Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

HISTÓRIA DE UMA ESCRAVA SEXUAL

Click to this video!

Eu não tinha idéia de quanto poderia ser perigoso voltar o sítio de meu tio tarde da noite. Achava que por ser interior era tranquilo. Me enganei.

Tinha ainda 19 anos e corpinho de violão. Aliás, corpão, pois meus 1,70m eram muito bem distribuídos. Seios fartos, bunda empinada, coxas grosas e cintura fina....gostosona mesmo.

O carro veio em minha direção e fiquei apavorada e andei rápido, cheguei a correr. Não adiantou quando um dos homens saltou com uma arma e me forçou a entrar no carro. Foram muito claros: não iriam me estuprar. Iriam me vender.

Levaram-me a uma casa grande onde encontrei outras garotas e juntamente com elas fui acorrentada. Todas nás estávamos bastante assustadas e chorávamos muito.



Dois dias depois aconteceu o leilão. Fomos colocadas lado a lado nuas. Homens e mulheres (poucas) percorriam a fila para nos inspecionar. Ao lado havia cadeiras de ginecologistas. Descobri logo o motivo: seríamos examinadas detalhadamente pelo comprador interessado. Vitor, o homem que fez o maior lance para me comprar, devia ter uns 30 anos. Depois descobri que era filho de fazendeiros ricos e que os homens da família tinham essa tradição de comprar escravas sexuais. Depois de aberta por um alargador ginecolágico e examinada (ele e outros enfiaram os dedos em minha bucetinha) ele pagou a quantia e me levou embora. Nem ao menos me vestiram.



Fui levada a uma fazenda. Fui amarrada num pelourinho e o Vitor me disse como deveria agir. Eu chorava muito e nem conseguia prestar atenção no que ele falava. Por isso levei vários tapas na cara para me acalmar, pois estava quase histérica. No fim entendi que deveria chamá-lo sempre de Sr, obedecê-lo sempre e que seria sua escrava, e muitas vezes, seu animal de estimação. A maioria das vezes fui a cadelinha dele.

Logo na primeira hora amarrada o Sr Vitor mandou chamar os empregados. Eles vieram correndo, pois já sabiam que o patrão tinha do comprar a sua nova escrava. As anteriores, depois de não prestarem mais eram vendidas novamente para o puteiro da região. A primeira noite na fazenda era uma festa para os peões. O Sr Vitor liberava que eles me apalpassem e que enfiassem dedos em mim. Ao todo tinha 4 peões. Era amarrada de pernas abertas e eles faziam essa festinha em mim.......nada de penetração, somente pegação e dedos. Eu chorava copiosamente, mas sentia a minha bucetinha quente latejar. Por isso, pois deveria ficar calada, apanhei de chicote. Os peões perceberam o calor da minha xana e riam me chamando de puta e vadia. Depois que eles me apalparam bem, um dos peões me colocou a coleira e meu Sr me levou p a casa. Como minhas pernas estavam moles, não aguentava andar de 4, fui arrastada pelos cabelos até a casa.

Em casa fui amarrada no teto. Meu Sr disse que iria sentir tudo aos poucos. Por isso nesse dia somente seria essa a minha experiência. Deixou-me lá amarrada e foi dormir. Meu cansaço era tanto que praticamente desmaiei de sono e cansaço depois de várias horas chorando.

No outro dia, ele me tirou das cordas e novamente com a coleira me levou ao quintal e me apresentou a minha “casa”. Uma casinha de cachorro. Abriu a mangueira e me deu banho como a uma cadela mesmo, não deixando de lavar a minha bucetinha e meu rabo com escova de dentes. Depois de me alimentar com frutas, ele me passou para um dos peões que me lavou por dentro do anus com enema. Sofri muito com o tubo enfiado no meu cuzinho virgem que introduziu o liquido viscoso. Depois de minha barriga ficar inchada fui levada ao banheiro onde evacuei até a alma de tanta coisa que coloquei para fora. O peão depois abriu meu rabo com o alargador e terminou a limpeza com a mangueira. Gritava muito mas, a hora da mangueira fiquei excitada, tanto que o peão me deu vários tapas nos seios pois os mamilos estavam tesos.



Depois disso fiquei pronta p meu dono.............. continua

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos é hoje que vou te fuder todacontos eroticos calcinha desaparecendovideo porno mulher do meu amigo de chotinho na festa casa dele realidadePai filha mijando na praia contos eróticosConto erotico entalouconto mingau. de porracontos eroticos chantageada pelo segurança da lojadei minha bucetao mestruada e ingravidei contosFui cuidar do meu sobrinho doente e transei com ele contosContos eroticos com esposas que foram arrombadas pelo tio do maridocontos eroticos menina de 07anos dando a xaninhaContos não consigo deixar de pensar naquele pau enormefotos derabudas na academia roupa brancaconto de casada fudendo com outrocontos eróticos sadomasoquismo exttemoContos eróticos garotinha com garotosestuprada na lanchonete contoscontos eroticos primo da esposafoi buscar a cunhada para a festa e meteu gostoso nelaContos olhando a mãe daLingua na buceta contoscontos eróticos locador com comeu a inquilinaContos erotico menina de nove anos no bosquechegou na casa da visinha e ja foi logo comendo a safadsozinhacom primo contos coroascontos e vidios de patroas tranxessual fudendo empregadasminha professora me deu carona e pegou mo meu cacetecontos gay fetiche em gordinhocontos erotycos encochadas no metrocomo dopar uma mulher e fazer sexo contocontos comendo a enfermeiracontos eroticos meu sobrinhoTenho 103 cm de bunda.conto eróticocontos eróticos prima e irmãcondos erodicos perdendo virgindadeconto lesbica professora dominadahome acordo de manha com uma bela chupada do paucontos - sobrinha tomando leiteestou sendo chantageada mas não posso contar meu marido quantos eróticosgostosinha bonitinha bundinha nova doze anos dando contos eroticoshttps://googleweblight.com/?lite_url=https://idlestates.ru/conto_26340_estupro-da-madame-pelo-seu-funcionario.html&ei=E_WimWma&lc=pt-BR&s=1&m=800&host=www.google.com.br&ts=1494280466&sig=AJsQQ1DZ_YRUE-wcRdaFd_Iqz-LQ-hyz5Afiquei excitada e dei para um mendigocorno obrigado a chupar pica contoconto eróticos comi minha prima mae solteira carentedupla perfeita uma chupava meu pinto e a outra chupava meu cudesvirginando sobrinha2paus nu mesmu buracucontos eróticos de famílias pela primeira vez participando da praia de nudismobuceta virgem sendo chupada e descabaçada por coroas contosconto de encesto meu pai ficou empotenteconto erotico de o amigo de meu namorado me comeu na casa dele e ele nao viucontos eróticos com mulher vizinhacontos eroticos comi minha madrinha na cama do meu padrinhoConto eroticos das coroas 42 lindas e gostosas de 41 anos com teu afilhadoMinha filhinha com shortinho muito curtinho ve contosme fode me arromba seu velho safadoMeu nome é Suellen e essa aventura foi uma delícia.rnSempre nos demos bem, erámos vizinhos e amigos. Eu tinha 18 anos, ele 16. Nossas casas são práximas, tanto que a janela do quarto dele dava pra janela do meu quarto. Eu sempre gostei de provocá-lo,contos eroticos minha mulher gosta de apertar minhas bolascache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html surra vaginal amordaçada contocomo o magrinho me arrombou a buceta contos home pelado com nome ketlyncontos eroticos proibidos meu tio encheu minha boca de porracontos eroticos paulo e bruna parte 2Contos eroticos humilhado seioscontos e vidios de patroas tranxessual fudendo empregadasconto erotico rabuda cintura fina peituda casada visitaContos excitantes sou gaúchacontos eroticos com a velha vizinha cabeludaminha tia coroa crente de 57 anos contocontos eroticos detonou a crenteesposa na praia de nudismo passa lama contocontos eroticos de comi minha. sograrelato ocaseiro do sitio arrombou o cu da minha esposaComo fazer um cabacinho liberar(conto gay teen)porno zoo insesto e dominacao en contos eroticos