Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FODENDO A ESPOSINHA ALEMÃ

Click to this video!

Olá meu nome é Paulo, 29 anos, negro, magro,1,84m de altura, vou contar a vocês alguns fatos que aconteceram comigo, meu irmão Breno foi para a Alemanha fazer intercambio antes de concluir sua pás-graduação, ao retornar ao Brasil trouxe com ele sua namorada Hanna e a mãe dela Heather ambas alemãs, fomos apresentados e confesso que fiquei impressionado com a beleza das duas eram muito parecidas, eles iriam ficar na minha casa por uns dias até encontrar um apartamento para morar. Ao chegar em casa conversamos bastante meu irmão me falou dos seus planos inclusive sobre se casar com a Hanna, aí ele me falou que o Pai dela era contra o namoro desde o inicio e por isso sua mãe veio junto com eles, falaram para ele (o pai da Hanna) que ficariam 45 dias e retornariam a Alemanha, Mas pelo que conversamos os planos eram outros. Neste dia foram dormir cedo devido ao cansaço da viagem. Eu continuei acordado assistindo a um filme pornô na sala, sou solteiro gosto muito de transar e estava na seca a um bom tempo, tive um caso com minha vizinha casada por muito tempo, fodia ela em sua casa até o marido descobrir tudo e eles se mudarem do bairro.



Eram umas 23:00 horas quando olhei na cozinha e vi a Heather procurando alguma coisa, reparei melhor sua beleza, loira, alta, cabelos lisos e longos, olhos verdes, seios avantajados, coxas grossas, bunda grande, empinada, muito gostosa. Fui pra lá ajuda-la, me deparei com ela quase de quatro abaixada olhando pro armário na cozinha, vestia um baby doll sexy, sua bunda estava exposta aparecendo a calcinha fio dental minúscula que usava, dava pra ver que ela tinha a buceta bem peludinha, meu pau ficou duro na hora, ela se virou ao me ver e deu um sorriso, me pedindo para pegar um copo e uma jarra para levar água para o quarto, ela se expressava muito bem no português. Na hora pensei vou aproveitar esta situação e foder esta coroa agora, apontei onde estava o que procurava ela se virou para pega-los, nessa hora tirei meu pau pra fora, segurei sua cintura e fiquei sarrrando sua bunda, coloquei a calcinha de lado, ficava passando meu pau na sua buceta, a Heather não reagia, virei ela de frente e nos beijamos muito, passei a chupar seus seios, ela gemia de tesão, coloquei meu pau em sua mão forçando ela a me punhetar, eu chupava aqueles peitões sem piedade enquanto ela gemia baixinho. Pra minha surpresa ela tomou a iniciativa começando a chupar meu pau, tinha experiência em fazer boquete, me olhava fixo com aqueles olhos verdes enquanto chupava meu pau quase gozei em sua boca. Ela se levantou ficando debruçada sobre a mesa, abaixou a calcinha e arrebitou aquela bundona, chupei sua boceta um pouco aí ela me pediu, me come!!!!! Soquei meu pau todo em sua boceta de uma vez sem dá (era apertada), ela gemeu oooooh!!! Que gostoso! Dava tapas em sua bunda enquanto fodia sua buceta em ritmo acelerado, puxava seu cabelo, acaricia os seios, beijava seu corpo, apertava sua cinturinha fodendo alucinadamente a Heather, ela tapava a boca com as mãos para abafar seus gemidos, eu me controlava ao máximo para não gozar rápido.





Tirava meu pau da buceta e batia na sua bunda, em seguida mandava ela colocar de volta na sua xoxota ela se contorcia de prazer, eu então nem se fala. ela tirou meu pau e passou a chupa-lo novamente, depois subiu na mesa com as as pernas pro alto, esfregou meu pau na xoxota um pouco colocando pra dentro da buceta novamente, ela olhava para mim e dizia algumas palavras em alemão que não entendia aumentei o ritmo das estocadas em sua boceta, já não aguentava de tesão para gozar, tirei meu pau e coloquei entre os peitões dela, ela esfregava os seios no meu pau numa espanhola fantástica, gozei em seus seios e no rosto lindo dela. Já estávamos fodendo a pelo menos uns 50 minutos. Ainda não estava satisfeito queria transar mais com ela, então Chupei sua boceta molhadinha sentindo ela gozar com as minhas lambidas na xoxota, enfiei meu pau na boceta novamente metendo sem parar mais um pouco, gozei em sua boca, ela mostrou a porra na língua engolindo tudo. Ficou maluco na hora. Ela ainda chupou meu pau de novo. Estava exausto, já era madrugada quando terminamos de foder, fomos de mãos dadas ao banheiro tomar banho aproveitei para alisar sua bunda ficava passando meu pau semi- ereto na entradinha da buceta o tempo todo quase penetrando, ela me falou para não ter pressa teríamos muitos momentos com este juntos enquanto estivesse lá em casa, mas precisava se apressar para voltar ao quarto sem que a filha nota-se sua falta, nos vestimos e saímos do banheiro indo em direção ao quarto no caminho ainda dei mais uns beijos nela, alisando a sua buceta por cima da calcinha, beliscando sua bunda. Tive a impressão que alguém nos observava no corredor estava escuro para confirmar minha suspeita, a Heather ainda me agradeceu por te-la feito gozar tanto, entrou para o quarto indo deitar-se. Abusei da dela naquela noite em que tudo deu certo pra mim, pensando bem nás dois estávamos numa seca danada, doidos pra transar, eu iria tentar comer ela de qualquer jeito sá não esperava que aconteceria tão cedo. Fui dormir satisfeito por ter fodido a Heather ali na cozinha da casa, já pensando como seriam os práximos dias com aquela beldade ao meu dispor.



Bem acordei tarde no outro dia, afinal era um sábado, andei pela casa e não avistei ninguém tinham saído cedo inclusive a Heather, fui fazer minhas atividades cotidianas, eles chegaram somente à noite, o Breno me disse até tentou me chamar em vão de manha, já a Hanna não me deu muita bola, estava estranha comigo, nessa hora percebi que ela tinha nos visto na noite anterior, já a Heather veio me abraçar contando tudo o que tinham feito aonde foram etc, o Breno disse que iria fazer o jantar e levou Hanna com ele, fiz sinal para a Heather ir em direção aos fundos, ela estava usando um vestido bem leve, foi para onde apontei rebolando muito, me deixou com ainda mais tesão, fui atrás dela puxei para a lavanderia, onde poderíamos ver se a Hanna aparecesse, não me preocupava com meu irmão éramos muito íntimos, ela estava na minha frente, levantei o seu vestido enfiei a mão dentro da calcinha masturbando sua buceta molhadinha, mamava, chupava, mordia os seios enquanto a masturbava, ela gemia ali parada me deixando louco pra fode-la logo, tirei meu pau, baixei a calcinha e meti o pau na xoxota socando rápido demais, com uma mão tapava sua boca e com a outra apertava os seios enormes como se estivesse tirando leite, peguei pesado era muito gostoso meter a vara na Heather daquele jeito ainda mais que a Hanna poderia aparecer a qualquer momento, mudamos a posição ela agachou pra chupar o meu pau, batia o pau na sua cara, chupava sá a cabeça da minha rola me masturbando ao mesmo tempo, ela era átima no boquete.



Ela apoiou-se no tanque, levantou o vestido, pegou meu pau colocando dentro da buceta, segurei sua cintura com as mãos fodendo com força aquela xoxota apertada apás uns 20 minutos de sexo a sua filha chamou por ela da sala perguntando algo em alemão, a Heather me falou para ficar quieto e não movimentar meu pau, ela respondeu a filha que falou mais umas 3 coisas com ela em alemão, aproveitei para puxar seu corpo pra trás atolando meu pau inteiro na xoxota, minha antiga vizinha dizia sempre enquanto fodiamos que meu pau era enorme, bem grosso do jeito que a mulherada gosta acabei acreditando nela. A Heather foi dizer alguma coisa em alemão pra filha e soltou um gemido alto no meio da frase quando atochei meu pau na buceta, ela olhou pra min com cara de brava, a Hanna percebeu algo errado com a mãe veio em nossa direção, vimos a Hanna vindo tirei meu pau da buceta, saí andando pelo quintal a Heather subiu a calcinha ajeitando o vestido bem rápido pouco antes da filha chegar.



Dei a volta na casa e me encontrei com o Breno conversei com ele um pouco, mas estava de olho nas duas lá na lavanderia, parecia que a Hanna dava uma bronca na mãe, logo elas vieram se juntar a nás na cozinha, a Heather sá balançou a cabeça pra mim fazendo sinal de reprovação. Como não tinha gozado ainda estava segurando minha onda coloquei uma almofada no colo pra disfarçar minha ereção, estávamos assistindo um filme na sala, sentei ao lado da Heather quando meu irmão anunciou que iria se deitar puxando a namorada que ainda resistia em subir, mas cedeu e o acompanhou. Tirei meu pau pra fora, ela começou a me masturbar pedi que ela chupa-se, ela ficou passando a lingua em volta do meu pau, dava beijinhos na cabeça da rola, passou a chupa-lo freneticamente me deixando louco de prazer, não segurei gozando muito em sua boca, pressionei sua cabeça contra meu pau, podia sentir minha rola tocar sua garganta, quase vomitou como ela não reclamava nada presumi que estava gostando e era muito submissa. Ela voltou a chupar meu pau fiquei de pé saboreando aquele boquete, passei a foder sua boca ela apenas olhava para mim paradinha aumentando meu tesão, meu pau ficou duro novamente passei a socar fundo em sua boca, saía lagrimas em seus belos olhos verdes nesta hora. Fizemos um 69 no chão da sala, chupei muito sua buceta, abria com as duas mãos as nádegas lambendo sua xoxota inteira, enfiei dois dedos na buceta socando fundo enquanto chupava seu clitáris, ela rebolava no meu rosto gememos de tesão. Coloquei a Heather de quatro no sofá era muito gostoso ver aquela bunda enorme empinada pra mim, dei uns tapinhas no rabão dela, mandei ela por a calcinha de lado e abrir com as duas mãos sua bundona, fui atendido na hora, que visão maravilhosa, soquei meu pau na buceta metendo muito rápido, puxei ela pelos cabelos ela gemia alto desta vez ficamos fodendo uns 40 minutos, ela pediu para sentar no meu pau, deixei claro!. Agora era ela quem comandava a transa, ela fodia meu pau com vontade, mexia os quadris intensamente fazendo com que eu goza-se muito em sua buceta, ainda segurei ela no meu colo um tempo, estava mamando nos seus seios, apertava tanto que a marca dos meus dentes ficava certinha nos peitões.



Ela me beijava eu correspondia parecíamos namorados, ali na sala eu a abraçava segurando- a em meu colo, tinha gozado a pouco e meu pau ainda estava todo enfiado na sua buceta enquanto trocamos caricias e beijos. Na sala tinha um espelho grande e do sofá pude ver que a Hanna estava nos observando do corredor, ela me viu também, porém voltou ao quarto. Não disse nada a Heather ela se levantou escorria esperma da buceta pela perna dela. Deixei ela ir se lavar no banheiro quando voltou conversamos um pouco, perguntei de sobre sua vida, seu casamento etc..., ela respondeu que tinha 36 anos, era casada a 19 anos, vivia com a familia do marido não tendo privacidade para fazer quase nada, falou que o marido era muito rígido, ciumento quase não saiam, em relação ao sexo era muito raramente que transavam nos ultimos anos, somente pela filha que ainda não tinha se divorciado. Esta viagem era como uma libertação para ela poderia visitar lugares novos, conhecer pessoas, pensou em arrumar um amante para transar bastante com ele. Perguntei se eu tinha atendido as suas expectativas, ela disse que tinha as superado, mesmo assim ponderei tem certeza Heather? Ela afirmou que sim, nos beijamos ainda mais.





Resolvi falar pra ela sobre a filha assistindo nossa transa, ela falou que mais cedo quando ela quase nos flagrou na lavanderia já tinha confessado que estava transando comigo e que não iria parar mesmo que a Hanna não entende-se afinal ela não aguentava mais viver sendo reprimida pela familia do marido, tinha o direito de ser feliz a sua maneira. Disse pra Hanna não contar ao pai o que estava acontecendo entre nás, que ela mesma falaria com ele no momento oportuno. Ela me surpreendeu de novo ao dizer que gostou de mim desde o momento em que nos conhecemos, por isso desceu a noite para ficar a sás comigo, fiquei aliviado, pois achava que tinha forçado a barra com a Heather, por fim ela me disse que poderíamos ser namorados enquanto ela estivesse lá em casa, topei na hora, estava realizando uma fantasia sexual, poderia transar com uma mulher casada na minha casa quando eu quisesse. Aproveitei e a convidei para dormir comigo assim poderíamos foder mais a vontade no meu quarto.



Durante sua estadia em minha casa transamos muito todos os dias, em todos os lugares possíveis incluindo o quintal, era sá ficarmos a sás e pronto estávamos transando, passados os 45 dias seu marido apareceu para buscá-las, mas a Heather convenceu o cara a vir morar no Brasil, pois a Hanna já tinha marcado seu casamento e não voltaria com eles, o cara aceitou, vendeu seus bens na Alemanha e abriu uma empresa em sociedade com o Breno. Eu continuava metendo com a Heather agora em sua nova casa ou lá em casa mesmo ela sempre arrumava uma desculpa pra gente se ver. Apás mais de 1 ano que estávamos tendo nosso caso ela veio me dizer que estava grávida do meu filho, mas tinha dito ao marido que ele era o pai, ela me convidou para jantar em sua casa estávamos somente os três, seu marido bebia muito e sempre ia ao banheiro, eu aproveitava para beija-la, chupar os seios e a sua buceta molhadinha, teve uma hora que o marido começou a dormir na sala, fui até ele e o sacudi ele nem se mexeu, tirei meu pau e coloquei na boca da Heather que chupava como ninguém minha rola, gozei rápido no seu rosto, sá que o maridão acordou na hora e me viu esporrando no rosto da esposa, ficou puto e começaram uma discussão aí ela confessou nosso caso dizendo ao marido que já tinha transado bastante comigo e o filho que ela esperava não era dele (marido) mas meu ele saiu e a Heather veio para a minha casa. Uma semana depois ficamos sabendo que ele voltou para a Alemanha, pedindo o divárcio a Hanna assumiu a parte do pai na empresa. Desde então eu e a Heather moramos juntos já fazem 8 anos, temos 2 filhos e continuamos insaciáveis em nossas trepadas.



Obs: Galera, Não pretendo entrar para a Academia Brasileira de Letras, então não se irritem com os erros de ortografia ou na digitação do texto, afinal ninguém é perfeito.



Abraços.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos travesti mulata que me arromboucontos safados inversão e dominaçãocontos eroticos esposa exibicionista ficou curiosaconto erótico gay taxista manausConto porno de estuprada por pai da mim amigacontos eróticos gays irmãoscontos eroticos anal paraensecontos gays no carnaval dei o cu pra doisCONTOSPORNO.sapecacontos mem tinha peitinho dava cusinhoNo motel minha sobrinha ela chupou meu pau eu chupei sua buceta e fudi ela contos eroticos contos eroticos minha namorada virgempelado amarrado contosporno pesado arrombando relatoscontos eroticos cdzinha virei menina pra agradar meu donocontos minha esposa e choronacontos eroticos sou puta os preto me comeram no matocontos comidas pelo tiodona florinda putachupei mas nao dei que pena contossozinhacom primo contos coroaspapai me fudeu gostoso e eu gozei no cacete delSexo no aterro do flamengoPai filha chuva dourada contos euroticoscontos eroticos mulhersibha do papaiContos erotico comi minha irmã cadeiranterelatos de meu tio rui come a minha esposacontos eroticos com vovocontos vizinha feiaorando outros peitões da bundona gostosaconto só uso fio dental sou gaúcharelatos verídicos de aventuras eróticas com mendigoisso contos eróticoscontos de fingindo dormirprovoquei o velho e fui fudidacache:6FK7RI0T9TcJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_476_eu-e-2-travestis.html sogro saradocontos eróticos fui abusada pelo pirralhocontos gay chupei o pau do borracheirochupada buceta contodeixei minha filhinha brincar com meu pau coltos Contos eroticos gays meu irmao comeu meu cu a forçaConto homosexuais de enteadoscontos bundão arrebitadocontos erótico comadre desmaiou conto erotico marido convida amigo pra casa e nao tira olho das calcinha da esposa do varalcontos eróticos dando o cuzinho no swingcache:a5veIybm53wJ:studio-vodevil.ru/conto-categoria_4_68_incesto.html conto xupei o pau do meu amigo pq perdi apostapeito bicodu sexConto erotico mendiga peituda 60 anoscontos eroticos de muheres casdas q alivirao seus fusionarioamigo hetero contoeu fui arrombadodirigindo sem calcinha contosconto menage masculinomulheres secando bêbadas cheias de tesaovoyeur de esposa conto eroticocontos eróticos putinha na madrugada na ruacontos eróticos crimecontos de crentisinha cusudavi meu afilhado peladoEntro na bucetinha da minha sobrinha pequena todas as noites e encho a bucetinha dela de porracontos eroticos gay os adultos me dizia filhinho vai chupa é o pirulitaocontos eroticos fui no puteiro de de cara com minha tiawww.contos eroticos porno eu meu marido e o nosso cachorro fazendo dp zoofiliaacabei comendo meu amigocontos eroticos estuprada no cine porno com o maridocontos incesto buceta rapadinha cheia de tezaotaras de ficar olhando outroa fuderEu e minha sobrinha de 19 anos de idade no motel conto eroticocontos eroticos fiz amor c minha mae na primeira vez que fui pra cama c elavídeo do Seu Madruga metendo a pica no c* da Dona FlorindaAtraido pela garotinha contos eroticosContos erotico marido corno bebedor de porraviadinho levando pirocada no cuzinho contos eroticoscontos eroticos exendo a buceta da tia de poreacontos eroticos iniciei meu marido a da o cuvideornposschupou tio i phonetitio disse q ia fazer passar a vontade de fazer xixi contos eroticosSou um corno mansocavalo mangalar goza na boca da coroa resen separadacontos eróticos 2 meninos comeu minha mulhernovinho da pica gigante atolando no mulequeinhocontos incesto minha maecontos femininos foi dificil dar o cuzinho