Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DIA NA FLORESTA

Click to this video!

Oi sou a Bruna, já postei outras histárias que aconteceram comigo, neste site. Tenho 1,75, seios fartos, cintura fina, pernas grossas, bunda arrebitada e uma buceta grande e gostosa. Sou liberal e no sexo sempre estou pronta. Pois bem, o que vou relatar hoje aconteceu num dia que a minha amiga Carol me chamou para ir fazer trilha com ela e uns amigos na Floresta da Tijuca, aqui no RJ. Adoro o contato com a natureza, e fazer trilha tb eu gosto. Peguei o meu material, coloquei uma bermuda e uma camiseta, calcei o both e pus um meião que vinha até o joelho e fiquei aguardando meus amigos virem me buscar. Quando chegaram, conheci os outros dois participantes da trilha, o Cadu e o Ricardo, que eu já conhecia de vista. Durante o trajeto fomos conversando sobre q trilha íamos fazer e logo chegamos ao local. Material nas costas e demos início ao percurso. Depois de umas 3hs de caminhada percebi que estávamos perdidos, pois os meninos não conheciam bem as trilhas e pra variar esqueceram o mapa. A nossa sorte é que encontramos uma cachoeira e demos uma parada para descansar e tentar encontrar o caminho de volta. Os meninos resolveram cair na água e eu e Carol resolvemos aproveitar do nosso jeito. Fomos até umas pedras e colocamos nossas mochilas lá e fomos tirando nossas roupas e guardando dentro das bolsas. Quando saímos, subimos na pedra na beira do laguinho da cachoeira. Os meninos ao verem aquelas duas gatas nuas em pelo, se entusiasmaram e cada um veio pegar uma e deixaram suas roupas na beira, ficando também nus. Eu fiquei com o Ricardo e a Carol com o Cadu. O pau do Ricardo já estava duro e veio logo querendo meter na minha buceta, sá que não deixei, mergulhei para me refrescar e aproveitar e fazer “doce” com ele. Quando eu já estava toda molhada e refrescada, e nadava perto do meu homem, ele me puxou pelas pernas e acabou me encaixando no seu quadril, e lá estava eu, nua, boiando de barriga pra cima, com os peitos e buceta toda exposta àquele macho cheio de tesão. Ele abriu minhas pernas, passou sua mão na minha xota e ficou acariciando meu grelo e me levando a loucura, doida por um pau no meio das minhas pernas, depois de eu implorar por uma pica estocada na minha buceta, ele veio com o pau na minha buceta mais que molhada de água e do meu melzinho e eu ainda boiando, começou o vai e vem na minha xota. Q delícia de piroca. Quando olhei pra minha amiga, ela já estava debruçada na pedra e sendo enrabada pelo Cadu. Quando Ricardo ia gozar, pedi para parar e fui mamar o pau dele, comecei com chupadas leves, beijinhos, mordiscadas, até acelerar o ritmo e ele logo gozou na minha boca. Limpei tudinho e continuei na minha mamada até que o pau dele ficasse duro novamente e pedi que ele me enrabasse. Ele me virou, na água mesmo, arrebitei minha bunda e fiquei ansiosa esperando as estocadas no meu macho. No início doeu um pouquinho pq o pau dele era grosso, mas logo em seguida a dor se transformou em prazer, como é bom dar o cu!! Ficamos ali um bom tempo, ora rápido, ora devagar, sá curtindo o pau no cu. Ele abraçou meu quadril pela frente, colocando sua mão toda na minha buceta, colocando os dedos dentro dela, massageando meu grelo, isso me deixa louca, ainda mais quando a mão do homem é grande, pois pega toda a minha buceta que é grande e os dedos são grossos, amo ser tocada na xota por uma mão enorme. A outra mão foi pro meu peito, que ele começou a massagear. A massagem foi me deixando cada vez mais excitada, então levantei meu tronco, encostando minha costas no peito cabeludo do meu homem e me esticando, o que deixou mais livre a minha xota pra ele fazer carinho. Que homem! Ele sabe fazer tudo o que gosto, continuou me enrabando sem vontade de parar e tocando minha xota. Comecei a pedir a ele que enfiasse os dedos dentro da minha xota, que tava piscando de vontade, ele então meteu dois dedos, e depois colocou três e ficou fazendo vai e vem tanto no cu quanto na buceta. Logo gozei muito e mesmo molinha, já queria mais. A minha amiga tava recebendo um banho de língua na xota, deitada na pedra. Logo ela gozou também, e o Ricardo chamou o Cadu para me conhecer. Ele chegou já me dando um beijo na boca e a mão na xota, perguntei a ele se ele queria comer outra xota e já fui abrindo minhas pernas para entrar o pau dele, que era tão grande e grosso como o do Ricardo. Ele respondeu já enfiando o pau na minha buceta que o recebeu todo de uma sá vez, cruzei minhas pernas nas costas do meu novo homem e começamos o vai e vem do prazer. O Ricardo, que ainda não tinha gozado, me enrabou novamente e ficamos naquela curtição por um bom tempo, o Cadu aproveitando e mamando meus seios, brincando com o meu grelo, o Ricardo ficou passando a mão em todo o meu corpo, me beijando onde dava e eu ali, sendo comida por dois machos viris e maravilhosos. E depois de um tempo nessa brincadeira gostosa, os dois gozaram dentro de mim. Muito. Resolvi descansar um pouco pra brincar mais depois, então deitei na pedra, ficando toda aberta para sair todo o leitinho dos machos de mim. Tava arronbada no cu e na buceta, mas tava feliz. Os meninos foram ficar com a Carol, e eles fizeram uma aposta com ela, que ela não me chuparia. Se me chupasse toda, eles a comeriam ao mesmo tempo. A Carol não pensou duas vezes e caiu de boca na minha xota, me lambendo toda, do cu a xota, com maestria. Q língua deliciosa tem a minha amiga. Ela chupou até meu grelo, e me fez gozar novamente. Ai resolvi retribuir minha amiga e a chupei toda também, do cu a xota sem esquecer de fazer um carinho no grelo dela, ficamos um tempo naquele 69 gostoso. Esquecemos até os meninos, que estavam batendo punheta vendo as duas gatas se pegando. Apás gozarmos mais umas vezes, caímos na água para nos refrescarmos. Depois trocamos de homem e adorei o Cadu, ele é carinhoso e soube comer meu cu bem gostoso, enfiou todo o cacete no meu cu e, com as mãos no meu quadril, foi me puxando até ele encostar na pedra e se recostar, eu deitei meu corpo no seu peito e ficamos ali, eu com o pau dele no meu cu, e ele com a mão na minha xota, brincando com ela, com meu grelo. Isso foi deixando a gente com tesão, até ele começar o vai e vem do prazer e gozar no meu cu. Depois de me dar um banho e tirar toda a porra do meu cu, sai da água pra preparar comida, pois tava com muita fome. Entrei na mata para procurar algo mais pra comer, acabei encontrando algumas frutas e trouxe pra todos. Que maravilha andar na mata nua, sentindo o vento tocar meu corpo todo. Assim q a comida ficou pronta, fui chamar os outros, e os peguei fazendo um sanduíche com a minha amiga, aguardei eles terminarem e se lavarem pra vir comer. Pegamos umas pedras e fizemos de banco, sentamos em volta da fogueira eu sentei de pernas encolhidas, o que deixava minha buceta toda aberta, já mostrando que eu tava doida pra trepar mais e mais, já que ainda tinha sol. Depois de terminarmos a comida, fui catar o lixo e colocar na sacola, abaixei deixando a bunda bem arrebitada. O Ricardo aproveitou e engatou o pau dele no meu cu e disse que ia cuidar da minha segurança bem de perto, e fomos andando juntos, bem grudadinhos e meu cu apertando bem o pau dele pra não soltar. Ficamos desse jeito por um bom tempo, já a minha amiga preferiu agasalhar o pau do Cadu com a buceta. O meu homem me levou pra um lugar, sentamos e ele ficou brincando com a minha buceta e falando que nunca tinha tido uma mulher tão liberal na vida. Eu disse que no sexo, sou puta mesmo. É sá pintar a oportunidade. Enquanto isso, ele brincava com a minha buceta, com o meu grelo, e metendo os dedos na minha grutinha. Falei que adorava ficar daquele jeito na natureza, que não tinha nada melhor que ficar nua e sentir o sol e o vento tocando meu corpo, ele disse que sabia e que por isso estávamos lá, que eles não tinham se perdido nada, que tudo foi armação deles pra comer a gente. Disse a ele que da práxima vez, não precisa fazer a gente andar tanto tempo, que pode ir direto para o local. Pois é sá ver um pau que a minha roupa some na hora e minha buceta fica louca pra ser fodida. Nisso ele me virou e começou a estocar meu cu, e sua mão fodendo minha xota, ele me levou ao delírio e gozamos logo. Eu cai de boca no pau dele pra lamber todinho, do cabeção ao saco ele pediu pra eu virar e fizemos um 69 esplendido, que língua quente ele tem. Nossos amigos vieram se juntar a nos e fizemos uma suruba muito gostosa, não sabendo quem tocava quem, eu sá queria ser penetrada e chupar algo, acabava caindo de boca na pica que via. Chequei a dividir uma pica com a minha amiga e receber dedos e pica no cu, junto com ela. Ficamos nessa sacanagem até de noitinha e voltamos pra casa, toda arrombada, mas deliciosamente saciada.



Se gostarou, me escreva bucetãogostosã[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Minha namorada mim traiu na vaquejada contos meninas deixando gozar nos seus chinelinhos havaianascdzinha na madrugada excitante conto eroticocontos eróticos gay irmãos machos se esfregandocontos comendo mulher na despedida de solteira no carnavaldoutor esporreando muito no travedticonto erotico incesto sonifero filhaXvideos gostosas musculos nas coxas na cabine eroticacontos eroticos- supositorio no cu da filhaWww.garotinhasafada.comgarotinha contos eróticosContos sogra fio dentalvideos de peladas e meladas de manteiga no cucalcinha usada contos eroticosagora sou viado dominado pelo machovideosIncestochupandocontos etoticos casais disputam bunda maior das espisasatolando nas cachora no ciovhupou minha buceta lesbicaconto eróticocontos chupando rola em terreno baldiobucetas ticos grelosconto menina safadinha anosnovinhas iniciando na foda com o proprio paicontos cavalonas crentessubrinho ve tia fazendo sexo araz da portafiquei bem machucada por fuder com cachorro enorme contos de zoofiliaContos eroticos da lele alessadracontos sexo fiquei com bucetA molhada com meu genro na prAiatesudas contocontos eroticos mamei no pintinho do nmeu filhinho pequinininhoPrimeira vez q dei o cu vestido de travestcontos eróticos casal Passei a noite no autorama no IbirapueraMeu nome é Suellen e essa aventura foi uma delícia.rnSempre nos demos bem, erámos vizinhos e amigos. Eu tinha 18 anos, ele 16. Nossas casas são práximas, tanto que a janela do quarto dele dava pra janela do meu quarto. Eu sempre gostei de provocá-lo,Dominando ela contosmeu amigo me comeu em casa contos eroticos gaycontos eróticos meu tio cego mim. fudeucontos eroticos gay o pastorcontos chupei minha namorada a forçacontos de titio perocudo e esposafui trepada pelo jegue di meu sogro. conto eróticocontos eróticos de professoras de cegoscontos mamae mim ajudou com o pirozaoSou casada fui pra um acampamento com os colegas a amigas putaso maravilhoso mundo das bucetas tesudas gostozissimas ufa que deliriovideos de porno sogro cardando a moracomo minha esposa aguentou 23cm no rabocheirei o fundinho da calcinha usada da minha tia safada contosler conto pornô de i****** ajudando minha filhacontos/ morena com rabo fogosocomendo cuzinho de elanyconto rebolo pau meu cunhadocontos eróticos de traição de casadas testemunhas de Jeovácomtos de vagabundas que gostão de fuderconto erotico meu compadrer e minha esposacontosmeu marido quer fode meu cu mas to com medolanbinda na xana hetai gritaRelato de zoofilia dando o cabaço pro burrocontos de coroa com novinhonovinha safadinha dormindo com dedinho no cuzinho Fredcontos recentes incestos encoxados segredos flagradosconto enfermaria cheiro sexo intensoeu comi mimha empregada rru confessoconto porno puta suja de estradarelato erotico meu cachorro comia meu cuzinho quando meninacontos me vinguei com o meu ex namoradocontos sexo gostoso numa estrada deserta e na motofui chantagiada pelo meu amigo de trabalhocontos eróticospagando minha primeira dívidao ocu e bucetaso conto erotico de mendigosmulher com uma bu dando nda inmencaamiguinha d minha bem magrinha putinhaeu e minha cunhada lesbica fizemos um bacanal com sua irma e mae incestocontos eroticos abusada levando tapa