Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

19 ANOS, ME ESCRAVIZOU.

Click to Download this video!

Este conto é uma historia real. Chamo-me Marcos tenho 38 anos, 1,85, cabelo corte militar, barbicha, não afeminado, corpo normal, pau de 19 cm quando duro.

Sou bissexual, casado duas vezes e com duas filhas adolescentes, sempre tive namoradas, e um desejo secreto por garotos de16 a 25 anos, sá sai três vezes com homens, sendo os dois primeiros meus primos e o terceiro um amigo de quando morava nos EUA. Esse desejo por homens sempre foi muito discreto e eu tentava ignorar. Ate que um dia conheci um cara que realizou todas minhas fantasias.

Sempre tive amigos gays assumidos, por trabalhar no mundo das artes, mas nunca me envolvi com eles, pois não sou muito chegado a esse mundinho, alem de ser pai de duas adolescentes numa cidade pequena. Sou artista plástico. Mesmo assim meus desejos sempre foram secretos. Ate que um desses amigos gays me pediu para emprestar um quarto para ele sair com um cara. Emprestei. Eles vieram em casa três vezes, o tal carinha uma vez me perguntou se eu curtia homens, eu falei a verdade, sim, mas que ate então sá saira com três caras há muito tempo atrás. Ele me perguntou se eu gostaria de conhecer um amigo dele, era um cara muito discreto. De repente topei. Ele dois dias depois me trouxe o tal amigo, que se chamava Renato, 1,70 mts, musculoso, 19 anos, bem moreno, olhos claros e coxas forte, muito tesudo de rosto, cara de menino-homem, barba por fazer. Ao chegar o Renato me falou que nunca tinha saído com o outros homens, mas como o Daniel tinha falado que eu era muito na minha ele foi conferir, apesar de falar que tinha passado a noite em claro e não iria rolar, queria apenas saber qual era. Eu como já estava meio bêbado, falei que também era inexperiente, mas tinha a fantasia de um cara dominador. Dois dias depois liguei para ele e marcamos na minha casa. Tomamos alguns drinks e já meio loucos ele me perguntou qual minha fantasia. Eu tornei a dizer que era ser dominado, ter alguém que me mandasse fazer o que ele gostaria. E sá fizesse o que ele mandasse que eu fosse sua vadiazinha. E ele falou que adorou a historia e toparia ser o cara. Então baixou a bermuda e me mostrou um pau ainda meia bomba, de excelente tamanho, Talvez uns 20 cm e grosso, que me deixou vidrado, não sei por que fiquei fascinado por aquele cacete. Ficou serio e me mandou chupar ele, mostrar o que sabia fazer, queria saber se eu conseguiria deixar ele teso . Se ele gostasse eu seria a putinha dele. Imediatamente ajoelhei e comecei a passar a língua no cacete bem lentamente e ele falou:

-Chupa sua vadia, não era rola que vc queria, então faz direito, gosto que faca bem divagar e não passe os dentes.

Comecei a fazer do jeito que ele mandou. Ele gemia, eu sentia seu cacete ficar duro em minha boca e dobrar de tamanho, ele passava a mao na minha cabeça, dizendo que eu sabia fazer. Então começou a segurar em minha nuca e fazer um vai e vem muito gostoso. Depois s de uns 19 minutos me deliciando naquela rola, enquanto ele gemia e ordenava como eu devia fazer. Senti seu pau crescer ainda mais em minha boca, ele tirou um pouco e me bateu na cara com seu pau duro e me xingou de puta pra baixo e me fez pedir pelo seu pau. Assim:

-Sua putinha vc gosta mesmo de pau não é?

-Sim, eu gosto do seu pau.

-Vc tem a boca muito gostosa sua vadia.

Na ânsia por aquele cacete, deixei passar os dentes e tomei uma porrada na cara.

-Sua puta, se eu sentir esses dentes de novo, vc vai tomar outra porrada, pede perdão pro seu macho e olha pra min enquanto me chupa.

-Perdão meu macho não vou deixar acontecer de novo.

-isso mesmo agora engole meu cacete inteiro.

-Mas é muito grande.

-Se vc quer vara vai ter que engolir ele todo.

Respirei fundo e não sei como, senti chegar à base do pau, ele batia na minha garganta.

-isso mesmo sua vadia, viu como vc consegue? Agora vai chupando e vira esse rabo pra ca, quero ver como ele esta.

Ele pôs um dedo em b oca e começou a enfiar no meu buraco. Eu falei.

-Eu nunca dei.

-Mas vai dar hoje, pro seu macho, ou vc não vai me obedecer?

Eu estava morrendo de tesao.

-Vou sim, vc pode fazer o quiser.

-Era isso que eu queria ouvir. E metia a rola toda em minha boca, já estava com dois dedos dentro do meu cu que ardia.

Então ele fudia minha boca com forca e me perguntou onde queria que ele gozasse. Eu disse que quem decidia era ela, pois ele era meu macho e eu sua vadia.

-Eu vou encher sua cara e sua boca de porra. Depois vou depilar esse rabo, não quero um cu de macho, quero o cu de minha puta.

E me mandou engolir o cacete e beber todo seu leite de macho. Segundos depois ele gozou litros de porra.

-Agora limpa meu cacete.

Limpei imediatamente.

Depois disso ele me fez chupar varias vezes aquela rola maravilhosa, eu sendo sempre sua vadia que sá fazia o que ele ordenasse. Mandou-me ir ao Box e me seguiu, La ele mandou ficar de quatro, e abrir com as mãos minha bunda. Passou bastante espuma e começou a me depilar, de vez em quando enfiava o cabo do barbeador no meu, eu gemia e ele falava

-Geme sua cachorra, quando este rabo estiver do jeito que eu gosto, vou tomar posse desse cu apertadinho, vou te arrombar e deixá-lo na forma de meu cacete.

Eu ia a loucura, nunca havia me sentido dessa forma, ele falava aquelas sacanagens e eu rebolava para ele, sentia tesao no rabo pela primeira vez, estava doido para sentir ele me fudendo.

Quando acabou de me depilar me mandou para o quarto ficar de quatro na beira da cama com o cu bem aberto, ele iria se enxugar e quando chegasse ao quarto, queria-me ver aberto para ele. Assim fiz, minutos depois ele chega, eu naquela posição senti sua língua invadir meu cu, tremi e gemi, ele me chupava forte, eu rebolava como uma puta.

Não aguentava mais e pedi.

-Me fode, por favor. Me arromba, quero sentir seu pau em min.

Ele começou a pincelar a entrada, eu ia à loucura, empurrava minha bunda pra trás.

-É rola que vc quer não é, então vai ter.

Me segurou com forca pela cintura e meteu seu cacete todo de uma vez. Eu dei um grito, doía muito. Ele parou no fundo, sentia suas bolas na minha bunda. A dor foi passando e eu sá queria sentir ele me fudendo.

-Por favor, me fode.

Ele entrava e sai devagar e eu gemia e rebolava. Estava totalmente sobre o controle daquele moleque. Sentia cada veia do seu caralho.

Então ele saiu e se deitou na cama me mandando subir no cacete dele. Montei e abaixei de vez, já com o rabo todo aberto por ele. Subia e descia loucamente. O cara tinha o maior controle sobre si. Depois de alguns minutos, mandou que ficasse de pe com uma das pernas sobre a cama. De novo meteu sem do. Eu pedia para ele gozar e me encher de porra.

-Se vc quer porra eu vou te dar agora.

Pôs-me de quatro de novo.

Deu mais alguma bombadas com muita forca, senti seu pau inchando e logo vieram vários jatos de porra quente, meu cu ardia. Nessa hora, apesar de nunca ter acreditado ser possível, gozei sem nem me tocar.

O Renato me mandou ajoelhar, tirou um resto de porra que sai do meu cu e meteu na minha boca, me mandandoeu engolir e em seguida limpas seu cacete sujo de sangue e esperma.

Depois desse dia, e já faz um ano ainda sou seu escravo e nunca mais fiquei com mais ninguém homem ou mulher. Ele realiza todas as minhas fantasias e eu as dele. Esses dias ele me disse que um dia deveríamos achar alguém, macho como nos e sem preconceitos que respeitasse os limites de cada um, mas que fosse mais liberal que ele, ao menos enquanto ele ainda não curti algumas coisas., queria alguém sem noias, sem frescuras, já que o que ele gostava mesmo era de ser chupado, e me arrobar o cu. Ele queria duas bocas no seu pau, não gostava de beijos, nem que pegassem em sua bunda, queria ser o rei dessa historia que mandasse e os outros dois fizessem o que ele ordenasse, mas que também fosse mais relaxado que ele que trepasse comigo de igual para igual, que topasse tudo na boa e ele pudesse assistir.

Se quiserem nos escrever. Ai vai meu e-mail. [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Dei o Cuzinho Na Cadeia e Depois pro Pastor Contos Eroticosrelatos eroticos traição consentidaconto erotico paraliticocache:d8S3mF85a4oJ:tennis-zelenograd.ru/conto-categoria_4_11_incesto.html meu marido bebeu e meu cunhado me comeujogo de carta em aposta conto incestocontos de casadas liberadacontos eroticos gay entre primoscontos erotis orgia bihoje eu comir a bucetinha da ester de cinco aninhosprimeira vez com travesti contos eroticoscontos de incestos posando na sograminha irmã fica possuída nua XVídeosFlagasdeencestomeu corno .e seus anmigos comedores do meu cu .contos c/fotosde calcinha na frente do meu pai contosnovos contos eróticos entre namorados dphomem enrrabadominha primeira traiçãoFui trabalhar de servente e dei meu cu contossacanas.de.minhas.cunhadasContos eróticos irmã peludacontos eroticos eu menina engole porra do meu tioo amigo do meu namorado me comeu na calada conto eroticoNovinha Bebi porra do meu amigo contoestiquei os peitos da gostosa contosdona florinda putacontos eroticos com estorias ocorridas na infanciaconto erotico do viadinho de calcinha na casa do tiocontos sado marido violentosconto menor me comeuconto erotico enteadacontos-pego teu pau e coloco no meu cuzinhoesposa gemendo enolada no cu zofilia xvidiocontos sadomasoquista mais uma gorda dominada parte 2mulher chama homem pra chupar sua b***** dela já foi gozar e alguns amigos queridosconto erotico esposa olhava por marido e gemia com cara safadaSou gay e tranzei com um travest contos eroticopego no fraga cherando a calcinha da casada contoscontos eróticos isso bate, bate mais aiii aiminha,sogra carinhosa contosconto erotico meu genro comeu meu rabo na marracontos namorada pau enormeconto guey jogador chupa adversário no vestiáriozueiras mais gostosas e fogosas da bunda grande e pernas grossascontos eróticos minha esposa ficou pelada na frente do sobrinhoconto erotico submissa gozei choreiIncesto com meu irmao casado eu confessonamorada deixou cara de pau duro contosmamae fudeu muito com amigo.relatos eroticosconto eróticos putinha da famíliatio domador fode com força contos eróticos gay marombascontos eróticos de i****** mãe na b***** da filha novinha assim permite-se a rolasou crente casada mais sou putaminha netinha contos eróticospau grande do meu filho contoscontos meu marido da pica pequenaso contos de gay sendo aronbado por varios machosbuceta de crente meu nome domitiliabotando caralho no cu do bebadocontos eroticos a forcacantoerotico cunhada gravida fode cunhad"ficava mexendo no pau"mulhe raspado buceta deichado no meioas travestir mais bonitas e gostoza en imaje que se movimentacontos eroticos batendo punheta olhando pro cuzinho do nemino contos eroticos fui leva a gostosa da cumade beba na casa delacdzinhas contos reaiscontos eroticos de esposa fazendo o marido limpar sua bucwta goAdacontos eróticos no cu com cachorroscontos erotico eu tava enloquecento meu filho e levei todos pra praiaSou casada mas bebi porro de outra cara contoscontos safadinhoscontos eroticos corno gay