Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CORNO A MINHA HISTORIA PARTE 2

Click to this video!



Continuando a histária do Gustavo, um corno amigo meu; ele ficou muito emocionado e parou a histária, a qual continuamos agora. No dia seguinte, domingo de carnaval, apás o café a Silvia propôs a todos ficarmos nus, o que foi aceito geral, e em seguida ela contou que a Luiza era virgem no cuzinho porque eu nunca consegui comer o cu dela, o que em parte era verdade; as vezes que tentamos meu pau não conseguia vazar o anelzinho do cu da Luiza. Fiquei novamente com cara de otário na frente de todo mundo. Ai a Silvia lembrou que a Luiza falou para o Sandro me ensinar como se fode uma mulher e propos que o Sandro tirasse a virgindade do cuzinho da minha esposa. Eu fiquei atônito sá em pensar naquele caralhão fodendo o cu da Luiza, mas lembrando das cenas do dia anterior fiquei com o maior tesão em ver o Sandro arrombar o cu dela. A Luiza no início reclamou que estava com medo, que já tinha sido arrombada na buceta e estava toda esfolada e ardida, que não ia aguentar, mas não teve jeito todos quiseram ver ela sendo arrombada e quando ela viu o pauzão duro e latejando na frente dela caiu de boca nele pagando novo boquete. Enquanto ela chupava a Silvia me pediu:

- Você como bom corno vai preparar o cuzinho dela pra foda. Primeiro vc chupa o cuzinho dela deixando bem molhado de saliva e depois vai passando o gel e enfiando um dedo, dois.....

Como bom corno, comecei a lamber o cuzinho de minha esposa que piscava de tesão; de pertinho vendo o anel rosado de minha esposa que seria deflorado por outro homem comecei a me sentir inútil, incapaz, reparei naquela mulher que até há um ano e pouco ano atrás era sá minha; reparei como ela era gostosa, que belas coxas, bela bunda e que xoxota, os peitos então estavam deliciosos, isso reacendeu o amor por ela, reacendeu o tesão por ela e eu me dei conta de que não sabia porque tudo entre nos estava daquele jeito; eu tinha uma mulher que era um tesão, desejada por todos e há mais de um ano não fodia ela, isso foi mexendo comigo, reacendendo a paixão, reavivando o amor e o tesão por minha esposa, mas na situação em que eu me encontrava esse amor redescoberto começava a doer muito; aquele tesão de mulher, minha esposa, que agora eu sabia, amava e desejava muito, tinha sido transformada em puta no dia anterior e agora estava prestes a perder a virgindade do cuzinho para o Sandro, que tinha um caralho de 23x8cms. O que eu não tinha conseguido, comer o cu dela, ele iria fazer com aquele cacete enorme, ali naquela chacará, na frente de uns 30 amigos, que quase todos conheciam a gente e desde o dia anterior me chamavam de corninho e a minha esposa de puta.



Com dor no coração e principalmente na consciência fui preparando o cuzinho da esposinha querida, mas com a falsa sensação de que conseguiria adiar aquela curra descomunal que ela ia aguentar, ia fazendo bem devagar, ganhando tempo; o pior de tudo é que ela chupava o caralho dele com tanto vigor que demonstrava que estava com um puta tesão de dar o cu pra ele. Passei a mão na xoxota e já estava encharcada de tesão. A Silvia percebeu que eu estava demorando de mais e com jeitinho me levantou e me colocou de lado falando:

- Agora assista o Sandro arrombando o cuzinho de sua esposa......

Falando isso ela levantou a Luiza, colocou-a de quatro na cadeira da piscina, fazendo-a empinar a bundinha gostosa e posicionou o Sandro por trás daquela maravilha, e o pessoal começou a gritar em coro: - Arromba, arromba, arromba....

Ele posicionou a enorme cabeça do caralho no anelzinho dela e começou a forçar, ela gemeu, e não entrou, ele forçou novamente, ela gemeu mais alto, ele segurou-a firmemente pelos quadris e tentou com mais força, o cuzinho de minha esposa se dilatou um pouco e a cabeçona começou a entrar; ela gritou e tentou fugir, mas ele a segurava com força, ela tentou espernear e levantar, ai não sei porque, eu que até então assistia a tudo parado e de boca aberta, segurei minha esposa pelo pescoço, o que impossibilitava ela de tentar levantar e ele com a minha ajuda foi forçando o cuzinho dela. O anelzinho rosado de minha esposa, aos poucos foi cedendo à força que ele fazia cada vez maior, ela gemeu, gritou, urrou, lutou mas não conseguiu fazer mais nada, a enorme cabeçona do caralho dele foi vencendo a resistência do cuzinho dela e entrando, quando a cabeça passou ele segurou firmemente o quadril dela e com uma forte estocada enterrou o caralho inteiro, foram 23 cms de uma sá vez no cu da minha esposa que soltou um grito terrível de dor; as lágrimas escorriam na sua face. Ao enterrar tudo ele parou deixando aquele caralho enrome todinho atolado no cu dela, como que para ela acostumar. Na sequência ele começou o vai e vem no cuzinho, tirava quase tudo até a portinha, deixando a enorme cabeça dentro do cu e voltava a socar o caralho no cuzinho, agora já bem dilatado. Ele socou durante uma eternidade; parecia um profissional, quando estava muito excitado ele parava, diminuia o ritmo, se segurava pra não gozar e depois voltava a carga socando o caralho no cuzinho da minha esposa violentamente. Ele socou tanto o caralho no cuzinho dela que ela já não mais regia, apenas gemia e chorava.

Ao ver que ela já estava totalmente arrombada, a turma em coro pedia: - Goza, goza, goza....

Ele começou a bombar no cu dela violentamente, cada estocada cada vez mais forte, ela começou a gritar, urrar, berrar...

Ele socou violentamente no cu dela por um bom tempo e ela já gritava desvairadamente, até que ele anunciou o gozo gemendo alto e se soltando em cima dela.

Ficaram um tempo assim e quando finalmente ele levantou e tirou o caralho do cu dela, ele estava com o pau sujo de fezes e sangue, o resultado do cu arrombado da minha esposa. O cuzinho dela se apresentava totalmente esfolado, roxo, com um pouco de sangue e com um enorme buraco, que aos poucos foi se fechando, mas deixando um espaço que dava para enfiar o dedo. O cu de minha esposa estava irremediavelmente arrombado. Ele foi se lavar e eu ajudei minha esposa a se levantar e a levei para o quarto para cuidarmos do estrago. Ela chorava, gemia, andava com dificuldade. Já no quarto a Silvia apareceu com um spray anestésico medicinal utilizado em cirugias para diminuir a dor dela. Lavei-a pois ela não coseguia e apliquei o spray que com o tempo deu um certo alivio a ela.



Depois do almoço, onde o assunto foi o cu da minha esposa arrombado, estavamos sentados na sala descansando e jogando conversa fora, quando a Silvia me falou:

- Vc já é corno, já viu a putinha ser arrombada na buceta e no cuzinho, inclusive ajudou lubrificando o cuzinho e segurando ela quando tentou fugir; já tomou a porra de outro homem na buceta dela, agora falta uma participação mais ativa, que tal chupar o caralho do macho dela??? Corno que é corno chupa o caralho do macho da esposa.

Nisso o pessoal já começou a gritar: - Chupa, chupa, chupa....

Fiquei atônito e gritei que não, que aquilo já tinha passado dos limites, mas a Luiza me olhou nos olhos e falou:

- Chupa meu corninho, chupa que eu quero ver...

Respondi: - vc tá louca....

: - Se vc chupar eu te perdoo e tudo volta a ser normal como antes....

: - perdoa o que???????

: - Quando terminar eu conto.....

Nisso a Silvia já puxou o Sandro na minha frente e baixou a sunga dele, deixando aquele pintão balançando na minha cara; como eu não fiz nada ela empurrou meu rosto de encontro ao caralho dele, quando percebi já estava chupando da forma que conseguia pois aquele cabeção mal cabia na boca; à medida que chupava, ele ia aumentando de tamanho ate eu chegar a me engasgar com o caralho dele na boca. Quando estava bem duro e latejando, mais uma vez a Silvia interveio e falou:

- Pronto corninho, deixou o caralho duro para a sua putinha, mas como ela não está aguentando mais nada hoje, vc é que vai dar pra ele....

Mal tive tempo de reclamar, e o pessoal em volta começou a gritar, olhei para minha esposa e ela me falou:

- Se vc é meu homem mesmo vai dar pra ele que eu quero ver. Quero ver vc aguentar o que eu aguentei.

E todos gritaram em unissono: - Dá pra ela ver.....

Sem jeito tirei a sunga e fiquei de quatro; ele encostou a cabeçona eu gelei, quando comçou a forçar contra o meu cu eu gemi, e foi entrando aos poucos, fazendo agora eu gritar, gemer chorar no caralho do garanhão que já tinha arrombado o cu da minha esposa. Com jeito de profissional ele fez a mesma coisa que fez com ela, quando a cabeça passou ele deu uma estocada violenta enfiando o caralho inteiro de uma sá vez, eu gritei desesperado, a dor era lancinante, parecia que ia me rasgar no meio, com olhos embaçados de lágrimas vi que a Silvia cochicou algo no ouvido dele e imediatamente ele começou a socar violentamente o caralho no meu cu, sem fazer as paradas que fez na minha esposa, sem diminuir o ritmo, de forma constante, me arrombando sem piedade. Eu sá conseguia gritar e chorar no caralho dele. Não sei quanto tempo durou, mas para mim foi uma eternidade até que ele gozou enchendo o meu cu de porra que escorreu pelas minhas pernas. Eu chorava de dor, enquanto a turma que assistiu a tudo aplaudia de pé. De corno virei viado com o cu arrombado. Quando consegui mais ou menos me recompor, fui para o quarto e com dificuldade tomei um banho, agora usando eu o spray. Fiquei com o cu esfolado e dolorido pela resto da semana, mal conseguindo andar e sentar, o mesmo aconteceu com minha esposa. No resto do carnaval, o Sandro comeu minha esposa mais uma vez na xoxota e a Silvia tbem, sendo que nos 3 chupamos ele; qdo ele comeu minha esposa a Silvia não deixou ele gozar nela e fez ele gozar na minha boca, me fazendo engolir a porra do cara que arrombou eu e minha esposa.



Na quarta-feira de cinzas, minha esposa me contou porque tinha se afastado de mim e feito a nossa relação esfriar; cerca de dois anos antes eu tinha comido a sua irmã Carol, 06 anos mais nova que ela, fodendo o cu virgem dela sem piedade, por pura idiotice eu gravei a foda e depois de algum tempo esqueci no lugar onde tinha guardado. Há cerca de um ano atrás minha esposa fazendo uma limpeza nas gavetas e armários de casa, jogando fora o que não tinha mais serventia achou a fita e apás ver, acabou brigando e se afastando de mim, sem dizer o motivo; ficamos mais de um ano sem fazer sexo. De tanto a Silvia insistir em saber o motivo do nosso afastamento e da imensa tristeza dela, ela acabou mostrando o video para ela. Era por isso que ela falou que iria me perdoar; iria me perdoar por ter traído ela com a irmã mais nova e fodido o cuzinho da cunhadinha sem piedade.



Nisso a Silvia apareceu no quarto dizendo que foi tudo planejado por ela por vingança do que fiz à minha esposa e cunhada,Carol . Minha esposa não sabia de nada e estava ali arrombada no cu e na buceta, o Sandro, o cara que nos comeu era um profissional que a Silvia tinha contratado para esse fim.

MInha esposa se levantou e beijando a Silvia na boca, agradeceu falando que apesar de tudo foi a melhor foda da vida dela e agora entendia quando a Silvia lhe falava para transar com um dotado para afogar as mágoas. Falei pra Silvia que era vingança dela por ter escolhido a Luiza para casar depois de ter transado com ela varias vezes e que ela nunca me perdoou por causa disso. Pronto o idiota tinha que falar, nos 3 (eu, a Silvia e a Luiza) eramos amigos de infância e na adolescência enquanto namorava a Luiza eu comia a Silvia que naquele tempo já era putinha. A Luiza falou :

- o que vc me traia antes mesmo do Casamento e com a minha melhor amiga, eu pensando que era sá a minha irmã, mas não comeu minha melhor amiga na cara dura.

Como todo castigo para corno é pouco, a Sílvia contou que a Carol, tinha ficado traumatizada com a forma que eu deflorei o seu cuzinho e nunca mais transou no cuzinho e que estava quase se separando do marido porque ele era fissuradão em cuzinho, ai, a Luiza minha esposa falou:

- Eu nunca mais iria transar com outro homem além de você, mas como vc comeu o cu da minha irmã e da minha melhor amiga e eu não vou permitir que a minha irmãzinha se separe porque o marido dela gosta de um cuzinho, a partir de agora sempre que ele quiser vai comer o meu e também vou dar para todos os dotados que encontrar...........

O pior não foi isso, o pior foi a Carol aceitar e deixar o marido comer o cu da minha esposa sempre que estava a fim, e o pior na maioria das vezes na minha cama.



Apás esse carnaval maluco na chacará da Silvia eu e minha esposa retomamos o casamento; o marido da Carol come sempre a Luiza; Sempre que a familia se reune o marido da Carol me chama de sácio na frente de todos, até meus sogros já quiseram saber da nossa sociedade; como vou contar à eles que a sociedade é no cuzinho da minha esposa, filha deles, sim sá no cuzinho que foi o que a Carol aceitou.



Como minha esposa prometeu, pelo menos uma vez a cada 19 dias ela fode com um dotado que conheceu ou que a Silvia lhe arruma; na maioria das vezes a foda é na nossa cama e eu sou obrigado a chupar a buceta dela esporrada ou a preparar o caralho do cara chupando ele, e as vezes, quando ela não está a fim de dar o cu para o cara, ele me obriga a dar para o cara ter o serviço completo. Este é o relato do Gustavo, marido da Luiza, que fodeu a cunhada Carol e acabou corno e viado numa trama armada pela Silvia, amiga (da onça) do casal. O bom da histária foi que a Silvia assumiu que ainda tinha tesão em mim e a Luiza fez uma concessão me deixando comer ela de vez em quando, que apesar de arrombada como a Luiza, fode com a buceta e o cuzinho que é uma delicia. Todos os nossos amigos que estavam na chacara nos chamam de casal puta & corno, e quase todos de nosso relacionamento ficaram sabendo. Acabamos mudando do bairro onde moravamos, para um mais distante, mas como ela trás os machos para foderem ela em casa não adiantou muito e acabei me acostumando em ser corno. Assinado Casal Puta&Corno [email protected]



































VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


www. brasileiras provocando com olharesde safadas pornocontos eroticos rola grossaSodomizada no incesto contoswww. brasileiras provocando com olharesde safadas pornox vedio pai eintiadarola na professora contocontos da casa eroticos de mulheres tendos os cachorros ou lobos lambendo suas calcinhas e fodendo elasAngélica se depilando no banheiro pornô dela pornô de Angélicapornoc/japonesasetravestiscontos eróticos de bebados e drogados gaysmoramoa no litoral eu e minha esposa e recebemos um primo dela para pasar um fim de semana conoscocontos er deixa que levome fode me arromba seu velho safadocontos de incestos na madrugada ele se encaixou em mimContos eroticos corno submissomarido chupando a x*** delawww.contos eroticos madrinha virgem da cu cagandopai cacetudo conto gaycontos encesto mae coroapornô mobili com coroa e vamos até gozaramigos sexo troca troca contoscontos eroticos de pregadores de seioscontos eroticos bostacontos eroticos gay ficticioscontos eroticos hospitalnovinho da pica gigante atolando no mulequeinhoeu quero ver mulher ficando engatada fique transando com poodle cachorro poodleconto ante de comer minha boceta papai lambeu ate meu cuContos eroticos com cunhadasamigocontoseroticosporno mamei micreminha esposa vestida à vontade em casasardentinhas ninfetascontos de coroa com novinhoa piriquita da theulma moreninhaContos comendo a surdacontos eroticos minha mulher apanhameu cu aberto e ardido de picacontos papai socou tudo no cu da filha ela se cagouconto gay primos no sitioadoro usar as calcinhas da minha esposacontos eróticos comi alinecontos bebe safadasuruba dios cachorro macho dando o cu fui dormir na casa do meu primo e ele acordou de pau duroconto erotico chantageado a ser femeacontos erotico comi o hetero parte 19conto erotico incesto sonifero filhahomem de calcinha enrabadocache:sU9kWxVzUNAJ:idlestates.ru/conto-categoria-mais-lidos_8_26_teens.html sexo-gostoso-numa-ilha-paradisiaca..comcontos eroticos dos leitores meu marido e eu e outra mulher na camaconto herotico Pantanalcontos de cú de prima coroacontos erotico com minha sobrinha mais novamostra como fuder bem gostoso e a pica entrendao na bucetaconto viúva fogosawww.contos eroticos sogra gostosa da cu pro genro novinho pauzodocontos eroticos cachorro cheirando minha rolaConto comi a mãe da minha namoradaminha cadelinha zoofilia contoscontospeguei minha sigra dormindo sem calcinha e meti a pica nelavidio porno um loko da cabeça cumeu a força uma gostosa na cademiacontosrotico cuzinho da lorinha casadacontos erotico com minha sobrinha mais novacunhada na cadeia contossou loira baixinha paguei de puta no samba contos eroticosneguei e os garotos me comeram conto gayconto erotico gay viciei na porramulher enrabada no banheiro femiininoconto erotico.de novinha gosando com o paicolocando no cu dela bem devagar dormindocomendo a bucetinha da filha da vizinha novinha contosconto fui pego na punheta