Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEMÓRIAS DE UM CORNO

Click to this video!

Caros amigos, eu me chamo kleber e há algum tempo tenho lido contos eráticos e me identifico, principalmente com aqueles sobre os cornos. Resolvi contar minha historia que, eu acho, não vai caber em um sá conto, mas hoje resolvi começar, pelo menos.

Estava separado da minha primeira mulher e já tinha tido várias namoradas até que eu conheci a pessoa que mudou a minha vida, não que eu tenha ficado com ela ou que ela tenha sido importante para mim, mas era uma mulher que diagnosticou o meu caminho para a felicidade. Vivian era bastante experiente e notou o quanto eu gostava de assistir pessoas fazendo sexo, mulheres nuas ou mesmo semi-nuas. Na verdade eu estava sempre procurando por isso, enquanto outros homens procuram uma gata para transar eu procurava situações para observar. Mesmo quando eu estava trepando sempre procurava um espelho para observar e imaginar que ali estavam outras pessoas.

Ela me disse que eu era um voyager (o que eu ja desconfiava) e que sá seria feliz quando encontrasse uma mulher que me completasse. Eu ainda nao havia entendido direito mas ela continuou me explicando que um cara que gosta de ver sá vai se realizar com uma mulher que gosta de fazer. E ela finalizou: FODER COM OS OUTROS PRA ELE PODER ASSISTIR.

Ao final da conversa eu já estava sentindo um pouco de tesão e ao mesmo tempo fiquei sem entender como uma pessoa que mal me conhecia vinha me falar tudo aquilo.

Aquilo não me saiu mais da cabeça, e eu resolvi fazer um teste e paguei uma puta pra um amigo meu comer na minha frente, e nao deu outra, senti um enorme tesão e me acabei na punheta enquanto os dois trepavam.

Aquilo podia ser psicologico, ou não, o fato é que eu liguei para essa minha namorada agradeci a ajuda e encerrei uma relação sem futuro.

Não sabia bem como fazer, continuei pagando putas pros meus amigos comerem na minha frente. Depois coloquei anuncios me oferecendo como voyager. Encontrei vários casais que gostavam de ser observados, mas a maioria queria a minha participação, como ativo ou passivo, como eu nunca fui viado, e tava sem tesão de comer ninguem isso tambem não deu muito certo, apesar de eu ter achado um casal que sá queria realmente ser observado, e isso me distraiu por algum tempo. Mas faltava sentimento. O que eu realmente queria era me relacionar com uma pessoa que entendesse meu sentimento. tive alguns relacionamentos rápidos e uma delas até fodeu com outro na minha frente e eu senti muito tesao mas foi meio forçado e eu sabia que não ia dar certo.

Contado assim parece ter sido muito rápido mas essa situação perdurou por quase um ano ate que eu conheci a Kika. Ela estava num grupo de alguns amigos em comum. Ela era jovem, estudante de direito, bonita, usava uma roupa sensual e tinha olhos espertos que pareciam sempre estar buscando alguma coisa, enfim não muito diferente das outras mulheres que estavam lá. Minha impressão mudou quando começamos a conversar ela era muito esperta e acabamos a noite num motel. A transa foi meio morna por minha unica e exclusiva culpa já que a gata era um vulcão. Ela ficou achando que a culpa era dela e eu resolvi abrir o jogo, expliquei tudo e ela me respondeu com a maior naturalidade que nao teria o menor problema em transar com alguem na minha frente e que inclusive ja tinha fodido com um namorado em uma festinha da facuildade diante de varias pessoas, tambem ja havia feito menage e sexo grupal e adorava ficar nua ou com pouca roupa quando estava sendo observada. Eu quase explodi de tanto tesao e combinamos que no dia seguinte, um domingo, ela chamaria um amigo para ir ao meu ape. Eu quase não dormi aquela noite e ela chegou apos o almoço para conhecer direito a casa do seu "namorado". Ele ligou para pegar certinho o endereço e chegou no final da tarde. Ela levou uma roupa especial para a chegada dele e era uma mini blusa transparente que deixava os lindos mamilos roçando no tecido branco e fino e uma micro saia daquelas que é impossivel sentar sem mostrar a calcinha, que por sinal era minima. Estava claro que na amizade dos dois rolava muito sexo.

Reinaldo chegou no final da tarde e o papo começou a fluir e ela dizendo para ele que gostava muito de mim, que nás nos entendiamos muito etc e tal. Isso tudo sempre deixando a calcinha a mostra pra ele e tambem pagando um peitinho de vez em quando. Eu não consegui disfarçar meu tesao e de pau duro e envergonhado fui para a cozinha preparar alguma coisa.

Quando eu voltei Kika e Reinaldo já estavam no maior amasso, com a saia e a blusa no umbigo, ao me ver ela parou com a sacanagem e calmente explicou: "Reinaldo o Kleber é muito compreensivo, é um corninho manso que adora me ver transar com meus amigos". Ouvindo isso eu explodi de tesão, ainda ajudei a tirar a calcinha dela, Kika tirou o pau dele pra fora e começou a chupar com muita gula. eu tirei minha roupa e comecei a bater uma bronha a menos de um metro dos dois. Reinaldo achou que eu estava querendo participar e gentilmente posicionou Kika de 4 para chupar meu cacete enquanto ele fodia por tras a bucetinha dela. Eu agradeci e me posicionei ao lado dele para ver o cacete entrando bem de pertinho naquela xoxotinha deliciosa. Antes do pau entrar todo eu ja estava no banheiro me acabando de gozar. mal o pau havia entrado todo e eu ja estava de volta descascando outra. Ele colocou ela com a bundinha apoiada nas costs do sofá e deitou sobre ela començando um sensacional 69. Eu nao aguentava mais meu coração com taquicardia e o estomago com um buraco que parecia terminar nas costas. Quando eles deram uma folga eu ofereci meu quarto, eles foram e a safada ainda abriu as cortinas do quarto que dava para um predio do outro lado da rua, eu entrei no clima e me posicionei na frente da janela mas de maneira a não atrapalhar quem quisesse assitir o espetaculo. Os dois continuaram fodendo e eu aguentei as pontas no tesao admitindo que o cara era bom de foda mesmo. Sá não aguentei quando ele começou a cuspir no cuzinho dela e a preparar uma enrabada, mal eu vi aquela cabeçorra arrombando o rabinho delicado dela eu acabei gozando de novo. Desta vez me limpei por ali mesmo para não perder nem um detalhe daquela foda sensacional. Kika tambem fodia incrivelmente bem rebolava tanto aquela bundinha que o pau dele parecia entrar sem muito esforço.

ele tirou o caralho do rabinho dela e gozou vertiginosamente nas costas dela, ela se limpou com meu lençol e ambos desabaram exaustos. Eu ainda fui para o banheiro bater mais uma e me acalmar. Fui para a sala e logo os dois retornaram a cata das roupas de Reinaldo que tinha que ir. Eu ainda estava sentindo tesão principalmente porque aquele macho achava que estava comendo a minha mulher (ou namorada). Ele se vestiu, pediu desculpas e explicou que tinha combinado um cinema com sua namorada Kika o levou ate a porta e peladinha saiu no corredor chamou o elevador e deu um ardente beijo de despedida no nosso amigo. Esse jeito natural dela fazer esse tipo de coisa ate hoje me enlouquece. Apás isso entrou em casa e me vendo na sala ja excitado de novo, debruçou-se sobre minha pica e começou um delicioso boquete, me levou para o quarto me deitou na cama e cavalgou em mim ate nás explodirmos novamente.

Nesse dia eu não tive duvidas que havia achado a mulher da minha vida.

Combinamos um casamento que é mais ou menos assim: ele é minha mulher para todos os efeitos, pago as contas e assumo todas as responsabilidades e ela tem liberdade para foder com quiser, desde que, sempre que possivel, me deixe assistir.

Hoje faço de tudo para manter a Kika o mais linda possivel: roupas, lingeries, silicone, academia, etc, tudo para que nunca falte macho para nos dar prazer.

Estamos juntos ha 3 anos e pouco, nás paramos de transar, agora ela so fode com machos bem dotados e extramamente viris, mete com varios ao mesmo tempo. adora me humilhar, reune amantes negros manda eu tirar a roupa e fica comparando meu pinto meia bomba com as picas monumentais e rijas, fica chupando um e punheteando os outros dois e vira pra mim e fala: "isso é que é rola não é essa merdinha que vc tem ai"; "fica olhando e ve se aprende com quem entende seu brochinha de merda"; Levanta as pirocas em minha direção e diz: "vc devia pelo menos chupar pra me ajuda a dar conta seu viadinho". Outra coisa que ela adora é obrigar seus machos a me xingar e me agredir.

Os xingoes sao os normais que todo corno ta acostumado a ouvir, mas a surra é assim: Ela escolhe namorados bem pirocudos deixa eles de pau duro e me faz deitar na cama pelado e manda eles ficar me batendo com a rola, e eles batem mesmo: nas costas, na bunda, na perna, doi pra caramba.

Outra coisa que ela me obriga é a ficar punheteando os amantes dela pro caralho não ficar mole, eu tenho um pouco nojo mas faço por amor a ela.

Outra coisa que ela tentando fazer é me forçar a chupar um pinto, até agora eu resisti, mas ela diz que vai dar uma festa com bastante macho me embebedar e me fazer chupar a pica dos que forem meter com ela, pra não perder muito tempo. Eu ate fico com tesão em pensar na situação mas acho que não vou ter coragem.

um abraço a todos machoes e corninhos.

Eu tenho muitas histárias interessantes pra contar, conforme der eu vou postando.

Outra coisa: pode xingar bastante que eu gosto. Obrigado.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


minha cunhada traindo meu irmao com o patrai contosconto erotico humilhei meu maridocontos eroticos com escravas sendo humilhadacontos eroticos gay ficticioscontos eroticos de enteadasContos eroticos dor no sacoconto erotico gay cuzinho cagando piscando matogorda gozando contosirmã ver irmão peladinho com a picona com a glande cobertacontos eroticos minha baba gostosa perdendo minha virgindadecontos eroticos de enteadascontos eroticos de mulheres traindo marido com caseiro e porteiroa primeira vez que comi meu amigominha primeira punhetacontos erotico comi ocu.da mulherdo meuvizinhoContos a bct da minha mulher e feia mais adororofui encoxadacontos de coroas safadas no cacetaoas.gostosas.cimasturbando.duas.vesesminha filha chantagista contosRejane gosando na siriricaconto comendo viuvaGozaram na calcinha na cerca contoconto erotico minha mim deixado de castigominha filhinha me viu de pau duro contosrossou em mim contosmasturbando no banho ponhou nangueira de agua na bucetaconto gay macho arrogantegozando pelo cu contos eróticosMeu penis mede 17 cm e grandeconto erotico cuzinho virgemanus enrabadobucetinha virgem bem pequenininho viscosaconto erotico no colinhofazer sexo sem amor gostoso meterolacontos amigo dorme em casa esposaContos gay coroaquando a chapeleta inchada entrou no cu a menina gritoconto enterrando a ate o talo no cu da mamaecontos eroticos mulher casada se evputinhas inocente contosvoyeur de esposa conto eroticoconto ertico lambendo buceta ela gem mtoConto Erotico Sou Morena A Gostosona Da Favela E Dei Minha Xana Pra Um Branco Do Pau GrandeMamando rola na escola contoseroticosmeu padrasto meu donoZoofilia contos menininha chega do colégio animaiscontos de coroa com novinhocontos eroticos casada flagra seu vizinho batendo punhetaFui estuprada com penis de borracha contoContos eróticos mae medrosatocu de proposito pornodoudocontos de sexo anal bissexual com mulheres gordas comendo marcontos adoro dar minha bundinhaSem a minha permissao contos eroticoscontos eroticos meu irmaozinnho me mostrou o seu pintinhoContos ela deixou comer o cu delacontos de sexo pau e pau mais eu prefiro grande e grosso no cuzinhocontos eróticos minha buceta pegando fogo i.piscandocontos eróticos eu e minha mãe nos amamos feito loucospoi ve a folha fundedo com o primo dentro de casadp contosxexo. loira. porno. puta4acache:fqKHdRAEKq0J:studio-vodevil.ru/mobile/conto_27513_bebi-demais-e-virei-corno-na-praia.html enrabada pelo chefe contosnovinha viuva sem ver um pau por varios dias se assusta ao ver o do sobrinhoconto erotico cuzinho virgemfiquei com a buceta ardisa pela grossa rolacomi o cu do meu irmao e da minha irma brincando de pique esconde contoscontos eoroticos sobre enfermeiras de montes claros mgfilhos vendo a mae transar com outos homenscontos eroticoscontos eróticos de bebados e drogados gayscontos a mulher policialcontos de foder empregadaxvideo porno cavalu comedo aeguacontos eroticos com dialogo molestada pelo patraoConto podolatria gay o chulé do loirochupadinha no xibiu contoscontos eróticos caminhoneiro seduziucontos sexo família biconto erotico de velha gorda sem dentaduraMinha bucetinha não aguentaria aquela grossura todacontos orgia com maecontos exitantes fudi amadrinha da minha primacontos eróticos a primeira vez nem doeuconto deixou a buceta ficar peluda pra dar pro paiComtoerotico profesorinhaporno marido da vizinha foi viajar e fui pozar na casa delacasa dos contos eroticos novinhas delicias seduzindo o tiocontos de sentadinha com o cuzinhoconvenci minha esposa transa com nosso caocontos eroticos de incesto: preocupada com meu filhoContos eroticos como chantagieigordinho nerd gay contos