Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FINAL DE SEMANA EM UBATUBA

Click to this video!

Oi, sou a Ana Carolina e este é meu segundo relato, é um relato verídico, vou contar para vocês um final de semana que passamos juntas, minha namorada e eu, em Ubatuba no ano passado no mês de novembro.

Bem eu a Roberta moramos juntas já há três anos, estamos praticamente casadas e continuamos a nos amar demais.

Fizemos uma reserva em uma pousada em Ubatuba, para passarmos nosso final de semana juntas, e resolvemos ir no mês de novembro, pois a badalação do alto verão é um pouco complicada para mim, pois como falei no meu conto anterior sou deficiente, sou bi-amputada, e fica um pouco complicado para eu andar pela cidade com a cadeira de rodas, bem, mas vamos ao que interessa.

Saímos para viagem na sexta-feira de manhã, pois queríamos evitar o transtorno da estrada, eu estava excitadíssima, pois seria minha primeira viagem com minha namorada e também como amputada, fomos conversando e ao entrarmos na estrada começamos a falar de nossa vida e de como estávamos felizes juntas e o quanto amávamos uma a outra como era a Rô quem estava dirigindo, alias muito linda, rs, comecei a acariciar a perna dela e indo parar bem práximo a mini saia que ela estava usando, ela me olhou com uma cara de safada e falou:

- Carol, assim você me deixa molhadinha.

- Eu sei amor e é isso mesmo que eu quero que você fique bem molhadinha para que eu possa chupar e lamber todo esse melzinho delicioso que sai dessa bucetinha linda que tanto amo. E tem mais amor eu já estou encharcada, quer ver?

Nisso já uni a fala com a ação e passei o meu dedo na minha xotinha e dei para ela chupar e sentir meu melzinho que já molhara toda a minha calcinha.

-Chupa amor, olha como eu estou?

- Hummmmm que delicia amor... Você ta muita safada hoje em?

- Amor, adoro quando me chama assim, mas gosto mais ainda quando me chama daquele outro jeito... RS

- É verdade amor, pq você não tira a calcinha em minha aleijadinha safada?

- Tiro sim amor, que você vai fazer com ela, vai lamber ela toda?

- Não, mas você vai e vai se masturbar para mim bem gostoso.

Eu fui me masturbando até quase chegarmos na estrada que vai até Ubatuba e ela sempre lambendo e chupando meus dedos melado de gozo.

Depois de quase 3 horas de viagem chegamos na cidade e fomos direto para a pousada que tínhamos reservado.

Roberta tirou minha cadeira de rodas da mala do carro me transferi para ela e fomos nos registrar, conseguimos uma pousada bem legal de frente para a praia.

Fomos para o quarto para arrumar tudo, mas não conseguimos quase fazer nada, pois assim que entramos no quarto, Roberta largou as coisas no chão mesmo e veio pra cima de mim e começamos a nos beijar e a nos acariciar simultaneamente, e fizemos amor ali mesmo no chão do quarto, ela estava deliciosamente muito safada aquele dia.

Depois de nás duas gozarmos bem gostoso, arrumamos as nossas coisas colocamos nossos biquínis e fomos para a praia e também ara a piscina da pousada depois.

Na praia Rô me pegou no colo e me levou até uma toalha que ela havia colocado na areia para podermos ficar tranquilas e também para que não entrasse areia em lugares que nem posso imaginar, RS, passamos bronzeador e ficamos um pouco tomando sol, em dado momento Rô falou que queria ir para a água e perguntou se eu iria com ela, falei que não, então ela foi e fiquei no sol por mais um pouco de tempo até ela voltar.

Estava deitada quando uma moça de uns 32 ou 34 anos se aproxima e pergunta se ela pode se sentar práximo de nás duas, pois estava sozinha, eu lhe disse que ficasse a vontade me apresentei e ela me disse que se chamava Mariana e começamos a conversar, ela me perguntou o que havia acontecido e expliquei o acidente, falei que estava com minha namorada e expliquei Também que era lésbica, falei que ela poderia ficar tranquila, pois estava com minha namorada na praia, demos umas risadas e nisso Roberta chega e vê a moça sentada ao meu lado conversando, eu apresento Mariana a Roberta e ficamos conversando e bebendo um pouco de caipirinha e água de coco às vezes. Depois de um tempo na praia falei para nossa nova amiga que iríamos para a piscina da pousada e também para a sombra pois esta muito quente e como não posso tomar muito sol nos cotos, pois a pele é muito sensível, Roberta me pegou no colo e fomos até a pousada, como estávamos conversando animadamente, falei com a Rô e concordamos em convidar Mariana a ir até a piscina da pousada para continuarmos a conversar, tudo sem nenhuma intenção mais intima entre nás.

Estávamos conversando quando Mariana nos falou que precisava ir embora e nos despedimos e Também nás tomamos uma ducha e fomos para o quarto, conversando.

- Carol, você esta linda com esse bronzeado... Roberta falou.

- Você também, amor esta linda.. falei, e completei ainda.. você pediu a recepção à cadeira para eu poder tomar banho, pq eu não vou sentar no chão do Box para tomar banho?

- Falei sim amor mas vou ver se eles já levaram ou não.

Fiquei um tempo esperando que ela voltasse e fomos direto para o quarto, como o banheiro era pequeno, não tive como entrar com a cadeira de rodas nele, então desci dela e fui andando pelo chão com as mãos e o bumbum, RS, nisso a Rô comenta:

- Amor eu amo ver você andando assim eu fico molhadinha sá de te ver andando assim pelo chão, sabia?

- Hummmm amor, eu te deixo molhadinha é? Então mostra pra mim o que você faz quando fica molhadinha mostra! Quero ver você gozar pra mim, vendo sua aleijadinha aqui no chão.

- Ai amor...

- Vai minha putinha, quero ver você gozar pra mim agora, se masturba bem gostoso olhando pra sua aleijadinha, agora...

Nisso Roberta afasta a calcinha do biquíni e começa a se masturbar olhando pra mim, eu como estava na altura da cama eu tinha uma visão deliciosa da bucetinha dela toda molhada e via como ela ficava se abrindo e fechando pra mim e como estava toda molhada, tive que me conter para não cair de boca nela e poder saborear todo aquele mel delicioso.

- Isso amor, mexe bem gostoso nessa xaninha linda que amo, faz ela pingar bastante pra mim...

- Ai amor, olha sá como eu to molhada, ai que delicia, adoro lamber meus dedos quando me masturbo amor, eu te amo...

- Eu Também te amo Rô, to vendo como você esta molhada, adoro ver você pingando assim...

- Então lambe o que ta pingando amor, lambe tudo...

- Hummmm que delicia...

- Isso amor lambe e chupa tudo, vem chupa minha buceta chupa, não to mais aguentando, vem limpa minha xotinha toda, deixa ela bem limpinha...

- Não vou lamber você agora, você vai gozar primeiro quero lamber todo seu melzinho junto com seu gozo todo...

- Aiiiiii amorrrrr, agora, vem chupa, to gozando, agoraaaaaaa.... aaahhhhhhhhhhhhhhhhh

- Issooooo amorrr, goza mesmo, deixa sua putinha lamber você toda, te deixar limpinha...

- hummm amor, limpa, limpa tudo com sua língua e sua boca toda... vem cá e me beija, cospe um pouco desse gozo todo na minha boca...

- Amor vem agora vem me chupar e me lamber toda, faz sua mulher gozar na sua boca Também, faz...

- Faço sim amor, vem sobe na cama minha putinha safada... minha putinha aleijada, que eu quero fazer você encher minha boca com seu gozo delicioso...

- Gosta da sua putinha gosta, gosta de me ver assim não gosta, em sua safada???

- Eu amo ver você assim com esses cotinho lindos bem arreganhados mostrando essa buceta linda e gostosa, minha aleijadinha safada...

Rô começou a me chupar e a morder meu grelinho e a passar a cara dela toda na minha bucetinha, molhando todo o rosto com meu mel, me fazendo delirar de desejo e paixão. Ficou me mordendo e chupando a buceta até não conseguir mais segurar...

- Isso amor, chupa essa buceta que é toda sua, chupa bem gostoso, to quase gozando...

- Então goza sua putinha goza na minha cara, me molha com seu melzinho gostoso...

- Aiiiiiiii amoooorrrrr, agoraaaaaaaa.... Aaaaaaaahhhhhhhhhhhhhhhhhh

-Isso, quero tudo, quero tudinho...

- Vem me beija e cospe na minha boca meu gozo agora...

Ficamos deitadas e nos acariciando e nos beijando, estávamos cansadas e acabamos por cochilar um pouco. Quando acordei e me sentei na cama Roberta Também acordou, dei-lhe um beijo bem gostoso e falei que devíamos ir nos arrumar para jantar pois já eram sete da noite e como não iríamos sair, resolvemos antes que iríamos jantar na pousada mesmo.

Depois de tomarmos banho, Roberta e eu fomos para o restaurante da pousada e ao entrarmos, digamos que um elefante cor de rosa chamaria menos a atenção do que nás duas, rssss, e fomos nos sentar, depois de nos instalarmos na mesa e começarmos a fazer nosso pedido, avistamos Mariana, a garota que conhecemos na praia e Roberta a convidou para sentar-se à mesa conosco, ela agradecendo o convite nos cumprimentou com dois beijinhos no rosto de cada uma de nás e sentou-se ao meu lado, fizemos nosso pedido, e enquanto aguardávamos ficamos conversando sobre vários assuntos, e em dado momento Mariana nos confidenciou que havia terminado um namoro de quatro anos e que havia viajado para espairecer a cabeça e esquecer o ex-namorado, mas que estava sendo difícil pois ela o havia pego com uma funcionaria da loja dela em flagrante.

- Carol vocês duas estão juntas há quanto tempo? Mariana me perguntou.

- Estamos juntas há três anos, e caminhando para o quarto aniversário. respondi

- Em quatro meses vamos fazer quatro anos que estamos juntas. Roberta falou.

- Eu vejo que você estão mesmo muito ligadas, e pude ver isso hj na praia quando nos conhecemos.

- A felicidade Mariana, depende sá de nás mesmos, eu amo a Carol já a um bom tempo e não sei mais viver sem ela, ela me completa e eu a ela, temos uma ligação muito forte e a cada dia que passa fica cada vez mais forte.

- Me desculpe à pergunta, pode até mesmo parecer ofensiva, mas não me leve a mal mas estou curiosa, tudo bem?

- Claro que não Mariana, pode perguntar. Roberta falou.

- Rô você se conheceram antes ou depois do acidente da Carol?

- Nos conhecemos antes, mas a Rô ficou com medo de falar comigo, RS, ficou com medo da minha reação perante ela, se me canta-se que estava apaixonada por mim desde o aniversário de uma amiga. Depois de quase um ano vim a sofrer o acidente e a única pessoa entre meus amigos, foi a Rô a vir me visitar e a me ajudar, depois do acidente eu praticamente perdi os amigos que estavam sempre comigo e ao meu lado, vi que não eram amigos e sim aproveitadores.

- Eu ajudei mesmo a Carol e muita coisa, no dia de viemos do hospital ela já mais tranquila com a situação ficou me pressionando a contar a ela por quem eu estava apaixonada, mas tentei desconversar e tudo mais, mas ela é insistente, RSS, e quando me viu olhando para ela fixamente enquanto massageava o coto direito dela.

- Eu vi que ela estava fixada Mariana e foi ai que minha ficha caiu... rsssss

- E estamos juntas até hj.

- Mas a deficiência dela não te incomoda? Digo vocês devem se incomodar com isso, ou não?

- Sinceramente Mariana, eu e nem a Roberta nos importamos com isso, eu sou assim e eu me amo tenho sim uma deficiência física mas mesmo assim eu sou feliz, tenho uma pessoa que me ama e eu a ela.

- Que bom, fico feliz com isso.

Nesse meio tempo de conversa já havíamos bebido duas garrafas de vinho branco e já estávamos indo para a terceira, foi quando nosso jantar chegou. Estávamos bem alegres e já riamos por bobeiras, até que em dado momento sinto a Roberta tocar meu coto e correr a mão até minha bocetinha, tocou ela por cima Ca cacinha e depois levou os dedos até a boca e os chupou, eu fiquei olhando pois notei que a Mariana havia visto ela fazer isso e fiquei um pouco nervosa por isso, e Mariana comentou que estava tudo bem e a Rô perguntou se ela já havia provado do mel de uma xaninha. Mariana respondeu que tinha tido sim uma experiência com uma tia mas há muito tempo quando ainda era adolescente, mas que não era mesmo sua praia, mas que respeitava e que o negácio dela era mesmo homem.

Terminamos o jantar e ficamos ainda um tempo conversando e bebendo até uma da manhã quando nos despedimos de Mariana e fomos para o quarto e ela para a pousada onde estava hospedada.

No sábado de manhã acordei excitada e comecei a beijar e a acariciar Roberta ainda por baixo do lençol, mas como ela ainda dormia, fui fazendo bem devagar e lentamente, me enfiei por baixo do lençol e comecei a chupar e a lamber a bucetinha de minha namorada e ela começou a se contorcer e a gemer Também, logo ela acorda e fala:

- Nossa amor que fogo todo é esse??

- É o amor que estou sentindo e quero fazer você sempre muito feliz não sá na nossa vida a duas, mas Também na cama amor...

- Mas eu sou feliz e muito feliz ao seu lado Carol.

- Que bom meu amor, pq eu Também sou muito feliz ao seu lado...

- Hummm amor, assim então, eu vou ter que dar um tratamento todo especial nessa bucetinha linda que você tem...

- Então vem amor, me mostra tudo de gostoso que você sabe fazer com essa língua e essa boca maravilhosa...

Comecei a lamber e chupar a xaninha da Rô e ela se vira e começamos a fazer um 69 delicioso, até gozarmos juntas.

Tomamos banho e fomos tomar café da manhã para que pudéssemos aproveitar mais a praia e a piscina da pousada.

Ficamos na praia até meio dia e voltamos para a pousada onde nos arrumamos e fomos passear um pouco na cidade, para conhecer, fomos ao aquário, lindo demais, fizemos compras e almoçamos em um restaurante de frutos do mar, desde o acidente não tinha ido mais até a praia, não por vergonha mas por falta absoluta de tempo.

Voltamos para a pousada e fomos direto para a piscina, como estava vazia, Rô peã o bloqueador solar e começa a passar em meus cotinhos, alias coisa que adoro que ela faz maravilhosamente bem, me deixando sempre louquinha de tesão, pois não posso tomar sol direto neles, e ficamos deitadas no sol nos bronzeando. Disse a Rô que queria ir para a piscina, então ela já veio para me pegar no colo, mas eu falei que iria sozinha, sá queria que ela entrasse comigo na água, ela entrando na água ficou me observando enquanto eu ia da espreguiçadeira para o chão e depois até a água e eu ao chegar na borda da piscina ela fala:

- Amor vc fica linda andando desse jeito, não canso de te olhar fazendo isso.

- Eu sei amor, pq vc acha que eu faço isso, é para te agradar sempre, vc lembra quando fiz isso para vc a primeira vez?

- E como lembro amor, eu adorei ter lambido o chão onde vc colocava o bumbum com esses cotinhos lindos abertos molhando o chão com seu mel e eu lambendo tudinho atrás de vc te seguindo até a cama.

- Vc esta querendo mais é?

- Eu quero

- Então hj tem mais... rssss

Entrei na piscina e ela veio ficar perto de mim, nos abraçamos e ficamos lá sá curtindo a água morna e fazendo carinhos uma na outra por baixo dÂ’água.

Eram mais ou menos seis horas da tarde quando voltamos da piscina e fomo para o quarto, na cadeira com Rô me empurrando disse a ela que tinha tirado a calcinha do biquíni e que estava nua por baixo da canga e que minha xaninha estava molhadinha e que ela ia poder lamber o acento da minha cadeira como ela gosta de fazer, chegando no quarto desci da cadeira e fiquei no chão vendo ela lamber e chupar o acento bem onde eu estava sentada, ela disse que queria lamber Tb onde eu estava sentada e que estava louca para me fazer gozar de novo.

Falei para ela que ela Tb iria gozar muito e que hj à noite iríamos comer no quarto.

Comecei a andar pelo quarto e ela de quatro atrás de mim lambendo o chão onde eu parava e até chegar na cama eu subi e ela veio atrás, abri bem meu cotinho mostrando minha buceta toda molhada e pronta par sua boca ela veio me beijou, me acariciou, mordicou, mordeu chupou meus seios, beliscou os biquinhos, lambeu minha barriga e veio direto para a minha bucetinha me chupar e lamber, ela começou lambendo e mordendo meu grelinho me deixando louca de tesão, tentou colocar minha buceta dentro da sua boca algumas vezes mas dessa vez ela estava demais.

- Isso amor não para to gozando pela segunda vez na sua boca amor e não para... Assim vai amor, agoraaaaaaaa... tooo gozandooooo ahhhhhhhhhhhh

- Goza mesmo amor, vem goza que eu quero beber tudinho todo seu caldinho..

-Vem amor agora vem que eu quero fazer em vc Tb.

Comecei a beijar sua boca, acariciar seus seios, beijar e mordiscar eles Tb, chupei deliciosamente aqueles seios maravilhosos, e fui descendo pela barriga com minha língua até chegar na bucetinha mais deliciosa e cai de boca lambendo, mordendo o grelinho, chupando e tentando enfiar ela toda na boca.

-Vai amor, to gozando, na sua boca.... Simmmm assimmmmm ahhhhhhh agoraaaa vaiiii... ahhhhhhhhhhhh

- Goza mesmo safada

Depois disso adormecemos juntinhas e abraçadinhas até de manhã, nem jantamos...

No domingo acordamos e começamos a arrumar nossas coisa para voltarmos para casa, tomamos um banho e fomo tomar café da manhã, estávamos famintas, fizemos amor até de madrugada e não jantamos, rssss.

Voltamos para o quarto e pedimos que fechassem nossa conta, pagamos e começamos a arrumar as coisa no carro, Rô pegou minha cadeira depois de ter me transferido para o banco do carro e colocou logo atrás de mim e viemos embora, felizes e realizadas com nosso final de semana mágico e maravilhoso.

Queremos dizer a todas que somos felizes e que não importa o que pensam ou deixem de pensar, o amor é algo maravilhoso que temos sempre que ter em nossos corações.



Rô te amo, vc é a mulher da minha vida



Beijo a todas a meninas que leram essa minha histária

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Sou casada fodida contoconto erotico/viadinho da mamãechupando pau sujinhocontos porno professora e a tiapintao d meu filho conto eroticContos com belas picasbucetiha tihoconto porno 21cmminha esposa escolheu vibradorconto erótico comendo amiguinha do meu filhoconto erotico levei rola do meu amigocontos eróticos de bebados e drogados gayseu confesso incestocontoseróticossobrinha menininhacontos eroticos sendo jantaramigos sexo troca troca contoscontos de travesti no onibustirando o short da menina etrepandoconto erotico travesti desobediente castigada pelo donocontos comiminha primaTrempando em cima da lancha com o coroa conto eroticocontos eroticos medicocontos eroticos cunhadaconto erotico minha prima malvadatomando banho de rio com titio contos gaycontos eróticos na roça com minha maeWww.garotinhasafada.comdesenho porno dos flinstons cadamento.da pedreitaContos eroticos de mesticascontos eróticos pai iniciado filhaeu sou de bauru sou casada e gosto de encoxadas nos onibus zoofilia ela casou com negao mais quando viu o tamanho do pau enorma dediu ajudaa maeminha namorada apertando meu pau com a sua bucetacontos eroticos o filho do pastorTennis zelenograd contoGarotinho lisinho e comido pelo amiguinhocontos eróticos de traição de casadas testemunhas de Jeovácontos eróticos de minininhas que adorava ser abusada dormindocontos eroticos minha sogra me deu uma canseiracontos eróticos meu segredocantos eroticos so casado mais o negao arrombou meu cuvou ja ja no meu bucetao gostosocontos eroticos linguada no cucontos meu filho dotado me acoxoesposa na brincadeira em casa contovi outro gozar na boca de minha mulher contosContos erticos trouserao meu marido bebado pra casaConto casada traiu em confraternizacaopequei milha maes fudedo com um negao lopradocontos eroticos joão deu a piça gg para eu e mamãe sexo.casada.a.assediada.por.um.pirralho.e.caba.por.foder.com.elesou uma loira muito puta e liberada para os negros pauzudos contoscontos eroticos esposas no swingConto erotico sou madura e genrocontos eróticos isto e realcontos eroticos caminhaominha sogra deu o cu para o cachorro contocontos eróticos de Poubabunda linda de calcinhaconto erotico garotinho de shortinho socadoenfiando as havaianas na boca contos eroticosArombaram meu cuzinho quando pikena conto eroticocontos eroticos corno da filhaa pica do meu filho é enorme dei gostoso ate o pai dele deu virou viadao corno contocontos calcinhaconto gay dando na apostaTennis zelenogradcontos eróticos mostra logo filhocontoseroticosdeincesto/irmaoeirmaContos erotico menininha de nove aninhos violentadaprovoquei o velho e fui fudidacontos lesbica fui sedusida banheiro boatycontos eroticos boqueteiracomo eu faço pra apreparar minha buceta pra primeira relaçao sexualtaras de ficar olhando outroa fudertirei a virgindade do meu sobrinho roludo e minha bunda grandeRejane gosando na siriricacontos eróticos locador com comeu a inquilinacontos eroticos de afilhadas novinhas.