Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CHANTAGEANDO A SOBRINHA

Click to Download this video!





Meu nome e Ricardo, 28 anos, magro, trabalho com vendas e frequentemente tenho que viajar.

Normalmente passo semanas em quartos de hotel, porem coincidiu naquela semana que meu trabalho seria na cidade onde minha irma mora, pra baratear os custos da viajem pedi hospedagem na casa dela, minha irma Claudia tem 35 anos e cria minha sobrina de 14, Ana, sozinha.

Ana, como toda ninfeta eh linda, branquinha e de pele bem macia, sempre que estava de passagem pela cidade visitava minha irma e minha sobrinha, entao tinhamos um bom relacionamento, de carinho liberdade pra conversar e estas coisas de família.

Eu como sou solteiro sempre fui de muitos amores, gostava muito de sexo e principalmente de mulhers novas

nao importando a idade, se tivesse um corpo formado eu nao negava fogo.Nunca foi dificil ter sexo,na verdade eh relativamente facil se voce nao se deixa levar emocionalmente.

Ja na casa de minha irma, ficava ao lado do quarto de Ana, dois corredores do quarto de claudia, a casa tinha dois pavimentos, os quartos na parte de cima, cozinha sala e demais em baixo.

Minha irma trabalhava o dia todo, e minha sobrinha estudava na parte da tarde eu ficaria por ali umas 4 semanas, matava a manha e preferia comecar a trabalhar a tarde ateh a noite.

A noite enquanto minha irma fazia a janta, Ana aproveitava pra ir ate o meu quarto pra conversarmos

gostavamos muito um do outro, e as conversas eram sempre corriqueiras.

costumava atualizar minhas manhas para atualizar minhas planilhas, e naquela manha manha meu modem acabou nao funcionando, pensei em usar o computador de Ana, mas como ela provavelmente estava usando o mesmo, achei melhor fazer isso na parte da tarde quando ela iria pra aula.

naquela tarde entao fui ate o quarto de Ana, tipico de quarto de adolecente, com paredes pintadas e fotos de cantores e atores pregrados na parede, seu computador nao era diferente. Depois de terminar o trabalho resolvi dar uma olhadas nas fotos da familia, que nao podia estar muito presente. eram muitas fotos,mas algumas que estavam mais escondidinhas me chamaram mais atencao, eram de Ana em poses mais sensuais, nela Ana estava de calcinha frente ao espelho, e sem sutia, eram poses bem sensuais, pra uma menina que naquele momento nao parecia tao menina assim, seu corpo magro escondia belas curvas sob as roupas

meu pau ja comecava a ficar duro com aquela situacao, era minha sobrinha, mas era muito gostosinha quando achei uma foto em que ela estava de quatro em frente ao espelho entao fiquei pasmo, sua bundinha

era lisinha redondinha e branquinha, com uma calicinha de algodao talado no rabo, ela ja sabia o quanto era boa

nao sei pq tirava as fotos, pra manter o proprio ego talvez, mas eu adorei, juntei todas as foto que tinha no meu

pen drive e fui pro banheiro bater uma punheta,e depois prossegui com minha vida normal.

A noite como de costume Ana foi ate o meu quarto, depois de conversar um pouco disse a ela que tinha uma coisa

pra mostra-la, liguei o note pedi que ela sentasse ao meu lado, e coloquei as fotos

sua pele branquinha logo avermelhou, Ana nao sabia o que falar nem o que fazer, entao interrompi o silencio

-tudo bem Ana, isso eh normal hoje em dia, eu entendo

-Nao conta pra mae, ela logo disse

-Claro que nao disse eu, eu vou ateh te ajudar

-como

-Vou te ajudar a tirar mais fotos

-mas eu nao quero .Ana disse

-voce que sabe, mas sua mae nao vai gostar nada disse, e eu conheco bem minha irma

-Ana comecou a chorar, mas eu tinha que ser firme

-Olha, amanha pela manha a gente conversa

O jantar foi quase normal, minha irma perbeu que Ana nao estava bem

mas achou tudo normal pra uma adoslecente

naquela noite eu sabia que nao ia dormir direito e nem Ana

eu por tesao e ana por tensao

depois de rolar na cama tentando dormir sem sucesso, bati a porta de Ana coma camera na mao

-oi sobrinha, na maior cara de pau eu disse, posso entrar?

e ja fui entrando, fechei a porta, Ana dormia com um babydoll tao curto que meu pau enrijeceu na hora

-pensou no assunto?

-sao soh fotos neh tio? ela perguntou

-vai depender de voce Ana, achei q vc gostasse de mim Ana

-eu gosto tio, mas nao esperava por isso, to nervosa

-relacha Ana, senta ai na cama e vamos conversar

-foi quase uma hora de conversa ateh que ela ficasse mais calma, disse q ela nao preisava ter medo

eram soh fotos, perguntei pq ela tivava as fotos e ela me disse que tirava porque queria saber se estava bonita

Normal, afinal quando as adolecentes estao crescendo elas querem parecer mulheres

-quer saber minha opniao de homem Ana?

-quero tio

-Pelas fotos que eu vi voce ja esta uma mulher, seu corpo eh muito bonito

-verdade?

-claro, eu posso ver isso agora, voce ja eh uma mulher

-vou tirar umas fotos agora, se voce for se sentindo melhor pode ir tirando um peca ou outra de roupa, ta

-ta bom, pode tirar tio. ela disse com uma carinha de menina

Tire algumas fotos dela sentada na cama, pedi pra ela fazer cara de mulher e ela deu um sorriso

isso era bom sinal, ela ja estava bem calma

-Otimo Ana, vc esta linda, agora deita um pouquinho

ela entao deitou timidamente na cama, seu babydoll curto ficou ainda mais, sua belas coxas apareciam bem, suas pernas estvam entre abertas e sua barriguinha aparecia, assim como o volume dos seus peitinhos

tirei fotos de varios angulos, sempre tecendo elogios e brincadeiras

-viu como voce eh linda Ana? ela se derretia e eu mostrava as fotos

-que vc acha de virar de brucos? finge que ta dormindo

-ta bom tio

-isso, finge que vc ta dormindo, relaxa. Deitada de brucos ela abriu as pernas, delineando bem sua bundinha redonda

fiquei morto de tesao, cheguei perto tirei varias fotos e de leve puxie o shortinho pro lado

ela abriu os olhos e perguntou.

que foi tio?

-nada soh tava arrumando pra vc ficar bonita, alias, muito bonita sua calcinha rosa

-gostou tio?

-adorei, posso tirar o short

-nao sei tio, to com vergonha

-nao precisa ficar, afinal eu ja te vi soh de calcinha, fazemos o seguinte, eu tiro a camisa tambem

Quando tirei a camisa, acho que ela percebeu o volume na calca mas ficou quieta

-e agora? posso tirar

-ta bom tio, soh pq vc eh meu tio

Bem devagar fui puchando aquele short, e sua bundinha gostosa foi se mostrando

somente de calcinha agora pude tirar melhores fotos

-Levanta um pouco a bundinha Ana. ela impinou a bundinha sem reclamar.

a partir deste momento ela fazia a pose que eu pedisse, ja estava ate gostando

-Tio, e se eu abri um pouco a perna assim?ela abriu bem as pernas, soh me restava agora tira a roupa toda

-que tal tirarmos a calcinha Ana

-Ana, ai nao tio, vc vai achar q sou uma vagabunda

-Claro que nao, ja chegamos ateh aqui, que custa

-Não tio

-ta bom, fica de quatro então. Quando ela ficou de quatro cheguei perto

-vou puxar sá um pouquinho ta, e puxei a calcinha pro lado, tomando cuidado pra tocar naquela bucetinha fofa

-tiooo, ela disse

-calma não doeu nada não foi?

como ela ficou de quatro ainda, peguei e puxei ate o joelho sua calcinha

Sua bucetinha era bem gordinha e polpuda, com lábio bem definidos, meu pau não aguentava mais, e agora a cabeça já

saltava pra fora da calca, quando ela viu, ficou meio assustada, sai da posição e disse

-que isso tio, nos não vamos fazer mais nada

-claro que não Ana

Tira a calcinha e vamos tira mais fotos

-isso, abre bem as pernas e finge que ta dormindo

Quando ela fechou os olhos, não resisti, cheguei bem perto e dei uma linguada na sua bucetinha

ela abriu os olhos assustada, pensou em dizer alguma coisa, mas balbucio, aproveitei a deixar e dei mais uma chupada

-assim fica melhor eu disse, bem molhadinha vai dar fotos átimas

Tirei mais algumas fotos e cheguei bem perto da cara dela com o pau duro, agora eu ja tinha aberto o ziper e ele tava solto

mas ela não estava a vontade, pedi pra ficar em peh e se apoiar na parede,e arrebitar a bunda, dei uma chupada na buceta e no cu por tabela, senti um leve gemido de Ana

-posso continuar Ana? ela fez que sim com a cabeca, aproveitei a deixa e beijei sua bundinha e fui subindo pela costas e ateh o pesco, ela ficou toda arrepiada, mas estava adorando. quando a cabeca do meu pau tocou sua bunda, ela se assustou

-Tiooo, disse ela com voz sonolenta

eu sabia que ela queria dizer nao, mas seu corpo dizia sim

abracei seu corpo com vontade, tirei a parte de cima e segurei com as duas maos seus peitos, encaixei o pau no meio da bunda e fiquei bolinando ela

eu ja estava quase gozando, nao ia aguentar muito aquilo

deitei ela na cama, e beijei seu corpo todo

voce eh virgem? eu perguntei

-nao tio, mas voce nao vai fazer nada vai?

-hoje nao minha linda. Eu disse

-so quero que voce chupe, coloquei meu pau na boca dela

ela chupava desejeitada, mas meu tesao era tanto que alguns segundo depois

seu rosto estava todo lambuzado

ela disse- Que nojo tio, nunca fizeram isso comigo

desculpe Ana, mas nao aguentava mais

por hoje terminamos Ana, mas amanha tem mais foto ta

-porque tio? voce ja tirou bastante.

-nao as que eu queria, amanha eu volto, amaha pela manha ta?

Antes de sair ainda tirei fotos dela gozadinha com as pernas abertas, sua buceta era linda

mas eu sá iria come-la na manha seguinte e mal podia esperar.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos erótico eu casada dando na pescariacontos meu filho adora pega as minhas calcinhasContos eroticos curtinhos sogra sondando a cadela lambendo o pau do genrocontos bund 130cmcontos meu marido nem percebeuContos eroticos home xupno xanacunhada casada e timida linda contosdei minha mulher pra outro comerMeu ex primo viuvo conto eroticoeu professora conto lesbicacontos eróticos gay advogadoConto erotico as amiga carente da minha maecomendo o c* gostoso bronzeadinha e g************* de uma r*****meninas com bucetinhas piticas pornocontos traidoraesposafiodentalcontocontos eroticos sobre voyeur de esposaConto gay - menininha do paifraguei meu garotinho de seis anos mamando o pau do vizinho contos eróticos gayconto picante incesto gay discretamente passivo e ativos incesto gayZoolofia cominha cadela ler istoriacontos amigas virgensconto erotico calcinha no varalcontos gay - um viadinho estuprado muita dor humilhadoContos eroticos mae e filhos numa festa peladoscontoseroticosdeincesto/irmaoeirmaMeu pastor chupou meu cu buceta e teta contocache:fqKHdRAEKq0J:studio-vodevil.ru/mobile/conto_27513_bebi-demais-e-virei-corno-na-praia.html esporra encorpada na bocaMinha sobrinha sentou no meu pau peludo contoeroticocontos com fotos no carnaval levei chifrecontos eroticos incestos primeiro foi o meu irmão agora e meu paia primeira vez com homem casadocontos eroticos de vadiaContos enganei minha esposa vendei ele eo meu amigo comeu elacontoerotico. esposa ocupada é ajudada pelo garoto.contos eroticos incesto putinhaContos escrava sexual do patraocontos eróticos menina pequena dá o c* no pedágiocontos eroticos escravizada e usada por um tarado IVprimeira vez com travesti contos eroticoscontos porno.vendeu o cuana roludo cenfo cu da coroapai e filinha pequen q deixa pai come ela contosContos d uma mulher virgem amarrada no curral e estupradaMinha esposa adora um homem negro contos eroticosenrabado no campingcontos eróticos genroContos de loiras com negroscontos trai meu maridocontos esposas putas castigadas no cuporno idoido na purberdademulheres peitudas contos eroticospego teu pau e coloco no meu cuzinhonosso primeiro ménage com um colega de trabalho - relatosSou casada fodida contoconto erotico de assaltoconto porno gay putinha de váriosde calcinha na frente do meu pai contoscontos eroticos com a velha vizinha cabeludacontos minha mulher me pediu pra comer a irma delazoofilia tesouralesbicas picando rebolando gozando chupandos colososXvidio irmã sozinha painega gosta de fude degar gostosocontos meu padrato comeu meu cuzinho enquanto eu fingia esta dormindoconto esposa com negãocontos de minha sogra cheirou minha cuecadomindo sentir o dedo do meu tio na minha bucetatitio disse q ia fazer passar a vontade de fazer xixi contos eroticoscontos de sexo anal bissexual com mulheres gordas comendo marconto erotico comi.a .mulher.do meu amigo.corinthianocomvidando e comendo amiga de sua mãeporno bundas muitissimo leve ou seja moleContos gay pinto pequenofoto pirozaocontos gay cuzinho frouxo