Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A PUTA DA MINHA CUNHADA

Click to this video!

Tudo começou numa manha de domingo do mês de março.

Fomos para o sítio da minha sogra, eu, minha namorada, meu cunhado e a sua namorada, o nome dela é Kelly.

Kelly é aquele tipo de mulher conhecida como a falsa magra e adora usar roupas que deixam seu corpo a mostra, já flagrei diversas vezes as calcinhas minúsculas que ela usa.

Neste domingo quando chegamos da pescaria, eu fui tomar banho e quando estava no meio do banho ela sem querer abriu a porta, e me vendo lá dentro fechou-a imediatamente. Quando chegou a noite fomos dormir e lá pras 2 da manhã levantei pra tomar água enquanto estava na cozinha, senti que alguém estava andando pela casa, quando me virei vi a Kelly sá de tanguinha andando pela casa, fiquei de pau duro na hora, aí ela veio a te mim e perguntou tem mais água aí?

Respondi que sim e dei meu copo a ela, depois disso ela olhou pra mim e perguntou: esse pau duro é por minha causa? Eu disse que sim e ela colocou a mão por cima da minha bermuda e começou a alisar meu pinto. Eu já estava doido de vontade de comer ela e tirei me pau pra fora, ela se ajoelhou e começou a chupar meu pinto, ali mesmo na cozinha. Ela chupava bem demais, enfiava o pau inteiro na boca passava a língua na cabeça, chupou o saco e tudo mais. Depois de chupar fomos pro sofá da sala e tirei a calcinha e vi aquela buceta com os pelos bem aparadinhos e quando fui por naquela buceta gostosa, ela me disse: faz quietinho que é pro corno do Carlos não acordar. Aquilo me deixava louco, eu pus a cabeça do pinto enterrei o pinto nela, ela na hora deu um gemido abafado e disse assim pra mim: depois quero dar o cú também viu. Eu fazia movimentos rápidos mas com muito cuidado pra não acordar ninguém. Ela fazia uma cara de puta e dizia assim no meu ouvido: “ o corno do Carlos ta lá dormindo e você ta aqui me comendo seu safado”, eu ficava louco e comi ela com gosto. Depois quando gozei, ela falou assim: pode subir esse pau de novo que eu quero ele na minha bunda ainda.

Quando ela disse isso eu tive uma ereção na hora e deitei ela de bruço no sofá e fiquei olhando pra aquela bunda linda, cuspi no cuzinho dela umas 3 vezes e fui colocando o pau naquela bunda gostosa, quando a cabeça entrou, ela ameaçou dar um gritinho, mas ficou quietinha, aí eu atolei o pau até o fim naquela bunda linda, ela ficou deitada no sofá de bruço e eu deitado em cima dela e comecei a bombar naquele cú, ela colocou o cabelo de lado e me pediu um beijo na boca, eu fiquei beijando aquela boquinha linda e com o pau atolado no cuzinho dela. Depois de uns 5 minutos eu gozei no cú daquela vagabunda, e quando saí de cima dela, ela rapidamente vestiu a calcinha e foi pro banheiro. Eu voltei pra cama e fui dormir, e de manhã cedo fomos todos tomar café, e ela tava no maior amor com o Carlos, e de vez em quando, me olhava e dava um sorrizinho bem sem vergonha.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos gay advogadocruzando o cu fechadinhocontos de incestos na madrugada ele se encaixou em mimConto podolatria gay o chulé do loiroconto eurotico eu fui viajar e minha esposa saiumeu marido é um corno muito especialcontos eroticos de estrupamendocontos erotico sou cazada beti punheta pro meu amigo pornofilha esposa de papai pintudo contossonhar q mulher está bulinando outra nulhercontos eroticos incesto o retorno de maria alice na casa do padrinhoContos eroticos gosto que minhas tetas estejam vermelhas de tanto macho chupandocontos. minha irma casada é minha puta escravapenis torture alargando a uretracontos eroticosdescobrindo o amorcontos eróticos comendo as Vizinhas ciarecevesti as roupa feminina e dei meu rabinhoEu quero uma menção tá subindo no Pau por favor calma tá chupando pauporno policia agelma ou marido fode amulherPorno contos avos iniciando ninfetinhas no incesto maes paispeguei a x*** virgemcontos eroticos negrinha casada ficou bebada na festa mais de treze caraas fizeram suruba com elacontos eroticos proibidos meu tio encheu minha boca de porraconto ajudando meu filhoconto sobrinho engravida tia casadacomemos minha namorada contos eróticosminha tia tava dormindo gozei nela contoscontos eroticos comi minha espetoramulher fazebdo conids dr shortinho e marido psu durofui ensinar a sobringa dirigir ea fudiContos erotico amigas devendoo cavaloenfiou seu pau com tudo no meu cu gritei de dor videos pornoboqueteira gaucha contocontos eróticos esposa negona coroa bisexContos eróticos de bebados gaysmulheres com dhorte branquinho com cuzaofoda gostosa com amigos contos contos eroticos gay fui buscar uma pipa em uma construçao e os karas me comeramvídeos pornô Santa Rita taxistacontos eroticos infanciaarregaçando, chorando e gozou contosContos eroticos de padrecontos eroticos de avôcontos eroticos flaguei minha mae dando também quis cumer sua bundaduas loirinhas e rucdzinha dedos no cu esposa contoMinha mãe colocou silicone e ficou gostosa contoContos eroticos deixei a garota virge. loucaconto meu amor meu sobrinhodado pro tio na fazenda, conto gaydei a buceta para o amigo do meu filho contos eroticos gratiscontos eróticos esposas traduzidas na minha frenteComtos mae e filha fodidas pelos amigos do paicontos eroticos de sobrinho roludocontos de corno flagrei minha namoradavirei puta assumida eu confessoconto erotico amigo bebado mulher carentevideos de cabacinhos juvinis fudendocontos eroticos colega da faculdadecontos eroticos familia rentcamiseta e sem calcinha contoshistoria e contos lesbica primeira vez com minha babaMeu nome é dado (apelidio),tenho 35 anos e minha esposa mara tem 32 anos.Somos simpaticos ,com caracteristicas bem Brasileira .contos eroticos fudendo a mae travestiContos porno com o papaiporno home gozando forddeconto erotico mulherzinha gaycontos eroticos no cinemaContos inserto com as subriasver uma mulhervelha arreganhando a priquita com os dedoscontos eróticosgaysmeu primo de menor