Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU PRIMINHO. . .

Click to this video!

Me chamo Nicole, tenho 20 anos ( acabei de fazer!), sou totalmente normal, cabelos um pouco comprido castanhos, olhos castanhos e sou do tipo falsa magra, mas tenho orgulho dos meus seios, que são grandes e bonitos.Considero o meu corpo muito legal, mas não fico me mostrando por aí, tenho meus “rolos”, mas sá, nada serio!

Alguns meses atrás tive que ir pra casa da minha avá que fica no interior de SP ( bem interior mesmo!) com a minha mãe, por que minha avá não estava bem e foi internada.

A casa da minha avá não é muito grande e é bem antiga, logo depois que chegamos, minha tia e meu primo chegaram também. Fazia cinco anos que não via eles, a ultima vez foi no aniversario do meu primo, que na época estava fazendo nove anos (ou seja ele esta com 19 anos) . Foi tudo normal, eu e minha mãe dormíamos num quarto e eles em outro.

Todo dia minha mãe e minha tia saiam cedo e ficavam o dia inteiro no hospital, eu cuidava da casa e meu primo ( que se chama Carlos Eduardo, mas chamamos de Cadu) me ajudava em alguma coisa e ficava assistindo Tv.

Eu percebi logo no primeiro dia que ele me olhava, fazia muito calor e eu estava sempre se shorts e ele secava minhas pernas, se eu usasse alguma blusa decotada ele não parava de encarar meus seios, eu me divertia com isso e sempre que eu podia eu provocava ele. As vezes “sem querer” eu roçava meu peito nele ou encostava minha bunda nele. Eu senti ele ficar paralisado varias vezes e isso me divertia. Já estávamos nessa a uma semana quando ele começou a revidar.

Eu estava lavando a louça do café da manhã e ele parou para tomar água do meu lado, eu senti a mão dele encostar de leve na minha bunda e fingi que não tinha percebido, ele fez de novo e de novo eu fingi nem perceber. Ele passou o dedo bem devagar por de baixo da barra do meu shorts encostando o dedo na minha coxa.

Eu apenas sorri e ele levou isso como um encorajamento, ele ficou atrás de mim e afastou o meu cabelo e começou a beijar de leve minha nuca, isso me arrepiou.

Ele, apesar de ser mais novo, é mais alto que eu, então foi fácil pra ele chegar um pouco mais perto e dar uma lambida leve no meu pescoço, aquilo foi como um choque percorrendo o meu corpo. Ele começou a morder minha orelha e uma mão dele subiu até o meu seio e começou apertar.Já dava pra sentir uma coisa bem dura contra a minha bunda e o jeito que ele apertava meu peito era de desesperado.

Eu resolvi deixar ele fazer e ver até onde aquilo ia. . .

Ele foi pondo a outra mão pra dentro do meu short, ficou me alisando por cima da minha calcinha, mas não aguentou muito e empurrou ela de lado e passou a mão pelo meu grelinho.

Aquilo já tava me deixando louca e eu acabei deixando escapar um gemido, isso foi o suficiente pra ele, ele abaixou meu short e enfiou dois dedos dentro de mim.

Ele ficava pondo e tirando, roçava seu pau na minha bunda junto.

Ele largou o meu seio e nem precisei abrir os olhos pra saber por que, eu vi o som do velcro da bermuda dele se abrindo.

Logo o pau dele tava livre e se intrometeu no meio das minhas coxas.

Ele abaixou mais o meu shorts e me puxou, fazendo minha bunda empinar um pouco e entrou.

Ele tava alucinado, eu sentia ele dentro de mim, eu ouvia a respiração e os gemidos dele o que me fazia ficar mais excitada, muito mais.

Não demorou muito pra eu mesma começar a gemer.

Ele me puxou pra trás e me fez me apoiar na pia, eu tava praticamente de quatro e ele não parava, cada vez mais rápido. Mas sempre com uma mão no meu clitáris.

Nás ouvimos um carro estacionando, devia ser a mãe dele, ele quis se afastar, mas eu segurei a mão dele “Goza!” eu mandei, ele ficou mais alucinado, tava tão rápido que eu achei que ia me esfolar e não demorou muito e ele gozou, eu senti toda aquela porra escorrer dentro de mim.

Ele se afastou rápido, ergueu a bermuda dele e o meu shorts e correu pro quarto, bem a tempo da mãe dele entrar e falar que tinha esquecido a bolsa.

Ela estava saindo quando perguntou se tinha acontecido alguma.

“ Não tia” eu respondi “Tudo ta normal!”

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos erotico de garotinha estupradas.contos eroticos trai meu marido com meu chefeContos eroticos humilhado seioseu e a amiga da esposa contoContos incesto filha calcinhalena beijando sua amga gostosoprimo de rendinha metade da bunda de fora em calcinha cabelo que sai para foraMeu sogro cheirou minha calcinhaconto eróticos a patinha da minha sogracantos eroticos de casada dando o cu vergiContos mamae é a puta da familia e dos vizinhoscontos esfrega buc gozada corninhofodas de esposas q gostam de ser curradasamigo do meu marido dano de bom frenre dele e mim chatagiado contos eroticocontos.eroticos.co.com a professora detalgadoconto eroticosde meninas q vai no baile funk sem calcinhae de vestidinhome fode jb. contosconto zoofilia fazenda a forca sexocontos eroyicoa muito rabudacontos eróticos de novinhas dando para garanhõesZooxoxotaconto mamo rolavidio porno corno mulher da em cima do jsrdineiro e empregada ver e participacontos de inxesto como o meu marido não me notava então eu fiquei dando mole para o meu irmão para ver o que ia acontecercontos eróticos dotadocontos eróticos de experiência bi de ninfetascontos aempregada nordestinasentei no colo do meu colega no onivus e ele ficou muito excitado contos de mulhercontos filha pequenaEperiencia zoofilia beijo babadocontos eroticos "coisa enorme"Contos eróticos de bebados gaysContos eróticos picantes pecadoscontos eróticos com velhana davela os homens nao tem frescura conto eroticoTio come sobrinha a força contos eroyicosdei para o comedor do bairro filhos contocontos eróticos virei marido da minha irmãminha cunhada traindo meu irmao com o patrai contosadoro andar sem calcinha contosPorno contos incesto pais e maes e suas meninas iniciando o melho sexo familharFudeer minha avoEu morava sozinho na cidade a filha do meu amigo ela veio do interior pra ela ser minha empregada conto eroticoContos eroticos de travesti com mendigocontos eroticos tia suruba com sobrinhosCONTOSPORNO sapecacontos de cú de primaPeguei meu filho e mandei ele chupar minha bucetacontos eroticos anal iniciando minha filhinhacontos eroticos como passei a ser travesti por causa do meu cunhadovendo namorada pau grande grosso traindo gozada porra contosmete vai vo gozar aiiiii uiii dlçcommini vidio porno so rabudas epitudasamo cheirar a boceta da minha esposa pela calçatransformação contos eroticoseu chupo hetero semprecontos eroticos gay fui enrrabado apanhei e gosei com um desconhecidoGravida do papai contosmulher dando a buceta no salao da foliaNinfetas mamando rola no cinema contoseroticoszueiras mais gostosas e fogosas da bunda grande e pernas grossasFazendo uma suruba coma sogra e o sogro contosContos meu marido me pediu chifreconto erotico em familiaconto erotico amigo bebado mulher carenteconto eu minha irmã e minha mãecontos de mulher insatisfeita com maridocontos de incestos eu estava dançando funk De vestidinho curto e meu pai viu e não aguentou e comeu meu cuzinhoElas quizeram isso contosconto de rasguei o cu da minha avóconto eroticos sem maldade senti que os dedos tocavam minha xoxorahttp://zoofilia deixei o dog meter na minha filha.contos