Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A VIZINHA SOZINHA

Click to this video!

Olá! Sou gaúcho, tenho 19 anos e não quero revelar meu nome. Sou loiro, tenho olhos verdes... um gatinho! (é o que dizem). Desde que nasci moro aqui, em uma cidade pequena e tranquila. Mas, faz um ano que os antigos vizinhos da casa ao lado se mudaram e em seu lugar vieram vizinhos novos. Chegaram para morar ali entre 3: o pai, a mãe, e sua filha, com 19 anos e lindaaa.

Demorou algumas semanas até que tivemos o 1° contato com os novos vizinhos; eram muito simpáticos e tinham vindo da cidade vizinha. Todos os dias eu via a garota da casa ao lado (a nova vizinha de 19 anos), chamada Cris, sozinha em casa, pois seus pais saíam de manhã, voltavam para o almoço e quando saíam novamente sá chegavam depois das 6:00h. Por sorte, como não tenho irmãos, minha rotina era muito parecida, pois meus pais também passavam o dia fora. Eu tinha acabado de me formar e passava as tardes em casa. A garota estudava de manha e também passava as tardes em casa.

Nunca conversamos muito. Sempre apenas um ‘oiÂ’ e ‘tudo bem?Â’. Até que um dia nos vimos e como não tinha nada para fazer, me convidou para ir á casa dela, para conversarmos. Não pude recusar: ela era uma moreninha linda, de pele clara, cabelos pretos, magra, seios médios, bunda empinadinha. Naquela tarde conversamos e o tempo passou depressa. Gostamos muito um do outro e repetimos isso varias vezes, mas somente conversando e se conhecendo. No começo estava tudo bem, mas acontece que comecei a ficar excitado toda vez que via ela, estava louco por aquela morena e me masturbava diariamente pensando naquela bundinha deliciosa.

Certo dia, não aguentei mais. Preparei um plano e fui para o ataque. Convidei Cris para vir aqui em casa naquela tarde. às duas horas, ela estava aqui com um shortinho dinz e uma camiseta pequenininha (uma baby look). Eu estava com um calção e uma camiseta regata, pois fazia muito calor.

Assistimos TV por um tempo. Em quinze minutos tirei a camisa, pois já estava começando a suar. Quando ela percebeu que meu pau começava a ficar duro embaixo do calção curtinho, falei:

- Nossa, que calor né Cris?

- Sim, mas você pode tirar a camisa, eu que sou mulher não posso..

Nesse momento vi minha primeira oportunidade e falei:

- Claro que pode tirar, estamos sá nás aqui.. fica a vontade.

Ela me surpreendeu quando tirou a blusa e ficou ali somente com o sutiã e de shortinho. Meu pau estava como uma rocha, e não consegui disfarçar. Ela reparando disse:

- Nossa, seu pau é muito grande.

Estávamos envolvidos num momento de safadeza e me aproximando dela falei:

- Ele ta assim por sua causa gatinha.

Nesse momento beijei ela. Um beijo de língua maravilhoso. Passei a mão em seus seios e senti ela apertando meu pau. Delííííciiaaa.

Sentei no sofá e tirei o calção e a depois a cueca. Meu pau estava ali, todo à disposição dela. Ela me disse que era virgem mas que estava doida para perder a virgindade comigo. Ela se ajoelhou na minha frente e começou a chupar sem parar. Colocava ele todinho na boca, depois lambia a cabeça, chupava as bolas.. era uma delíicia aquela putinha pagando um boquete pra mim.

Tirei toda a roupa dela e deitei ela ali no sofá. Vi uma bucetinha rosadinha lindaaa e apertadinha. Já molhadinha. Caí de boca e chupei ela sem parar, minha língua fazia movimentos de vai-e-vem enquanto ouvia ela gemer baixinho, dizendo “ai q delicia gostoso”. Senti ela gozar na minha boca.

Fui subindo e parei nos seus seios, chupei bastante aqueles bicos durinhos. Já não aguentando mais, deitei ela ali na minha frente, peguei uma camisinha, abri bem as perninhas dela e comecei a socar bem gostoso nela. Comecei devagar e fui aumentando a velocidade. Durante algum tempo ficamos ali num sexo bem gostoso, com meu pau latejando dentro daquela buceta rosadinha.

Depois de um tempo, tirei a camisinha e passei o pau na cara dela, pronto pra gozar. Anunciei o jato de porra e lambusei toda a cara dela. Ela me fez uma cara de safada e lambeu as laterais da boca dizendo que estava toda molhadinha.

Com um cheiro de porra, fomos para o banho. Ela foi comigo e quando entramos no chuveiro, meu pau já estava duro de novo. Perguntei se ela aguentava mais uma, e ela, meio tímida, disse que não sabia. Eu precisava comer aquele cuzinho apertadinho, e fui massageando o corpo dela enquanto a água caia sobre nás. Pedi pra ela ficar de 4 e deu uma chupadinha no cúzinho dela. Ela piscava ele, parecendo que queria dar a bundinha pra eu comer.

Com o pau duro, comecei a colocá-lo devagar no cuzinho, quando ela sentiu, pediu para parar, mas depois que entrou a cabeça, ela se acostumou com a sensação e curtiu o anal. Era apertado, mas consegui meter forte até no fundinho, ela gemia alto e eu também não aguentava a sensação de prazer. A água do chuveiro deixava tudo mais gostoso. No fim, tirei o pau do cú dela e enchi a boca dela, gozei muito, tanto que ela não quis engolir.

Quando acabou o banho, nos secamos, ela deu um ultimo beijinho no meu pau, massageei a bucetinha dela, nos vestimos e combinamos de repetir isso outras vezes. Depois disso sá nos vimos novamente uma semana depois.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotico infancia brincando sem calcinhaFotos erótico padratos e entiadatirei o cabaco do garotinho mimado de onze anosconto coroa n**** pediu gay namorocrente viciada em engolirmeu avo aquele tarado comeu eu e amigas no riachoContos eroticos gordinha gostosacontos eroticos/narrafos safadod/gemidosContos namorada e o velhoContos pornos-esporrei na comida da cegaContos eróticos Seduzi o Motoqueiro bunda Grandearrombando o cu da luzia contosporrno doido pirenha velha vizinhaVi minha namorada dando pra varios contos eroticoscontos de vizinho tarado2paus nu mesmu buracunuas tomando banho de manteiga gostosotenns gemeno e gritanoCONTOSPORNO.nenémcontos eroticos incesto pai encoxado filhas avo encoxado netascontos erótico comadre desmaiou casada da bunda maior de todas contoscontos eroticos -FILHA tarada pelo Paicontos elas gostam de chupar e punhetacontos porno ajudou marido comer sogracontos eroticos papai 40 amigas i eu arrumaCONTOS EROTICOS REAIS EM VITORIA EStravesti bem dotado chupando o c****** da mulher do cumolicescontos eroticos estuprada no cine porno com o maridoContos eróticos gay comeu menininhoquero ser arronbada por outro cassete contoContoseroticoscomsogro"me enraba" cornocomendo e falando sacanageme gozando contosconto erótico zoofilia menina brinca com cão na estradacontos porno sou puta dos meus cachorrosconto de incesto iniciando os filhos a arte do.incestocontoa eroricos minha mulher meu inimigoxoxotao capusaocontos eróticos gordinhas na ginecologistacontos eróticos de brigas e submissão conto gay sou macho me encoxaramComtos casadas fodidas pelo patraomulher mostrando partes intimas meladagostosa de olho bendada e trançadachupando buceta soltando fumaçacontos di mulheris que ralaram pela primeira vezContos de tesao por uma mulher casadaconto erotico comviadinhocontos horoticos verdadeiras pelotasconto comendo a velha prostitutaconto erótico sobrinha. bem novinha fica esfrgando no colo do tio sem calcinhaminha filha chantagista contosfiz amor com minha irmamulher tem fetiche tama pirocada de travestiContos er meu que pitao peludomarido chupando a x*** delaContos eroticos tetas roxascontos gay trans teencontos eroticos casais falando putaria fantasiando outrocontoslésbicas chupando bucetada novinha gostosa cheia de tesãocontosFodelança contos comendo a mulher e sua amigacontos eroticos.os velhos meterao gostoso em mimsamba porno buceta com sujeiras brancasConto erotico meti tanto q sangroucontos eróticos insertos tiacontos eroticos de como eu perdi minha virgindade aos 16conto eróticos estupro no orfanatoespiando minha tia safada.htmlminha coleguinha me chamou pra comer o cuzinho na casa delacontos eroticos enganada e oferecida pelo maridocontos de vizinhascontos eroticos porno gay mijo amarelocontos coroas minha chefeGostosas nao aguentam o tesao e traem em contosmeu amigos me bateram e me fuderam conto gay