Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

SAFADEZAS COM A CUNHADINHA - BOQUETE COM HALLS

Click to Download this video!

Olá, pessoal. Vou contar a vocês uma deliciosa aventura que estou tendo neste ano... Me chamo Ricardo, tenho 25 anos e namoro uma gata loira de olhos verdes chamada Aline há uns 4 anos. Minha namorada é muito linda e gostosa, mas não é muito liberal na cama, se é que vocês me entendem... Nossas transas são poucas e sempre no papai-mamãe; nem chupar ela gosta! Mas é uma menina maravilhosa e eu a amo muito! Vamos ao que interessa: Aline tem uma irmãzinha mais nova que é um verdadeiro tesão! Leka tem 19 aninhos recém-completados, é morena de cabelos curtos, olhos castanhos e dona de uma boca... Deliciosa! Sempre convivi com Leka, mas de uns tempos para cá ela tem me chamado mais atenção... Anda com shortinhos curtinhos em casa o que deixa sua bela bunda ainda mais empinadinha. E o que me mata: abusa dos decotes, deixando um vislumbre dos seus seios deliciosos, grandes e durinhos... Nossa, adoro aqueles peitões!!! Sempre dava umas olhadas nos decotes de Leka e, quando ela se virava, aproveitava para conferir sua bundinha... Mas nada tinha acontecido entre nás... até aquele dia!

Um dia desses, fui visitar minha namorada no final da tarde, cheio de esperança de dar uma passadinha em seu quarto... Chegando em seu apartamento, toquei a campainha e para minha surpresa, quem atendeu a porta foi a Leka. Cara, ela tava muito gostosa! Vestia um shortinho jeans bem curtinho, que deixava suas coxas branquinhas de fora e uma blusinha vermelha decotadíssima e sem sutiã, o que permitia ver os bicos de seus seios através da blusa. Ela tinha acabado de tomar banho, estava com o cabelo molhado e descalça. Me recuperando da visão maravilhosa, eu disse: “Oi, Leka. Vim ver sua irmã”. A Lekinha (como a gente chama ela) então respondeu: “Ela não tá... Saiu com a minha mãe e deve demorar um pouco para voltar”. Pensei comigo: “Lá se vai a foda gostosa que estava esperando...” Já estava me virando para ir embora quando Leka disse, mordendo o lábio inferior da boca: “Você não quer esperar comigo? Estava sozinha mesmo...” Meu pau já começou a ficar duro enquanto eu pensava se havia safadeza naquela frase... Afinal, Leka tinha um namoradinho da escola e se davam bem, pelo que Aline me contava. Pensei em ir embora, mas o sorriso lindo daquela gostosinha me convenceu. Ela ficou visivelmente contente quando disse que faria companhia a ela, então. Entrei no apartamento, cumprimentei ela devidamente, com um beijo em sua bochecha, e ela me retribuiu o beijo... Notei que os biquinhos de seus seios ficaram durinhos... Leka então me convidou para ir até o quarto da irmã, para esperar por ela. Ela ia na frente e eu olhando para aquela bundinha gostosa... Chegando lá, ficamos conversando sobre onde sua irmã tinha ido, se ia demorar muito até que perguntei de seu namorado. Ela me disse que não sabia se iria continuar com ele, porque ele era muito criança para ela. Leka então, me olhou com tesão e disse: “Prefiro os homens de verdade e não moleques de 19 anos, que não conseguem satisfazer a gente direito”. Naquele momento, meu pau ficou duro feito pedra! A safada da minha cunhada estava afim de um homem de verdade! Coloquei as mãos em sua cintura e ela veio para cima de mim me beijando. Aquela moreninha beija muito bem! Enfiou sua língua na minha boca e me beijou com muita vontade, com muito tesão! Claro que também estava louco por ela... Passei a mão na bunda dela e apertei. Ela disse: “Era disso que estava falando... Quero um homem que me agarre assim!” Leka passou a se esfregar no meu pau, mesmo ainda estando com roupas. Eu já beijava seu pescoço e descia em direção àqueles peitões tão cobiçados que já estavam com os biquinhos duríssimos, aparecendo na blusa. Quando ia me preparar para beijar seus seios, ela descolou de mim e me empurrou até que eu caísse deitado na cama da sua irmã. Leka mandou que eu tirasse minha camiseta e depois tirou sua blusinha. Quando vi aqueles peitões pela primeira vez quase desmaiei! Bicudinhos, em forma de pêra, branquinhos e com os biquinhos rosadinhos durinhos... Leka veio por cima de mim, me beijou e puxou minha boca para seus peitos. Que delícia... Chupei gostoso aqueles peitões! A cada chupada mais forte, Leka gemia mais alto. Inverti as posições e joguei ela em cima da cama da Aline, aproveitando para abrir seu shortinho e tirá-lo. Uma calcinha preta de rendinha, bem pequena, cobria sua bocetinha. Agarrei a cunhadinha mais uma vez, beijei sua boca e fui descendo pelos seus seios de novo, enquanto passava a mão em sua bunda e chegava à sua bocetinha. Comecei a massagear por cima da calcinha e senti que estava ficando molhadinha... e como era quente! Não aguentei mais e arranquei sua calcinha preta e passei os dedos por toda extensão de sua boceta molhada. Sem parar de beijá-la, ora na boca, ora nos seios, comecei a enfiar um dedo em sua bocetinha apertada. Ela gemia e disse: “Vai cunhadinho, enfia esse dedo na minha boceta... Até seu dedo é melhor que o pau do meu namorado... Ele não sabe fazer nada...” E gemia mais. Passei a enfiar e tirar o dedo de sua boceta, fazendo ela delirar de tesão. Leka começou a gemer mais alto e ficar mais molhada, percebi que ia gozar e intensifiquei os movimentos. Leka gozou gostoso me abraçando forte e prendendo minha mão entre suas coxas... Que delícia ver aquela ninfetinha gozar! Depois de gozar, Leka começou a sorrir e disse: “Sempre ouvi você e minha irmã transando... Tinha certeza que você sabia o que fazer! Ainda bem que você apareceu aqui hoje. A Aline não queria sair, não, mas fiz ela mudar de ideia para que eu ficasse sozinha com o meu cunhadinho gostoso...” Aí eu respondi: “Gostoso, eu? Você ainda nem experimentou, sua safada!” Leka mordeu o lábio de novo (aprendi que ela faz isso sempre que está com tesão) e me jogou de costas na cama. Minha cunhadinha ninfeta veio para cima de mim e apertou seus peitões contra meu peito. Nem vi ela tirar minha bermuda, sá senti quando ela passou a mão no meu pau. Lekinha disse então: “Nossa, cunhadinho, que pau grosso e duro! Que sorte da minha irmãzinha!” Meu pau mede 18x5 cm e estava nas mãos da cunhada safada. Perguntei a Leka: “Será que você vai aguentar, sua cachorra?” Ela, cheia de tesão, começou a bater uma punheta gostosa e respondeu: “Não sei, sá tentando mesmo... Mas agora vou fazer uma coisa diferente com você... Sei que minha irmã não gosta, mas eu adoro!!!” Lekinha passou a língua nos lábios, e desceu até o meu pau. Passou primeiro a língua na cabeça e deixou bem molhado para em seguida enfiar toda a cabeça na boca! Como aquela gata chupava bem!!! Eu disse: “Andou praticando, hein, safada!” Leka respondeu, entre uma chupada e outra: “Adoro chupar um pau. E um grandão assim como o seu... É uma delícia”. Mas as surpresas ainda não tinham acabado! Leka parou repentinamente e eu perguntei a ela o que tinha acontecido. Ela respondeu: “Vou te dar uma chupada inesquecível”. E pegou uma bala Halls preta que estava em cima da mesa da irmã. Depois de chupar um pouco a bala, chegou minha vez. Ela babou bastante no meu pau, lambeu, chupou e a sensação foi incrível! A bala deixou o boquete mais, digamos, refrescante! Sério, a diferença entre o geladinho que a bala deixava e o calor da boca de Leka estava me deixado louco! Leka começou, então a chupar com mais vontade e intensidade e também lambeu minhas bolas, mais uma sensação deliciosa! Não estava aguentando mais, e avisei Leka que ia gozar. Ela então me chupou até que eu mandei jatos de porra em sua boca. Lekinha não parava de chupar até a última gota de porra do meu pau, e eu me contorcendo de tesão em sua boca, enquanto aquele olhar de menina safada encontrava meus olhos. Lekinha engoliu toda a minha porra e disse que queria mais. Fomos então tomar um banho para relaxar para o práximo round. Enquanto passava o sabonete em seu corpo, eu disse: “Nossa, Lekinha, não sabia que tinha uma cunhadinha tão safada... Seduziu o namorado da irmã e chupou o pau dele na cama dela!” Leka respondeu com naturalidade: “Homem gostoso a gente não pode deixar passar, né! E aquela cama é mal utilizada que eu sei! Minha irmã me conta tudo o que vocês fazem lá. E eu quero fazer tudo o que ela não faz com você!” Que bom ouvir isso, duas irmãs gostosíssimas e com vontade de dar! Enquanto Leka me falava o que queria fazer comigo, meu pau foi ficando duro e comecei a esfregar ele em sua bunda. Ela olhou para trás e deu uma mordidinha no lábio... Estava pronta para voltar para a cama! Voltamos ainda um pouco molhados e recomeçamos o amasso. Beijei a boca deliciosa de Leka que tinha me dado tanto prazer há pouco e fui descendo para seus seios, enquanto apertava sua bunda. Enfiei mais uma vez meu dedo em sua bocetinha e deixei ela bem molhada. Lekinha gemia e decidi fazer ela gozar de novo. Aumentei os movimentos e em pouco tempo minha cunhadinha apertava minha mão entre suas coxas... Leka então passou a mão em um pau e começou a esfregar ele na entrada de sua bocetinha molhadinha e me pediu para comer ela. Peguei a camisinha que pretendia usar com minha namorada e coloquei ela no pau. Fiquei por baixo, deixando Leka sentar no meu pau. Ela dizia que estava difícil de entrar, que eu era muito grosso, mas o tesão foi maior e superando a dor inicial, Leka enterrou meu pau em sua bocetinha! Quando senti meu pau no fundo daquela boceta gostosa, o telefone tocou atrapalhando a foda que mal tinha começado. Lekinha atendeu e era Aline que pedia para Leka descer para pegar as comprar que tinha feito com sua mãe. Minha namorada estava na garagem do prédio e eu com o pau na boceta da sua irmã!!! Leka disse que eu tinha acabado de chegar procurando por ela e que ia descer para ajudar. Enquanto ela desligava o telefone, me vesti rapidamente e desci, enquanto Leka dava uma arrumada no quarto da irmã. Desci, dei um beijo em minha namorada e peguei umas compras. Subimos eu e ela no elevador sozinhos e ela me deu um beijo mais quente e disse que estava feliz em me ver. Passou sua mão pelo meu pau que ainda estava meio duro e ela disse: “Nossa, Ricardo, você também está feliz em me ver ou é impressão minha”? Sorri timidamente e disse que estava com saudade dela. Voltando ao apartamento, Leka me puxou de lado e disse: “Não pensa que acabou não, cunhadinho... Depois que você cansar bastante minha irmã e ela dormir, dá uma passadinha no meu quarto... Estarei esperando...” E deu aquela conhecida mordidinha no lábio...

A histária de como comi minha cunhadinha fica para outro conto!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


wild thermas conto eroticoCONTOSPORNO sapecaestupro senti prazer contosContos eroticos estruparam minha avo e mamaecontos ex namoradaconto erotico minha vizinha fode com o marido e pra me procarele domindo eu calvagando no pau deli contocontos eroticos..me f dinheirocontoseroticossandrabucetagandoContos fui violentada ate sangrar o cu e a bucetaContos eróticos! Pau gigante na lavoura me arrombouLingua na buceta contoscuzinho devastado a força contos eroticos Meu namorado virou corno contos teencontos neta da minha vizinhaconto eroticos aguentei mais d vinte e dois sentimetro d rola d meu sogroconto de mulata casada no onibusAmarrei minha neta bebada conto eroticoconto erotico arregaçadacontos exoticos no.cinemapus um cinto de ligas para fodercontos eróticos meu patrão assinou um contrato comigoeu minha amiga e meu namorado contos eroticoscomendo o cu da sogra contoconto porno pentelhos a mostracompadre taradoconto corno namorada bebadacontos eroticos gay com meu professorconto meu chefe me chupounamorada deixou cara de pau duro contospeguei minja mae e irma de calcinha contosnoite maravilhosa com a cunhada casada contosConto erotico troca de parceras com coroasxoxota as infinitasContos eróticos tia deixa sobrinho gozar na bucetacontos meu espooso come minha buceta e outro come meu cuContos eróticos gay Comido pelo Amigo do meu paiconto gay tio paciente comendo o novinho devagarinhocontos eróticos de sequestroconto erótico sobrinha. bem novinha fica esfrgando no colo do tio sem calcinhaminha mulher foi dominada contosfui dormir na casa do meu primo e ele acordou de pau duroconto eridico puta velhaContos eroticos Minha Ginicologista Meninas Nova Ftscontos minha esposa me ligou avizando que ia levar varacontos eróticos fiz meu irmão me enrabarContos eróticos te amo tioso contos de gay sendo aronbado por varios machos contos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaconto ele ficou sabendo do tamanho da bucetadormino na mesma cama com duas irmas fudeno uma e a outra ficano com tesaoConto porno apanhando de cintoO'Amante Daminha Mulhercontos de cú por dinheirocontos eroticos gretei quando minha bbuceta edtava sendo arregassadacontos fodi menininha por docescontos eroticos flagrei minha namoradamulher tranzndo com ponei realquero tua jeba rasgando meu cuMinha sobrinha pediu para eu dar um shortinho de lycra pa ela usa sem calsinha para mim contosContos eroticos tetas roxascontos eroticos de incesto inversão com mãe e filhinhocasa dos contos gay desgraçado arrombadorContos eroticos de podolatria com fotos de primas pedindo massagem nos pezinhos bonitosContos peguei a muler da roçadando padrasto contos eróticosme comeram na minha festa de aniversario conto eroticoFotos de gostosas de vestidinho colado dirigindo carrofiquei d calcinha e logo me comerao contos eroticosdeixei meu sobrinho me ver nua contoscontos fudendo minhas primas peitudascontos de incesto onde tio coloca sobrinha de nove anos no colofui consolar a cunhada carente comi ela contoscache:fqKHdRAEKq0J:studio-vodevil.ru/mobile/conto_27513_bebi-demais-e-virei-corno-na-praia.html conto erotico pedi um desconto para o gerente e ele me encoxoucontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casahistorias de afilhdas trepano com padrinhona viajem de trabalho a mulher transa com o chefe e gostou contoconto erótico papai obedecercontos eroticos chantageando a menina arroganteporno conto erotico novinhaContos de coroa sendo chingada e adorandocontos verídicos com garotas teenscontos menina menor calcinhafamily sex 2 - contos eroticosconto erótico esposa de férias e tal marido sem quererfilho t apa olhos a mae para preto foderbricando de video game apostado com os amigos contos eroticosconto erótico com sete anos meu tio chupou mlnha bucetinhaO amigo dele me comeu contoscontos eroticos outro pou de presente para minha mulhercontos heroticos de mandando a neta sentar no colohistorias de sexo eu e minha madrasta bia de rabo