Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

HISTÓRIA DE UMA ESCRAVA SEXUAL

Click to this video!

Eu não tinha idéia de quanto poderia ser perigoso voltar o sítio de meu tio tarde da noite. Achava que por ser interior era tranquilo. Me enganei.

Tinha ainda 19 anos e corpinho de violão. Aliás, corpão, pois meus 1,70m eram muito bem distribuídos. Seios fartos, bunda empinada, coxas grosas e cintura fina....gostosona mesmo.

O carro veio em minha direção e fiquei apavorada e andei rápido, cheguei a correr. Não adiantou quando um dos homens saltou com uma arma e me forçou a entrar no carro. Foram muito claros: não iriam me estuprar. Iriam me vender.

Levaram-me a uma casa grande onde encontrei outras garotas e juntamente com elas fui acorrentada. Todas nás estávamos bastante assustadas e chorávamos muito.



Dois dias depois aconteceu o leilão. Fomos colocadas lado a lado nuas. Homens e mulheres (poucas) percorriam a fila para nos inspecionar. Ao lado havia cadeiras de ginecologistas. Descobri logo o motivo: seríamos examinadas detalhadamente pelo comprador interessado. Vitor, o homem que fez o maior lance para me comprar, devia ter uns 30 anos. Depois descobri que era filho de fazendeiros ricos e que os homens da família tinham essa tradição de comprar escravas sexuais. Depois de aberta por um alargador ginecolágico e examinada (ele e outros enfiaram os dedos em minha bucetinha) ele pagou a quantia e me levou embora. Nem ao menos me vestiram.



Fui levada a uma fazenda. Fui amarrada num pelourinho e o Vitor me disse como deveria agir. Eu chorava muito e nem conseguia prestar atenção no que ele falava. Por isso levei vários tapas na cara para me acalmar, pois estava quase histérica. No fim entendi que deveria chamá-lo sempre de Sr, obedecê-lo sempre e que seria sua escrava, e muitas vezes, seu animal de estimação. A maioria das vezes fui a cadelinha dele.

Logo na primeira hora amarrada o Sr Vitor mandou chamar os empregados. Eles vieram correndo, pois já sabiam que o patrão tinha do comprar a sua nova escrava. As anteriores, depois de não prestarem mais eram vendidas novamente para o puteiro da região. A primeira noite na fazenda era uma festa para os peões. O Sr Vitor liberava que eles me apalpassem e que enfiassem dedos em mim. Ao todo tinha 4 peões. Era amarrada de pernas abertas e eles faziam essa festinha em mim.......nada de penetração, somente pegação e dedos. Eu chorava copiosamente, mas sentia a minha bucetinha quente latejar. Por isso, pois deveria ficar calada, apanhei de chicote. Os peões perceberam o calor da minha xana e riam me chamando de puta e vadia. Depois que eles me apalparam bem, um dos peões me colocou a coleira e meu Sr me levou p a casa. Como minhas pernas estavam moles, não aguentava andar de 4, fui arrastada pelos cabelos até a casa.

Em casa fui amarrada no teto. Meu Sr disse que iria sentir tudo aos poucos. Por isso nesse dia somente seria essa a minha experiência. Deixou-me lá amarrada e foi dormir. Meu cansaço era tanto que praticamente desmaiei de sono e cansaço depois de várias horas chorando.

No outro dia, ele me tirou das cordas e novamente com a coleira me levou ao quintal e me apresentou a minha “casa”. Uma casinha de cachorro. Abriu a mangueira e me deu banho como a uma cadela mesmo, não deixando de lavar a minha bucetinha e meu rabo com escova de dentes. Depois de me alimentar com frutas, ele me passou para um dos peões que me lavou por dentro do anus com enema. Sofri muito com o tubo enfiado no meu cuzinho virgem que introduziu o liquido viscoso. Depois de minha barriga ficar inchada fui levada ao banheiro onde evacuei até a alma de tanta coisa que coloquei para fora. O peão depois abriu meu rabo com o alargador e terminou a limpeza com a mangueira. Gritava muito mas, a hora da mangueira fiquei excitada, tanto que o peão me deu vários tapas nos seios pois os mamilos estavam tesos.



Depois disso fiquei pronta p meu dono.............. continua

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


cache:a_zOfGtuspUJ:tennis-zelenograd.ru/conto_14627_marido-confiante-mas-nem-tanto..html www.contos eroticos madrinha virgem da cu cagandocontos à canzanaesposa e filha de fio dental e eu contosconto marido do ladovoyeur de esposa conto eroticoesposa da o cu au marido sorindacontos eróticos marido Cafajestecache:FPfKk_mm7mAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_9_9_zoofilia.html fui trepada pelo jegue di meu sogro. conto eróticocache:a5veIybm53wJ:studio-vodevil.ru/conto-categoria_4_68_incesto.html contos eroticos/estupro/gangbang/final de semana todoContoseroticos minha mulher na passagem no anocontos porno eu e meu amigo fudendo minha maebuceta gegadecontos eróticos com vizinha viúvamunher ce mastuo eu ficonto erotico velha gorda desesperada por pirocacontos eroticos fudendo a mae travesticontos eroticos gosto de chupar buceta suada e ensebadavideo porno enxergando uma buceta na outra ate gozar e mela todinhacontos eroticos a bunda gostosa da minha cunhadaEu fudi toda a familia do meu amigo fudi a filha dele fudia a esposa dele fudi a cunhada dele contos eroticoscontos travesti que sai leite dos peitoscontos eróticos eu meu melhor amigosexo-gostoso-numa-ilha-paradisiaca..comcontos virei femea na republica gaycunhado da piroca grossa deixa sogra doidinha,contos e relatos eroticoschantagem com irma contoshoje eu comir a bucetinha da ester de cinco aninhoscontos eróticos bem depravado de bem picantewww.dei a buceta com dez anos contoporno encejo com sogra e sogro conhiadasprimeira vez com o primo gay contoconto erótico sexo com violênciatrai meu marido na hora do futebol dos contoscontos esposa olhos vendados fudendodando uns amasso na minha sublinha e acabei gozando nas pernas delaConto eu e esposa banho amigo bebadocontos eroticos de comi a bunda da mae da minha amigacontos eróticos casal ônibuscontos lesb ralar a xanacontos eroticos mãe gostosacontos eroticos comendoa crente no trabalhoContos erótico minha enteada meu colo .dei leitinho na boca de uma novinha de contagem contos eroticossobre lamber e chupar a vaginacontos eroticosconto erotico incesto sonifero filhagarotinha contosuma dupla penetração com vibrador contosminha cunhada uma p*** contos eróticoslevou boquete da irmã caçula dis que gosta de chuparver travesti dano o cu pra sincaras r chupano pimtocontos eroticos espadinho com o pau relatos de anã transandotu manmou desse meladinho entt sobe casetecontos minha filha e puta desde pequenacontos de incestos posando na sograconto erotico com coroa casado amigo do meu paiviajei e transei no onibus marido corno assumidorelatos eróticos sexo com aluno especialNovinha enlouqueçeu os pedreirosdandoprocaipiracontos fodi com o meu sogro gstsninfetas lésbicas beijando o peitoral dos travestisconto erotico sogra seu filho tem um rola grossacontos tudo enfiado no cucunhadas esfomeadascontos eroticos hospitalContos porno dei cu p me sogro por chantagemCasa dos contos: Virgem na baladaconto erotico tirei a calcinha da gataestuprado pelo pai na infancia gay contoempinoi o cu e levou rrolasnovinha.da.favela.com.amiga.olhando.homem.tocar.punhetapeladas com cu e a bunda melada de manteigavideo porno minha vizinha mim vizitou aki em casaviuva ecitada ver filho tomando banho e da pra eleprimeira mulher a fazer zoofilia.no cinemacontos gays meu cuzinho me chamava de festaconto erotico japonesinhacheirei o fundinho da calcinha usada da minha tia safada contosela me contou que estava com a buceta toda assada de tanto fuder com eleComendo cu de mulher dormindo conto eroticoeu quero mamar nos peito da minha esposa Lurdeminha irma envagelica encestovídeos de porno mulher gazando espirrando no caralho grande tremoramelhor buseta de bashia do mundo gosanoconto e foto da Branquinha casada e g*****contos de sobrinhas sem calcinha na igreja sentada no colo do tioContos de mãe que adora ver sua filha casada, trepando com seu genroconto erotico minha mae me ensinando a transar