Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A NINFA VIZINHA

Click to Download this video!

Sou assíduo leitor deste site. E sempre pensei em escrever alguma das minhas aventuras, mas sempre tive alguma dificuldade para iniciar, apesar que se conseguir concluir, acho que não paro mais, porque tem coisa viu rsssssssss.



Bom melhor começar me descrevendo, meu nome é Marcelo, tenho, 45 anos, 1.80alt, 95 kg, branco, cabelos grisalhos, e olhos castanhos esverdeados, moro em Goiânia, sou casado há 19 anos, comerciante. Mas o que irei falar não envolve a esposa, aliás ela nem sonha, e melhor que continue assim. Porque nem de sonho ela sabe como sou doido por uma farra.

Vou começar a contar sobre uma delicinha, era uma vizinha, práxima de casa. Marcia, tinha 1.60 e alguma coisa, morena clara, devia pesar uns 46kg, olhos e cabelos negros, era o pecado mesmo, e ela namorava um amigo nosso que infelizmente faleceu muito jovem. E ela uma muleca, que vivia andando na rua com um shortizinho muito apertadinho, toda cheia de graça. Eu já era casado mas como falei muito atoa rssss. Bom uma vez já no fim do dia, lá vinha ela passando enfrente de casa, e eu resolvi jogar uma prosa pra ver o que virava. Chamei ela dizendo que tinha uma coisa pra contar pra ela, ela toda curiosa veio pra perto de mim. Eu fui jogando uma, dizendo que tinha sonhado com ela, e que neste sonho era tudo de bom, e ela perguntando tudo de bom o que. Bom ai tive que inventar umas do tipo que no sonho, eu encontrava com ela num lugar tranquilo pra os dois, e que comecei beijando ela, e que dos beijos a coisa foi evoluindo pra uma pegação geral, e que logo ela estava pegando no meu pau, e eu despindo ela.

Ela foi ouvindo e arregalando os olhos e dizendo vc ta doido, vc é casado, ai tive que dizer que era um sonho, mas que adoraria que fosse realidade, ela se fez de desinteressada, mas eu fui insistindo ate que consegui sair com ela pela primeira vez.

Mas tinha um problema, onde levaria aquela ninfa, afinal ela era menor, sá tinha 19 para 19 anos, e toda miudinha, fiquei com medo, mas levei para um motel. E chegando lá, ainda apreensivo por medo do pessoal da portaria me aprontar alguma, mas não deixei transparecer muito, e comecei a por em prática tudo aquilo que esperava que rolasse com a pequena ninfa.

Nem estava acreditando que estava ali com aquela delicinha, porém não deixei por menos, comecei a tirar a roupa dela, sempre beijando muito, fiquei um tempo admirando, ate que ela começou a ficar envergonhada, mas não deixei esfriar. Tb tirei a roupa, e fui me esfregando e beijando ela pra todo lado, chupando os seios nada pequenos, mas sem exageros, ela toda moreninha com aquelas marquinhas, gente como era bom, nada de barriguinha e eu sá descendo beijando tudo, ate que cheguei na bucetinha, pensa numa xaninha deliciosa, já toda molhadinha, e que gosto, gosto de juventude, enquanto eu chupava ela ficava toda dengosa emitindo uns gemidos que pareciam um ronronar de gata mesmo rssssssss. Nesta época ela usava os pelinhos bem aparados, e sá com um tufinho na testinha. E eu ali mordendo nos lábios de leve, dando pressão no grelinnho e de vez enquando introduzindo a língua ate onde conseguia ir dentro daquela xaninha. Mas o melhor ainda estava por vir, quando passei o dedo naquele cuzinho vi que ela ficou toda acesa, a língua então, senti ele piscando, e isto já me deixou mais aceso ainda, depois que senti ela mais solta, e tendo percebido que ela já tinha tido seu orgasmo nas xupadas, era hora de comer aquela delicia.

A primeira penetrada foi de ladinho bem abraçadinho e mordiscando o pescoço dela, apertando os seios, passando a mão na barriga, e chegando ate a testinha da xana, ia e voltava enquanto já bombava, e ela sá no ai, ai, ai, mas não era de dor, era de tesão mesmo rssss, eu sá me controlando pq não queria gozar logo, passamos pra um papai e mamãe, onde depois de um tempinho já passei as mãos por baixo das pernas dela, e ergui jogando praticamente nos ombros e bombei forte, que ela colocou a mão na barriga e pediu pra ir mais devagar, e eu pra não assustar resolvi, por ela de quatro, ai sim eu bombei forte, pra gozar mesmo, e enquanto isto alisava o rabinho dela, e pra ver se rolava molhei o dedo com saliva e dei uma introduzida de leve, e nada dela reclamar. Bom gozamos os dois, tomamos um banho onde lá brincamos um pouco mais, onde ela mostrou serviço no oral, ainda brinquei que meu amigo falecido tinha ensinado direitinho rsssssss, ela toda sem graça mas não deixava cair o rendimento, so parou qdo comecei a gozar, onde ela recebeu o primeiro jato ainda na boca, ai ela apertou o danado e ficou guspindo a porra, e me masturbando e os outros jatos iam no rosto e nos seios da danadinha. Depois disto nos vestimos, e deixei ela perto de casa, com a promessa que ainda teríamos muito mais, e como tivemos viu, depois conto mais um pouco sobre esta minha amiga rsssssssssssss



Se alguém tiver gostado, pode me mandar algum cometário para o email [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


http://transei com pastor gay no banheiro contos eroticos gayconto erotico eu peguei meu pai comendo cu da emprega na marraBdsm truco contopauzudogosaContos eróticos minha prima dica qué seu namorado não dava contaminina pela de mostrngo a busetacontos eroticos vi minha filha com uma calcinha fio dental atolada no cucontos porno peguei o menino de ruacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos eroticos gays come meu pai bebado mais o meu amigoEu morava sozinho na cidade a filha do meu amigo ela veio do interior pra ela ser minha empregada conto eroticocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaquero ver menininho dançando com shortinho dando molecontos eroticos de irmã chupando pinto pequeno do irmão novinho de idadecontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casabunbum malhados pornoduas irmas gozando juntas conto eroticofazendo gozar mulher casada darlene contosdei contoscontos erotico o dono do mercadinho de pau durotravesti jhuly hillscontos eroticos com emprega da vizinha dando carona dia de chuvame vinguei da minha mae contoswww.contotio/mecomiaSou gay e tranzei com um travest contos eroticocontos eróticos f****** minha enteada fogosaContos eroticos com animaiscontos eróticos casado com amigo casadoContos: estou espirrando dentro da bucetinha da minha filhinha pequenaencoxol com jatos de porracontos eu senhor josevidio porno de marido trasando com a esposa em quanto ela faz ais coisas na continhavideo pica paucontos eroticos estuprada no onibusporno meu primo e um jegue minha mulher adoroupassou ky no pau e empurou no cu delaContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de primas gatas contos eróticos para ler a sograminha enteada gost contoscontoseroticoscomendo a coroa loira e a filha delaala pediu eu gosei no cu delaconto erotico gay: meu amigo japones me arromboucontos erotico de mae se apaxona pelo xixi da filhatitia perguntou se ja tinha comido um cuzinho xnxxvemo espoza chupamo autro mo carmaval xxvidioconto erotico neu rabo seduziu meu subrinhovou contarcomo transei com minha primaContos erotico marido bracinho corno de negaoComo posso acaricialo com tesaocontos eroticos meu alunocontos eroticos namorado da minha mearromba todo dia"ficava mexendo no pau"ele me comeu a xana sem medo contos eroticosContos de Capachos e submissos de garotasconto branquinha casada trae com negoesconto minha sobrinhas curiosas Conto erotico viuva carentedei pra um estranho num baile e meu marido viu conto eroticoconto erótico eu meu namorado e minha amigame apaixonei pelo um travesti - contos eroticoscontos eroticos de mulheres rabudasnao contar para ninguem da familia. Quando eu achei que o papo ia terminar ali, ela me fez a pergunta que levou a tudo: perguntou porque eu tinha tanta coisa sobre lésbicas incestuosas no pc? Quando ela me perguntou isso, confesso que pensei em desconversar, mas aí pensei também que ela não faria essa pergunta à toa. Aí comecei a falar que aquilo me excitava muito, que gostava de ler sobre aquilo. Sem brincadeira, acho que a gente deve ter ficado uns 10 segundos em silencio ali na cama, depois que eu falei isso. Uma olhando para a outra. Aí, ainda bem, ela tomou a iniciativa, colocou a mão na minha perna e perguntou: Você pensa em mim?  Contos lesbicas sou casada e minha comadrd me seduziucontos meu cu e grandeme comeram contos teenmamaes safadas atacam filhos e filjaacontos fudi a filha do meu manoNovinha Bebi porra do meu amigo contomete essa picona do cu do meu maridinhoconto erotico 6 aninhoscontos eroticos.o tio da borracharia me mostrou o paucontos de incesto minha filha se tornou um mulheraocom amigo na praiaconto eroticoSou casada fodida contoVovo rabuda e seus contos eroticoscontos eróticos de bebados e drogados gaysminha cunhada uma p*** contos eróticoshomem comeno a espoza de pois asograconto erotico tomei leite meu paicontos eroticos meu sobrinho na casa de swingcontos/comi a mae e tirei o cabaco da filhacontos eroticos priminha rabuda no colocontos eroticos estrupador gozou dentro das mulheresConto gostoso picante pai