Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DONA LUCRÉCIA, A SENHORA DO SEXO.

Click to this video!

Dona Lucrécia, a senhora do sexo.



Quando embarquei naquele ônibus rumo a São Paulo, não imaginei as surpresas que essa viagem me traria. Sentou-se ao meu lado uma senhora de aproximadamente 60 anos e já veio puxando conversa. No início era sá uma vová simpática, e como eu nunca consigo dormir nessas viagens, poderia ajudar a passar o tempo. Depois de perguntar algumas coisas sobre a minha vida, contou-me que era separada. O marido a avia deixado por uma mulher com a metade da idade dela e, pelo que percebi, isso gerou um certo complexo.

Lá pelo meio da viagem, a coroa começou a provocar uns papos mais quentes, com perguntas do tipo, se eu tinha muito fogo, o que gostava de fazer na cama, etc. Claro que dei toda a corda para ver até onde aquilo iria dar, até por que, como sou vidrado em uma vová, já comecei a imaginar loucuras com aquela velha.

Ela também não morava em São Paulo, estava indo visitar amigos e fazer algumas compras, e por coincidência, o hotel que eu ficaria era no caminho para onde ela pretendia ir. Quando chegamos, para variar, estava um temporal daqueles em São Paulo. Então, dada toda aquela intimidade, resolvi unir o útil ao agradável e convidá-la para dar uma passada no meu hotel até que parasse de chover. Pegaríamos um táxi e depois eu a deixaria no metrô e assim foi feito.

Não preciso dizer que quando fiz o convite, a safada deu um sorriso daqueles, de orelha a orelha. Quando chegamos no quarto ela tirou o casaco e perguntou se poderia tomar um banho. Claro que eu não perdi tempo, disse que sá permitiria se eu pudesse olhar.

- Mas o que um garotão desses vai querer olhar num corpo de velha? - Ela perguntou.

Foi aí que confessei que adorava coroas e que já tinha imaginado mil coisas com ela ali. Pela primeira vez eu vi aquela mulher meio encabulada. Ela, que não parava de falar e sempre tinha uma resposta pra tudo, agora parecia meio surpresa.

- Bom, filho, vou lá tomar o meu banho, então.

Pronto, pensei, fiz besteira. Ela entrou no banheiro e passados 3 minutos saiu totalmente nua. Ao ver minha cara de espanto, deu aquele sorrisinho já mais descontraído.

- Ué, você não queria olhar? Não era essa a condição para eu tomar banho? Vem ver mais de pertinho, vem!

Dona Lucrécia era uma senhora de mais ou menos uns 60 quilos, 1,62 de altura aproximadamente, aquela barriguinha já da idade e uns seios enormes, bem do jeito que eu gosto.

- Mas isso é meio injusto, né? Sá você que olha? Eu também quero ver o que você tem de bom aí. Por que não tira essa roupa e não vem pro chuveiro comigo, menino?

Era tudo o que eu queria ouvir. Estava sendo mais fácil do que pensava. Não me fiz de rogado: Tirei minha roupa e já comecei a mamar aqueles peitões já meio caídos, mas que já davam sinal de vida. Enquanto eu chupava, ela segurou meu caralho e apertou, fazendo aquele vai e vem.

- Que pintão você tem, em? A mulherada deve ficar louca! Deixa a vová experimentar um pouquinho, deixa? Hoje você vai ser sá meu...

Falou aquilo e já caiu de boca. Chupava feito uma cadela no cio. A velha não parava de falar nem mesmo enquanto me sugava.

- Vai gozar pra vová, meu garotão? Faz tempo que eu não sinto esse gostinho na boca, pode ficar a vontade, manda ver que comigo a coisa é pra valer. Desse leitinho eu gosto é muito!

Gozei naquela boquinha quente e tão experiente. Aí a doida inventou que era a vez dela de gozar, se deitou no chão e abriu as pernas. pra minha surpresa, estava bem depilada e limpinha, sá com aquele cheiro de suor da viagem. Eu chupava e a velha rebolava.

- Vai, meu filho, chupa até eu gozar, me leva até as nuvens! Mete essa linguinha quente até o meu útero! Não para, menino, pode morder a vontade...

Quando ela gozou, fomos pro chuveiro e no banho foi sá sacanagem. Ela me chupou mais um pouquinho e já quis penetrar.

- Agora cê vai comer a minha buceta, né meu gostosinho? Pode meter sem dá porque hoje eu quero arregaçar mesmo! Eu também posso ter alguém com a metade da minha idade, não posso? Vai meu amor, mete nessa buceta que há meses não vê um pinto de verdade. Come que agora eu vou gozar gostoso nesse caralhão, me rasga por dentro!

Ela rebolava na minha rola de uma maneira que me deixava louco! Dizia muita sacanagem e ficava fazendo umas comparações com o ex marido. Nesse ritmo, gozei duas vezes.

Terminamos o banho e fomos descansar. Ela contava que por minha causa estava recuperando a autoestima. Quando seu casamento terminou, acreditara que já estava velha e acabada, e não teria mais ninguém. Mas quando entrou naquele ônibus e recebeu a minha atenção, começou a imaginar mil coisas, e que naquele banho eu a fiz sentir-se mulher novamente.

Começamos a nos chupar e não demorou muito, já estavamos engatados de novo. A coroa gemia e falava muita sacanagem, o que me excitava bastante. Gozei mais uma vez, agora nos peitos, e combinamos de nos encontrar antes de voltarmos para nossas respectivas cidades, com a promessa de que da práxima vez ela me daria o rabinho. Mas isso fica para um práximo conto.

[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto porno puta suja de estradacontos eroticos minha cona e cu gosta de piça ggtravesti de microsaia fica de pau duro na ruaContoe d orgias cadelinha e seu donocontos com fotos travesti xexo com a mae da sua amigaContos heréticos quadrinhos Barneymasagista se marturbando no meio do espediente porContos eroticos fui comido na locadora d videos pela travesti pauzudaconto eróticos sexo entre família gozando dentro da buceta engravida deleacidentado comi minha sogra contoscontos eroticos gisacontos eróticos abusada peli médico dupla penetraçãonosso primeiro ménage com um colega de trabalho - relatosf****** irmã mora nos peitos das gostosasconto erótico de tiazinha rabudacontos eroticos o empregado me bolinou e gosteicontos eroticos entre camioneirosContos eroticos chantagiei minha enteadacontos bi eu e meu primo e minha prima meu primo gozo no meu rabocontos eroticos trans hormonio calcinhacontos de foder empregadacontos eroticos brincando escondido infanciade verdade o que injetam ou introduzem para aumenta bumbum e seioscontos eroticos monha noiva sil nua na frente de todosContos era feio mas tinha um pênis descomunalContos eróticos mãe com os negrões e papai vendohistorias eroticas comendo a irmãminha mae morreu no parto e meu pai mim criou contosvideo porno safada falando obsenidadesmeu avô rasgou minha bucetacontos eróticos cu saindo pra foracontos eróticos esposo.foi jogar futebolPeguei minha tia veridicoconto erotico com xupa minha xota paivi minha tia nua contostracei a minha patroa coroacomendo cunhada asm que minha mulher saimae gostosa contossou puta e pratico zoofiliaconto erotico emcochando um travesti e fudendo a força em onnibuscontos eroticos maduras tias bundasMeu marido comeu a minha filhacontos/ morena com rabo fogosocarnavaldeputariassarinha contos eróticos numero de telefoneminhaxaninhaardeucontos eroticos com dialogo molestada pelo patraocontos eróticos com mulher q usa vestido coladocontos eroticos gay: se tu deixar eu não conto pra ninguemcontos de sexo com novinhas trepando com advogadosliceidade porraconto programa de putaver contis eroticos de incesto passando oleo na maeminha sobrinha pediu para mim gozar na calcinha dela contos eróticosconto erótico de casada que chegou em casa completamente arrombada e o marido percebeuas mais linda esguichada na punhetacruzando o cu fechadinhoQuando ele cuspiu no meu cu ele piscou querendo piroca no cu e na xonga contosconto de mulher transando com meninos novinhosContos eroticos minha esposa foi molhada e revelou seu peitos no churrasco de casacontos eroticos coroas velhas com novinhos tia neuzaContos duas safadas com um machoContos ajudei o meu amigo a comer minha filhaContos os velhos chupam melhor uma bucetacontos eroticos esposa e primocontos relatos eróticos mamãe exibicionistaconto comendo a babacontos eroticos gay meu tio de dezessete anos me comeu dormindo quando eu tinha oito anospuxa agarra japinha cabelos porno home pelado com nome ketlynDesvirginando a sobrinha de 18 anoscontos weroticos comi minha sobrinha novinha de calcinha de rendacontos eroticos no cinemamorena dano a boceta po cavelecontos eroticos de orgias com minha mãe negraContos casada levou dois rapazes para sua casaContos eróticos garotinha com garotoscontos eroticos fiz amor c minha mae na primeira vez que fui pra cama c elaconto erotico chantageado namorada do meu amigoContos eróticos de cornocom negão dotadoscontos enquanto dormiaconto o sarado e a gordinhaconto emprestei meu marido para minha vizinha casada e carentebucetas carnudas grandes beicos casadas cornoscache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html conto mandei fazer fila pra mim chuparDe repente...minha mulher fodeu com todoshttp://zoofilia deixei o dog meter na minha filha.contoscontos eróticos de lésbicas submissa a vizinha mandona conto de gozei gostoso naquela bucetacontos fodi menininha por docescontos eróticos​, praia de nudismocache:fqKHdRAEKq0J:studio-vodevil.ru/mobile/conto_27513_bebi-demais-e-virei-corno-na-praia.html contos eroticos noivas.boqueterascontos gay meu primo pauzao vir icontos eróticos gay meu meio irmãocontos eroticos punhetascontos porno de corno compartilha esposinha branquinha na viagem de onibus com negros hiper dotadoscontos eroticos incesto pai encoxado filhas avo encoxado netas