Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CONTO DE CARNAVAL I

Click to this video!

Ola, meu nome Isabella, vou contar uma histária de carnaval aqui pra vocês. Aqui onde eu moro em Olinda-PE o carnaval é muito intenso, gente nas ruas a toda hora, vem muita gente de fora e vocês sabem como é clima de carnaval neh: "todo mundo faz tudo, todo mundo pode tudo!"

Talvez porisso q até os meus 19 anos minha mãe me segurasse em casa no carnaval, eu via minhas primas e primos se arrumando pra sair ladeiras a fora atras dos blocos fica doidinha pra ir junto, mas nunca deixavam. Até que no ano que completei 19 aninhos meus pais estavam viajando durante o carnaval, fikei com minha tia, mas mesmo assim minha mãe recomendou que ela me mantesse em redeas curtas no carnaval, não sabia ela que minha tia era muuuito boazinha comigo, vibrei com a noticia, finalmente ia me ver livre pra sair.

Quando chegou o grande dia eu e minhas primas ja tinhamos fantasias compradas e tudo... iamos sair de diabinhas e anjinhas (rsrs)... eu de ajinha, no tempo estava loira, sou bem branquinha ai ficou super legal com as asinhas e a aureola, botei uma batinha azul clara e um shortinho branco q deixava meu bumbum bem destacado. Nisso sai so com minhas primas (eram 3), iriamos nos encontrar com meus 2 primos e alguns amigos deles, logo entramos no meio de uma multidão e fomos acompanhando uma das orquestras que passava, nas ruas estreitas cheias de gente o apertadinho é convidativo pra muitos carinhas saidinhos, isso rendia muitas encoxadas e mãos bobas, mas meu interesse, diferente de minha prima diabinha, era apenas em aproveitar a festa não os tarados, mas ela sempre procurando um mais "bonitinho" e "pegavel".

Até que chegamos onde os garotos estavam, eles estavam fantasiados de indio com saiote de palha e cocares, alguns com short por baixo e outros de sungão, mas ate ai tudo bem pois aparecia poco. Logo qnd chegamos nos apresentaram a dois amigos que não conheciamos, e rapidamente programamos pra onde iamos, So foi eles darem distancia e minha prima assanhadinha comentar como um dos amigos apresentados era "fofinho", dai por adiante ela começou uma odisseia dela pra ficar com o garoto e eu me divertindo muito com as investidas dela balançando o rabinho de diabinha pra ele, perguntando porque que o indio não andava nu, perguntando o pecado preferido dele e tudo mais, ela é uma morenaça bundão, peitão e tudo... e ele nada... ja tava achando até esquisito e começando a duvidar dele atá que, no meio de um papo puxado por ela, ele vira e pergunta " e qual o nome dessa anjinha?". nessa hora minha prima fala meu nome e olha pra mim com uma cara de "vou te matar!"



ISSO FOI SO INTRODUÇÃO, PARTE QUENTE EH A SEGUNDA (RSRS)!

"Conto de Carnaval II"

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos eróticos puta submissa incestopegado carona um casal com camionero contos eroticoContos eróticos de lésbicas transando na casa da amiga de muitos anosfodendo gostosa e esporo contos eróticosbeijo no umbigo contoscache:fqKHdRAEKq0J:studio-vodevil.ru/mobile/conto_27513_bebi-demais-e-virei-corno-na-praia.html contos pornô de incesto a mamãe gritou igual uma puta quando enfiei o meu pauzao na sua bucetinha cabeludacontos eroticos gays viagem de ferias para fazenda com dotadoeu sentada na sofá sem calcinhas com pernas abertas pra o papa-contoconto incesto tô gozando na buceta e ela engravidoudado pro tio na fazenda, conto gaycontos comendo o cu da casada carenteCArnaval Antigo com muinto trAveco fazendo surubabotamos pra fuder contoscontos eroticos menininhaconto erotico espiando pelo buraco da fechaduracontos eróticos de bebados e drogados gaystexto erotico no inverno com o enteadocontos comi minhas filhasContos eroticos no acampamentocontos eroticos ai meu gostoso mim come todinha vai faiz o que vc quiser comigo vai meu gostosomamei até os bicoes dela incharem contosesposa traindo marido bebado contos eroticosfragrância zoofilia caseiro contos eroticos papai me perdeu no jogovizinho tezudotias gostosas de calcinha contovou contar como realizei minha voltade de trepar com dois e der duas rolas na bucetacontos eroticos de enteadasadoro usar as calcinhas da minha esposaBucetaamostra no onibus contos eroticoscunhada espiando contoesposafiodentalcontoconto incesto cunhadaduas loirinhas e rucontos sexo minhas duas tias me espiando meu pausaocontos dei pro mulequinho de ruacontos de trasas com massagistacontos de corno esposa com dois e comendo cu do esposoeu confesso sou puta desde novinhanovinha trepranndo com namoradoconto eróticos lábios românticoscontos eróticos ai fode ai fode porracontos porno travestis estupros sadomazoquismoConto de sexoEnfiando a cabeça da pica na buceta virgem filhacontos quase biContos eroticos namoradascontos eróticos conaconto transei com borracheirocontos fui comer uma bct chegou na hora era homementão abri as pernas dela e peguei naqueles peitinhos pequenos e gostosocontos eroticos de mulher casada que gosta de trair o mardo com negoes e levar tapas na cara na frete do corninhocontoseroticomenininhacontos de incestos na madrugada ele se encaixou em mimcontos erotico comi ocu.da mulherdo meuvizinhoContos heréticos quadrinhos Barneyminhas duas mulheres esposa e cunhada na fazenda contos eroticosempinoi o cu e levou rrolasconto erotico sou vaca leiteira eu gostofui trabalhar e meu marido usou minha calcinha fio dental contosmassagem incomparável faz cara senti tesão e gozaconto menino eu era fudido pelos meninos negrosconto erotico paraense en salinas parachupei a bucetinha carnuda dela contosvisão dos sonhos dos cornoscontos sou bem fudidacontos eróticos de mães e filho de pau grandeconto erotico enbebedou e enrabou a casadinha carentemeu aluno bate punheta olhando minha bundacalcinha usada contos eroticosxvideo mulher fazendo trepe tizercontos de pervertidos