Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O GAROTO DA BIKE

Click to this video!

Tenho 27 anos sou moreno jambo, 178 e 80kl, me acho uma cara normal, mais as pessoas dizem que sou um moreno bonito, o que vou contar é uma histária real, aconteceu comigo e um visinho bem safado, moro no R.J, práximo a praia de botafogo, onde curto pegar minha bike e dar umas voltas na praia, numa dessas manhãs meu visinho Hugo (um garoto moreno claro, cabelos lisos até o ombro corpinho gostoso e uma bunda de enlouquecer) tocou a companhia do meu apartamento me pedindo uma bomba pra encher o pneu da sua bike, pedi que entrasse e entreguei a ele a bomba fiquei ali observando, por sorte minha seu pneu estava furado, aproveitei o momento e indiquei onde poderia comprar uma nova câmara, e já me oferecendo pra ajudá-lo a trocar, ele deixou sua bike ali mesmo na minha área de serviços, e desceu correndo, tomei um banho, me perfumei, vesti um short, passado uns 20 minutos ele chegou todo animado, - Comprei olha; entrou, e começamos a trabalhar, pra ficar mais tempo com ele, falei pra ter calma que iria demorar um pouco, ele disse tudo bem, tirei o pneu, comecei a limpar a roda, e nessa minha emrolação, sempre que possível tirava um sarrinho nele, me cochava nele, a desculpa era sempre a mesma, minha área de serviço é tam pequena, e nesse roça roça, meu pau já estava meio duro, fui no banheiro tirei minha cueca fiquei sá de short, voltei e retomei minha embromação eu estava louco de tesão doido pra fuder aquele garoto, acho que ele percebeu, começamos a conversar e entre um assunto e outro começamos a falar de sexo, eu como sempre muito safado, ele dava uns rizinhos meio tímido aquilo me enlouquecia ainda mais. Quando fui colocar o pneu no aro pedi que se abaixasse pra apoiar o aro enquanto forçava o pneu pra entrar no aro, ele se abaixou segurou o aro e eu fiquei bem na sua frente uma cena bem interessante, o rosto dele ficou uns quarenta centímetro do meu pau e ele não se fez de rogado, não tirava os olhos com um ar de sorriso na cara, meu caralho estava uma pedra, latejava sobre o short, e sem sunga estava naquele volume, fui me aproximando mais e mais sá pra ver qual seria sua atitude, quando ele disse seu pau tá duro e pulando se chegar alguém vai pensar que estamos transando, disse: ninguém vai chegar, mais eu adoraria fuder você bem gostoso. - Esse pau dentro de mim não aguentaria, sem falar que isso me arrebentaria todo, num momento sem pensar, rocei meu pau na cara dele, e tudo que ele sabia saber fazer era dar umas risadinhas bem safadas, se está rindo é porque está gostando - falei, rocei mais uma vez na cara dele, e mais uma, ele sá sabia rir, então encostei meu pau na cara dele, deixei sá pra ver o que faria e não me surpreendi quando ele começou a morde meu pau sobre o short, fui deixando pra ver até onde iria, dado momento abaixou meu short até o joelho e abocanhou minha vara, não me fiz de rogado segurei bem firme sua cabeça enrolei seus cabelos na minhas mãos e fui fazendo ele engolir aos poucos minha tora de 19 cm, pouco mais de 19 minutos não me aguentei e jorrei minha porra na sua garganta, levantei ele e comecei a chupar e lamber sua boca bebendo cada gota do meu gozo, era um troca troca de saliva e gozo eu jogava na boca dele e ele na minha, eu queria mais, perguntei se queria entrar: -É melhor os visinhos podem nos ver, disse, entramos para meu quarto ele já foi pro banheiro; - Preciso tomar um banho, fui no armário, peguei uma toalha, e entrei no chuveiro, -Pensei que não viria, me falou, voltamos a nos beijar, chupei bem gostoso aquele pirusinho, deveria ter uns 19 cm ele soltou uns gritinhos e gozou, voltamos a nos beijar e dividir aquele delicioso gozo, ficamos ali debaixo do chuveiro era um tal de esfrega esfrega, perguntei se queria ir pra cama; claro, mais quero comer alguma coisa, nos secamos me enrolei na toalha, ele saiu do chuveiro e ficou andando na minha casa pelado, foi na minha geladeira tomou dois copos de suco, na hora até achei engraçado ele andando pelado dentro do meu apartamento, todo à-vontade parecia que estava na sua casa, eu adorando observava cada centímetro daquele corpo lindo, do jeito que gosto; todo lizinho, bundinha empinada, deitei na cama liguei meu notebook entrei no site gay que adoro ( xvideos - gays) ele deitou do meu lado, ficamos abraçadinho assistindo o filme, depois de uns 19 minutos já estava em chamas, disse agora vou fuder esse cuzinho gostoso com muito carinho e calma, como não sou bobo tenho sempre em casa um lubrificando (sensible) deitei ele de bruços lambia seu cuzinho mordia enchi sua bundinha de beijos, lubrifiquei seu cuzinho e fui massageando um dedo, rsrsrs, dois dedos rsrsrs, três dedos, hahahaha!!!! ele gemia e falava que delícia e eu sá pedindo pra relaxar, fiquei em pé na cama ele de joelhos mamou minha vara como um bezerrinho lambuzou meu pau com sensible, se colocou na posição de frango assado deitei sobre ele beijava sua boca mordia seu pescoço seu ombro enquanto forçava meu pau no seu buraquinho, senti seu cú se dilacerando e minha vara entrando entrou gostoso senti sua unha precionando minha virilha e sua voz na minha boca: Devagar ta doendo, parei ficamos beijando, e deixei pra ele forçar seu cú contra meu pau, depois de estar tudo dentro dele ele começou a rebolar foi relaxando eu sá deixando ele curti meu cassete dentro do cú, dado momento tomei o controle e tranzamos a manhã toda, tranzamos umas duas horas várias posições, de lado de quatro, papai mamãe, frango assado, ele sentado em cima de mim, mais o que ele mais gostava e pedia pra fuder ele de novo era ele de bruços na cama com as pernas abertas a bundinha bem empinada eu entre suas pernas fudendo, beijando e mordendo sua nuca ele adorando minha respiração ofegando no seu pescoço, empinava a bunda e eu socava quando fui gozar tirei meu pau deixei sá a cabeça no cú dele e gozei gostoso, peguei ele pelo quadril, ficou de quatro abri bem sua bunda, e vi meu gozo vazar pelo seu furinho, como o sensible é perfumado e inibi o odor caí de língua e lambi todo meu gozo do seu buraquinho, deixei seu rabinho limpinho, fiz um boquete delicioso nele encheu minha boca de gozo, deitamos e ficamos abraçadinho, nos beijando e trocando carícias, disse que precisava me contar uma coisa, e foi dizendo que a historia da bomba pra encher seu pneu era conversa fiada, tudo armação queria mesmo é fuder comigo, alegando que percebia minhas olhadas safadas e quando passava eu ficava olhando sua bunda, uns dias apás encontrei seu Carlos no elevador o pai do Hugo me agradeceu por consertar o pneu da bike do seu filho, e eu o agradeci pelo bom filho que tem rsrsr estamos juntos até hoje e sempre dá conserto sua bike. Rsrsrsr Quem tiver afim é sá me add [email protected] beijos a todos.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos espiando a senhoracontos eróticos amadores com fotos de casais realizando fantasias de Megane masculinocontos eroticos pelos pubianos expostosputa que mora no bairro portãoconto meu irmecotra coroa que.evie vido sexo avivoconto erótico arrombei o fortãoCONTO ERROTICO EU ERRA FUDIDA PELOS MEUS AMIGOS NA ADOLECESIAcontos eroticos comadre angela trepando com doiscontos comi a japonesa rabuda casadacontos eróticos de bebados e drogados gaysempregada fingida, conto eroticoXvidio mulhes que anda a noitePapai enfiou o dedo na minha buc*** e gostei!Contos eroticos de filhas adolecentes e papai com rola grossaseduzudo e fudido contos gayler contos eroticos incesto mae transa com filho e pai esta desconfiandofamilia e esposa na farra conto eroticocontoseroticoscommaridoContos tia de saia curtaFui violada por pirocao contos eroticosmuitus contus estupro na favelacontos porno dei boa noite cinderela para meus pais e comi minha maeConto podolatria gay o chulé do loiroContos dois na minha mulhercache:A_ULZ8FKkSgJ:okinawa-ufa.ru/home.php fui toma banho na casa da tia eu confesotive que dar contos eróticoshetero batendo punheta conto gaycache:HVsxZOrs15AJ:http://okinawa-ufa.ru/m/conto_12619_quando-eu-dei-pela-primeira-vez.html+"dei pela primeira"na viajem de trabalho a mulher transa com o chefe e gostou contoconto erotico arrombei o travesti do baile funkcontos japonesa rabudaConto erótico sobrinha avó internadocontos eróticos procurei meu irmão si ele mastubavacontos esposa da o cu no acampamento ao lado d marido no escuroContos eroticos namoradasenrabada pelo meu filho especialContos, casada mal comidacontos mia subria noviacontos eróticos sarro no ombrover contos eroticos de empresários comendo o cu de.funcionáriosContos eróticos papai me querconto meu cu não voltou normalconto.erotico nao resistie estuprei o filho da vizinha no banheiro ele desmaioumarido fas esposa virar puta e comer bota contos eroticosmarido chupando a x*** delacontos ela da a bundaContos gay pinto pequenosou putinha mesmotouro estrupado uma. gostosa e ela fica muito esitadaconto erotico aline bucetinha apertadinhacontos ela sentou no meu colo sem calcinhacontos erotico gay negro dando pra brancocontos eroticos sou casada realizei o desejo do meu sobrinhoA melhor foda da minha vida, contosdando o cu no cine arouchexvidio pag biixinha gostosa cem caucinhaconto erotico pm macho batalhão estocadascontos eroticos gay meu pai de vinte e tres anos me comeu dormindo quando eu tinha oito anospediu para o marido lamber porra contoscumi a bucrtina contos eroticosConto eroticos no beco escurocontos de coroa com novinhorelatos eroticos minha mulher me traiu e me contou adoreicontos sou o macho da minha sobrinhajemro comvemceu a sogra e comeu sua bucétaminha tia coroa crente de 57 anos contopintudocontosnovinhaminha esposa ela não gostava de depilar sua buceta cheia de pentelhos eu disse pra ela se você raspar sua buceta vai ficar linda eu não sabia que minha esposa que ela tinha raspado sua buceta a noite eu entrei no quarto minha esposa tava deitada na cama com o lenço em cima da suas pernas ela disse pra mim tirar o lençol de cima da suas pernas eu tirei o lençol sua buceta tava raspadinha ela me perguntou pra mim você gostou da minha buceta raspadinha eu disse pra ela sua buceta raspadinha e linda eu comecei a chupar sua buceta ela gozo na minha boca ela chupou meu pau eu comecei a fuder sua buceta ela gozo ela ficou de quatro eu comecei a fuder seu cu conto eróticocontos eróticos nao deixavs eu chupar o anus delacontos eroticos gay fui enrrabado apanhei e gosei com um desconhecidoasfantazias das mulher de pornosou casada meu visinho novinho contoscontos eroticos de enteadascontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosprovocando meu tio com um short com as popa da bunda de forasogra chortinho provocando genro cozinha lavandocontos erotico baba casada chantageada por meninoenchemos a boceta de porra