriminho tesudinhox video.com madrasta me mandou eu lamber o seu cuzinhocontos eroticos castiguei minha mulher contos eróticos eu com meu 30cm comen minha prima no sofá de casacontos eroticos de ninfetas amazonensecontos eróticos ele me pegoucomi o cu do meu irmao e da minha irma brincando de pique esconde contosconto de o tenente me chupou muito gaycontos eroticos comendo cu da prima e tia junto com o tiocontos eróticos meu aluno preferidoafilhada carente contoamo cheirar a boceta da minha esposa pela calçapoeno cenas namoado apwrtando mordendo e chupando teta da namorada pra formar bicoconto erótico sequestradoresvirei puto dos segurancas sadomasoquismo conto gaymeu marido bebeu e meu cunhado me comeuChaves com tesão de Chiquinhacontos eroticos em audio de envangelicas que gostam de dar o cumeu marido me convenceu a ir na praia de nudismo vi tanta pica grande e grossacontos eroticos de primos q ficaram com primasconto historia com lesbicaCont erot a galinhaContos de incesto menina pequena com medo da chuvaContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorcontos porno eu amo caga na picaContos eroticos novinha virgem sendo arrebentada pela mulecadasconto erótico de casada que chegou em casa completamente arrombada e o marido percebeucontos eróticos marido cornocontos gays adoro cheirar uma rolacontos gay chupei o pau do borracheirocontos weroticos comi minha sobrinha novinha de calcinha de rendacontos.porno fui dar banho na minha filhinha e acabei enfiando o sabonte no cuzinho delacontos em ilhabela com minha mulherestava carente contos eróticoscontos er¨®ticos incesto ensinei minha filha a ser cadelacache:A_ULZ8FKkSgJ:okinawa-ufa.ru/home.php conto mulher casada rabuda dei pedreirobanho com a tia velha contocontos eroticos com cavalosconto adoro um cu de gordaconto eróticos lábios românticosContos mulher coloca silicone e vira putaComtos mae e filha fodidas pelos amigos do paicontos eróticos de bebados e drogados gayscontos novinhotransando pela primeira vez no boa f***Contos de sexo sogro acima de 70 anos e noraa primeira vez que comi meu amigotravesti arrombou meu marido contominha mulher me fez de corno na nossa cama com meu consentimento