Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TIRANDO O CHEF DO SÉRIO

Click to this video!

Ola caro leitor, meu nome é Nana, mais por causa da minha cor, todos me chamam de mel. Tenho 22 aninhos. Bom,estou aqui pra contar uma experiência maravilhosa que tive, no meu trabalho. Talvez voce ache que não é comum, uma mulher ter fantasias sexuais com o práprio chef, mais em meu ponto de vista para mulheres que tem o sangue quente ( fogosa) como eu. isso é comum e muito exitante. Bem vamos começar

Eu trabalho em um árgão publico, Sempre fui muito bem composta para o trabalho e como sou uma mulher bonita, não como uma miss, mais sou vaidosa e me cuido muito bem, malho 2h e 30min, por dia, enfim, um mulherão. Em um belo dia, vesti um vestido coladinho no corpo de cor vermelha, e com rendinhas na altura dos seios e no final da coxa, era um pouco cumpridinho, tipo esconde e mostra ( rsrsrsrs), o departamento que trabalho é o setor de financeiro e o meu chef, há o meu chef, é um homem muito bonito, alto, uns 1.93m mais ou menos, moreno de cor avermelhada, cabelos lisos e olhos castanhos claros um homem de levar quaquer mulher a loucura, mais ela era casado e pra piorar, muito sério e não dava muita confiança pra funcionário e ainda mais mulher. Pois bem, eu tinha uma sede enorme daquele homem de saber como ele beijava, como usava aquelas mãos grandes para dar praser a uma mulher todos os dias eu olhava ele sem que ele percebesse ficava imaginado cada coisa gostosa com ele, uma sacanagem que sá de pensar eu ficava toda molhadinha, louquinha pra pular nele, e sinceramente eu não esperava que um dia eu pudesse experimentar aquele homem tão gostoso e ao mesmo tempo, tão sério. Mais como as aparências enganam né? Voltando a historia do vestido, era umas 7:00h da manha e eu já havia chegado, meu expediente começa as 8;00h, mais sempre gostei de chegar cedo e começar a organizar as coisas, e justamente nesse dia por volta das 7, 19 min . ele estava chegando, com um terno preto uma camisa lilás por dentro, um luxo, era o homem perfeiro. Mais eu apenas queria uma foda com ele. Passou ele por min e me deu bom dia, e eu igualmente, e ele foi direto pra sala dele, no entanto menos de 2 min depois ele voltou e me perguntou se eu sabia de uma licitação de processos que estava na mesa dele, já que eu era a secretária dele, deveria saber. Eu então disse, sim Dr, está comigo, quando me elevei para pegar a pasta no armário, tive que me esticar quase toda por ser baixinha 1,56m, estava de salto, mais não me ajudou muito não. Notei que quando comecei a elevar o corpo ele olhou para o meu bumbum, que alias mede 102, oque daria em qualquer homem a vontade de pegar.eu espertinha, comecei a me exibir pra ele levantando mais ainda as os quadris, noss que delicia tinha que ver a cara dele, me olhando como quem não quer ser indecente, mais não estava aguentado. Ai ele me disse deixa MEL eu pego pra vc, pra provocar ainda mais eu não sai da frente do armário ele ficou atrás de mim e pegou a pasta com uma facilidade enorme, Por ter se aproximado de min ele sentiu meu perfume e perguntou porque eu tinha que ir tão cheirosa assim trabalhar, fiquei calada e dei um leve sorrisinho com uma cara de safada pra ele, os meu seios a essas alturas já estavam durinhos loucos por uma chupada bem gostosa daquele safado delicioso, eu estava com o sangue tão quente que parecia estar com febre, mais ele voltou pra sala dele sem sequer dar a entender algo a mais, então ele me chamou com uma voz grossa e sensual.Mel da pra vc vir aqui um istante já que ele quase nunca me chamava, fui andando até lá, fasendo charme e rebolando, sempre ia com o cabelo preso e bem comportadinha, este dia eu havia soltado o cabelo oque me deixou bem sensual, quando entrei na sala ele estava sentado com as pernnas meio que abertas todo avontade, ai ele me disse pra eu dar uma olhada no computador dele e conferir todas as licitações se eram as mesmas da pasta que estava comigo, mais eu esperava que ele se levantasse e me deixasse passar pro outro lado da mesa, mais nada ele ficou lá paradinho e eu é claro ataquei, passei e fiquei bem práximo a ele com uma mão no mouse, e empinando bem o bumbum pra ele, minha bucetinha estava quente sá de estar perto dele, pude sentir a respiração dele mudar de ritimo como se tivesse ficado nervoso ou imcomodado, humm aquela era a minha hora, ele se levantou e afroxou a gravata no pescoço e disse que mal o dia havia começado e o calor já era muito grande, na mesma hora veio uma resposta na ponta da língua e eu disse, imagina então oque eu não estou passando com este vestido vermelho, e pedi pra que ele aumentasse a temperatura do ar condicionado. Quando voltou ele disse voce está linda hoje MEL, Nunca havia notado o quanto voce é bonita, com todo respeiro é claro, não me leve a mal por favor, eu não aguentava mais e me virei de frente pra ele e disse : se for com falta de respeito eu não ligo, ele me olhou de baixo pra cima, todinha e disse, Mel, que isso, por favor não me interprete errado, eu disse pra ele que quem me interpretava mal era ele, ou alias ele sabia muito bem como eu era, ele me ignorou e me disse pra eu continuar meu trabalho, eu obedeci e me virei de costas pra ele, hum senti ele repirar forte e alto, ele chegou por trás e me enlaçou pela cintura e disse, voce ta me tirando o fôlego mel, começou a beijar meu pescocinho, com uma vontade louca eu me fiz de difícil mais na realidade queria aquela vara bem gostosa dentro de min, ele me virou de frente pra ele e começo a beijar a minha boca como um louco, enguanto a Mao dele estava por baixo do meu vestidinho, ele massageava minha bucetinha lisisinha e me chamava de gostosa, eu gemia baixinho no ouvido dele oque deixava ele louco de tesao, mais eu queria comandar a situação e deixa-lo maluco por min,, devagarinho tirei o terno dele, depois a gravata, quando ele me viu ajoelhar, quase estremeceu as pernas, eu comecei a tirar o cinto dele, humm noss que delicia de homem, abri a calça e pra minha surpresa, saiu uma vara grande e grossa de lá, eu não me aguentei e comecei a mamar nele, colocava tudo na minha garganta, chupava a cabecinha e fasia um vai e vem bem delicioso e ele gemia de praser e olhava nos meus olhos, e chamava de putinha e vai minha secretaria gostosa, chupa o seu chef vai, eu to mandando puta, safada, piranha, gostosa aiiiiiiiii. Ele estava com as pernas banbas, ele me levantou e me colocou sentada na mesa de pernas abertas pra ele, mostrando minha bucetinha depiladinha e com uma calcinha branquinha de rendnha toda transparente, ele parecia ver o paraíso, abriu bem a minhas pernas e começou a chupar minha bucetinha, meu grelinho que já estava durinho, colocava a língua no meu buraquinho e me chuapava bem gostoso, mandou que eu ficasse em pé, ai fiquei e ele pegou apenas uma perna e colocou em cima da mesa, eu estremeci quando ele me disse, vou te comer todinha sua cachorra de quatro ainda, vagabunda eu soltei um grito na hora, então ele disse coloca vc, safada, eu peguei aquela pica grossa e coloquer devagarinho na minha bucetinha ele começo a passar a cabecinha nela, pra cima e pra baixo até que ele colocou dentro de min e começo a me comer todinha, hummm que delicia ele metia devagarnho, e foi acelerando as estocadas e ele metia tão forte que ardia tudo, ele enrolou a Mao no meu cabelo e começo a montar em min, to molhadinha sá de lenbrar, batia na minha bunda e depois começou asegurar meu calcanhar pra dar apoio e me meteu deliciosamente mais uns minutos e ele me disia que ia gozar e eu pedia pra ele aguentar mais porque era a primeira vez e eu queria mais, ele tenatva se segurar, eu pedi no ouvido dele que ele me fudesse na mesa . ele me colocou de frente pra ele e meteu aquela pica deliciosa me fudia com vontade, fazia aquele baulho de bucetinha melada sendo fudida e eu rebolava pra ele, mais eu queria muito mais dele, pedi pra que ele sentasse no sofá da sala dele, eu fui por cima daquela vara, gostosa e cavalguei gostoso aquele pau gostoso, rebolava muito enguanto ele chupava meus seios, colocava tdinho dentro da boca dele, segurava com a Mao e chupara desesperadamente, depois no meio da transa começou a me diser que, há tempos queria me comer daquele jeito e se fasia de difícil pra mim, sabia que eu era safada, ainda não paramos, ele me colocou de quatro no chão e me meteu gostoso, como uma cadela, eu urrava de tesao, e diseia vem meu chef gostoso, mete sua cachorra, vai mete tudo isso, me come delecia me fode todinha, vai, bate na sua piranha bate mete esse caralho na minha bucetinha vai, aiiiii, ai delicia me soca caralho ele não aguentava mais e eu também não, gozamos juntos, foi uma delicia, eu pedi pra que ele colocasse na minha boca o gostinho dele, ele me deu e e foi muito bom mesmo, depois ele disse quero o seu mel na minha boca, me chupou todinha denovo, meu vestido ele nem havia tirado, ele estava todo enrolado no meu pescoço, ele desceu meu vestido calmamente, pegou minha calcinha e eu achei que ele iria me dar, ele jogou ela fora e disse, vai trabalhar safada, puta gostosa, e no final do expediente vem aui pra eu te comer de novo, quero ir pra casa saciado, deu uma risadinhas, e eu sai da sala, ele ficou se arrumando. Durante todo o dia ele passava pela minha mesa e me olhava de um jeito serio, como antes, e um olhar devorador que, sá eu e ele sabíamos, a equipe nem desconfiava que pela manha ele havia me fudido todinha e me comeria de novo mais tarde . Mais essa eu conto no práximo conto.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos sendo jantarver tv pornô mulher que tem a vajina muito linda e grade gozando na pica sem para vaquira com o cavalo"contos eroticos" duas cunhadasMaicon tá doida ela me pediu pra comer sua esposa na frente delebeijo safado de um nerd conto eroticopapai no cuzinho de mamãe contoscontos incesto comendo minha maeContos eroticos vi minha mulher sendo arrombadacontos/ morena com rabo fogosocomi minha filha pensando que era a minha mulherContos vovó no banhocomi a n********* na mata contos eróticosContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorduas irmas gozando juntas conto eroticocontos fui arrombada em casa pelo amigo meu filhoConto minha filha so anda de fio dental em casacontos eroticos cuidando do meu genro asidentadocontos interraciais contados por mulherescontos de incestos eu estava dançando funk De vestidinho curto e meu pai viu e não aguentou e comeu meu cuzinhocontos eroticos negao so comeu o cu da minha mulherconto erotico corno puta e paicontos eroticos Gays De Dei Minha Bundinha Pro Irmão do meu Amigocolo do velho. contocontos eróticos de bebados e drogados gaysvisinha casada o novinho contos com fotosconto aquela mulher mexeu na minha buceta cu teencontos erótico de incesto eu novinha ano ... meu tio com 26*6cm de rola me arrombou zoofilia espanhola gostosa atualcontos eroticos gay fui enrrabado apanhei e gosei com um desconhecidocasa do conto erotico filha da patroa em reforma do aptconto hertico meu vizinho me arrombou sem minha prrmissaoconto erotico gay no nordestecomo enfiar caralho na conaentão abri as pernas dela e peguei naqueles peitinhos pequenos e gostosoconto pai por favor mim enxugacontoseroticosdecalcinhaNao aguéntei e meti o dedo no cu da minha irma no bisao contoFui cuidar do meu sobrinho doente e transei com ele contoswww.contos de estuprei a gordinhaconto porno enfiaram um ovo no meu cucontos minha tia humilhando meu tiocavalo e pônei cheio de tesão tentando dar em cima da mulherconto erotico sofreu no anal com outroVideosputas fz boquete de na linguaMeu primo que chupa no meu paucontos cunhada currada e dandocontos d cachorros mamandocasa dos contos eroticos/Três é demaisconto garoto esperimentei dar cuminha vadia jemendo muito contos eroticosconto fazenda com mamaecontos eróticos com idosas viuvascontos sobrinho pega tiatentando comer a sobrinha contosContos eroticos No bar sozinhacorno mijado contoscontos eroticos cm chantagia minha intiada para mim da a sua bocetinhadeixa eu ver seu peitinho contosfiquei olhando o travesti encoxando meu marido no onibuscontos eroticos elizandracontos eroticos gay fui buscar uma pipa em uma construçao e os karas me comeramporno mulheris con a perna meia canbotame fuderam meu cu na ordenha contoscontos eróticos com fotos esposas estupradas submissascontos excitantesde sexovidio negao fes travesti loirinha urra com baita pau ate o talo no cuzimcontos eroticos. traiconto erotico machucando o esfínctercontos eroticos duplamente penetradocom doze aninhos estrei na vara contos eróticos gayContos eroticos com o rodo do banheiroViolentei a deficiente contos eroticosCONTOS EROTICOS REAIS EM VITORIA ES