Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

QUE CARNAVAL - V

Click to Download this video!

Para quem nao leu meus relatos anteriores - Que Carnaval l, ll, lll e lV - eu sou a Miriam, sou descendentes d japoneses, casada, 1,60, 54 kg, seios pqnos c bicos rosados, coxas grossas e uma bundinha pqna e redonda.

No caminho p o ap eu me sentia estranha, nao, nao era peso na consciencia, mas minha xaninha e principalmente minha bundinha estavam estranhas, pareciam abertas, nao sei, rs. Chegando no ap fui ver os quartos das meninas, a Fa tava dormindo e a Ro tb, so q ela tava acompanhada, rs. So vesti uma calcinha mais confortavel e uma camiseta e desabei na cama e dormi, pois estava quase amanhecendo. Acordei c a Fa me xingando de cachorra, vagabunda e morrendo d rir. Eu pedi desculpas p ter abandonado elas la, mas q tinha valido a pena. Ela morreu d rir, falou q a Ro tinha descolado uma carona, e q a Ro tava aproveitando beeeeem a carona, rs. Dai nao teve jeito, ela quis saber tudo q tinha acontecido, contei tudo p ela, ela nao acreditava, me chamava d louca, q eu tava me expondo mto etc e tal. Concordei c ela e na inocencia mesmo, afastei a calcinha p o lado e mostrei como estava minha xaninha - ela ja tinha visto mesmo, ate depilado ela ja tinha - toda inchada e aberta. Ela aproximou o rosto e espantada comentou:

- nossa, Mi, olha como ela ta, qdo eu depilei nao tava assim!!! Tadinha...

E do nada ela pos a mao na minha coxa e comecou a me lamber. Me assustei e dei um pulo p tras, ela riu e me olhando c a carinha mais safada me falou:

- calma Mi - comecando a me chupar - relaxa, linda

Sinceramente, ter contado tudo q o Ro tinha feito comigo tinha me deixado excitada. Comecei a reparar na Fa, ela era mto bonita, loirinha, uns 1,70, sarada tb, dourada d sol, seios grandes, ela estava de camisola, do jeito q ela estava dava p eu ver a calcinha dela, apesar de nao ser cavada, afinal ela tava dormindo, rs, a bucetinha dela marcava mto, as coxas dela nao eram grossas como as minhas, mas eram durinhas, saradas. Qdo subi meu olhar das coxas dela p o meio das minhas pernas, dei d cara c os olhos d T dela. Ela parou d me chupar e perguntou se eu tinha gostado do q tinha visto. So sorri e abaixei meu olhar, timida. Ela levantou foi em direcao da porta tirando sua camisola e encostou a porta.

Qdo ela se virou eu olhei melhor seu corpo. Seus seios eram grandes, firmes, c marca d biquini onde a pele era bem branquinha c bicos pqnos e rosados, zero barriga, mas o q me impressionou mesmo era o volume na calcinha, ela tinha uma bucetona q eu nunca tinha reparado. Eu estava deitada, ela deitou de barriga p baixo, c meio corpo em cima do meu e me bjou. Um bjo molhado, gostoso, os labios dela eram macios, ela inteira era macia, a pele dela era lisa, seus toques no meu corpo eram delicados. Ela parou d me bjar e puxou minha camiseta p cima.

- sexo animal e bom, mas um pouco d carinho tb e bom e vc ta precisando, Mi

Ela comecou a chupar meus seios, era mto bom, ela chupava forte, dpois passava a ponta da lingua nos meus mamilos q estavam super duros, bjava eles, devagar, c calma como se fossem frutas q ela estava saboreando. Uma mao veio na minha boca, a qual eu chupei como se dele fosse sair semen e a outra desceu na minha bucetinha. Ela ficou passando a ponta dos dedos na extensao da rachinha p cima da calcinha, ia do clitoris ao meu rabinho. Eu gemia, ofegava, tremia, me contorcia abria mais as pernas e rebolava na mao dela. Era uma sensacao totalmente nova p mim. Ela parou d brincar c meus seios, e voltou a subir em mim e me bjar. O contato do corpo dela c o meu me arrepiava, os seios dela eram mto suaves, me deixava louca. Ela trancou nossas pernas e eu pude sentir sua bucetona na minha coxa, nossa, q T, ela era dura e mesmo estando sob a calcinha era quente, mto quente. Ela forcou a coxa na minha bucetinha e ficou rocando nela, eu gemia e rebolava, me sentia mto molhada. A Fa tb rebolava na minha coxa, gemia e me encarava sempre, me fazia me sentir a putinha dela, rs. As maos dela exploravam meu corpo e as minhas o dela, ela era toda durinha, pele macia, a bunda dela era mto gostosa, agora eu sei pq os homens gostam tanto de agarrar a minha bundinha, rs. Mas os seios dela eram um caso a parte. Macios, c biquinhos duros, qdo eu apertava um pouco + forte, ela apertava a bucetona na minha coxa e gemia mais dengosa. Eu tinha q chupa-los.

- Fa, deita um pouco, por favor, eu quero experimentar o seu corpo.

Ela sorriu e deitou d barriga p cima. Como uma adolescente eu tremia, comecei lambendo os seios inteiros, passava a lingua em um, dpois em outro, sem encostar nos mamilos. E como ela, a encarava mas ao inves do olhar d dominacao dela, olhava submissa e de vez em qdo abaixava o olhar e ria timidamente, submissa a ela.

- ah Mi q T q vc e, nao e a toa q os homens piraram c vc, amor. Passa a mao na minha buceta, linda, passa.

Eu parei d lamber os seios dela e fui tirar sua calcinha. A buceta dela realmente era grande, lisa, acho q p isso ela usava biquinis maiores q da Ro. So um comentario, dpois ela me contou q seu apelido era capozao d fusca, rs, nunca tinha ouvido, q horror, rs. Voltei aos seios dela, agora chupando os bicos e desci minha mao p a bucetona dela. Era mto quente, macia, fiz a mesma coisa q ela e fiquei alisando a rachona, rs, do clitoris ate o anelzinho dela q piscava qdo eu brincava c ele. Conforme foi esquentando, os gemidos dela foram ficando mais altos, ela mais ofegante, ja se contorcia e levantava o quadril. Eu chupava c forca seus seios, ela delirava e eu fazia movimentos circulares c meus dedos dentro da bucetona dela q enxarcava meus dedos.

- ai Mi, eu to, ai, nao para, ah, vai amor, vai

Ela abracou minha cabeca me sufocando nos seus seios e levantava o quadril em espasmos, apertando meus dedos dentro dela.

Aos poucos ela foi relaxando, soltando minha cabeca e eu tirei meus dedos dela.

Deitei do seu lado, ela ficou fazendo carinho na minha cabeca d olhos fechados, ofegante.

- aih Mi, q gozada gostosa.

Se virou p mim, olhou fundo nos meus olhos e me bjou, passou p o meu pescoco, fico toda molinha c bjos no pescoco, sua mao correu minhas costas chegando na minha bundinha, q ela percorreu inteira, apertou e deslizou um dedo mais forte no meio. Ela foi empurrando meu corpo ate eu ficar deitada d barriga p cima, entao ela lambeu do meu pescoco aos meus seios, ficou chupando, lambendo, mordendo d leve os bicos. Eu so gemia e ofegava d olhos fechados. Senti um dedo dela passar entre minha calcinha e minha xaninha, ela puxou minha calcinha ate os joelhos e colocou um dedo em mim.

- nossa Mi, como vc fica molhada!!

Realmente, eu estava mto molhada, conforme ela chupava os meus seios e colocava o dedo em mim, eu sentia meu liquido escorrer da bucetinha p meu cuzinho. Instintivamente segurei a mao dela e c a minha direcionando massageei meu anelzinho. Na hora a Fa parou tudo e olhou c cara de safada p mim. Entao ela voltou a chupar os meus seios e enfiou um dedo na minha xaninha, mexeu bastante qdo eu ia segurar a mao dela d novo, ela tirou da xaninha e enfiou, devagar, mas tudo d uma vez no meu rabinho, q dpois do Ro, aceitou facil.

- aih Fabi, q T me deda

E nao sei como, senti um dedo entrando na minha bucetinha. Dpois ela me disse q no rabinho ela pos o indicador e na xaninha o dedao. Nossa, fiquei louca, comecei a rebolar e gemer alto, agarrei a cabeca c uma mao e c a outra comecei a me masturbar, mas a Fa parou antes q e u gozasse.

- ah Fa, nao, pq vc parou?

Ela nao falou nada, so sorriu, terminou d tirar minha calcinha, se pos no meio das minhas pernas e comecou a me chupar me encarando. Ela chupava o meu clitoris e me dedava, eu puxava a cabeca dela, rebolava, gemia e levantava o quadril. A sensacao era indescritivel, mas eu tb queria o dedinho no rabinho.

- aih Fa, deda meu cuzinho tb, p favor, linda

- nessa posicao e ruim, amor, fica d 4

Fiquei d 4 e ela se enfiou embaixo d mim, passou o braco p fora, caiu d boca na minha bucetinha, novamente molhou bem o indicador e enfiou no meu cuzinho e logo em seguida o dedao na minha xaninha.

Eu estava d 4, sendo chupada pela minha amiga, c dedos em todos os meus buracos, requebrando minha cintura, gemendo, arfando, c uma bucetona na minha cara. Nao resisti e comecei a chupar a Fa tb. Tinha um gosto estranho, nao gostei, era salgada, mas o T falou mais alto. Conforme fui chupando acostumei c o gosto e chupava mais e mais. Quero dizer, tentava pq c o q a Fa tava fazendo comigo nao dava p se concentrar. Qdo comecei a sentir o orgasmo, so consegui apoiar a cabeca junto a bucetona dela e ficar requebrando o quadril em espasmos enquanto eu gemia e gozava.

Fiquei alguns segundos acabada em cima da Fa, so voltando p realidade qdo ela me deu um tapa na bundinha e reclamou q nao conseguia respirar, rs. Deitamos lado a lado, ela passou o braco p tras da minha cabeca e me puxou p ela. Rs, acho q realmente eu era a putinha. Dormimos assim um bom tempo e so acordamos um pouco dpois do meio dia, c gemidos da Ro e do caronista, rs. Nos bjamos e ela foi p o quarto dela. Levantei, tomei um banho e fui fazer uma macarronada p todos, pois c certeza todos teriam q repor as energias, rs. Bjos a todos.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos de bebados e drogados gayseu marquei um encontro com a esposa linda e gostosa do meu sobrinho ela entrou no meu carro eu levei ela pro motel conto eróticoCasada viajando contosconto gay maconheirocontoseroticos paguei para estruparem minha mulhercantoerotico cunhada gravida fode cunhadcontos estrupei minha vizinhacu peidão conto gaycontos pediu uma massagem e acabei comendomeninas deixando gozar nos seus chinelinhos havaianasContos eroticos humilhada pelas minhas amigascontos eroticos tapou a bocaContos e roticos com gemeos i denticosCONTOS EROTICOS REAIS EM VITORIA ESconto gang bang com crentenoite maravilhosa com a cunhada casada contosConto erotico amo decotesminha sogra pediu pra ver meu pintoFoderam gente contos tennsContos eroticos: Eu dei o cu na frente do meu portãoconto erotico com meu sogro peladoconto peguei a coroa dona do cormeciominha empregada lesbica me obrigou contoscontos eroticos papai 40 amigas i eu arrumaconto eu bebado e meu pai comeu minha mulherminha tia esfregou/a/bunda/dee/vestido/no.meu/pau.sou casada sedusi meu sobrinho contosrelato gay chorando no cacetãosexo contos amigas e irmao a 3conto erotico anal deiContos e fotos de gozadas nas calcinhascontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos eróticos esposa na garupa de um cavaloporno. minha. mãe. tá. muita. tritinhawww.espiando minha filha dormindo de camisola contocontos eroticos na praiacontos de gay sendo humilhado pelos pauzudocumendo a prima vingwmcontos eróticos comi minha amiga skatistacontos eróticos eróticos meu enteado me comeu Sou a boqueteirá da pica do vizinho contoseroticosConto erotico as amiga carente da minha maecontos de sexo gay insesto depilaçãocontos eróticos:curraram minha mãe contos eróticos gay foi au delírio na rola dos meus primos.comComtos filha fodida pelo pai e amigos delecontos eroticos fui comprar cerveja e.comeram minha esposaConto hot irmãozinhoMeu penis mede 17 cm e grandecontos eróticos me estruparao por ser orientalincesto real mãe gostosa da coxa grossa e quadril largocontos trai meu marido na viajemcontos erotico, dei pro dois amigos do meu filhomeu bundao ta seduzindo meu filho contosContos eróticos de travesti comendo casadoscontos eróticos, fui brincar, virei putinha dos meninoscontos de maes flagando fihos punheteiroscontos comiminha primacontos eróticos de professoras gostosas transando gostosofui pra casa da minha tia ela cuidou de mim conto eroticomulhe dane a buseta a primeira vezcontos eroticos categoria estrupada por mas de umconto amor de cornocontos eróticos família f****** em clube de nudismo.comcontos eritico aiiiii humm aiiicontos eroticos de vendedor velho gordo seduzindo a meninaConto erótico mãe filha cachorraputinhasinocenteminha esposa ela levou sua amiga solteira pro nosso quarto pra eu fuder elas duas juntas conto eróticoContos eroticos gosto de estupro seioscontos eroticos mae desnaturada 2Contos eroticos o jardineiro me enrabou gostosocontos sou puta e insaciável por rolacontos eróticos violentoscontos eroticos de irmã chupando pinto pequeno do irmão novinho de idademelzinha de contagem no pornocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaContos eroticos de travesris lindas do pau gostosos.Casadoscontos-flagrei.paguei boquete na infancia contosfuder com padrasto contoscontos eroticos eteros na adolecencia virei puta de mes amigoscontos eroticos dano banho no primocontos eroticos de mae comprando calcinha fio dental atolada no cu pra filha